O slideshow foi denunciado.

Mordomus GTM

396 visualizações

Publicada em

Mordomus GTM Sistema integrado para a gestão de equipamentos municipais.

Saudações lean,

João Paulo Pinto.
https://www.youtube.com/watch?v=BQLUFyvgozo

Publicada em: Engenharia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Mordomus GTM

  1. 1. PROPOSTA DE VALOR Mordomus GTM - sistema integrado de gestão de equipamentos SUMÁRIO EXECUTIVO Com esta proposta de valor, a IOLine propõe-se a fornecer um sistema integrado de gestão de equipamentos camarários. Assente numa parceria win-win em que a Câmara Municipal disponibiliza os seus meios e conhecimentos de gestão das infraestruturas camararias e a IOLine disponibiliza os seus meios e conhecimentos técnicos com vista a alcançar uma redução efetiva de consumos energéticos (água, eletricidade e combustíveis). Além da redução de custos, estamos certos que o projeto resultará no reforço da aposta pela proteção do meio ambiente e na gestão sustentável dos recursos camarários. O Mordomus GTM é um sistema integrado de gestão de equipamentos camarários de referência no País e na Europa. Este sistema, composto por elementos de hardware e de software, foi totalmente desenvolvido pela IOline e resulta da experiência e conhecimento adquiridas ao longo de mais de 15 anos de atividade. Este documento apresenta as principais características técnicas do Mordomus GTM e exemplos de custos para várias aplicações. IOLine – Research and Development Lab Sede: Edifício Varandas da Serra, Lote 1A, Loja A, Urbanização Bela Vista. 6290-333 Gouveia Escritório: Av da República, 2491, 4º Piso, Sala 41. 4430 208 VN de Gaia
  2. 2. Mordomus GTM – sistema integrado de gestão de equipamentos 2 de 7 1. MORDOMUS GTM – A GESTÃO TÉCNICA DE MUNICÍPIOS O Sistema Mordomus GTM tem como objetivo a gestão de recursos energéticos de Municípios incidindo nas áreas que sentimos serem aquelas que causam um maior impacto nos custos de manutenção do Município, são estas:  Gestão de Regas de zonas verdes;  Gestão de Iluminação de Vias Públicas;  Gestão de Iluminação de equipamentos Camarários;  Gestão de Iluminação de equipamento sazonal amovível;  Gestão de funcionamento de fontanários;  Gestão de Som Ambiente em áreas públicas;  Gestão de Cancelas ou Portões de equipamentos camarários;  Gestão de Quadros Elétricos de equipamentos camarários;  Medição Remota de Contadores Energéticos (Água ou Elétricos);  Medição Remota de Níveis/Caudais de Água;  Conexão remota com sistemas de Alarme de equipamentos camarários;  Monitorização remota de videovigilância de equipamentos camarários;  Monitorização remota de uso de equipamentos camarários;  Outros a pedido da V/ Câmara. 1.1. GESTÃO DE REGAS DE ZONAS VERDES A gestão de rega de zonas verdes feita pelo Mordomus GTM permite criar perfis de rega de acordo com os caudais disponíveis em cada zona, sendo que as regas poderão ser condicionadas por vários fatores que tornam altamente eficiente todo o processo, reduzindo os gastos de água e eletricidade. São estes:  Hora de ativação de rega, permitindo escolher horários de menor custo elétrico;  Ativação condicionada pela estação meteorológica usa dados de pluviosidade, que poderá evitar que regue caso esteja a chover ou que tenha chovido, ex: nas últimas 36 horas. Ativação condicionada pela previsão meteorológica disponível, que poderá evitar que regue se preveja chuva, ex: nas próximas 24 horas. Para além destes pontos, o sistema evita a deslocação de pessoal para ativação e desativação manual, cortando totalmente os custos com pessoal e combustíveis para estas ações. 1.2. GESTÃO DE ILUMINAÇÃO DE VIAS PÚBLICAS A gestão de iluminação de vias públicas, por ter um custo elevado e por dar uma contrapartida de segurança e conforto à população, é gerida pelo Mordomus GTM de forma articulada com os vários requisitos que o
  3. 3. Mordomus GTM – sistema integrado de gestão de equipamentos 3 de 7 município atribui. Assim ligar e desligar a iluminação no minuto certo, é a diferença entre desperdiçar e servir melhor. O sistema de controlo de luz usa os seguintes parâmetros para este controlo:  Iluminação ativada e desativada de acordo com a necessidade de luz artificial em cada local. Um exemplo disso é que nas diversas freguesias do concelho amanhece a horas diferentes e em dias de céu limpo, a luz artificial poderá ser ligada bem mais tarde que em dias de chuva. E cada dia é diferente do anterior;  Ativação condicionada pela altura do ano, dia ou épocas especiais. Ex: nos dias de Feira Semanal a iluminação artificial deverá seguir outras regras;  Ativação escalonada poderá reduzir kW de consumo mantendo o conforto ex: A partir das 2h da madrugada poderemos desativar alguns pontos de luz da via pública, pontos esses que até a essa hora estão ativos. Para além destes pontos, o sistema evita a constante contratação dispendiosa dos serviços de ativação/desativação de pontos de iluminação ao fornecedor de energia. 1.3. GESTÃO DE ILUMINAÇÃO DE EQUIPAMENTOS CAMARÁRIOS A correta gestão da iluminação de equipamentos camarários, como corte geral de iluminação de armazéns, oficinas, parques de estacionamento, jardins, arruamentos etc., significa uma redução imensa nos custos. Estas podem ser ativadas por:  Horário imposto de desativação, podendo este estar condicionado pela luminosidade existente e habilitado em caso de necessidade extraordinária;  Ativação de sistema de Alarme. Por exemplo, se o alarme de intrusão é ativado, desativa sistemas de iluminação. 1.4. GESTÃO DE ILUMINAÇÃO DE EQUIPAMENTO SAZONAL AMOVÍVEL Os equipamentos de uso sazonal, ex: Iluminação de festas são um custo enorme, dado o tipo de iluminação usado, e o facto de raramente ser usado leva a que não haja regras no seu uso. Assim o Mordomus GTM possibilita uma gestão ao segundo destes consumos da mesma forma que gere todos os outros. 1.5. GESTÃO DE FUNCIONAMENTO DE FONTANÁRIOS Sendo os fontanários equipamento de elevado custo de manutenção de funcionamento, devem estes estar geridos para que possam ser ativados e desativados sem depender da mão humana, evitando esquecimentos e os custos inerentes dos mesmos. A ativação destes sistemas pode ser totalmente condicionada por um calendário e horário que melhor se adequar ao mesmo.
  4. 4. Mordomus GTM – sistema integrado de gestão de equipamentos 4 de 7 1.6. GESTÃO DE SOM AMBIENTE EM ÁREAS PÚBLICAS O som ambiente, é típicamente usado em alturas festivas, contudo em grandes cidades em todo o mundo, é cada vez mais frequente o uso de som ambiente nas horas do dia. Esta tendência tem vindo a provar a sonorização ambiente constante, melhora o bem-estar das pessoas e o gosto pela utilização dos espaços públicos. Claro é que, num espaço de recreio público para crianças, impõe-se temas de sonorização adequados aos que o usam e o Mordomus GTM permite diferentes níveis de sonoridade e conteúdos para diferentes locais, bem como diferentes horas de ativação para cada área. Sendo que os conteúdos musicais não dependem da mão humana para essa seleção musical. 1.7. GESTÃO DE CANCELAS OU PORTÕES DE EQUIPAMENTOS CAMARÁRIOS O controlo de abertura de “cancelas ou portões” de equipamentos camarários gerido por um equipamento central pode aumentar os níveis de controlo da Instituição. Este controlo de abertura poderá ser feito de várias maneiras:  Por reconhecimento de matrículas automóveis registadas;  Através de uma chamada por telemóvel de números autorizados;  Controlo de abertura à distância. 1.8. GESTÃO DE QUADROS ELÉTRICOS DE EQUIPAMENTOS CAMARÁRIOS A gestão remota de quadros elétricos de equipamentos camarários, como corte geral de armazéns, oficinas, etc., significa uma redução imensa nos custos. Estas podem ser ativadas por:  Horário imposto de desativação, podendo estes ser habilitados em caso de necessidade extraordinária;  Ativação de sistema de Alarme. Por exemplo, se o alarme de intrusão é ativado, desativa todos os sistemas elétricos. 1.9. MEDIÇÃO REMOTA DE CONTADORES DE ENERGÉTICOS (ÁGUA OU ELÉTRICOS) A correta gestão dos recursos energéticos passa pelo conhecimento dos gastos. O Mordomus GTM, através do ERM (Energy Resources Management) com a medição de contadores elétricos ou de água pode informar fugas ou excessos de consumo para além do previsto em equipamentos remotos. Para além das leituras é ainda possível a criação de políticas de consumo que poderão ativar/desativar equipamentos impulsionados pelas leituras dos contadores.
  5. 5. Mordomus GTM – sistema integrado de gestão de equipamentos 5 de 7 1.10. MEDIÇÃO REMOTA DE NÍVEIS/CAUDAIS DE ÁGUA Em equipamentos de armazenamento de águas com necessidade de controlo, é frequente a dependência da ação humana para gestão de controlo de níveis e consequente ativação de bombas. O Mordomus GTM faz essa gestão em tempo real de forma constante evitando deslocações e aproveitando os melhores horários de custo energético. 1.11. CONEXÃO REMOTA COM SISTEMAS DE ALARME DE EQUIPAMENTOS CAMARÁRIOS Os diversos equipamentos camarários deverão estar munidos de sistemas de segurança contra intrusão para assegurar o património. O Mordomus GTM não só oferece essa segurança a um custo reduzido, como também integra sistemas de alarme já existentes num único ponto central aumentando a controlabilidade e a segurança em geral. 1.12. MONITORIZAÇÃO REMOTA DE VIDEOVIGILÂNCIA DE EQUIPAMENTOS CAMARÁRIOS Os tradicionais sistemas de vídeo vigilância não são mais do que um enorme encargo sem retorno. Muitos operam em modo isolado e não são garante de uma efetiva proteção dos bens. No Mordomus GTM é possível integrar sistemas de vídeo vigilância a um custo mais baixo e integrados com os restantes elementos de gestão de equipamentos camarários. A componente de vídeo vigilância focaliza-se no acompanhamento de equipamentos como estaleiros, depósitos de materiais, armazéns, oficinas, arquivos documentais e todos os que se considere importante reforçar a segurança. Este componente permite a visualização em tempo real ou de imagens gravadas remotamente sem obrigar à criação de uma infraestrutura dedicada. 1.13. MONITORIZAÇÃO REMOTA DE USO DE EQUIPAMENTOS CAMARÁRIOS A monotorização de outros equipamentos camarários remotamente pode economizar energia e aumentar a vida útil de equipamentos. Por exemplo, controlar a ativação de geradores e monitorizar a sua temperatura de funcionamento, níveis de gasóleo, de carga ou outros parâmetros de interesse. 1.14. NECESSIDADES ESPECÍFICAS DE ACORDO COM CADA INSTITUIÇÃO O Mordomus GTM pode ainda alargar a sua área de intervenção a outros sistemas que o Município entender que sejam importantes de controlar/gerir, independentemente destes serem estáticos ou maquinaria móvel. Por exemplo: máquinas retroescavadoras ou veículos de transporte de bens ou pessoas estão contemplados na Gestão Técnica Mordomus GTM.
  6. 6. Mordomus GTM – sistema integrado de gestão de equipamentos 6 de 7 2. SIMULAÇÃO DE CUSTOS Mordomus GTM Central A central remota Mordomus GTM é o cérebro de controlo de todo o sistema de Gestão técnica. Esta deverá estar instalada em dentro de uma área de elevada segurança com acesso restrito. A gestão técnica poderá ser acedida não só neste local mas também através de um qualquer computador, tablet ou smartphone com ligação à internet e devidas chaves de autorização de acesso. A central é composta pelos seguintes elementos: 1 X CPU Mordomus €1,010.90 1 X LP15 €469.40 1 X PCCWd-L €416.60 1 X HBCOM Server €486.00 1 X DR60 12V60W Fte €63.20 1 X UPS 1500VA €339.00 VALOR TOTAL (incluindo instalação) €2,785.10 Mordomus GTM Extensões Remotas As extensões remotas são os quadros elétricos instalados em rotundas com rega, oficinas, postos de controlo de iluminação e outros equipamentos. A dimensão destes quados e a quantidade de módulos depende da quantidade de equipamentos a controlar. Equipamentos obrigatórios por extensão remota: 1 X HBCOM Client €150.00 1 X DR60 12V60W Fte €63.20 Equipamentos que dependem da quantidade de equipamentos a controlar: INV6Wd - Controlo de seis pontos (ex. electroválvulas de rega, controlo abertura portões e sirenes) €199.50 OF8Wd - Controlo de oito pontos (ex. iluminação e equipamentos diversos) €221.60 OF4Wd - Controlo de quatro pontos (ex. iluminação e equipamentos diversos) €176.50 OUT8AWd - Controlo de oito pontos analógicos (iluminação regulável (dimmer), motores de velocidade variável ou outros) €257.90 SND5Wd - Controlo de oito pontos de som ambiente €312.30 IN10Wd - Leitura de dez pontos (ex. interruptores e sensores) €183.60 IN22Wd - Leitura de 22 pontos (ex. interruptores e sensores) €216.50 PCI64Wd - Leitura de seis pontos (ex. contadores elétricos ou água) €169.70 ENOWd - Recetor/emissor de tecnologia Enocean €312.50
  7. 7. Mordomus GTM – sistema integrado de gestão de equipamentos 7 de 7 Exemplo para a gestão de uma área remota com controlo de seis pontos de rega: 1 X HBCOM Client €150.00 1 X DR60 12V60W Fte €63.20 1 X INV6Wd €199.50 VALOR TOTAL (incluindo instalação) €412.70 Exemplo para a gestão de uma área remota com controlo de seis pontos de rega e quatro pontos de iluminação: 1 X HBCOM Client €150.00 1 X DR60 12V60W Fte €63.20 1 X INV6Wd €199.50 1 X OF4Wd €176.50 VALOR TOTAL (incluindo instalação) €589.20 Observações:  Os valores apresentados não incluem IVA à taxa de normal em vigor;  A descrição das caraterísticas poderá ser alterada posteriormente a pedido do cliente;  As caraterísticas dos sistemas propostos poderão ser alteradas devido a atualizações ou melhoramentos sem que para tal estas signifiquem alteração de preço para o cliente. Contactos e informações: IOLINE Research and Development Lab www.ioline.pt email: ioline@ioline.pt Tel/Fax: 238.491.492 ou Telf. 936.000.079 (João Paulo Pinto)

×