SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL
EMUMA UNIVERSIDADE PÚBLICA BRASILEIRA:
a experiência da Universidade de São Paulo
Profa. Dra. Sueli Mara Soares Pinto Ferreira
Diretora Técnica - 18.Out.2010
I CONFERÊNCIA LUSO-BRASILEIRA SOBRE ACESSO ABERTO
25 a 26 de novembro de 2010 · Universidade do Minho · Braga · Portugal
REPOSITÓRIOINSTITUCIONAL EMUMA
UNIVERSIDADE PÚBLICA BRASILEIRA: a
experiência da Universidade de São Paulo
 Autores
 Sueli Mara S. P. Ferreira (Escola de Comunicações e Artes e
Sistema Integrado de Bibliotecas/USP)
 Eidi Raquel F. Abdalla (Sistema Integrado de
Bibliotecas/USP)
 Edson S. Gomi (Escola Politécnica/USP)
 Ewout ter Haar (Instituto de Física/USP)
 Elisabeth Dudziak (Escola Politécnica/USP)
 Rosa Maria Fischi (Faculdade de Medicina Veterinária e
Zootecnia/USP)
Objetivo desta apresentação
 Descrever o histórico da USP em relação ao
acesso aberto à sua produção.
 Compartilhar a experiência da construção da
política e do repositório institucional da USP, a
partir da descrição das distintas e complexas
estratégias desenvolvidas para a mudança de
paradigma e inserção da universidade no
cenário atual do acesso aberto.
A USP em números (2009)
 Docentes/Pesquisadores => 5.732
 Alunos:
 Graduação - 56.998
 Pós-Graduação - 31.263
 Funcionários -15.341
 Cursos:
 Graduação - 239
 Pós-Graduação - 299 (mestrado)
- 309 (doutorado)
USP – Distribuição Geográfica
Capital e 9 campi do interior
Sistema Integrado de Bibliotecas
SIBiUSP
Posição: 30.11.2009
 43 bibliotecas vinculadas as IES/USP
 Recursos Humanos
 Superior – 322
 Técnico – 303
 Básico - 174
 Acervo - 7.967.841
 Livros - 2.204.153
 Títulos de Periódicos correntes - 77.258
 Total de fascículos de periódicos - 4.793.355
 Teses e outros materiais não periódicos - 968.388
Produção USP – oficial
 1995 - Resolução n.4221 - depósito legal e o
controle bibliográfico da produção intelectual
USP
 2002 – Portaria 01 – obrigatoriedade das
teses e dissertações
 2006 – Portaria 3726 – revistas científicas
USP
Produção USP – BDTD acesso
aberto
 Biblioteca Digital de Teses (2001)
 BDTD – NDLTD
 TOTAL - 25.751
 Dissertações - 15.463
 Teses - 10.152
 Livre Docência- 136
 Crescimento anual - >5.500
 Para digitalização - 71.000
Produção USP – Revistas de acesso aberto
Portal de Revistas USP(SCIELO)
 54 revistas já credenciadas
 SciELO = 23 títulos correntes
 WOS = 10
 JCR = 7
 Scopus = 17
 40 em processo de credenciamento
Produção USP – Didáticos – acesso aberto
 Bibliotecas digitais de monografias graduação
 Iniciativas em distintas unidades USP
 Recursos educacionais de aprendizagem
 IPTV/USP (22 comunidades temáticas)
 STOA (23.561 usuários)
 Iniciativas diversas de Bibliotecas Digitais
 Biodiversidade (SCIELO)
Produção USP – outras?
 E a produção USP publicada em outros
canais que não mantidos pela própria
Universidade?
Projeto FINEP/IBICT
 Edital fevereiro 2009
 Iniciativa
 Pró-Reitoria de Pesquisa
 Escola de Comunicações e Artes e
 SIBiUSP
 Projeto “Política Institucional de Informação
USP” - Processo USP no. 09.1.1556.27.4
 Início Março 2010
Estratégias iniciais
 Atuação em Unidades Piloto
 EACH
 ECA
 FMVZ
 Cobertura e representação das distintas áreas
científicas: Biológicas, Exatas e Humanas
 Equipe de professores envolvidos a priori com
a questão do acesso aberto
Estratégias iniciais
 Revisão das tipologias atuais produção
intelectual USP
 científica (artigos de revistas, livros, eventos...)
 artística (filmes, cenografia, curadoria, figurino...)
 técnica (projetos, portais, softwares...)
 didática (recursos educacionais de aprendizagem)
 Base de discussão
 Documentos de área Programas de Pós Graduação
 QUALIS Artítisco, Livro e Revista ...
Projeto Política Institucional
OBJETIVOS
(1) Discutir e propor uma Política Institucional
de Informação na USP, definindo parâmetros
para melhor adequação dos direitos autorais e
a questão do acesso aberto à sua produção
intelectual (técnico-científica, artística e
didática)
Projeto Política Institucional
OBJETIVOS
(2) Implantar um Repositório Institucional USP
(sistema automatizado conjugado com bancos
corporativos e LATTES) para depósito legal
do texto completo da produção intelectual da
USP, oferecendo acesso
aberto/embargado/restrito e possibilitando
governança dos dados desta produção por
unidades administrativas.
Projeto Política Institucional
OBJETIVOS
(3) Oferecer um espaço de referência sobre a
publicação de acesso aberto que oriente e
auxilie o corpo docente e discente da USP
nas questões de direitos autorais, editoras e
modelos editorais de compartilhamento e/ou
embargo, atualizações sobre o movimento
internacional do acesso aberto e formas de
aumentar a visibilidade da produção científica.
Projeto Política Institucional
AÇÕES EM ANDAMENTO
1º. OBJETIVO - POLÍTICA INSTITUCIONAL
 Revisão e Atualização da Portaria 4221, de
17.11.1995 – sobre memória institucional,
depósito legal e controle bibliográfico frente o
novo contexto digital
 Envolvimento de todos os docentes, discentes,
bibliotecários, gestores de unidades, pró-reitorias
e reitoria ...
 Definição de uma Política interna a partir de
consenso.
Projeto Política Institucional
AÇÕES EM ANDAMENTO
 1º. OBJETIVO - POLÍTICA INSTITUCIONAL
 Equipe do projeto envolve corpo docente e
funcional
 Análise das pecualiaridades das distintas áreas
 Mapeamento das revistas utilizadas para
publicação pelos docentes USP
 SEMANA NACIONAL DO LIVRO E DA
BIBLIOTECA 2010
 Atividades/palestas nas 43 bibliotecas USP
 Fórum de discussão sobre Acesso Aberto na USP –
carta de adesão ao movimento
 Materiais informativos diversos
Projeto Política Institucional
AÇÕES EM ANDAMENTO
 1º. OBJETIVO - POLÍTICA INSTITUCIONAL
 Resultado do Fórum Aberto
 Carta de adesão ao movimento – minuta por16
dias
 Carta final para assinatura – 22/Nov/2010
 www.acessoaberto.usp.br/cartaUSP
Projeto Política Institucional
AÇÕES EM ANDAMENTO
 2º. OBJETIVO - REPOSITÓRIO
INSTITUCIONAL
 Três unidades piloto – EACH, ECA e FVMZ
 Treinamento das equipes
 Elaboração de tutoriais
 Uso do Dspace
 Pesquisa sobre revistas – cientificidade, direitos
autorais, declarações explícitas
 Direitos autorais
 Acesso aberto, embargo e restrito
 Cre ative Co m m o ns
Projeto Política Institucional
AÇÕES EM ANDAMENTO
25/10/2010
2º. OBJETIVO - REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL
 Produção cadastrada no Dedalus
(1985-2009) - 525.362 itens
.
Projeto Política Institucional
AÇÕES EM ANDAMENTO
 2º. OBJETIVO - REPOSITÓRIO
INSTITUCIONAL
 Total de títulos revistas : 471
 Acesso aberto GOLD - 99
 Acesso aberto VERDE - 105
Projeto Política Institucional
AÇÕES EM ANDAMENTO
RePI/
USP
Auto-arquivo
Biblioteca arquiva
Atualização automática
Protocolo SWORD
LATTES
DEDALUS
FEDERAÇÃO DE BD´S
USP
2º. OBJETIVO - REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL
GOOGLE ACADÊMICO
METABUSCADORES
DIVERSOS
(RICA, OAISTER, OPEN-J
GATE...)
Projeto Política Institucional
AÇÕES EM ANDAMENTO
 2º. OBJETIVO - REPOSITÓRIO
INSTITUCIONAL
 Capacitação RH
 Distinçao clara das atividades
 Equipe nas bibliotecas piloto
 Equipe no Departamento Técnico
 Mensais
 Equipes bibliotecárias
 Equipes analistas
Projeto Política Institucional
(Finep/IBICT 2009)
 3º. OBJETIVO - ESPAÇO DE REFERÊNCIA
 Temas como:
 Direitos autorais
 Lista de revistas
 Políticas institucionais nacionais e internacionais
 Repositórios institucionais
 Links de interesse
 Agencias de fomento aderente ao Movimento
 Etc.
www.acessoaberto.usp.br
dtsibi@usp.br
obrigada

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Elementos de una red
Elementos de una redElementos de una red
Elementos de una red
FabiolaNu
 
Doc-0c-14-docsviewer.googleusercontent.com_viewer_securedownload_dsn1aovipa...
  Doc-0c-14-docsviewer.googleusercontent.com_viewer_securedownload_dsn1aovipa...  Doc-0c-14-docsviewer.googleusercontent.com_viewer_securedownload_dsn1aovipa...
Doc-0c-14-docsviewer.googleusercontent.com_viewer_securedownload_dsn1aovipa...
Dilson Humberto Rico
 
Evaluation zoe
Evaluation zoeEvaluation zoe
Evaluation zoe
kathrynx
 
Singapore's own treasure island
Singapore's own treasure islandSingapore's own treasure island
Singapore's own treasure island
Ankita Shreeram
 
Párrafo
PárrafoPárrafo
Párrafo
Maibeq
 
Slide share gbi - andres dario guecha
Slide share   gbi - andres dario guechaSlide share   gbi - andres dario guecha
Slide share gbi - andres dario guecha
Andres Güecha
 
NRG Company Profile_2015
NRG Company Profile_2015NRG Company Profile_2015
NRG Company Profile_2015
Nikos Vasilikos
 
Faty powerpoin albert_einstein
Faty powerpoin albert_einsteinFaty powerpoin albert_einstein
Faty powerpoin albert_einstein
fatysuli
 
Folhas
FolhasFolhas
Folhas
Menani
 

Destaque (20)

Tpd schulze secondary - 4 dimensions of...
Tpd schulze  secondary - 4 dimensions of...Tpd schulze  secondary - 4 dimensions of...
Tpd schulze secondary - 4 dimensions of...
 
Olugarcerto
OlugarcertoOlugarcerto
Olugarcerto
 
Elementos de una red
Elementos de una redElementos de una red
Elementos de una red
 
Doc-0c-14-docsviewer.googleusercontent.com_viewer_securedownload_dsn1aovipa...
  Doc-0c-14-docsviewer.googleusercontent.com_viewer_securedownload_dsn1aovipa...  Doc-0c-14-docsviewer.googleusercontent.com_viewer_securedownload_dsn1aovipa...
Doc-0c-14-docsviewer.googleusercontent.com_viewer_securedownload_dsn1aovipa...
 
Evaluation zoe
Evaluation zoeEvaluation zoe
Evaluation zoe
 
Singapore's own treasure island
Singapore's own treasure islandSingapore's own treasure island
Singapore's own treasure island
 
Motivacion en la organicacion
Motivacion en la organicacionMotivacion en la organicacion
Motivacion en la organicacion
 
Párrafo
PárrafoPárrafo
Párrafo
 
Slide share gbi - andres dario guecha
Slide share   gbi - andres dario guechaSlide share   gbi - andres dario guecha
Slide share gbi - andres dario guecha
 
Sistema operativo de windows tutorial
Sistema operativo de windows tutorialSistema operativo de windows tutorial
Sistema operativo de windows tutorial
 
manejo
manejo manejo
manejo
 
NRG Company Profile_2015
NRG Company Profile_2015NRG Company Profile_2015
NRG Company Profile_2015
 
Tipos de Liderazgo
Tipos de LiderazgoTipos de Liderazgo
Tipos de Liderazgo
 
UBUNTU
UBUNTUUBUNTU
UBUNTU
 
Faty powerpoin albert_einstein
Faty powerpoin albert_einsteinFaty powerpoin albert_einstein
Faty powerpoin albert_einstein
 
Folhas
FolhasFolhas
Folhas
 
Dn12 u3 a19_maah tema libre
Dn12 u3 a19_maah  tema libreDn12 u3 a19_maah  tema libre
Dn12 u3 a19_maah tema libre
 
Tpd schulze secondary- all plans
Tpd schulze   secondary- all plansTpd schulze   secondary- all plans
Tpd schulze secondary- all plans
 
VIDEOCONFERENCIAS
VIDEOCONFERENCIASVIDEOCONFERENCIAS
VIDEOCONFERENCIAS
 
NAVEGADOR CHROME
NAVEGADOR CHROMENAVEGADOR CHROME
NAVEGADOR CHROME
 

Semelhante a Acesso aberto confoa nov10 portugal

Apresentação Teresinha das Graças Coletta - Parte 1
Apresentação Teresinha das Graças Coletta - Parte 1Apresentação Teresinha das Graças Coletta - Parte 1
Apresentação Teresinha das Graças Coletta - Parte 1
bcoufscar
 
Fonte primaria [modo de compatibilidade]
Fonte primaria [modo de compatibilidade]Fonte primaria [modo de compatibilidade]
Fonte primaria [modo de compatibilidade]
jani_jpa2012
 

Semelhante a Acesso aberto confoa nov10 portugal (20)

Teses Digitais E Conhecimento de Acesso Livre_Out 09
Teses Digitais E Conhecimento de Acesso Livre_Out 09Teses Digitais E Conhecimento de Acesso Livre_Out 09
Teses Digitais E Conhecimento de Acesso Livre_Out 09
 
Teses Digitais E Conhecimento De Acesso Livre Out 09
Teses Digitais E Conhecimento De Acesso Livre   Out 09Teses Digitais E Conhecimento De Acesso Livre   Out 09
Teses Digitais E Conhecimento De Acesso Livre Out 09
 
Ufsc ocs ojs
Ufsc ocs ojsUfsc ocs ojs
Ufsc ocs ojs
 
Repositórios institucionais como ambientes de acesso aberto nas universidades...
Repositórios institucionais como ambientes de acesso aberto nas universidades...Repositórios institucionais como ambientes de acesso aberto nas universidades...
Repositórios institucionais como ambientes de acesso aberto nas universidades...
 
Apresentação versão final minho_2010vf
Apresentação versão final minho_2010vfApresentação versão final minho_2010vf
Apresentação versão final minho_2010vf
 
Recursos informacionais 2018
Recursos informacionais 2018Recursos informacionais 2018
Recursos informacionais 2018
 
Confoa 2012 bdpi 2012
Confoa 2012   bdpi 2012Confoa 2012   bdpi 2012
Confoa 2012 bdpi 2012
 
Arquitetura da informação em periódicos científicos
Arquitetura da informação em periódicos científicosArquitetura da informação em periódicos científicos
Arquitetura da informação em periódicos científicos
 
ACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES: O CASO BDTD
ACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES:  O CASO BDTDACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES:  O CASO BDTD
ACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES: O CASO BDTD
 
Campanha Mês da Produção USP 2012 - Palestra aos Bibliotecários - Profa. Suel...
Campanha Mês da Produção USP 2012 - Palestra aos Bibliotecários - Profa. Suel...Campanha Mês da Produção USP 2012 - Palestra aos Bibliotecários - Profa. Suel...
Campanha Mês da Produção USP 2012 - Palestra aos Bibliotecários - Profa. Suel...
 
Reunião de Chefias de Bibliotecas
Reunião de Chefias de BibliotecasReunião de Chefias de Bibliotecas
Reunião de Chefias de Bibliotecas
 
Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...
Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...
Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...
 
Repositorio Institucional de FIOCRUZ
Repositorio Institucional de FIOCRUZRepositorio Institucional de FIOCRUZ
Repositorio Institucional de FIOCRUZ
 
Apresentação Teresinha das Graças Coletta - Parte 1
Apresentação Teresinha das Graças Coletta - Parte 1Apresentação Teresinha das Graças Coletta - Parte 1
Apresentação Teresinha das Graças Coletta - Parte 1
 
Fonte primaria [modo de compatibilidade]
Fonte primaria [modo de compatibilidade]Fonte primaria [modo de compatibilidade]
Fonte primaria [modo de compatibilidade]
 
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOPCurso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
 
Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...
Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...
Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...
 
Seminário paty aula 6
Seminário paty aula 6Seminário paty aula 6
Seminário paty aula 6
 
Gestão e Descoberta das Coleções USP [FIOCRUZ 2014]
Gestão e Descoberta das Coleções USP [FIOCRUZ 2014]Gestão e Descoberta das Coleções USP [FIOCRUZ 2014]
Gestão e Descoberta das Coleções USP [FIOCRUZ 2014]
 
Teses, dissertações e livros: acesso eletrônico
Teses, dissertações e livros: acesso eletrônicoTeses, dissertações e livros: acesso eletrônico
Teses, dissertações e livros: acesso eletrônico
 

Mais de Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta

Mais de Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta (20)

Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
 
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição EletrónicaPré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
 
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
 
10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA
 
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência AbertaPrograma de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
 
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso AbertoAnálise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
 
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do pacienteAcesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
 
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
 
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
 
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
 
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
 
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
 
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOIServiço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
 
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
 
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
 
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidadePreservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
 
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
 
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em PortugalDo acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
 
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
 
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
 

Acesso aberto confoa nov10 portugal

  • 1. REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL EMUMA UNIVERSIDADE PÚBLICA BRASILEIRA: a experiência da Universidade de São Paulo Profa. Dra. Sueli Mara Soares Pinto Ferreira Diretora Técnica - 18.Out.2010 I CONFERÊNCIA LUSO-BRASILEIRA SOBRE ACESSO ABERTO 25 a 26 de novembro de 2010 · Universidade do Minho · Braga · Portugal
  • 2. REPOSITÓRIOINSTITUCIONAL EMUMA UNIVERSIDADE PÚBLICA BRASILEIRA: a experiência da Universidade de São Paulo  Autores  Sueli Mara S. P. Ferreira (Escola de Comunicações e Artes e Sistema Integrado de Bibliotecas/USP)  Eidi Raquel F. Abdalla (Sistema Integrado de Bibliotecas/USP)  Edson S. Gomi (Escola Politécnica/USP)  Ewout ter Haar (Instituto de Física/USP)  Elisabeth Dudziak (Escola Politécnica/USP)  Rosa Maria Fischi (Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia/USP)
  • 3. Objetivo desta apresentação  Descrever o histórico da USP em relação ao acesso aberto à sua produção.  Compartilhar a experiência da construção da política e do repositório institucional da USP, a partir da descrição das distintas e complexas estratégias desenvolvidas para a mudança de paradigma e inserção da universidade no cenário atual do acesso aberto.
  • 4. A USP em números (2009)  Docentes/Pesquisadores => 5.732  Alunos:  Graduação - 56.998  Pós-Graduação - 31.263  Funcionários -15.341  Cursos:  Graduação - 239  Pós-Graduação - 299 (mestrado) - 309 (doutorado)
  • 5. USP – Distribuição Geográfica Capital e 9 campi do interior
  • 6. Sistema Integrado de Bibliotecas SIBiUSP Posição: 30.11.2009  43 bibliotecas vinculadas as IES/USP  Recursos Humanos  Superior – 322  Técnico – 303  Básico - 174  Acervo - 7.967.841  Livros - 2.204.153  Títulos de Periódicos correntes - 77.258  Total de fascículos de periódicos - 4.793.355  Teses e outros materiais não periódicos - 968.388
  • 7. Produção USP – oficial  1995 - Resolução n.4221 - depósito legal e o controle bibliográfico da produção intelectual USP  2002 – Portaria 01 – obrigatoriedade das teses e dissertações  2006 – Portaria 3726 – revistas científicas USP
  • 8. Produção USP – BDTD acesso aberto  Biblioteca Digital de Teses (2001)  BDTD – NDLTD  TOTAL - 25.751  Dissertações - 15.463  Teses - 10.152  Livre Docência- 136  Crescimento anual - >5.500  Para digitalização - 71.000
  • 9. Produção USP – Revistas de acesso aberto Portal de Revistas USP(SCIELO)  54 revistas já credenciadas  SciELO = 23 títulos correntes  WOS = 10  JCR = 7  Scopus = 17  40 em processo de credenciamento
  • 10. Produção USP – Didáticos – acesso aberto  Bibliotecas digitais de monografias graduação  Iniciativas em distintas unidades USP  Recursos educacionais de aprendizagem  IPTV/USP (22 comunidades temáticas)  STOA (23.561 usuários)  Iniciativas diversas de Bibliotecas Digitais  Biodiversidade (SCIELO)
  • 11. Produção USP – outras?  E a produção USP publicada em outros canais que não mantidos pela própria Universidade?
  • 12. Projeto FINEP/IBICT  Edital fevereiro 2009  Iniciativa  Pró-Reitoria de Pesquisa  Escola de Comunicações e Artes e  SIBiUSP  Projeto “Política Institucional de Informação USP” - Processo USP no. 09.1.1556.27.4  Início Março 2010
  • 13. Estratégias iniciais  Atuação em Unidades Piloto  EACH  ECA  FMVZ  Cobertura e representação das distintas áreas científicas: Biológicas, Exatas e Humanas  Equipe de professores envolvidos a priori com a questão do acesso aberto
  • 14. Estratégias iniciais  Revisão das tipologias atuais produção intelectual USP  científica (artigos de revistas, livros, eventos...)  artística (filmes, cenografia, curadoria, figurino...)  técnica (projetos, portais, softwares...)  didática (recursos educacionais de aprendizagem)  Base de discussão  Documentos de área Programas de Pós Graduação  QUALIS Artítisco, Livro e Revista ...
  • 15. Projeto Política Institucional OBJETIVOS (1) Discutir e propor uma Política Institucional de Informação na USP, definindo parâmetros para melhor adequação dos direitos autorais e a questão do acesso aberto à sua produção intelectual (técnico-científica, artística e didática)
  • 16. Projeto Política Institucional OBJETIVOS (2) Implantar um Repositório Institucional USP (sistema automatizado conjugado com bancos corporativos e LATTES) para depósito legal do texto completo da produção intelectual da USP, oferecendo acesso aberto/embargado/restrito e possibilitando governança dos dados desta produção por unidades administrativas.
  • 17. Projeto Política Institucional OBJETIVOS (3) Oferecer um espaço de referência sobre a publicação de acesso aberto que oriente e auxilie o corpo docente e discente da USP nas questões de direitos autorais, editoras e modelos editorais de compartilhamento e/ou embargo, atualizações sobre o movimento internacional do acesso aberto e formas de aumentar a visibilidade da produção científica.
  • 18. Projeto Política Institucional AÇÕES EM ANDAMENTO 1º. OBJETIVO - POLÍTICA INSTITUCIONAL  Revisão e Atualização da Portaria 4221, de 17.11.1995 – sobre memória institucional, depósito legal e controle bibliográfico frente o novo contexto digital  Envolvimento de todos os docentes, discentes, bibliotecários, gestores de unidades, pró-reitorias e reitoria ...  Definição de uma Política interna a partir de consenso.
  • 19. Projeto Política Institucional AÇÕES EM ANDAMENTO  1º. OBJETIVO - POLÍTICA INSTITUCIONAL  Equipe do projeto envolve corpo docente e funcional  Análise das pecualiaridades das distintas áreas  Mapeamento das revistas utilizadas para publicação pelos docentes USP  SEMANA NACIONAL DO LIVRO E DA BIBLIOTECA 2010  Atividades/palestas nas 43 bibliotecas USP  Fórum de discussão sobre Acesso Aberto na USP – carta de adesão ao movimento  Materiais informativos diversos
  • 20. Projeto Política Institucional AÇÕES EM ANDAMENTO  1º. OBJETIVO - POLÍTICA INSTITUCIONAL  Resultado do Fórum Aberto  Carta de adesão ao movimento – minuta por16 dias  Carta final para assinatura – 22/Nov/2010  www.acessoaberto.usp.br/cartaUSP
  • 21. Projeto Política Institucional AÇÕES EM ANDAMENTO  2º. OBJETIVO - REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL  Três unidades piloto – EACH, ECA e FVMZ  Treinamento das equipes  Elaboração de tutoriais  Uso do Dspace  Pesquisa sobre revistas – cientificidade, direitos autorais, declarações explícitas  Direitos autorais  Acesso aberto, embargo e restrito  Cre ative Co m m o ns
  • 22. Projeto Política Institucional AÇÕES EM ANDAMENTO 25/10/2010 2º. OBJETIVO - REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL  Produção cadastrada no Dedalus (1985-2009) - 525.362 itens .
  • 23. Projeto Política Institucional AÇÕES EM ANDAMENTO  2º. OBJETIVO - REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL  Total de títulos revistas : 471  Acesso aberto GOLD - 99  Acesso aberto VERDE - 105
  • 24. Projeto Política Institucional AÇÕES EM ANDAMENTO RePI/ USP Auto-arquivo Biblioteca arquiva Atualização automática Protocolo SWORD LATTES DEDALUS FEDERAÇÃO DE BD´S USP 2º. OBJETIVO - REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL GOOGLE ACADÊMICO METABUSCADORES DIVERSOS (RICA, OAISTER, OPEN-J GATE...)
  • 25. Projeto Política Institucional AÇÕES EM ANDAMENTO  2º. OBJETIVO - REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL  Capacitação RH  Distinçao clara das atividades  Equipe nas bibliotecas piloto  Equipe no Departamento Técnico  Mensais  Equipes bibliotecárias  Equipes analistas
  • 26. Projeto Política Institucional (Finep/IBICT 2009)  3º. OBJETIVO - ESPAÇO DE REFERÊNCIA  Temas como:  Direitos autorais  Lista de revistas  Políticas institucionais nacionais e internacionais  Repositórios institucionais  Links de interesse  Agencias de fomento aderente ao Movimento  Etc.