Trabalho sobre Sexualidade

22.346 visualizações

Publicada em

Apresentação Teórica sobre sexualidade realizada por alunas do ICBAS/UP no âmbito do Projecto de Educação para a Saúde da ESAG

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
22.346
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
299
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho sobre Sexualidade

  1. 1. EDUCAÇÃO SEXUAL E SAÚDESessão Teórica
  2. 2. SEXUALIDADE “A sexualidade é uma energia que nos motiva a procurar amor, contacto, ternura e intimidade; que se integra no modo como nos sentimos, movemos, tocamos e somos tocados; é ser-se sensual e ao mesmo tempo sexual; ela influencia pensamentos, sentimentos, acções e interacções e, por isso, influencia também a nossa saúde física e mental.” (O.M.S.)
  3. 3. EXPRESSÃO DA SEXUALIDADE• Não existem duas pessoas iguais e, portanto, também ao nível do comportamento sexual as diferenças existem…• Perante o mesmo estímulo cada pessoa vai processá-lo de forma diferente…• “a sexualidade não só mediatiza todo o nosso ser como também é mediatizada pelo que somos” López e Fuertes
  4. 4. EMOÇÕES • Emoções ≠ • Sentimentos ≠ • Afectos
  5. 5. IDEIAS E VALORES NA SEXUALIDADE • Pré-história • Surgimento da Agricultura • Grécia Antiga • Idade Média • Nos dias de hoje
  6. 6. MITOS• A mulher só engravida por penetração ou inseminação artificial• Na primeira relação sexual a mulher nunca engravida• Durante a menstruação, as mulheres não devem praticar desporto, nem tomar banho, ou lavar a cabeça• É perigoso ter relações sexuais durante a menstruação• O desejo sexual diminui consideravelmente a partir dos 40 ou 50 anos• O álcool é um estimulante sexual
  7. 7. SEXUALIDADE NAS DIFERENTES FASES DA VIDA• Sexualidade na infância…• Sexualidade na adolescência…• Sexualidade na vida adulta…• Sexualidade na terceira idade…
  8. 8. PLANEAMENTO FAMILIAR O planeamento familiar é uma forma de assegurar que aspessoas têm acesso a informação, a métodos de contracepçãoeficazes e seguros, a serviços de saúde que contribuem para avivência da sexualidade de forma segura e saudável.• Informação• Aconselhamento sexual• Prevenção• Diagnóstico precoce
  9. 9. CONTRACEPÇÃO • Tem como base evitar a fertilização doóvulo ou a implantação do ovo.• Existem diversos métodos contraceptivos,que se organizam em dois grandes grupos: oMétodos contraceptivos reversíveis; oMétodos contraceptivos irreversíveis.
  10. 10. MÉTODOS CONTRACEPTIVOS REVERSÍVEIS• Métodos de Barreira• Métodos Impeditivos da Nidação
  11. 11. MÉTODOS CONTRACEPTIVOS REVERSÍVEIS• Contracepção Hormonal• Métodos Naturais
  12. 12. MÉTODOS CONTRACEPTIVOS IRREVERSÍVEIS• Métodos de barreira
  13. 13. INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (IST)• VIH/sida• Clamídia• Gonorreia• Herpes genital• Hepatite B/C• Vírus do Papiloma Humano-HPV• Sífilis• Infecções por tricomonas• Candida Albicans• Assintomáticas ou podem apresentar como sintomas: corrimento genital, dor ao urinar, prurido na vagina vulva e ânus, inflamação, dor no baixo-ventre.
  14. 14. INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (IST)VIH/sida• Formas de transmissão: o relações sexuais (vaginais, orais ou anais) – mais frequente. o via sanguínea o via mãe-filho• Formas de prevenção: o Preservativo o Não partilhar agulhas ou seringas o Consultar o médico antes de engravidar
  15. 15. INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (IST) VIH/sida Não se transmite: o Beijos o Abraços o Partilha dos mesmos copos e talheres o Picadas de insectos o Tosse e espirros
  16. 16. ABUSO SEXUAL• “Contactos e interacções entre um adulto e uma criança, quando o adulto usa a criança para se estimular sexualmente a si próprio, à criança ou a outrem. Também pode ser cometido por outra pessoa quando a sua idade for significativamente superior à da vítima, ou quando está em clara posição de poder ou controlo sobre ela”. Centro Nacional Americano sobre Abuso e Negligência de Crianças (1992)
  17. 17. ESTRATÉGIAS DOS AGRESSORESPor contacto ou sem contactoRepresálias quer através da concretização de ameaças, quer através da ideia de que mesmo que a criança conte a alguém, ninguém vai acreditar.
  18. 18. ABUSO SEXUAL: SINTOMASFísicos, psíquicos, cognitivos, sexuais, emocionais, sociais• Idade pré-escolar• 6-12 anos• 12-16 anos
  19. 19. VIOLÊNCIA NO NAMOROAto de violência, pontual ou contínua, cometida por um dos parceiros numa relação amorosa. Acontece quando um dos parceiros exerce poder e controlo sobre o outro com vista a conseguir o que pretende.• Em Portugal, um em cada quatro jovens é vítima de violência no namoro.• Crime público punível por lei• Fim da relação Fim da violência
  20. 20. CONCLUSÃO• Uma sexualidade saudável implica estar sensibilizado para o respeito pelo próprio e pelos outros, para a responsabilidade, vivendo a vida conhecendo os seus próprios direitos e deveres.
  21. 21. DÚVIDAS?

×