SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
O que é o SCRUM?
SCRUM é uma estrutura flexível e ágil para a gestão de projectos. Inicialmente aplicada na gestão
de projectos de desenvolvimento de software, onde actualmente é muito popular, esta
metodologia pode ser aplicada em qualquer tipo de projectos. Especificamente, identificamos
as seguintes áreas como grandes beneficiadoras desta estrutura: projectos de construção civil,
projectos de engenharia, concepção e desenvolvimento de novos produtos ou serviços.
A estrutura SCRUM é baseada em equipas multi-funcionais, auto-organizadas e autónomas que
dividem o conteúdo do projecto em ciclos de trabalho curtos e concentrados chamados de
sprints.
A procedimento SCRUM é muito simples e pode ser descrito do seguinte modo:
• O dono do produto (ie, product owner) cria uma lista de pedidos/desejos priorizada
(aka, product backlog);
• No planeamento do próximo sprint, a equipa SCRUM retira uma pequena quantidade
de pedidos da lista de desejos e decide como realizar ou implementar esses pedidos;
• A equipa SCRUM tem, por norma, uma a seis semanas para completar os pedidos
seleccionados e reúne-se todos os dias (standup meeting) para avaliar o progresso (ie,
daily SCRUM);
• No decorrer do projecto, o SCRUM Master é responsável por manter a equipa focada
nos seus objectivos e por facilitar a resolução de problemas e a remoção de
constrangimentos;
• No final do sprint, o trabalho realizado estará, potencialmente, em condições para ser
entregue ao cliente, para ser armazenado (incremento do produto) ou apresentado a
uma das partes interessadas (stakeholder) do projecto para validação;
• O sprint termina com uma reunião de revisão e uma de retrospectiva para identificar
oportunidades de melhoria;
• O próximo sprint começa com a selecção de novos pedidos no product backlog e todo o
ciclo sprint se reinicia…
Ao “fatiar” o projecto em sprints, a estrutura SCRUM está a por em acção:
• Produção de outputs (deliverables) ao longo do projecto, permitindo que o cliente (ou
outros stakeholders) os valide e tire partido deles;
• As reuniões diárias servem para identificar problemas e obstáculos;
• As reuniões no final de cada sprint fomentam a reflexão e a melhoria contínua ao longo
do projecto;
• A voz do cliente (VOC) é tida em atenção ao longo de todo o projecto;
• A divisão do projecto em pequenos blocos (sprints) garante a necessária agilidade e
flexibilidade à estrutura SCRUM, dado que, deste modo, todo o projecto se poderá
adaptar às alterações do ambiente e/ou aos pedidos do cliente. De notar que,
actualmente, muitos projectos são iniciados sem uma clara definição do âmbito e
objectivo e sem conhecer os constrangimentos que terão de enfrentar porque tal não é
possível, dada a instabilidade dos mercados. Perante este cenário, a agilidade e a
flexibilidade não são uma opção mas sim um importante requisito.
A origem do termo SCRUM
O termo SCRUM foi usado pela primeira vez por Takeuchi e Nokada em Janeiro de 1986 no artigo
“The new product development game” na revista Harvard Business Review. Nesse artigo, os dois
autores comparam as equipas multifuncionais e de elevado desempenho à formação scrum
usada nas equipas de Rugby. Na terminologia Rugby, SCRUM descreve a reunião dos jogadores
para re-iniciar o jogo.
Em 1995, Ken Schwaber e Jeff Sutherland elaboraram o conceito SCRUM e a sua aplicabilidade
no desenvolvimento de Software.
Curso SCRUM MASTER CERTIFIED (SMC™)
O curso Scrum Master Certified (SMC) visa preparar profissionais com conhecimento teórico e
prático sobre SCRUM, capacitando-os para implementar e trabalhar em ambiente SCRUM. Esta
iniciativa resulta da parceria entre a CLT Valuebased Services e a Learning Every Where (empresa
que, em Portugal, representa a entidade Certificadora: SCRUMstudy).
O curso SMC prepara os formandos que pretendam candidatar-se ao exame de certificação, que
é facultativo. O objetivo do exame é certificar os candidatos como Scrum Master Certified, como
profissionais com elevada compreensão sobre como aplicar SCRUM nos projectos e adaptar
SCRUM em ambientes específicos.
Mais informações aqui.
Think lean, be agile

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

SCRUM Processo de Desenvolvimento de Software
SCRUM Processo de Desenvolvimento de SoftwareSCRUM Processo de Desenvolvimento de Software
SCRUM Processo de Desenvolvimento de Software
 
Metodologia SCRUM
Metodologia SCRUMMetodologia SCRUM
Metodologia SCRUM
 
Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012
 
Antigo_Scrum
Antigo_ScrumAntigo_Scrum
Antigo_Scrum
 
Trabalho scrum
Trabalho scrumTrabalho scrum
Trabalho scrum
 
Escalabilidade do Scrum
Escalabilidade do ScrumEscalabilidade do Scrum
Escalabilidade do Scrum
 
Metodologia agil scrum
Metodologia agil scrumMetodologia agil scrum
Metodologia agil scrum
 
SCRUM - Priorização do backlog
SCRUM  - Priorização do backlogSCRUM  - Priorização do backlog
SCRUM - Priorização do backlog
 
Apresentacao Scrum
Apresentacao ScrumApresentacao Scrum
Apresentacao Scrum
 
Apresentação sobre metodologia Scrum
Apresentação sobre metodologia ScrumApresentação sobre metodologia Scrum
Apresentação sobre metodologia Scrum
 
III SDTA - Framework SCRUM no Processo de Desenvolvimento de Sistemas
III SDTA - Framework SCRUM no Processo de Desenvolvimento de SistemasIII SDTA - Framework SCRUM no Processo de Desenvolvimento de Sistemas
III SDTA - Framework SCRUM no Processo de Desenvolvimento de Sistemas
 
Apresentação sobre scrum bem básica
Apresentação sobre scrum bem básicaApresentação sobre scrum bem básica
Apresentação sobre scrum bem básica
 
SCRUM
SCRUMSCRUM
SCRUM
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum fundamentos basicos
Scrum   fundamentos basicosScrum   fundamentos basicos
Scrum fundamentos basicos
 
Scrum - Visão Geral
Scrum - Visão GeralScrum - Visão Geral
Scrum - Visão Geral
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
"A Metodologia SCRUM"
"A Metodologia SCRUM""A Metodologia SCRUM"
"A Metodologia SCRUM"
 

Destaque (20)

Hoshin kanri
Hoshin kanriHoshin kanri
Hoshin kanri
 
Hoshin kanri desdobramento das diretrizes e metas do balanced scorecard - bsc
Hoshin kanri   desdobramento das diretrizes e metas do balanced scorecard - bscHoshin kanri   desdobramento das diretrizes e metas do balanced scorecard - bsc
Hoshin kanri desdobramento das diretrizes e metas do balanced scorecard - bsc
 
Tema 7 matematicas
Tema 7 matematicasTema 7 matematicas
Tema 7 matematicas
 
Tema 7 lengua
Tema 7 lenguaTema 7 lengua
Tema 7 lengua
 
1er Salón creArte - Talleres
1er Salón creArte - Talleres 1er Salón creArte - Talleres
1er Salón creArte - Talleres
 
Tema 4 victor
Tema 4 victorTema 4 victor
Tema 4 victor
 
Hallowen
HallowenHallowen
Hallowen
 
Matematicas 7
Matematicas  7Matematicas  7
Matematicas 7
 
Tema 6 Matematicas
Tema 6 MatematicasTema 6 Matematicas
Tema 6 Matematicas
 
Tema 4 maría
Tema 4 maríaTema 4 maría
Tema 4 maría
 
Reinos de los seres vivos
Reinos de los seres vivosReinos de los seres vivos
Reinos de los seres vivos
 
Firma electronica
Firma electronicaFirma electronica
Firma electronica
 
7 maravillas
7 maravillas7 maravillas
7 maravillas
 
Power de mate tema 7
Power de mate tema 7Power de mate tema 7
Power de mate tema 7
 
Pitfalls in paediatric trauma resuscitation
 Pitfalls in paediatric trauma resuscitation Pitfalls in paediatric trauma resuscitation
Pitfalls in paediatric trauma resuscitation
 
Fernandez - Adaptaciones - 5año
Fernandez - Adaptaciones - 5añoFernandez - Adaptaciones - 5año
Fernandez - Adaptaciones - 5año
 
Fran web
Fran webFran web
Fran web
 
Tema 4 ines e irene
Tema 4 ines e ireneTema 4 ines e irene
Tema 4 ines e irene
 
Mother 2
Mother 2Mother 2
Mother 2
 
COMPONENTES DE UNA RED DE AREA LOCAL
COMPONENTES DE UNA RED DE AREA LOCALCOMPONENTES DE UNA RED DE AREA LOCAL
COMPONENTES DE UNA RED DE AREA LOCAL
 

Semelhante a Artigo Scrum (20)

Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum - Gerenciamento de Projetos
Scrum - Gerenciamento de ProjetosScrum - Gerenciamento de Projetos
Scrum - Gerenciamento de Projetos
 
Agil - artigo cientifico
Agil - artigo cientificoAgil - artigo cientifico
Agil - artigo cientifico
 
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrumGerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMGerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
 
Metodologia agil scrum x pmbok
Metodologia agil   scrum x pmbokMetodologia agil   scrum x pmbok
Metodologia agil scrum x pmbok
 
SCRUM
SCRUMSCRUM
SCRUM
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Agilidade Com Scrum
Agilidade Com ScrumAgilidade Com Scrum
Agilidade Com Scrum
 
Apostila scrum fundamentals
Apostila scrum fundamentalsApostila scrum fundamentals
Apostila scrum fundamentals
 
PDS_SCRUM.pptx
PDS_SCRUM.pptxPDS_SCRUM.pptx
PDS_SCRUM.pptx
 
Método Ágil Scrum
Método Ágil ScrumMétodo Ágil Scrum
Método Ágil Scrum
 
Inciando com Scrum
Inciando com ScrumInciando com Scrum
Inciando com Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Modelos de Processo de Desenvolvimento de Software 2 - Prof.ª Cristiane Fidelix
Modelos de Processo de Desenvolvimento de Software 2 - Prof.ª Cristiane FidelixModelos de Processo de Desenvolvimento de Software 2 - Prof.ª Cristiane Fidelix
Modelos de Processo de Desenvolvimento de Software 2 - Prof.ª Cristiane Fidelix
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Ignição gp-scrum-em-uma-página
Ignição gp-scrum-em-uma-páginaIgnição gp-scrum-em-uma-página
Ignição gp-scrum-em-uma-página
 
Scrum Guide Português
Scrum Guide PortuguêsScrum Guide Português
Scrum Guide Português
 

Mais de CLT Valuebased Services (20)

Estudo de um Caso
Estudo de um CasoEstudo de um Caso
Estudo de um Caso
 
Caso testo lean
Caso testo leanCaso testo lean
Caso testo lean
 
Indicadores para a manutencao lean
Indicadores para a manutencao leanIndicadores para a manutencao lean
Indicadores para a manutencao lean
 
CPFR lean SCM
CPFR lean SCMCPFR lean SCM
CPFR lean SCM
 
Case study Parfois
Case study  ParfoisCase study  Parfois
Case study Parfois
 
Ikea case study
Ikea  case studyIkea  case study
Ikea case study
 
Case study Walmart
Case study WalmartCase study Walmart
Case study Walmart
 
Logistica Milk Run e Mizu
Logistica Milk Run e MizuLogistica Milk Run e Mizu
Logistica Milk Run e Mizu
 
Last Mile Logistics
Last Mile LogisticsLast Mile Logistics
Last Mile Logistics
 
Industry 4.0
Industry 4.0Industry 4.0
Industry 4.0
 
Lean 6Sigma Agile 2019
Lean 6Sigma Agile 2019Lean 6Sigma Agile 2019
Lean 6Sigma Agile 2019
 
Tabelas MTM ln IPC
Tabelas MTM ln IPCTabelas MTM ln IPC
Tabelas MTM ln IPC
 
Bordo de linha
Bordo de linhaBordo de linha
Bordo de linha
 
Scrum Book
Scrum BookScrum Book
Scrum Book
 
Booklet Estudo do Trabalho final
Booklet Estudo do Trabalho finalBooklet Estudo do Trabalho final
Booklet Estudo do Trabalho final
 
Domotica
DomoticaDomotica
Domotica
 
Projeto Implementação Lean
Projeto Implementação Lean Projeto Implementação Lean
Projeto Implementação Lean
 
Retrato de Poortugal 2019
Retrato de Poortugal 2019Retrato de Poortugal 2019
Retrato de Poortugal 2019
 
Fut global-edition
Fut  global-editionFut  global-edition
Fut global-edition
 
Tabelas MTM LM IPC
Tabelas MTM LM IPCTabelas MTM LM IPC
Tabelas MTM LM IPC
 

Artigo Scrum

  • 1. O que é o SCRUM? SCRUM é uma estrutura flexível e ágil para a gestão de projectos. Inicialmente aplicada na gestão de projectos de desenvolvimento de software, onde actualmente é muito popular, esta metodologia pode ser aplicada em qualquer tipo de projectos. Especificamente, identificamos as seguintes áreas como grandes beneficiadoras desta estrutura: projectos de construção civil, projectos de engenharia, concepção e desenvolvimento de novos produtos ou serviços. A estrutura SCRUM é baseada em equipas multi-funcionais, auto-organizadas e autónomas que dividem o conteúdo do projecto em ciclos de trabalho curtos e concentrados chamados de sprints. A procedimento SCRUM é muito simples e pode ser descrito do seguinte modo: • O dono do produto (ie, product owner) cria uma lista de pedidos/desejos priorizada (aka, product backlog); • No planeamento do próximo sprint, a equipa SCRUM retira uma pequena quantidade de pedidos da lista de desejos e decide como realizar ou implementar esses pedidos; • A equipa SCRUM tem, por norma, uma a seis semanas para completar os pedidos seleccionados e reúne-se todos os dias (standup meeting) para avaliar o progresso (ie, daily SCRUM); • No decorrer do projecto, o SCRUM Master é responsável por manter a equipa focada nos seus objectivos e por facilitar a resolução de problemas e a remoção de constrangimentos; • No final do sprint, o trabalho realizado estará, potencialmente, em condições para ser entregue ao cliente, para ser armazenado (incremento do produto) ou apresentado a uma das partes interessadas (stakeholder) do projecto para validação; • O sprint termina com uma reunião de revisão e uma de retrospectiva para identificar oportunidades de melhoria;
  • 2. • O próximo sprint começa com a selecção de novos pedidos no product backlog e todo o ciclo sprint se reinicia… Ao “fatiar” o projecto em sprints, a estrutura SCRUM está a por em acção: • Produção de outputs (deliverables) ao longo do projecto, permitindo que o cliente (ou outros stakeholders) os valide e tire partido deles; • As reuniões diárias servem para identificar problemas e obstáculos; • As reuniões no final de cada sprint fomentam a reflexão e a melhoria contínua ao longo do projecto; • A voz do cliente (VOC) é tida em atenção ao longo de todo o projecto; • A divisão do projecto em pequenos blocos (sprints) garante a necessária agilidade e flexibilidade à estrutura SCRUM, dado que, deste modo, todo o projecto se poderá adaptar às alterações do ambiente e/ou aos pedidos do cliente. De notar que, actualmente, muitos projectos são iniciados sem uma clara definição do âmbito e objectivo e sem conhecer os constrangimentos que terão de enfrentar porque tal não é possível, dada a instabilidade dos mercados. Perante este cenário, a agilidade e a flexibilidade não são uma opção mas sim um importante requisito. A origem do termo SCRUM O termo SCRUM foi usado pela primeira vez por Takeuchi e Nokada em Janeiro de 1986 no artigo “The new product development game” na revista Harvard Business Review. Nesse artigo, os dois autores comparam as equipas multifuncionais e de elevado desempenho à formação scrum usada nas equipas de Rugby. Na terminologia Rugby, SCRUM descreve a reunião dos jogadores para re-iniciar o jogo. Em 1995, Ken Schwaber e Jeff Sutherland elaboraram o conceito SCRUM e a sua aplicabilidade no desenvolvimento de Software. Curso SCRUM MASTER CERTIFIED (SMC™) O curso Scrum Master Certified (SMC) visa preparar profissionais com conhecimento teórico e prático sobre SCRUM, capacitando-os para implementar e trabalhar em ambiente SCRUM. Esta iniciativa resulta da parceria entre a CLT Valuebased Services e a Learning Every Where (empresa que, em Portugal, representa a entidade Certificadora: SCRUMstudy). O curso SMC prepara os formandos que pretendam candidatar-se ao exame de certificação, que é facultativo. O objetivo do exame é certificar os candidatos como Scrum Master Certified, como profissionais com elevada compreensão sobre como aplicar SCRUM nos projectos e adaptar SCRUM em ambientes específicos. Mais informações aqui. Think lean, be agile