Lean Escola

467 visualizações

Publicada em

Nesta data foi feita uma apresentação numa escola de Ensino Secundário público. Aos poucos, o Lean a entrar no sector público...

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
467
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lean Escola

  1. 1. PENSAR LEAN desafios e oportunidades João Paulo Pinto | CLT SERVICES | Janeiro de 2015
  2. 2. O pensamento magro (lean thinking); Princípios e valores lean; Porquê pensar lean? Exemplos de mudas nos serviços; A noção de valor Ferramentas simples mas poderosas Roadmap Convite AGENDA
  3. 3. O PENSAMENTO LEAN • Lean Thinking – significado, filosofia, modo de estar… • Origem – (1ª Geração, 2ª Geração e 3ª Geração); • A necessidade de ser “lean” – (o “muda” como um imposto); • Ser Lean em casa, no trabalho e pelo país… (um dever, não uma opção); • Os “mudas” que nos rodeiam… as gorduras que nos sufocam… • Que exemplos? (relembrar a frase de Peter Druker)… • O valor que geramos… (a quem se dirige e como o medidos?)
  4. 4. Uma filosofia que através de métodos simples aplicados por pessoas normais consegue resultados extraordinários…
  5. 5. POORTUGAL é um país muito rico… O museu dos “Coches” está concluído desde 2012, terá custado €35M, e custa anualmente €200k a €300 ao erário público. Em Outubro de 2014 ainda não estava aberto ao público… (fonte: Expresso) Quantos sistemas informáticos comprados que depois nunca são usados? Quantos edifícios públicos fechados? Quantas auto-estradas vazias? Quantos equipamentos nunca desempacotados apodrecem for falta de uso? DESPERDÍCIOS SÃO IMPOSTOS QUE TODOS PAGAMOS fonte: Jornal on-line O Observador
  6. 6. Sabia que…
  7. 7. PRINCÍPIOSESOLUÇÕESLEAN
  8. 8. FERRAMENTAS SIMPLES MAS PODEROSAS 1. Ciclo de Melhoria Contínua (1930’s), aka Ciclo PDCA; 2. Mapear a cadeia de Valor (VSM ou as Swimlanes) 3. 5S (puro bom senso e senso comum) Seiri, Seiton, Seito, Seiketsu e Shitsuke; 4. A3 storytelling – para descrever, resolver e reportar problemas (oportunidades); 5. Gestão Visual, porque 80% da informação que recebemos é através da visão; 6. Diagrama de Ishikawa, aka fish-bone diagram 7. Diagrama de spaghetti (para análise de fluxos).
  9. 9. SWIMLANES
  10. 10. S P A G H E T T I D I A G R A M I S H I K A W A D I A G R A M
  11. 11. Theme Team Date 13/1/2015 members Company Name Here 1. PROBLEM/OPPORTUNITY DEFINITION 2. OBJECTIVE - TARGET CONDICTION 3. CAUSE AND EFFECT ANALYSIS João Paulo Pinto ©, 2014 VI 07. A3 REPORT 4. PLANNING AND ACTIONS 5. RESULTS 6. CHECK AND FOLLOW-UP 7. REWARD AND SHARE THE RESULTS 1 2 3 4 5 6
  12. 12. QUALQUER SIMPLES PROBLEMA PODE TORNAR-SE INSOLÚVEL SE REALIZARMOS UM NÚMERO SUFICIENTE DE REUNIÕES. a escolha é sua... KEEP IT SIMPLE, THINK LEAN! http://www.ted.com/talks/sandra_fisher_martins_the_right_to_understand
  13. 13. CONVITE Lean Coaching na prática – o Método Harada Perdas de água – Política de gestão sustentável de água para consumo público na AdRA Lean na Tabaqueira - A mudança cultural Work in slowmotion - partilha da experiência como Sensei Telf. 936.000.081

×