ESTUDO E DESENVOLVIMENTO DE 
FERRAMENTA DE MIGRAÇÃO ENTRE 
SISTEMAS DE PUBLICAÇÃO DE TESES E 
DISSERTAÇÕES 
DIEGO JOSÉ MAC...
INTRODUÇÃO 
2 
 Em 2013, a BDTD agregava 97 bibliotecas digitais. 
 No início de 2014, a atualização tecnológica da BDTD...
INTRODUÇÃO 
3 
 Revela-se uma tendência na adoção do DSpace para 
depósitos de teses e dissertações (TDs), principalmente...
INTRODUÇÃO 
4 
 O Ibict desenvolveu um plug-in de migração de dados do 
TEDE, com formato de saída específico para o DSpa...
OBJETIVOS 
5 
 construção do plug-in, objetivando, contribuir com 
discussões sobre: 
 conversão automática de metadados...
METODOLOGIA 
 o desenvolvimento de um software que possibilita a 
migração de dados entre sistemas distintos, TEDE e 
DSp...
METODOLOGIA 
 O estudo apresentou três possibilidades, duas automáticas (harvesting 
com OAI-ORE ou webservices) e uma ma...
ESTRUTURA 
8 
TEDE 
Itens processados 
Exportação 
Plugin 
com sucesso 
Itens com 
pendências 
Algoritmos de 
Normalização...
ESTRUTURA 
9 
DSPACE 
TEDE 
Exportação 
Plugin 
Algoritmos de 
Normalização 
Importação 
Verificação e 
correção 
Usuário ...
TEDE TELA PLUGIN 
10
TEDE TELA PLUGIN 
11
TEDE TELA PLUGIN 
12
DSPACE - TELA PLUGIN 
IMPORTAÇÃO 
13
DSPACE - TELA PLUGIN 
IMPORTAÇÃO 
14
RESULTADO(S) E 
DISCUSSÃO 
 Destacam-se assim os seguintes pontos nos resultados 
de desenvolvimento: 
 A exportação dá-...
RESULTADO(S) E 
DISCUSSÃO 
 O conteúdo do campo assunto, quanto se utilizado o 
vocabulário do CNPq, é recuperado de form...
RESULTADO(S) E 
DISCUSSÃO 
 Os testes para refinamento do plug-in foram executados 
em diversas bases e com a exportação ...
CONCLUSÕES 
 Teses e dissertações são as únicas produções científicas 
que são de total responsabilidade da instituição. ...
CONCLUSÕES 
 O desenvolvimento do plug-in fortalece a ação do 
Ibict junto aos RIs e a atualização tecnológica das 
bibli...
OBRIGADO! 
Diego Macêdo 
diegomacedo@ibict.br 
+55 61 3217-6241 
20
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estudo e desenvolvimento de ferramenta de migração entre sistemas de publicação de teses e dissertações

410 visualizações

Publicada em

Estudo e desenvolvimento de ferramenta de migração entre sistemas de publicação de teses e dissertações - Diego José Macedo, Washington Luís Ribeiro, Tainá Batista de Assis, Milton Shintaku

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
410
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Contrastando com abordagem das ciências puras, a computação se caracteriza pelos estudos mistos de pesquisa e desenvolvimento, principalmente pelo alinhamento da disciplina à tecnologia aplicada. De característica empírica e experimental, o presente estudo se aproxima do que Wazlawick (2008) classifica de apresentação de produto virtual, visto que o autor considera a Ciência da Computação como a Ciência do Artificial, em oposição ao mundo real das Ciências Naturais. Assim, a presente pesquisa se baseou na coleta de metadados provenientes de sistemas de gestão de teses e dissertações, via protocolo Open Archives Initiative - Protocol Metadata Harvesting (OAI-PMH), com a aplicação de filtros para determinar variações, erros de preenchimento e grau de normalização.
  • Contrastando com abordagem das ciências puras, a computação se caracteriza pelos estudos mistos de pesquisa e desenvolvimento, principalmente pelo alinhamento da disciplina à tecnologia aplicada. De característica empírica e experimental, o presente estudo se aproxima do que Wazlawick (2008) classifica de apresentação de produto virtual, visto que o autor considera a Ciência da Computação como a Ciência do Artificial, em oposição ao mundo real das Ciências Naturais. Assim, a presente pesquisa se baseou na coleta de metadados provenientes de sistemas de gestão de teses e dissertações, via protocolo Open Archives Initiative - Protocol Metadata Harvesting (OAI-PMH), com a aplicação de filtros para determinar variações, erros de preenchimento e grau de normalização.
  • Estudo e desenvolvimento de ferramenta de migração entre sistemas de publicação de teses e dissertações

    1. 1. ESTUDO E DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTA DE MIGRAÇÃO ENTRE SISTEMAS DE PUBLICAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DIEGO JOSÉ MACEDO INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA ( IBICT) DIEGOMACEDO@IBICT.BR WASHINGTON L. R. DE CARVALHO SEGUNDO INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA ( IBICT) WASHINGONSEGUNDO@IBICT.BR TAINÁ BATISTA DE ASSIS INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA ( IBICT) TAINA@IBICT.BR MILTON SHINTAKU INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA ( IBICT) SHINTAKU@IBICT.BR 1
    2. 2. INTRODUÇÃO 2  Em 2013, a BDTD agregava 97 bibliotecas digitais.  No início de 2014, a atualização tecnológica da BDTD e a adoção de um novo sistema coletador, possibilitou a flexibilidade no processo de coleta. Sistema Quantidade TEDE 83 DSpace 14 Tecnologias diversas 7
    3. 3. INTRODUÇÃO 3  Revela-se uma tendência na adoção do DSpace para depósitos de teses e dissertações (TDs), principalmente, quando se considera a implantação de repositórios institucionais (RI) nas universidades.
    4. 4. INTRODUÇÃO 4  O Ibict desenvolveu um plug-in de migração de dados do TEDE, com formato de saída específico para o DSpace.
    5. 5. OBJETIVOS 5  construção do plug-in, objetivando, contribuir com discussões sobre:  conversão automática de metadados;  normalização de metadados;  migração de dados entre sistemas;  e adaptação de ferramentas
    6. 6. METODOLOGIA  o desenvolvimento de um software que possibilita a migração de dados entre sistemas distintos, TEDE e DSpace, foi estruturado em quatro etapas:  levantamento dos requisitos,  seleção do software,  A conectividade entre sistemas dá-se por várias formas, sendo a manual a mais trivialmente implementável e, a automática, a que mais fácil é aceita pelos usuários. 6
    7. 7. METODOLOGIA  O estudo apresentou três possibilidades, duas automáticas (harvesting com OAI-ORE ou webservices) e uma manual (plugin de migração). A adoção pelo processo manual deu-se depois da análise das opções, pelos seguintes motivos:  As opções automáticas deixariam os arquivos integrais de forma aberta e qualquer provedor de dados poderia coletá-los, logo as instituições costumam apresentar restrições a esse procedimento;  A execução manual permite processamento de dados durante a migração, possibilitando gerar conteúdo para outros campos, pela manipulação dos campos já existentes;  O processamento manual gera arquivos para migração, que podem ser armazenados como forma de preservação ou posterior processamento. 7
    8. 8. ESTRUTURA 8 TEDE Itens processados Exportação Plugin com sucesso Itens com pendências Algoritmos de Normalização Usuário Filtros
    9. 9. ESTRUTURA 9 DSPACE TEDE Exportação Plugin Algoritmos de Normalização Importação Verificação e correção Usuário Plugin Filtros Itens processados com sucesso Itens com pendências
    10. 10. TEDE TELA PLUGIN 10
    11. 11. TEDE TELA PLUGIN 11
    12. 12. TEDE TELA PLUGIN 12
    13. 13. DSPACE - TELA PLUGIN IMPORTAÇÃO 13
    14. 14. DSPACE - TELA PLUGIN IMPORTAÇÃO 14
    15. 15. RESULTADO(S) E DISCUSSÃO  Destacam-se assim os seguintes pontos nos resultados de desenvolvimento:  A exportação dá-se organizando os itens exportados em pastas por Programa de Pós-graduação e grau;  O conteúdo do campo citação é gerado com base nos campos existentes no banco, conforme norma ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) 6023; 15
    16. 16. RESULTADO(S) E DISCUSSÃO  O conteúdo do campo assunto, quanto se utilizado o vocabulário do CNPq, é recuperado de forma completa, com os valores intermediários;  Há um algoritmo de correção de caracteres inválidos, os quais podem ter sido inseridos no processo de catalogação;  Ocorre a normalização de campos como grau e padronização do campo de autor, conforme ABNT. 16
    17. 17. RESULTADO(S) E DISCUSSÃO  Os testes para refinamento do plug-in foram executados em diversas bases e com a exportação de mais de dez mil registros, sendo que menos de dez por cento apresentam problemas que não podem ser resolvidos automaticamente e são armazenados em pastas de triagem separadas, para posterior verificação e correção manual. 17
    18. 18. CONCLUSÕES  Teses e dissertações são as únicas produções científicas que são de total responsabilidade da instituição. Prescindem da figura do editor, e sendo, portanto, em geral, os tipos de documentos mais facilmente agregados aos repositórios institucionais e a outros sistemas de informação. 18
    19. 19. CONCLUSÕES  O desenvolvimento do plug-in fortalece a ação do Ibict junto aos RIs e a atualização tecnológica das bibliotecas digitais, revelando a importância da disseminação das TDs em texto integral em seus formatos digitais. Apresenta-se a relevância de estudos aplicados que resultam em produto, visando o atendimento de uma comunidade e alinhando-se às tendências de tecnologias de acesso aberto no contexto institucional acadêmico. 19
    20. 20. OBRIGADO! Diego Macêdo diegomacedo@ibict.br +55 61 3217-6241 20

    ×