SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Key words:
                                                                                                    Uniformizar
                                                                                                    Racionalizar
                                                                                                    Simplificar
                                                                                                    Optimizar
         MELHORIA DOS
         MÉTODOS DE TRABALHO
         contributos para o aumento da produtividade


                                       JOÃO PAULO PINTO – COMUNIDADE LEAN THINKING                                                                              2 de 47
                                                                                               João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING




                     CONCEITOS DE MELHORIA                                                                        ANÁLISE DO PROCESSO
                                                                                                      Análise sistémica (vertical) dos processos;
                                                                                                       Aná     sisté
         ELIMINAR – procurar aquelas operações, actividades ou
                                      operaç
                                                                                                      Objectivos da análise:
                                                                                                                      aná lise:
          processos que não acrescentam valor ao produto ou serviço;
                                                            serviç
                                                                                                         Detectar áreas a melhorar;
         COMBINAR – procurar a união de dois, ou mais, processos                                        Simplificar e optimizar;
          num simples. Por exemplo, a fusão do processo de produção
                                                           produç                                        Design de um novo (ou actualização) método,
                                                                                                                                    actualizaç  mé
          com o processo de inspecção (auto-controlo);
                            inspecç (auto-
                                                                                                      Objectivos da melhoria:
                                                                                                                     melhoria:
         REORDENAR – rever a sequência de realização das
                                           realizaç
                                                                                                         Redução de custos de operações:
                                                                                                          Reduç                  operaç
          operações, procurar simplificar;
          operaç                                                                                          (mão-de-obra, equipamento, materiais, etc.);
                                                                                                          (mão- de-
         SIMPLIFICAR – tornar a realização das operações mais
                                  realizaç         operaç                                                Melhoria da produtividade através do incremento do output
                                                                                                                                    atravé
                                                                                                          sem recorrer ao aumento de recursos (input);
                                                                                                                                                (input);
          directa, menos confusa e sujeita a erros.
                                                                                                         Prevenir problemas de qualidade;
         OPTIMIZAR – procurar fazer mais com menos.                                                     Redução de WIP;
                                                                                                          Reduç
                                                                                                         Melhoria das condições de trabalho (HST).
                                                                                                                       condiç

João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                            3 de 47   João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING        4 de 47
(de acordo com sistema internacional)




                                                                                                                TIPOS DE MOVIMENTOS
                CÓDIGOS DE ANÁLISE




                                                                                                                                  (de acordo com o MTM1)
                                                                                                                                                                                              1 hora = 100,000 TMU’s




João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                                       5 de 47   João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                                                6 de 47




                                                                                                                                                           Confirmar que os movimentos feitos por ambas
                  EXEMPLOS DE MELHORIA                                                                                                                       as mãos são OPOSTOS E SIMÉTRICOS...




                                              O uso de um simples fixador elimina a operação
                                                                                     operaç
                                              de apoio e fixação realizada pela mão esquerda.
                                                         fixaç


João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                                       7 de 47   João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                                                8 de 47
Aplicação de uma ferramenta de sucção com a mão esquerda e                               Eliminando movimentos de mudança de direcção dos
      agarrando o material com a mão direita. Desta forma, eliminam-se                        componentes, modificando a posição de trabalho do operário.
     tarefas e a necessidade de várias tentativas para apanhar o material.




João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING              9 de 47    João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                  10 de 47




        Aplicação de ferramentas com funções múltiplas. Desta forma foi                              Disposição de lugares para a instalação de máquinas e
                 possível reduzir 2 operações ao mesmo tempo                                                     armazenamento de materiais.
                  (furar e fazer acabamento final na furação).                                          Procurar encurtar a distância dos movimentos.




João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING              11 de 47   João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                  12 de 47
Colocar um suporte adicional na máquina.                                                           Uso de um elevador para
                                                                                                                         eliminar a necessidade de dobrar o corpo.




João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                      13 de 47   João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                  14 de 47




                                    Ordenar os componentes de forma
                                                                                                       Se o material for muito pequeno/fino, ao colocarem-se sobre
                                  a facilitar o seu alcance e identificação.
                                                                                                         uma esponja podem ser apanhados à primeira tentativa.




João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                      15 de 47   João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                  16 de 47
Usando uma ferramenta




                                                                                                     Uso de transportadores de rolos,
    adequada às funções.




                                                                                                         tapetes, elevadores, etc.
João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                      17 de 47   João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                        18 de 47




     MELHORIA ATRAVÉS DO BALANCEAMENTO                                                         EXEMPLO
      Processo que procura o equilíbrio dos postos de trabalho
                              equilí                                                            Balanceamento de uma linha de montagem formada por 6 postos
                                                                                                 de trabalho e com um tempo de ciclo de 5.5 minutos.
       numa linha de produção/montagem;
                     produç
      Tem por objectivos:
             Aumentar o output da linha;
             Aumentar a produtividade;                                    n


             Eliminar a acumulação de WIP;
                         acumulaç
                                                                            ti
                                                            Eficiencia    1

             Promover um fluxo contínuo.
                                contí                                      c*n
      Dados a conhecer:
             Tempo de ciclo (c) ou takt time;
                                         time;
             Elementos da linha, máquinas, pessoas e espaços (n);
                                  má                  espaç                                                                                           Eficiência = 77.5%
             Respectivos tempos por elemento (ti).


João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                      19 de 47   João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                        20 de 47
MELHORIA DE TEMPOS
                                                                                             Em que consiste?
                                                                                                    Na eliminação de tempos mortos e na
                                                                                                        eliminaç
                                                                                                     posterior redução de úteis;
                                                                                                               reduç


                                                                                             Como se consegue?
                                                                                                    Agrupando operações:
                                                                                                               operaç
                                                                                                            Evitando submontagens intermédias;
                                                                                                                                   intermé
                                                                                                    Utilizando Ferramentas mais rápidas e mais pequenas ();
                                                                                                                                 rá                      (
                                                                                                    Uniformizando os processos, componentes, e parâmetros
                                                            Eficiência = 93.1%                       de fabrico e de montagem;
                                                                                                    Automatização.
                                                                                                     Automatizaç


João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                   21 de 47   João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING          22 de 47




     UTILIZAR FERRAMENTAS MAIS PEQUENAS E MAIS RÁPIDAS                                                     AGRUPAR OPERAÇÕES
      Pistola grande, pesada, difícil de manejar.
                               difí
                                                                                             4 OPERAÇÕES
                                                                                               OPERAÇ

                                                                                         Porcas e anilhas
                                                                                         fornecidas
                                                                                         separadamente;
                                                                                         Montagem de porcas
                                                                                         com anilhas;
                                                                                         Montagem na peça.



      Pistola pequena, mais leve, fácil de manejar.
                                                                                            2 OPERAÇÕES
                                                                                              OPERAÇ

                                                                                        Porcas e anilhas juntas
                                                                                        (pelo fornecedor)
                                                                                        Montagem na peça.




João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                   23 de 47   João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING          24 de 47
UNIFORMIZAR OPERAÇÕES                                                                                                                     AUTOMATIZAR


    3 torques diferentes;
    3 chaves diferentes para
    3 cabeças de parafuso
      cabeç
    diferentes.




                                                                                                         1 só torque, uma só
                                                                                                           só torque,     só
                                                                                                         chave de parafusos
                                                                                                         uniformizada.




João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                                                                                25 de 47      João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING   26 de 47




                                                                                                       COMUNIDADE LEAN THINKING
                                                                                                          Rua Cupertino de Miranda, 35 - 4Dto
                                                                                                                   4760 124 VN de Famalicão
                                                                                                                            Telf. 91.853.89.82
                                                                                                                        Telf. 93.600.00.78/79
                                                                                                                             Fax. 211.454.136

                                                                                              management@leanthinkingcommunity.org
                                                                                                     www.leanthinkingcommunity.org




                        MUITO OBRIGADO PELA ATENÇÃO
                                            ATENÇ
                                                        Este documento está disponível para download em www.slideshare.net/Comunidade_Lean_Thinking/




João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING                                                                                27 de 47

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Curso Balanced Scorecard como Ferramenta para o Planejamento Estrategico
Curso Balanced Scorecard como Ferramenta para o Planejamento Estrategico Curso Balanced Scorecard como Ferramenta para o Planejamento Estrategico
Curso Balanced Scorecard como Ferramenta para o Planejamento Estrategico Grupo Treinar
 
Aula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresasAula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresasHomero Alves de Lima
 
Apresentação Final
Apresentação FinalApresentação Final
Apresentação Finalbetinho87
 
Case Fleming Resultados
Case Fleming ResultadosCase Fleming Resultados
Case Fleming ResultadosSérgio Nunes
 
Apresentação manufatura (10 06-2015)
Apresentação   manufatura (10 06-2015)Apresentação   manufatura (10 06-2015)
Apresentação manufatura (10 06-2015)Weverton Abreu
 
Entrevista marcelo pimenta revista ag
Entrevista marcelo pimenta revista agEntrevista marcelo pimenta revista ag
Entrevista marcelo pimenta revista agExagro
 
Manuscrito Processo De Negocios
Manuscrito Processo De NegociosManuscrito Processo De Negocios
Manuscrito Processo De Negociosbetinho87
 
Conheça o PontoVit
Conheça o PontoVitConheça o PontoVit
Conheça o PontoVitpontovit
 
"Dilemas na Implementação da Gestão de/por Processos"
"Dilemas na Implementação da Gestão de/por Processos""Dilemas na Implementação da Gestão de/por Processos"
"Dilemas na Implementação da Gestão de/por Processos"Alessandro C. Micelli
 
25618 manual formandonivintermedioplanorgprodmodulo2
25618 manual formandonivintermedioplanorgprodmodulo225618 manual formandonivintermedioplanorgprodmodulo2
25618 manual formandonivintermedioplanorgprodmodulo2Maria Santos
 
25617 manual formandonivbasicoplanorgprodmodulo2
25617 manual formandonivbasicoplanorgprodmodulo225617 manual formandonivbasicoplanorgprodmodulo2
25617 manual formandonivbasicoplanorgprodmodulo2Maria Santos
 

Mais procurados (16)

Webinar BPM
Webinar BPMWebinar BPM
Webinar BPM
 
Curso Balanced Scorecard como Ferramenta para o Planejamento Estrategico
Curso Balanced Scorecard como Ferramenta para o Planejamento Estrategico Curso Balanced Scorecard como Ferramenta para o Planejamento Estrategico
Curso Balanced Scorecard como Ferramenta para o Planejamento Estrategico
 
Aula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresasAula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresas
 
Apresentação Final
Apresentação FinalApresentação Final
Apresentação Final
 
Top diagnostic
Top diagnosticTop diagnostic
Top diagnostic
 
Case Fleming Resultados
Case Fleming ResultadosCase Fleming Resultados
Case Fleming Resultados
 
Soluções SAP BO (Business Objects)
Soluções SAP BO (Business Objects)Soluções SAP BO (Business Objects)
Soluções SAP BO (Business Objects)
 
Apresentação manufatura (10 06-2015)
Apresentação   manufatura (10 06-2015)Apresentação   manufatura (10 06-2015)
Apresentação manufatura (10 06-2015)
 
Entrevista marcelo pimenta revista ag
Entrevista marcelo pimenta revista agEntrevista marcelo pimenta revista ag
Entrevista marcelo pimenta revista ag
 
Just In Time
Just In TimeJust In Time
Just In Time
 
Manuscrito Processo De Negocios
Manuscrito Processo De NegociosManuscrito Processo De Negocios
Manuscrito Processo De Negocios
 
Conheça o PontoVit
Conheça o PontoVitConheça o PontoVit
Conheça o PontoVit
 
"Dilemas na Implementação da Gestão de/por Processos"
"Dilemas na Implementação da Gestão de/por Processos""Dilemas na Implementação da Gestão de/por Processos"
"Dilemas na Implementação da Gestão de/por Processos"
 
25618 manual formandonivintermedioplanorgprodmodulo2
25618 manual formandonivintermedioplanorgprodmodulo225618 manual formandonivintermedioplanorgprodmodulo2
25618 manual formandonivintermedioplanorgprodmodulo2
 
Emepro abr/2009
Emepro abr/2009Emepro abr/2009
Emepro abr/2009
 
25617 manual formandonivbasicoplanorgprodmodulo2
25617 manual formandonivbasicoplanorgprodmodulo225617 manual formandonivbasicoplanorgprodmodulo2
25617 manual formandonivbasicoplanorgprodmodulo2
 

Destaque

Organização e Melhoria de Processos
Organização e Melhoria de ProcessosOrganização e Melhoria de Processos
Organização e Melhoria de ProcessosFábio Gugliotti
 
Método para análise e melhoria de processos
Método para análise e melhoria de processosMétodo para análise e melhoria de processos
Método para análise e melhoria de processosJorge Covacs
 
Apresentação kanban
Apresentação kanbanApresentação kanban
Apresentação kanbanJoao Furtado
 
Formação - Planos de Ação de Melhoria
Formação - Planos de Ação de MelhoriaFormação - Planos de Ação de Melhoria
Formação - Planos de Ação de Melhoriagabavaliacaomontenegro
 
Treinamento Kanban Avan�ado
Treinamento Kanban Avan�adoTreinamento Kanban Avan�ado
Treinamento Kanban Avan�adoogerente
 
Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.Henrique Ferreira
 
Setores de produção
Setores de produçãoSetores de produção
Setores de produçãoItalo Alan
 

Destaque (20)

Criando sistema puxado nivelado
Criando sistema puxado niveladoCriando sistema puxado nivelado
Criando sistema puxado nivelado
 
O Sistema Kanban
O Sistema KanbanO Sistema Kanban
O Sistema Kanban
 
Plano De Melhoria
Plano De MelhoriaPlano De Melhoria
Plano De Melhoria
 
Organização e Melhoria de Processos
Organização e Melhoria de ProcessosOrganização e Melhoria de Processos
Organização e Melhoria de Processos
 
Método para análise e melhoria de processos
Método para análise e melhoria de processosMétodo para análise e melhoria de processos
Método para análise e melhoria de processos
 
A gestão da cadeia de valor em tempos
A gestão da cadeia de valor em temposA gestão da cadeia de valor em tempos
A gestão da cadeia de valor em tempos
 
Kanban materia prima
Kanban materia primaKanban materia prima
Kanban materia prima
 
A Lei de little
A Lei de littleA Lei de little
A Lei de little
 
Livro de Gestão de Operações
Livro de Gestão de OperaçõesLivro de Gestão de Operações
Livro de Gestão de Operações
 
Gestao de Projectos Doc1
Gestao de Projectos Doc1Gestao de Projectos Doc1
Gestao de Projectos Doc1
 
Apresentação kanban
Apresentação kanbanApresentação kanban
Apresentação kanban
 
Formação - Planos de Ação de Melhoria
Formação - Planos de Ação de MelhoriaFormação - Planos de Ação de Melhoria
Formação - Planos de Ação de Melhoria
 
Aplicação do Modelo de Melhoria na Área da Saúde
Aplicação do Modelo de Melhoria na Área da SaúdeAplicação do Modelo de Melhoria na Área da Saúde
Aplicação do Modelo de Melhoria na Área da Saúde
 
Gestão de Armazéns
Gestão de ArmazénsGestão de Armazéns
Gestão de Armazéns
 
Treinamento Kanban Avan�ado
Treinamento Kanban Avan�adoTreinamento Kanban Avan�ado
Treinamento Kanban Avan�ado
 
SIPOC
SIPOCSIPOC
SIPOC
 
Mudança Interior
Mudança InteriorMudança Interior
Mudança Interior
 
Ferramentas da Qualidade
Ferramentas da QualidadeFerramentas da Qualidade
Ferramentas da Qualidade
 
Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.
 
Setores de produção
Setores de produçãoSetores de produção
Setores de produção
 

Semelhante a Melhoria dos métodos de trabalho através da racionalização e simplificação de processos

NEC Brasil, T&T Solutions
NEC Brasil, T&T SolutionsNEC Brasil, T&T Solutions
NEC Brasil, T&T Solutionsdavisao
 
Bsc 2012 ti_definitivo
Bsc 2012 ti_definitivoBsc 2012 ti_definitivo
Bsc 2012 ti_definitivosenac_rr
 
Apresentacao Omar Mussi 24 Julho 2008
Apresentacao Omar Mussi 24 Julho 2008Apresentacao Omar Mussi 24 Julho 2008
Apresentacao Omar Mussi 24 Julho 2008Omar Mussi
 
Visão por Processos
Visão por ProcessosVisão por Processos
Visão por ProcessosQ2 Management
 
Tenha mais tempo e gerencie seus processos com a Bonita
Tenha mais tempo e gerencie seus processos com a BonitaTenha mais tempo e gerencie seus processos com a Bonita
Tenha mais tempo e gerencie seus processos com a BonitaDiego Santos
 
Projeto Desenvolvimento Empresarial
Projeto Desenvolvimento EmpresarialProjeto Desenvolvimento Empresarial
Projeto Desenvolvimento Empresarialiguatemy
 
Fiemg divinópolis 10-06-2010
Fiemg divinópolis 10-06-2010Fiemg divinópolis 10-06-2010
Fiemg divinópolis 10-06-2010kleber.torres
 
BPM Global Trends 2010 - Valor de BPM
BPM Global Trends 2010 - Valor de BPMBPM Global Trends 2010 - Valor de BPM
BPM Global Trends 2010 - Valor de BPMEloGroup
 
Importância da modelagem de processos de negócio dentro das organizações
Importância da modelagem de processos de negócio dentro das organizaçõesImportância da modelagem de processos de negócio dentro das organizações
Importância da modelagem de processos de negócio dentro das organizaçõesAlexandre Martins Vaz
 
Ceni plano anual 2011 2012
Ceni plano anual 2011 2012Ceni plano anual 2011 2012
Ceni plano anual 2011 2012learningfactory
 

Semelhante a Melhoria dos métodos de trabalho através da racionalização e simplificação de processos (20)

Glossário de termos Lean Maintenance
Glossário de termos Lean MaintenanceGlossário de termos Lean Maintenance
Glossário de termos Lean Maintenance
 
NEC Brasil, T&T Solutions
NEC Brasil, T&T SolutionsNEC Brasil, T&T Solutions
NEC Brasil, T&T Solutions
 
Bsc 2012 ti_definitivo
Bsc 2012 ti_definitivoBsc 2012 ti_definitivo
Bsc 2012 ti_definitivo
 
Apresentacao Omar Mussi 24 Julho 2008
Apresentacao Omar Mussi 24 Julho 2008Apresentacao Omar Mussi 24 Julho 2008
Apresentacao Omar Mussi 24 Julho 2008
 
Visão por Processos
Visão por ProcessosVisão por Processos
Visão por Processos
 
Emepro 30 04-2009
Emepro 30 04-2009Emepro 30 04-2009
Emepro 30 04-2009
 
Ois fiemg
Ois fiemgOis fiemg
Ois fiemg
 
Ois fiemg ago/2009
Ois fiemg ago/2009Ois fiemg ago/2009
Ois fiemg ago/2009
 
Tenha mais tempo e gerencie seus processos com a Bonita
Tenha mais tempo e gerencie seus processos com a BonitaTenha mais tempo e gerencie seus processos com a Bonita
Tenha mais tempo e gerencie seus processos com a Bonita
 
Lean Manufacturing
Lean ManufacturingLean Manufacturing
Lean Manufacturing
 
Projeto Desenvolvimento Empresarial
Projeto Desenvolvimento EmpresarialProjeto Desenvolvimento Empresarial
Projeto Desenvolvimento Empresarial
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
 
Gestão de Processos
Gestão de ProcessosGestão de Processos
Gestão de Processos
 
Processos em t.i.
Processos em t.i.Processos em t.i.
Processos em t.i.
 
Modelo japonês de administração
Modelo japonês de administraçãoModelo japonês de administração
Modelo japonês de administração
 
Fiemg divinópolis 10-06-2010
Fiemg divinópolis 10-06-2010Fiemg divinópolis 10-06-2010
Fiemg divinópolis 10-06-2010
 
Lean Maintenance
Lean MaintenanceLean Maintenance
Lean Maintenance
 
BPM Global Trends 2010 - Valor de BPM
BPM Global Trends 2010 - Valor de BPMBPM Global Trends 2010 - Valor de BPM
BPM Global Trends 2010 - Valor de BPM
 
Importância da modelagem de processos de negócio dentro das organizações
Importância da modelagem de processos de negócio dentro das organizaçõesImportância da modelagem de processos de negócio dentro das organizações
Importância da modelagem de processos de negócio dentro das organizações
 
Ceni plano anual 2011 2012
Ceni plano anual 2011 2012Ceni plano anual 2011 2012
Ceni plano anual 2011 2012
 

Mais de CLT Valuebased Services (20)

Estudo de um Caso
Estudo de um CasoEstudo de um Caso
Estudo de um Caso
 
Caso testo lean
Caso testo leanCaso testo lean
Caso testo lean
 
Indicadores para a manutencao lean
Indicadores para a manutencao leanIndicadores para a manutencao lean
Indicadores para a manutencao lean
 
CPFR lean SCM
CPFR lean SCMCPFR lean SCM
CPFR lean SCM
 
Case study Parfois
Case study  ParfoisCase study  Parfois
Case study Parfois
 
Ikea case study
Ikea  case studyIkea  case study
Ikea case study
 
Case study Walmart
Case study WalmartCase study Walmart
Case study Walmart
 
Logistica Milk Run e Mizu
Logistica Milk Run e MizuLogistica Milk Run e Mizu
Logistica Milk Run e Mizu
 
Last Mile Logistics
Last Mile LogisticsLast Mile Logistics
Last Mile Logistics
 
Industry 4.0
Industry 4.0Industry 4.0
Industry 4.0
 
Lean 6Sigma Agile 2019
Lean 6Sigma Agile 2019Lean 6Sigma Agile 2019
Lean 6Sigma Agile 2019
 
Tabelas MTM ln IPC
Tabelas MTM ln IPCTabelas MTM ln IPC
Tabelas MTM ln IPC
 
Bordo de linha
Bordo de linhaBordo de linha
Bordo de linha
 
Scrum Book
Scrum BookScrum Book
Scrum Book
 
Booklet Estudo do Trabalho final
Booklet Estudo do Trabalho finalBooklet Estudo do Trabalho final
Booklet Estudo do Trabalho final
 
Domotica
DomoticaDomotica
Domotica
 
Projeto Implementação Lean
Projeto Implementação Lean Projeto Implementação Lean
Projeto Implementação Lean
 
Retrato de Poortugal 2019
Retrato de Poortugal 2019Retrato de Poortugal 2019
Retrato de Poortugal 2019
 
Fut global-edition
Fut  global-editionFut  global-edition
Fut global-edition
 
Tabelas MTM LM IPC
Tabelas MTM LM IPCTabelas MTM LM IPC
Tabelas MTM LM IPC
 

Melhoria dos métodos de trabalho através da racionalização e simplificação de processos

  • 1. Key words: Uniformizar Racionalizar Simplificar Optimizar MELHORIA DOS MÉTODOS DE TRABALHO contributos para o aumento da produtividade JOÃO PAULO PINTO – COMUNIDADE LEAN THINKING 2 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING CONCEITOS DE MELHORIA ANÁLISE DO PROCESSO  Análise sistémica (vertical) dos processos; Aná sisté  ELIMINAR – procurar aquelas operações, actividades ou operaç  Objectivos da análise: aná lise: processos que não acrescentam valor ao produto ou serviço; serviç  Detectar áreas a melhorar;  COMBINAR – procurar a união de dois, ou mais, processos  Simplificar e optimizar; num simples. Por exemplo, a fusão do processo de produção produç  Design de um novo (ou actualização) método, actualizaç mé com o processo de inspecção (auto-controlo); inspecç (auto-  Objectivos da melhoria: melhoria:  REORDENAR – rever a sequência de realização das realizaç  Redução de custos de operações: Reduç operaç operações, procurar simplificar; operaç (mão-de-obra, equipamento, materiais, etc.); (mão- de-  SIMPLIFICAR – tornar a realização das operações mais realizaç operaç  Melhoria da produtividade através do incremento do output atravé sem recorrer ao aumento de recursos (input); (input); directa, menos confusa e sujeita a erros.  Prevenir problemas de qualidade;  OPTIMIZAR – procurar fazer mais com menos.  Redução de WIP; Reduç  Melhoria das condições de trabalho (HST). condiç João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 3 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 4 de 47
  • 2. (de acordo com sistema internacional) TIPOS DE MOVIMENTOS CÓDIGOS DE ANÁLISE (de acordo com o MTM1) 1 hora = 100,000 TMU’s João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 5 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 6 de 47 Confirmar que os movimentos feitos por ambas EXEMPLOS DE MELHORIA as mãos são OPOSTOS E SIMÉTRICOS... O uso de um simples fixador elimina a operação operaç de apoio e fixação realizada pela mão esquerda. fixaç João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 7 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 8 de 47
  • 3. Aplicação de uma ferramenta de sucção com a mão esquerda e Eliminando movimentos de mudança de direcção dos agarrando o material com a mão direita. Desta forma, eliminam-se componentes, modificando a posição de trabalho do operário. tarefas e a necessidade de várias tentativas para apanhar o material. João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 9 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 10 de 47 Aplicação de ferramentas com funções múltiplas. Desta forma foi Disposição de lugares para a instalação de máquinas e possível reduzir 2 operações ao mesmo tempo armazenamento de materiais. (furar e fazer acabamento final na furação). Procurar encurtar a distância dos movimentos. João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 11 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 12 de 47
  • 4. Colocar um suporte adicional na máquina. Uso de um elevador para eliminar a necessidade de dobrar o corpo. João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 13 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 14 de 47 Ordenar os componentes de forma Se o material for muito pequeno/fino, ao colocarem-se sobre a facilitar o seu alcance e identificação. uma esponja podem ser apanhados à primeira tentativa. João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 15 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 16 de 47
  • 5. Usando uma ferramenta Uso de transportadores de rolos, adequada às funções. tapetes, elevadores, etc. João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 17 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 18 de 47 MELHORIA ATRAVÉS DO BALANCEAMENTO EXEMPLO  Processo que procura o equilíbrio dos postos de trabalho equilí  Balanceamento de uma linha de montagem formada por 6 postos de trabalho e com um tempo de ciclo de 5.5 minutos. numa linha de produção/montagem; produç  Tem por objectivos:  Aumentar o output da linha;  Aumentar a produtividade; n  Eliminar a acumulação de WIP; acumulaç  ti Eficiencia  1  Promover um fluxo contínuo. contí c*n  Dados a conhecer:  Tempo de ciclo (c) ou takt time; time;  Elementos da linha, máquinas, pessoas e espaços (n); má espaç Eficiência = 77.5%  Respectivos tempos por elemento (ti). João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 19 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 20 de 47
  • 6. MELHORIA DE TEMPOS  Em que consiste?  Na eliminação de tempos mortos e na eliminaç posterior redução de úteis; reduç  Como se consegue?  Agrupando operações: operaç  Evitando submontagens intermédias; intermé  Utilizando Ferramentas mais rápidas e mais pequenas (); rá (  Uniformizando os processos, componentes, e parâmetros Eficiência = 93.1% de fabrico e de montagem;  Automatização. Automatizaç João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 21 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 22 de 47 UTILIZAR FERRAMENTAS MAIS PEQUENAS E MAIS RÁPIDAS AGRUPAR OPERAÇÕES  Pistola grande, pesada, difícil de manejar. difí 4 OPERAÇÕES OPERAÇ Porcas e anilhas fornecidas separadamente; Montagem de porcas com anilhas; Montagem na peça.  Pistola pequena, mais leve, fácil de manejar. 2 OPERAÇÕES OPERAÇ Porcas e anilhas juntas (pelo fornecedor) Montagem na peça. João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 23 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 24 de 47
  • 7. UNIFORMIZAR OPERAÇÕES AUTOMATIZAR 3 torques diferentes; 3 chaves diferentes para 3 cabeças de parafuso cabeç diferentes. 1 só torque, uma só só torque, só chave de parafusos uniformizada. João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 25 de 47 João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 26 de 47 COMUNIDADE LEAN THINKING Rua Cupertino de Miranda, 35 - 4Dto 4760 124 VN de Famalicão Telf. 91.853.89.82 Telf. 93.600.00.78/79 Fax. 211.454.136 management@leanthinkingcommunity.org www.leanthinkingcommunity.org MUITO OBRIGADO PELA ATENÇÃO ATENÇ Este documento está disponível para download em www.slideshare.net/Comunidade_Lean_Thinking/ João Paulo Pinto, PhD MSc(Eng) – COMUNIDADE LEAN THINKING 27 de 47