Uso das novas tecnologias

4.188 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Negócios
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Uso das novas tecnologias

  1. 1. O USO DA TECNOLOGIAseu “ cabe aos professores repensar o NO ENSINO DE LÍNGUAS modo de ver o mundo e as coisas para que, uma ESTRANGEIRAS: novos adaptação a breve paradigmas, possa permitir a aceitação retrospectiva histórica do uso de uma ferramenta realmente potente.” (WERNECK, 2008, p.1, apud PAIVA, 2008)
  2. 2. Ensino/Aprendizagem de língua mediado por computador Ellen Candace Santos Barbosa Joyce Machado Moreira Professoras: Eliane Carolina e Margarida Álvares
  3. 3. INTRODUÇÃO “As máquinas dominam as comunicações no mundo moderno. O ambiente linguístico tem sido recriado artificialmente e o professor e o livro têm sido forçados a se integrarem a esses meios de transmissão” (KELLY, 1969, apud PAIVA, 2008).
  4. 4. Inclusão do homem no universo tecnológico Nova tecnologia: desconfiança e rejeição – inserção em práticas pedagógicas – normalização (integração)
  5. 5. A TECNOLOGIA DA ESCRITA 1- Antes de o livro adquirir o formato que tem hoje, os textos eram registrados no volumen, um rolo de folhas de papiro; 2- As “páginas” começaram a ser dobradas individualmente; 3- Criação do códex – feito com pergaminho ou folhas de papiro, que eram escritas dos dois lados. As páginas passaram a ser viradas e não enroladas (começa a surgir o livro); 4- O estado e a igreja censuravam o códex e, mais tarde, o livro. 5- Hoje, censura-se o computador, impedindo-se o acesso a determinadas páginas (Orkut, bate-papo, vídeos do YouTube)
  6. 6. AS TECNOLOGIAS NO ENSINO DE LÍNGUAS Época medieval: - O professor tinha posse do livro - Aprender uma língua = aprender sintaxe - Divergências sobre o uso do livro em sala de aula
  7. 7. TECNOLOGIAS DE ÁUDIO E VÍDEO SOM – PROJEÇÃO DE IMAGEM – SOM E IMAGEM 1- Fonógrafo (Thomas Edison) 2- Gramofone (gravação de discos) – reprodução de amostras de fala de falantes nativos – início do foco na oralidade 3- Fita magnética 4- Laboratórios
  8. 8. 5- Rádio (transmissão em tempo real – pouca influência no ambiente escolar – impacto na educação à distância) 6- Televisão (canais educativos – visualização de vídeos gravados) A ESCOLA INSERE NOVAS TECNOLOGIAS NA PRÁTICA PEDAGÓGICA PARA MELHORAR A MEDIAÇÃO ENTRE O APRENDIZ E A LE.
  9. 9. Volumen Códex Livro Fonógrafo Gramofone Gravador Projetor TV/Vídeo
  10. 10. O COMPUTADOR
  11. 11. RUMO À NORMALIZAÇÃO Inserção do computador na sociedade
  12. 12. 1. Redução de tamanho e custos; 2. Grande variedade de software; 3. Design atrativo; 4. Mudança de atitude em relação à nova tecnologia causada pela propaganda dos próprios usuários.
  13. 13. Socialização dos computadores e seu uso na educação
  14. 14. 1. Os computadores foram usados para cálculos matemáticos por um grupo de cientistas de elite; 2. Acesso de professores e alunos de instituições de prestígio; 3. Acesso de professores e alunos de instituições públicas; 4. Computador como objeto de massa; 5. Os educadores inserem o computador nas práticas pedagógicas; 6. As crianças se tornam digitalmente letradas; 7. Acesso universal às informações e às pessoas.
  15. 15. Normalização das atividades de ensino de línguas mediadas por computador
  16. 16. 1. Primeiros adeptos e poucos professores e escolas adotam a tecnologia por curiosidade; 2. A maioria das pessoas ignora a tecnologia ou demonstra ceticismo; 3. As pessoas experimentam a tecnologia, mas rejeitam o novo frente aos primeiros obstáculos; 4. Tentam outra vez porque alguém os convence que a tecnologia funciona e aí conseguem ver vantagens relativas; 5. Mais pessoas começam a usar a nova ferramenta, mas ainda existe medo ou expectativas exageradas; 6. A tecnologia passa a ser vista como algo normal; 7. A tecnologia integra-se em nossas vidas e se torna invisível, normalizada.
  17. 17. CONCLUSÃO - Início de uma nova era: apoio governamental para a socialização do computador; - O aprendizado acontece ao tempo em que se faz. Não há necessidade de preparar o indivíduo para só depois colocá-lo em contato com o computador.
  18. 18. “ cabe aos professores repensar o seu modo de ver o mundo e as coisas para que, uma adaptação a novos paradigmas, possa permitir a aceitação do uso de uma ferramenta realmente potente.” (WERNECK, 2008, p.1, apud PAIVA, 2008)
  19. 19. “O sucesso da aquisição de uma língua estrangeira depende da inserção do aprendiz em atividades de prática social da linguagem e, dependendo do uso que se faz da tecnologia, estaremos apenas levando para a tela os velhos modelos presentes nos primeiros livros didáticos.” (PAIVA, 2008)
  20. 20. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS PAIVA, V.L.M.O. O uso da tecnologia no ensino de línguas estrangeiras: breve retrospectiva histórica (submetido à publicação), 2008, disponível em http://www.veramenezes.com/techist.pdf

×