SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 42
TRANSGÊNICOS E ASPECTOS
ÉTICOS.
Cibele Almeida
Claudiane Pedro
Conceição Á. B. Nascimento
Michael Souza
Pouso Alegre
2013
INTRODUÇÃO
• Transgênicos ou OGMs: organismos que
detêm em sua essência genes de outros
organismos, que é possível por meio da
Engenharia Genética.
• Engenharia Genética técnicas de manipular
DNA recombinante (ocorrem desde a
década de 70.)
(Figura 1) Os transgênicos podem perder suas características naturais.
Disponível em: <http://transnet.ning.com/profiles/blogs/2018942:blogpost:8538>
QUAL O OBJETIVO AO CRIAREM OS
TRANSGÊNICOS:
• Aumento de produção
• Ascensão dos lucros
• Diminuição dos custos
• Competir em um mercado cada vez mais
exigente e competitivo
• Os transgênicos levantam muitas polêmicas
em todo o mundo, principalmente quando se
trata de alimentos destinados a humanos.
• Diante dessa polêmica, a Europa não aceita
o consumo desses produtos em áreas
urbanas, já os EUA são a favor.
• Já existem transgênicos na cadeia alimentar
no Brasil.
ARGUMENTOS FAVORÁVEIS
• Aumentar a produção de alimentos.
• A produção pode ser mais econômica.
• Requer menos quantidade de agro
defensivos, água e máquinas agrícolas.
• Possibilidade de se desenvolver alimentos
mais nutritivos.
• Produzir substâncias úteis para a saúde
humana: vitaminas, anticorpos e remédios.
• Utilizar enzimas de bactérias
geneticamente modificadas no sabão em
pó.
• Produzir forrageiras geneticamente
modificadas.
• Organismos com tolerância à pressão
bióticas e abióticas.
• Usar terras improdutivas.
ARGUMENTOS CONTRAOS TRANSGÊNICOS
• A utilização desses organismos, e de
produtos que os contém, é um tema de
bastante destaque e controvérsias. Os
defensores- como as empresas Monsanto,
Dupont, Syngenta, KWS, AG, e DLF,
afirmam que esses alimentos são mais
produtivos e resistentes.
(Figura 2)
(Figura 3)
• Já a vertente contrária frisa primariamente
as questões éticas, questionadas até onde
vai o direito humano de alterar a natureza.
• Algumas evidências já foram identificadas
como fato de que o material genético
transgênico suplanta o perímetro de 20m(
“seguros”) entre as culturas contaminando
as lavouras convencionais.
(Figura 4) CRIIGEN divulgou foto de ratos alimentados com milho transgênicos de
gigante americana.
Disponível em: <http://noticias.band.uol.com.br/ciencia/noticia/?id=100000535119>
(Figura 5)
• A possibilidades destes alimentos
diminuírem ou aumentarem o efeito de
antibióticos que a de se perder o controle
sobre os indivíduos originais e os
transgênicos, podendo causar impactos
inestimáveis em toda biodiversidade.
• Buscando mais estudos, melhoria na
fiscalização e argumentos, resultados de
segurança desses tipos de produtos
podem ser fornecidos .
(Figura6)
(Figura 7)
(Figura 8 ) O mundo de acordo com a Monsanto (doença causada por transgênicos
é pesquisada). Disponível em:
<http://transnet.ning.com/profiles/blogs/2018942:BlogPost:8538>
• O Greenpeace defende um modelo de
agricultura baseado na biodiversidade
agrícola e que não se utilize de produtos
tóxicos, por entender que só assim
teremos agricultura para sempre.
(Figura 9) Disponível em: <http://www.greenpeace.org/brasil/pt/O-que-
fazemos/Transgenicos/>
10 ALIMENTOS TRANSGÊNICOS QUE JÁ
ESTÃO OU IRÃO ENTRAR NA CADEIA
ALIMENTAR
1) MILHO
• Dezoito variedades de milho transgênico
são aprovadas no Brasil.
• 85% das lavouras no Brasil e nos Estados
Unidos;
• Exemplos:
Espiga , flocos e milho em lata do
supermercado.
Pipoca consumida em cinemas;
Subprodutos : salgadinhos , bolos ,
biscoitos, sobremesas...
(Figura 10) Milho Transgênico. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/
noticias/2013/02/130207_transgenicos_lista_tp.shtml>
2) ÓLEOS DE COZINHA
• Os óleos extraídos de soja, milho e
algodão são os três campeões entre as
culturas geneticamente modificadas e as
sementes são uma mina de ouro para
cerca de dez multinacionais que controlam
o mercado mundial.
3) SOJA
• A soja ocupa quase um terço de toda a
área dedicada à agricultura.
• O principal subproduto do cultivo
transgênico para o consumidor é o óleo de
soja, mas há ainda o leite de soja, bebidas
de frutas e a soja em si.
(Figura 11) Soja Transgênica. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/
noticias/2013/02/130207_transgenicos_lista_tp.shtml>
4) MAMÃO PAPAYA
• Os Estados Unidos é o maior importador
de papaya do mundo, a maior parte vem
do México e não é transgênica.
• 85% da papaya produzida no Havaí é
geneticamente modificada para combater
um vírus devastador para a planta.
5) QUEIJO
• Não é um produto derivado de um OGM,
mas é um alimento em que o OGM
contribuiu em uma fase de seu
processamento.
• Quimosina- era uma enzima extraída do
estômago de cabritos, agora biotecnólogos
modificam micro-organismos com genes de
estômagos de animais para que estes
produzam quimosina.
6) PÃES, BOLOS E BISCOITOS
• Têm componentes derivados de milho e
soja transgênicos.
• Há alguns que usam os aditivos que se
originam de micro-organismos modificados,
como o ácido ascórbico, enzimas e
glutamato.
7) ABOBRINHA
• São seis variedades de abobrinha
resistentes a três tipos de vírus que são
plantadas e comercializadas nos Estados
Unidos e Canadá.
8) ARROZ
• É uma das maiores fontes de calorias do
mundo.
• No momento estão sendo testados vários
tipos de arroz, principalmente na China.
9) FEIJÃO
• Primeiro produto geneticamente modificado
desenvolvido por uma instituição
brasileira(Embrapa).
• Feijão resistente a um vírus.Deverá ser
distribuído a fazendeiros feijoeiros em 2014
10) SALMÃO
• Há uma dúvida em relação ao impacto ao
meio ambiente: o salmão poderia aumentar
sua população muito rapidamente e
eventualmente eliminar populações de
peixes nativos.
• Será o primeiro animal geneticamente
modificado consumido pelo homem em
2014.
(Figura 12) Salmão geneticamente modificado é primeiro animal do tipo a ser
liberado para o consumo. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/
noticias/2013/02/130207_transgenicos_lista_tp.shtml>
TRANSGÊNICOS, QUESTÃO ÉTICA.
• A ética consiste num grupo de princípios
que guiam as ações humanas, associadas
à moral e ao comportamento.
• Bioética - se preocupa com a má conduta
científica, práticas científicas questionáveis
e outros erros do gênero.
• Beneficência, não-maleficência, justiça e
autonomia.
• Como eles se aplicariam aos OGM ou
transgênicos?
• O procedimento constitui instrumento
poderoso e pode ser utilizado com
finalidades ambíguas.
(Figura 13)Transgênicos. Disponível em:
<http://www.portalnutrirse.com/transgenicos-voce-sabe-o-que-come/>
(Figura 14) Disponível em: <http://www.greenpeace.org/brasil/pt/O-que-
fazemos/Transgenicos/>
(Figura 15 )Transgênicos. Disponível em:
<http://www.portalnutrirse.com/transgenicos-voce-sabe-o-que-come/>
DEBATE
1. O que é questionável: a biotecnologia que
gera os transgênicos ou suas intenções de
uso?
2. Os transgênicos podem ser considerados a
evolução de técnicas milenares?
3. Caso os transgênicos modifiquem o
organismo humano através do seu consumo
a quem caberá a responsabilidade: governo,
fabricantes, agricultores ou consumidores?
REFERÊNCIAS
ARAGUAIA, Adriana. Argumentos contra os transgênicos.
Disponível em: <http://www.brasilescola.com/biologia/tran
sgenicos.htm>. Acesso em: 08 de maio de 2013.
ARAGUAIA, Adriana. Argumentos favoráveis aos transgênicos.
Disponível em: < http://www.brasilescola.com/biologia
/argumentos-favoraveis-aos-transgenicos.htm>.
Acesso em: 08 de maio de 2013.
FREITAS, Eduardo de. Os transgênicos.
Disponível em: < http://www.brasilescola.com/geografia/os-
transgenicos.htm>. Acesso em: 08 de maio de 2013.
GREENPEACE - Brasil. Ruim para o produtor e para o consumidor.
Disponível em: <http://www.greenpeace.org/brasil/pt/O-que-
fazemos/Transgenicos/)>.Acesso em: 08 de maio de 2013.
GRISÓLIA, Cesar Koppe. Transgênicos, questão ética. 2003.
Disponível em: <http://pib.socioambiental.org/c/noticias?id=39939>
Acesso em: 10 de junho de 2013.
PAPPON, Thomas. Conheça 10 transgênicos que já estão na
cadeia alimentar. 2013.
Disponível em: < http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticia
s/2013/02/130207_transgenicos_lista_tp.shtml>.
Acesso em: 08 de maio de 2013.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alimentos transgênicos.
Alimentos transgênicos.Alimentos transgênicos.
Alimentos transgênicos.Nicole Gouveia
 
Apresentação da aula de biotecnologia
Apresentação da aula de biotecnologia Apresentação da aula de biotecnologia
Apresentação da aula de biotecnologia Seleste Mendes Pereira
 
Apresentação sobre Transgênicos (UFBA)
Apresentação sobre Transgênicos (UFBA)Apresentação sobre Transgênicos (UFBA)
Apresentação sobre Transgênicos (UFBA)Cassio Leal
 
Biotecnologia e aliementos transgênicos
Biotecnologia e aliementos transgênicosBiotecnologia e aliementos transgênicos
Biotecnologia e aliementos transgênicosJosenilson S'ilva
 
Organismos geneticamente modificados - Biologia
Organismos geneticamente modificados - BiologiaOrganismos geneticamente modificados - Biologia
Organismos geneticamente modificados - BiologiaLeila Santana
 
ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS - BANANA
ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS - BANANAORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS - BANANA
ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS - BANANAaraujo94
 
Charges e Cartuns sobre Transgênicos
Charges e Cartuns sobre TransgênicosCharges e Cartuns sobre Transgênicos
Charges e Cartuns sobre TransgênicosCentro De Ambientais
 
Clonagem reprodutiva
Clonagem reprodutivaClonagem reprodutiva
Clonagem reprodutivatontinhasilva
 
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)Bio
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologiaanabela
 

Mais procurados (20)

Alimentos Transgênicos
Alimentos TransgênicosAlimentos Transgênicos
Alimentos Transgênicos
 
Alimentos transgênicos.
Alimentos transgênicos.Alimentos transgênicos.
Alimentos transgênicos.
 
Apresentação da aula de biotecnologia
Apresentação da aula de biotecnologia Apresentação da aula de biotecnologia
Apresentação da aula de biotecnologia
 
Apresentação sobre Transgênicos (UFBA)
Apresentação sobre Transgênicos (UFBA)Apresentação sobre Transgênicos (UFBA)
Apresentação sobre Transgênicos (UFBA)
 
Clonagem
ClonagemClonagem
Clonagem
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Biotecnologia e aliementos transgênicos
Biotecnologia e aliementos transgênicosBiotecnologia e aliementos transgênicos
Biotecnologia e aliementos transgênicos
 
Organismos geneticamente modificados - Biologia
Organismos geneticamente modificados - BiologiaOrganismos geneticamente modificados - Biologia
Organismos geneticamente modificados - Biologia
 
ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS - BANANA
ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS - BANANAORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS - BANANA
ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS - BANANA
 
Charges e Cartuns sobre Transgênicos
Charges e Cartuns sobre TransgênicosCharges e Cartuns sobre Transgênicos
Charges e Cartuns sobre Transgênicos
 
Transgenicos
TransgenicosTransgenicos
Transgenicos
 
Organismos transgênico.
Organismos transgênico.Organismos transgênico.
Organismos transgênico.
 
Clonagem reprodutiva
Clonagem reprodutivaClonagem reprodutiva
Clonagem reprodutiva
 
Alimentos transgênicos
Alimentos transgênicosAlimentos transgênicos
Alimentos transgênicos
 
Os transgênicos
Os transgênicosOs transgênicos
Os transgênicos
 
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
 
Dna recombinante ppt
Dna recombinante pptDna recombinante ppt
Dna recombinante ppt
 
Avanços da biotecnologia 2 A
Avanços da biotecnologia 2 AAvanços da biotecnologia 2 A
Avanços da biotecnologia 2 A
 
Engenharia genética
Engenharia genéticaEngenharia genética
Engenharia genética
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 

Destaque (15)

Apresentação Instituto Inovação Maio
Apresentação Instituto Inovação MaioApresentação Instituto Inovação Maio
Apresentação Instituto Inovação Maio
 
La música
La músicaLa música
La música
 
Vacas transgénicas
Vacas transgénicasVacas transgénicas
Vacas transgénicas
 
O câncer e o DNA
O câncer e o DNAO câncer e o DNA
O câncer e o DNA
 
Existe ser humano transgênico?
Existe ser humano transgênico?Existe ser humano transgênico?
Existe ser humano transgênico?
 
Aula 3 cientifico
Aula 3   cientificoAula 3   cientifico
Aula 3 cientifico
 
Segurança alimentar e ogms
Segurança alimentar e ogmsSegurança alimentar e ogms
Segurança alimentar e ogms
 
genética
genéticagenética
genética
 
Intolerância á lactose
Intolerância á lactoseIntolerância á lactose
Intolerância á lactose
 
Ética e Alimentos Transgenicos
Ética e Alimentos TransgenicosÉtica e Alimentos Transgenicos
Ética e Alimentos Transgenicos
 
Pasteurização (leite)
Pasteurização (leite)Pasteurização (leite)
Pasteurização (leite)
 
OGM- Organismos Geneticamente Modificados
OGM- Organismos Geneticamente ModificadosOGM- Organismos Geneticamente Modificados
OGM- Organismos Geneticamente Modificados
 
Usinaleite
UsinaleiteUsinaleite
Usinaleite
 
Alimentos Transgênicos
Alimentos Transgênicos Alimentos Transgênicos
Alimentos Transgênicos
 
Slideshare
SlideshareSlideshare
Slideshare
 

Semelhante a Transgênicos e aspectos éticos - slide

Transgenia aplicações-práticas
Transgenia aplicações-práticasTransgenia aplicações-práticas
Transgenia aplicações-práticasGuilherme Rocha
 
USO DE OGM NA AGRICULTURA MODERNA: IMPLICAÇÕES NA SAÚDE HUMANA
USO DE OGM NA AGRICULTURA MODERNA: IMPLICAÇÕES NA SAÚDE HUMANAUSO DE OGM NA AGRICULTURA MODERNA: IMPLICAÇÕES NA SAÚDE HUMANA
USO DE OGM NA AGRICULTURA MODERNA: IMPLICAÇÕES NA SAÚDE HUMANAGuilherme Parmegiani
 
Tema alimentos trangênicos Beatriz Nunes e Luiz Felippe 9a
Tema alimentos trangênicos Beatriz Nunes  e Luiz Felippe 9aTema alimentos trangênicos Beatriz Nunes  e Luiz Felippe 9a
Tema alimentos trangênicos Beatriz Nunes e Luiz Felippe 9aFrancini Domingues
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
BiotecnologiaURCA
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uecedayrla
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uecedayrla
 
Ficha informativa-engenharia-genetica não usei
Ficha informativa-engenharia-genetica não useiFicha informativa-engenharia-genetica não usei
Ficha informativa-engenharia-genetica não useiAlda Lima
 
Trabalho de CN - OGN
Trabalho de CN - OGNTrabalho de CN - OGN
Trabalho de CN - OGNRui Oliveira
 
Engenharia genética
Engenharia genética Engenharia genética
Engenharia genética Rayanne Leão
 
Alimentos Trangenicos
Alimentos TrangenicosAlimentos Trangenicos
Alimentos TrangenicosAnna Clara
 
Exploração das potencialidades da biosfera
Exploração das potencialidades da biosferaExploração das potencialidades da biosfera
Exploração das potencialidades da biosferaFilipe Leal
 
Prof demetrio soja transgenica
Prof demetrio   soja transgenicaProf demetrio   soja transgenica
Prof demetrio soja transgenicaDeto - Geografia
 
Produção de transgênicos semeia dúvidas
Produção de transgênicos semeia dúvidasProdução de transgênicos semeia dúvidas
Produção de transgênicos semeia dúvidasGrazicomz
 

Semelhante a Transgênicos e aspectos éticos - slide (20)

Pesquisa sobre OGMs
Pesquisa sobre OGMsPesquisa sobre OGMs
Pesquisa sobre OGMs
 
Transgenia aplicações-práticas
Transgenia aplicações-práticasTransgenia aplicações-práticas
Transgenia aplicações-práticas
 
Projectoace
ProjectoaceProjectoace
Projectoace
 
projectoace
projectoaceprojectoace
projectoace
 
Alimentos Transgênicos
Alimentos TransgênicosAlimentos Transgênicos
Alimentos Transgênicos
 
USO DE OGM NA AGRICULTURA MODERNA: IMPLICAÇÕES NA SAÚDE HUMANA
USO DE OGM NA AGRICULTURA MODERNA: IMPLICAÇÕES NA SAÚDE HUMANAUSO DE OGM NA AGRICULTURA MODERNA: IMPLICAÇÕES NA SAÚDE HUMANA
USO DE OGM NA AGRICULTURA MODERNA: IMPLICAÇÕES NA SAÚDE HUMANA
 
Trangênicos
TrangênicosTrangênicos
Trangênicos
 
Tema alimentos trangênicos Beatriz Nunes e Luiz Felippe 9a
Tema alimentos trangênicos Beatriz Nunes  e Luiz Felippe 9aTema alimentos trangênicos Beatriz Nunes  e Luiz Felippe 9a
Tema alimentos trangênicos Beatriz Nunes e Luiz Felippe 9a
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
 
Ficha informativa-engenharia-genetica não usei
Ficha informativa-engenharia-genetica não useiFicha informativa-engenharia-genetica não usei
Ficha informativa-engenharia-genetica não usei
 
Trabalho de CN - OGN
Trabalho de CN - OGNTrabalho de CN - OGN
Trabalho de CN - OGN
 
Engenharia genética
Engenharia genética Engenharia genética
Engenharia genética
 
Transgenicos.pptx
Transgenicos.pptxTransgenicos.pptx
Transgenicos.pptx
 
Parte 14
Parte 14Parte 14
Parte 14
 
Alimentos Trangenicos
Alimentos TrangenicosAlimentos Trangenicos
Alimentos Trangenicos
 
Exploração das potencialidades da biosfera
Exploração das potencialidades da biosferaExploração das potencialidades da biosfera
Exploração das potencialidades da biosfera
 
Prof demetrio soja transgenica
Prof demetrio   soja transgenicaProf demetrio   soja transgenica
Prof demetrio soja transgenica
 
Produção de transgênicos semeia dúvidas
Produção de transgênicos semeia dúvidasProdução de transgênicos semeia dúvidas
Produção de transgênicos semeia dúvidas
 

Último

Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 

Último (20)

Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 

Transgênicos e aspectos éticos - slide

  • 1. TRANSGÊNICOS E ASPECTOS ÉTICOS. Cibele Almeida Claudiane Pedro Conceição Á. B. Nascimento Michael Souza Pouso Alegre 2013
  • 2. INTRODUÇÃO • Transgênicos ou OGMs: organismos que detêm em sua essência genes de outros organismos, que é possível por meio da Engenharia Genética. • Engenharia Genética técnicas de manipular DNA recombinante (ocorrem desde a década de 70.)
  • 3. (Figura 1) Os transgênicos podem perder suas características naturais. Disponível em: <http://transnet.ning.com/profiles/blogs/2018942:blogpost:8538>
  • 4. QUAL O OBJETIVO AO CRIAREM OS TRANSGÊNICOS: • Aumento de produção • Ascensão dos lucros • Diminuição dos custos • Competir em um mercado cada vez mais exigente e competitivo
  • 5. • Os transgênicos levantam muitas polêmicas em todo o mundo, principalmente quando se trata de alimentos destinados a humanos. • Diante dessa polêmica, a Europa não aceita o consumo desses produtos em áreas urbanas, já os EUA são a favor. • Já existem transgênicos na cadeia alimentar no Brasil.
  • 6. ARGUMENTOS FAVORÁVEIS • Aumentar a produção de alimentos. • A produção pode ser mais econômica. • Requer menos quantidade de agro defensivos, água e máquinas agrícolas.
  • 7. • Possibilidade de se desenvolver alimentos mais nutritivos. • Produzir substâncias úteis para a saúde humana: vitaminas, anticorpos e remédios. • Utilizar enzimas de bactérias geneticamente modificadas no sabão em pó.
  • 8. • Produzir forrageiras geneticamente modificadas. • Organismos com tolerância à pressão bióticas e abióticas. • Usar terras improdutivas.
  • 9. ARGUMENTOS CONTRAOS TRANSGÊNICOS • A utilização desses organismos, e de produtos que os contém, é um tema de bastante destaque e controvérsias. Os defensores- como as empresas Monsanto, Dupont, Syngenta, KWS, AG, e DLF, afirmam que esses alimentos são mais produtivos e resistentes.
  • 12. • Já a vertente contrária frisa primariamente as questões éticas, questionadas até onde vai o direito humano de alterar a natureza. • Algumas evidências já foram identificadas como fato de que o material genético transgênico suplanta o perímetro de 20m( “seguros”) entre as culturas contaminando as lavouras convencionais.
  • 13. (Figura 4) CRIIGEN divulgou foto de ratos alimentados com milho transgênicos de gigante americana. Disponível em: <http://noticias.band.uol.com.br/ciencia/noticia/?id=100000535119>
  • 15. • A possibilidades destes alimentos diminuírem ou aumentarem o efeito de antibióticos que a de se perder o controle sobre os indivíduos originais e os transgênicos, podendo causar impactos inestimáveis em toda biodiversidade.
  • 16. • Buscando mais estudos, melhoria na fiscalização e argumentos, resultados de segurança desses tipos de produtos podem ser fornecidos . (Figura6)
  • 18. (Figura 8 ) O mundo de acordo com a Monsanto (doença causada por transgênicos é pesquisada). Disponível em: <http://transnet.ning.com/profiles/blogs/2018942:BlogPost:8538>
  • 19. • O Greenpeace defende um modelo de agricultura baseado na biodiversidade agrícola e que não se utilize de produtos tóxicos, por entender que só assim teremos agricultura para sempre.
  • 20. (Figura 9) Disponível em: <http://www.greenpeace.org/brasil/pt/O-que- fazemos/Transgenicos/>
  • 21. 10 ALIMENTOS TRANSGÊNICOS QUE JÁ ESTÃO OU IRÃO ENTRAR NA CADEIA ALIMENTAR 1) MILHO • Dezoito variedades de milho transgênico são aprovadas no Brasil. • 85% das lavouras no Brasil e nos Estados Unidos;
  • 22. • Exemplos: Espiga , flocos e milho em lata do supermercado. Pipoca consumida em cinemas; Subprodutos : salgadinhos , bolos , biscoitos, sobremesas...
  • 23. (Figura 10) Milho Transgênico. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/ noticias/2013/02/130207_transgenicos_lista_tp.shtml>
  • 24. 2) ÓLEOS DE COZINHA • Os óleos extraídos de soja, milho e algodão são os três campeões entre as culturas geneticamente modificadas e as sementes são uma mina de ouro para cerca de dez multinacionais que controlam o mercado mundial.
  • 25. 3) SOJA • A soja ocupa quase um terço de toda a área dedicada à agricultura. • O principal subproduto do cultivo transgênico para o consumidor é o óleo de soja, mas há ainda o leite de soja, bebidas de frutas e a soja em si.
  • 26. (Figura 11) Soja Transgênica. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/ noticias/2013/02/130207_transgenicos_lista_tp.shtml>
  • 27. 4) MAMÃO PAPAYA • Os Estados Unidos é o maior importador de papaya do mundo, a maior parte vem do México e não é transgênica. • 85% da papaya produzida no Havaí é geneticamente modificada para combater um vírus devastador para a planta.
  • 28. 5) QUEIJO • Não é um produto derivado de um OGM, mas é um alimento em que o OGM contribuiu em uma fase de seu processamento. • Quimosina- era uma enzima extraída do estômago de cabritos, agora biotecnólogos modificam micro-organismos com genes de estômagos de animais para que estes produzam quimosina.
  • 29. 6) PÃES, BOLOS E BISCOITOS • Têm componentes derivados de milho e soja transgênicos. • Há alguns que usam os aditivos que se originam de micro-organismos modificados, como o ácido ascórbico, enzimas e glutamato.
  • 30. 7) ABOBRINHA • São seis variedades de abobrinha resistentes a três tipos de vírus que são plantadas e comercializadas nos Estados Unidos e Canadá.
  • 31. 8) ARROZ • É uma das maiores fontes de calorias do mundo. • No momento estão sendo testados vários tipos de arroz, principalmente na China.
  • 32. 9) FEIJÃO • Primeiro produto geneticamente modificado desenvolvido por uma instituição brasileira(Embrapa). • Feijão resistente a um vírus.Deverá ser distribuído a fazendeiros feijoeiros em 2014
  • 33. 10) SALMÃO • Há uma dúvida em relação ao impacto ao meio ambiente: o salmão poderia aumentar sua população muito rapidamente e eventualmente eliminar populações de peixes nativos. • Será o primeiro animal geneticamente modificado consumido pelo homem em 2014.
  • 34. (Figura 12) Salmão geneticamente modificado é primeiro animal do tipo a ser liberado para o consumo. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/ noticias/2013/02/130207_transgenicos_lista_tp.shtml>
  • 35. TRANSGÊNICOS, QUESTÃO ÉTICA. • A ética consiste num grupo de princípios que guiam as ações humanas, associadas à moral e ao comportamento. • Bioética - se preocupa com a má conduta científica, práticas científicas questionáveis e outros erros do gênero.
  • 36. • Beneficência, não-maleficência, justiça e autonomia. • Como eles se aplicariam aos OGM ou transgênicos? • O procedimento constitui instrumento poderoso e pode ser utilizado com finalidades ambíguas.
  • 37. (Figura 13)Transgênicos. Disponível em: <http://www.portalnutrirse.com/transgenicos-voce-sabe-o-que-come/>
  • 38. (Figura 14) Disponível em: <http://www.greenpeace.org/brasil/pt/O-que- fazemos/Transgenicos/>
  • 39. (Figura 15 )Transgênicos. Disponível em: <http://www.portalnutrirse.com/transgenicos-voce-sabe-o-que-come/>
  • 40. DEBATE 1. O que é questionável: a biotecnologia que gera os transgênicos ou suas intenções de uso? 2. Os transgênicos podem ser considerados a evolução de técnicas milenares? 3. Caso os transgênicos modifiquem o organismo humano através do seu consumo a quem caberá a responsabilidade: governo, fabricantes, agricultores ou consumidores?
  • 41. REFERÊNCIAS ARAGUAIA, Adriana. Argumentos contra os transgênicos. Disponível em: <http://www.brasilescola.com/biologia/tran sgenicos.htm>. Acesso em: 08 de maio de 2013. ARAGUAIA, Adriana. Argumentos favoráveis aos transgênicos. Disponível em: < http://www.brasilescola.com/biologia /argumentos-favoraveis-aos-transgenicos.htm>. Acesso em: 08 de maio de 2013.
  • 42. FREITAS, Eduardo de. Os transgênicos. Disponível em: < http://www.brasilescola.com/geografia/os- transgenicos.htm>. Acesso em: 08 de maio de 2013. GREENPEACE - Brasil. Ruim para o produtor e para o consumidor. Disponível em: <http://www.greenpeace.org/brasil/pt/O-que- fazemos/Transgenicos/)>.Acesso em: 08 de maio de 2013. GRISÓLIA, Cesar Koppe. Transgênicos, questão ética. 2003. Disponível em: <http://pib.socioambiental.org/c/noticias?id=39939> Acesso em: 10 de junho de 2013. PAPPON, Thomas. Conheça 10 transgênicos que já estão na cadeia alimentar. 2013. Disponível em: < http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticia s/2013/02/130207_transgenicos_lista_tp.shtml>. Acesso em: 08 de maio de 2013.