Corporate Resource Management - CRM - Fatores Humanos

5.637 visualizações

Publicada em

Corporate Resource Managment - CRM - Fatores Humanos.
O CRM é uma ferramenta que trabalha no apoio do SOP. Apresenta o conceito de que todos os membros de uma Organização, seja qual for o seu nível gerencial, são igualmente importantes na realização de qualqeur processo produtivo. Destaca a importância do trabalho em grupo e em equipe, a correta comunicação, a liderança praticada para trazer eficácia aos resultados, enfim, tudo de bom....
Vamos lá !!!

1 comentário
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.637
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Corporate Resource Management - CRM - Fatores Humanos

  1. 1. C R M CORPORATE RESOURCE MANAGEMENT FATORES HUMANOS 1 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  2. 2. FATORES HUMANOS E SUA APLICABILIDADE NO TREINAMENTO EM CRM 2 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  3. 3. OBJETIVO Identificar os conceitos de “Fatores Humanos”, suas aplicações em atividades complexas, no aprimoramento do Treinamento em CRM e da Segurança de Vôo. 3 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  4. 4. ROTEIRO Conceituação de FFHH. Considerações Estatísticas de Acidentes Aeronáuticos. Modelos de Estudo em FFHH: * Modelo SHELL. * Modelo Reason. Aplicabilidade dos FFHH em CRM. 4 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  5. 5. CRM - CONCEITUAÇÃO É o conjunto de ciências que estuda todos os elementos que contribuem com relação interativa do homem, em um dado ambiente, com os diversos sistemas que o cercam e que são determinantes na sua dinâmica, eficiência e eficácia. 5 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  6. 6. CRM - CONCEITUAÇÃO Trata da otimização do bem estar humano e da performance global dos sistemas, contribuindo para a adaptação do ambiente de trabalho às características, habilidades e limitações das pessoas, com vistas ao seu desempenho eficiente, eficaz e seguro. (IAC 060-1002A, 2005). 6 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  7. 7. CONSIDERAÇÕES ESTATÍSTICAS DE ACIDENTES AERONÁUTICOS 7 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  8. 8. Relatório de Prevenção RELPREV 8 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  9. 9. 9 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  10. 10. MODELO SHELL E REASON Voltado para o Indivíduo Voltado para a Organização 10 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  11. 11. MODELO SHELL (ELWYN EDWARDS - 1972 -> EDWARD HAWKINS - 1984 H L L S E Software / Suporte Lógico Liveware / Homem Hardware / Máquina Environment / Ambiente Os blocos ( interfaces) devem ajustar-se, perfeitamente, ao bloco central (L), ou seja, tudo deve encaixar-se ao Ser Humano. Desajustes podem gerar mau funcionamento do sistema traduzidos em falhas ou erros Humanos. 11 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  12. 12. H L L S E L Totalidade Bio / Psíquica / Social Capacidades / Necessidades / Limitações BIOLÓGICAS PSICOLÓGICAS SOCIAIS (Visão / Audição / Sono / Atributos Antropométricos / Enfermidades / Vícios) (Personalidade / Motivação / Hábitos / Memória / Atenção / Percepção / Tomada de Decisão / Estresse / Confiança) (Relações Familiares /Relações Ambiente Trabalho / Problemas Financeiros) 12 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  13. 13. H L L S E INDIVÍDUO X INDÍVIDUO INDIVÍDUO X GRUPO GRUPO X GRUPO ASPECTOS PSICO - SOCIAIS INTERAÇÕES Liveware = SER HUMANO Interface L - L 13 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  14. 14. H L L S E AMBIENTE FÍSICO ORGANIZACIONAL INTERNO -Temperatura - Umidade - Vibrações - Ruído - Condições Meteorológicas - Visibilidade - Características do Aeródromo - Apoio Solo (abastecimento, manutenção) EXTERNO - Políticas - Cultura de Segurança - Clima de Trabalho ENVIRONMENT = AMBIENTE Inferface L - E 14 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  15. 15. H L L S E HARDWARE = EQUIPAMENTO Inferface L - H EQUIPAMENTOS ESPAÇO DE TRABALHO - Desenho - Controles - Comandos - Apresentação Visual - Disposição - Assento - Comodidade 15 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  16. 16. H L L S E SOFTWARE = SUPORTE LÓGICO Interface L - S INFORMAÇÕES ESCRITAS AUTOMAÇÃO - Manuais - Publicações - Mapas - Procedimentos Operacionais - Carga de Trabalho - Manutenção de Competência - Consciência Situacional - - Satisfação com o Trabalho - Confiança no Sistema REQUISITOS NORMATIVOS - Qualificação - Habilitação - Certificação 16 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  17. 17. MODELO REASON O Modelo de Fatores Humanos de James Reason toma por base um sistema sócio- técnico complexo em que a operação se desenvolve em condições de risco. 17 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  18. 18. MODELO REASON 18 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  19. 19. APLICABILIDADE DOS FFHH NO CRM 19 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  20. 20. CRM PROCESSOS DE COMUNICAÇÃO E TOMADA DE DECISÃO Barreiras Assertividade Resolução de Conflitos Briefing / Debriefing Tomada de decisão FORMAÇÃO E MANUTENÇÃO DA EQUIPE Motivação Liderança Efeitos da Fadiga e do Estresse Carga de Trabalho Consciência / Alerta Situacional Erro 20 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  21. 21. ROTEIRO Conceituação de FFHH. Considerações Estatísticas de Acidentes Aeronáuticos. Modelos de Estudo em FFHH. Modelo SHELL. Modelo Reason. Aplicabilidade dos FFHH em CRM. 21 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  22. 22. OBJETIVO Identificar os conceitos de “Fatores Humanos”, suas aplicações em atividades complexas, no aprimoramento do Treinamento em CRM e da Segurança de Voo. 22 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA
  23. 23. AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO O ACIDENTE DE TENERIFE Pesquise na Internet artigos que tratem sob o „Acidente de Tenerife‟. Identifique a participação no acidente de cada um dos: a) Elementos do Modelo SHELL b) Níveis do Modelo Reason ESTE TRABALHO DEVE RÁ SER ENTREGUE EM AREQUIVO WORD, TXT OU PDF , E SERÁ AVALIADO PARA COMPOR A NOTA FINAL DO CURSO 23 FENIX ESCOLA DE AVIAÇÃO CIVIL LTDA

×