Folha dominical 17.02.13 nº 461

376 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
376
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
226
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Folha dominical 17.02.13 nº 461

  1. 1. ANO 10 | 17.02.13 | Nº 461 Tel: 251782158 / 251782400 Email: comunidadesvivas@gmail.com Blog: http://comunidadesvivas.pt.vu I DOMINGO DA QUARESMA: Dizer adeus ao cais IÇAR AS VELAS DA FÉ, NA BARCA DA IGREJA... A Bíblia em nossa casa: LEITURA I - Deut 26,4-10 LEITURA II - Rom 10,8-13 EVANGELHO - Lc 4,1-13 A CARIDADE COMO VIVÊNCIA DA FÉ E ANÚNCIO DO EVANGELHO Mensagem quaresmal para a Diocese de Viana do Castelo 1. Chegaram os dias de penitência: expiemos nossos pecados e salvaremos nossas almas. Écom estas palavras que a Liturgia das Horas, numa das antífonas da Hora Intermédia de QuartaFeira de Cinzas, nos anuncia o tempo da Quaresma e nos indica como vivê-lo: na penitência,isto é, no arrependimento dos pecados e na conversão a uma vida de acordo com a nossa féem Deus, o único que nos pode salvar. Esta penitência e a consequente expiação ou reparação do mal causado pelo pecado têm deser concretas. O Catecismo da Igreja Católica (n.º 1434) destaca as três formas em que aEscritura e os Padres da Igreja mais insistem: o jejum, a oração e a esmola. E fundamenta assima sua importância: nelas cada um de nós exprime “a conversão em relação a si mesmo, a Deuse aos outros”. Alarguemos pois as nossas vidas a estas três dimensões, e receberemos de Deusa salvação prometida. 2. Para isso, atendamos ao aviso de Jesus no início da Quaresma: Tende cuidado em nãopraticar as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles. Aliás, não tereisnenhuma recompensa do vosso Pai que está nos Céus (Mt 6, 1). Não teremos recompensa,porque na prática a rejeitamos à partida. Quem jejua, reza ou dá esmola, para dar nas vistas ouobter outros dividendos, fecha-se ainda mais nos limites do seu egoísmo e rejeita o amorinfinito com que Deus nos conquista para a fé - aquela fé que, no dizer de São Paulo, atua pelacaridade (Gl 5, 6). E se esta caridade, como a fé em que está enraizada, é dom de Deus, não podereduzir-se à oferta do que nos sobeja. Não é assim que os verdadeiros pais amam osfilhos. Nem é assim que nos ama o nosso Pai que está nos Céus. Pelo contrário: sem omerecermos, deu-nos Jesus Cristo, seu Filho Único; e Jesus por todos ofereceu toda asua vida na cruz, abrindo-nos assim o caminho para o triunfo definitivo sobre oegoísmo, o pecado e a morte. (cont.) D. Anacleto Oliveira DA QUARESMA À PÁSCOA: IÇAR AS VELAS DA FÉ, NA BARCA DA IGREJA... - Nestes noventa dias, os mais intensos do Ano da fé, 40 antes da Páscoa e 50 desde a Páscoa, propomos, como programa pastoral, “içar as velas da fé, na barca da Igreja”… para depois “navegar ao sopro do Espírito Santo”. “Içar as velas” é, segundo parece, uma expressão traduzida do francês “hisser le foc”. Mas esta mesma expressão parece ter surgido de uma tradução, oral ou popular, do árabe “ézz al fog” que significaria “puxar para cima”. A ordem náutica, em língua árabe, foi tomada, porassim dizer, à letra do ouvido, pelos nossos europeus, e deu “al fog”, isto é, «ao fogo» ou, em português,«à vela». Esta ingénua associação fonética entre “as velas” de uma barca, que se içam, para que esta avance aosopro do vento, e “as velas” de cera, que acendemos, no fogo do círio pascal, vem-nos, mesmo a calhar,para o propósito espiritual que nos guia, da Quaresma à Páscoa, neste Ano da Fé: “um tempo precioso,para reavivar a fé em Jesus Cristo”.
  2. 2. No fundo, toda a Quaresma, que se inicia a partir das «cinzas», quer levar-nos a «reacender» a chamada nossa fé, que simbolicamente exprimimos, na Liturgia, com o acender das velas, a partir da grandecoluna de fogo, que é o círio pascal. Com esse gesto, queremos firmar e afirmar, avivar e renovar a nossaprofissão da nossa fé. Este círio funcionará como mastro do nosso barco à vela. Vamos colocá-lo dentro do barco e decorá-lo, até à Páscoa, com os elementos do logotipo do Ano da Fé. No tempo pascal, sobre este círio, iremosdesfraldar as velas (de papel ou de pano), ao sopro do Espírito Santo, que conduz a barca da Igreja. Estamos, na prática, a apontar para dois grandes símbolos, a trabalhar nestes três meses, maisintensos do Ano da Fé: a barca e o círio pascal. Da Quaresma à Páscoa, queremos construir a barca (cf. maquete) e introduzir o círio pascal familiar,que dentro dela, funciona como uma espécie de mastro. Este círio (podem colocar uma vela que tenham em casa) deverá ser decorado, semana a semana,gravando (ou pintando ou colando) nele os diversos componentes do logotipo do ano da fé: o quadradoque serve de moldura, a barca, o mastro, o trigrama, o círculo solar que sugere a eucaristia. Estará pronto,para ser aceso, como vela içada, na Vigília pascal, e/ou para ser colocado em casa, como grande luzeiro,na receção à Visita Pascal. - Da Páscoa ao Pentecostes, semana a semana, será desfraldada, uma chama da vela (ou uma sétimaparte da vela), apoiada no círio pascal, como seu mastro, sugerindo assim os sete dons do Espírito Santo.Na cartolina A3 aparece para recorte esta vela, que depois é preenchida, semana a semana, por cada umdos sete dons do Espírito Santo. No Pentecostes, esta barca deverá estar pronta e fazer-se ao mar e nóspróprios, com a “fé de marinheiro reforçada” (M. Torga), poderemos então avançar, cheios de confiança,“cortando as ondas, sem desanimar” (Ib.).1ª Semana: TEMA: Dizer adeus ao cais ATIVIDADE: Construir a barca a partir da maquete que édistribuída numa folha A3 ORAÇÃO: Credo ATITUDE: Renúncia. COTAS DE SÓCIOS DO CENTRO INTERPAROQUIAL - O CISMPP criou uma nova cota mínima para sócios destaInstituição, sendo esta de 5 euros/ano. Todos os interessados devem fazer nova inscrição. Colaborem coma nossa Instituição! DADORES - Hoje, dia 17, das 9h às 12,30h, irá realizar-se uma colheita de sangue. S. PAIO DE MOSELOS Sexta-feira, 22 - 18,15h - Eucaristia * Rosa Vieira Esteves - mês; * Fernando José Barbosa Nogueira, Porfírio Nogueira e restante família(m.c. Maria Alves Barbosa); * António Barbosa Caldas, Maria Fernandes Pereira e outras intenções deJoão Caldas. Domingo, 24 - II Domingo da Quaresma - 11h - Eucaristia no final da catequese * Paulo Eduardo Silva (m.c. Manuel António B. Silva e família); * Alexandre António Barbosa, AlbertinaRosa Barbosa, avós, tios e Manuel Nogueira Barbosa (m.c. António Alexandre Barbosa); * AlbertinaBeatriz Sá Rodrigues e Lúcia Daniela Lourenço Oliveira (m.c. Daniela Cristina Rodrigues Cunha). CONFRARIA DE STO ANTÓNIO - Vão fazer o peditório pela freguesia no próximo domingo, 24 de fevereiro. PEDITÓRIO DO OVO - No mês de janeiro, no lugar de Afe, rendeu 36,35 euros. STA MARINHA DE PADORNELO Sexta-feira, 22 - 18,15h - Eucaristia * Rosa Vieira Esteves - mês; * Fernando José Barbosa Nogueira, Porfírio Nogueira e restante família(m.c. Maria Alves Barbosa); * António Barbosa Caldas, Maria Fernandes Pereira e outras intenções deJoão Caldas. Domingo, 24 - II Domingo da Quaresma - 11h - Eucaristia no final da catequese * Paulo Eduardo Silva (m.c. Manuel António B. Silva e família); * Alexandre António Barbosa, AlbertinaRosa Barbosa, avós, tios e Manuel Nogueira Barbosa (m.c. António Alexandre Barbosa); * AlbertinaBeatriz Sá Rodrigues e Lúcia Daniela Lourenço Oliveira (m.c. Daniela Cristina Rodrigues Cunha).
  3. 3. CONFRARIA DE STO ANTÓNIO - Vão fazer o peditório pela freguesia no próximo domingo, 24 de fevereiro. PEDITÓRIO DO OVO - No mês de janeiro, no lugar de Afe, rendeu 36,35 euros. STA MARINHA DE PADORNELO Segunda-feira, 18 - 18,15h - Eucaristia na igreja de Sta Marinha * Prazeres Conceição - 7.º dia; * Às Almas (m.c. encarregado das Alminhas de Lamarigo); * João Caldas(m.c. confraria do Senhor Ecce Homo); * Ilídio Barbosa Sá - mês. Quarta-feira, 20 - 18,15h - Eucaristia na capela de N. Srª do Amparo * Simão Sousa, Júlio Sousa, Gaspar Barbosa e restante família (m.c. Maria Fernanda Sá Alves); * DelfimGuilherme Alves - mês; * Silvina Barbosa, Libéria Barbosa e Simão Barbosa (m.c. Fernando e Luís Barbosa). Domingo, 24 - II Domingo da Quaresma - 9,45h - Eucaristia e no final catequese * João Carlos Caldas - mês; * Armando Barbosa, Alfredo Fernandes, Aurora Gomes, SeverinoFernandes, José e Casemira Barbosa (m.c. Lucinda Gomes Fernandes); * Isabel Dias Martins (m.c. osfilhos). PEDITÓRIO DA IGREJA - No mês de janeiro, rendeu 135,99 euros. PEDITÓRIO PARA A UNIVERSIDADE CATÓLICA - Rendeu 6,99 euros. Obrigado! S. PEDRO DE PARADA Segunda-feira, 18 - 17,30h - Eucaristia * Abel José Lourenço, Maria Lima, Rosa Lima, Armando Araújo, avós, bisavós, tios, tias, primos esobrinhos (m.c. Manuel Lima Lourenço); * Manuel Pereira, pais e irmãos (m.c. Maria Barreiro); * JoséJoaquim, Rosa de Araújo, Conceição de Araújo, Isabel Barbosa e José de Castro Amorim (m.c. Manuel deCastro Brito). Quarta-feira, 20 - 17,30h - Eucaristia * António de Sousa Lourenço - 7.º dia. Sexta-feira, 22 - 17,30h - Eucaristia * Manuel Delfim Araújo e Rosa da Conceição Araújo (m.c. Maria Lourenço Araújo); * Pais de Zuvina deSousa Domingues; * Abel Lourenço e Maria Isabel Barbosa (m.c. Helena Barbosa). Domingo, 24 - II Domingo da Quaresma - 14,30h - Receção ao Senhor Bispo e Eucaristia com o Crisma * Intenções dos paroquianos. PEDITÓRIO PARA A UNIVERSIDADE CATÓLICA - Rendeu 70,62 euros. Obrigado! VISITA PASTORAL - A visita pastoral de D. Anacleto Oliveira à nossa paróquia realiza-se nos próximos dias23 e 24 de fevereiro. No dia 23, a partir das 10h, o senhor Bispo fará a visita aos centros de culto e aos doentes e às 12,30hvisitará a sede da Junta de Freguesia; almoço no centro paroquial; às 14,30h visitará a sede da AssociaçãoCultural; às 15h reunirá com os crismandos e os restantes catequizandos e suas catequistas; às 16,30hreunirá com todos os agentes pastorais da comunidade (elementos da fábrica da igreja, confrarias,comissões de festas, zeladoras, grupo coral e catequistas). No dia 24 de fevereiro, às 14,30h, o senhor Bispo chegará à igreja paroquial e celebrará a Eucaristiapara toda a comunidade com o Crisma; às 16,30h, haverá um lanche em convívio paroquial. NOMEAÇÃO DAS PESSOAS PARA REALIZAR O TAPETE: Carlos Araújo, Bruno Ramos, Augusta Araújo, PaulaBraga, Sílvia Fernandes, Andreia Ramos, Cristina Pereira, Juliana Cunha e Lurdes Lourenço.

×