SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 35
O que aprendemos com o 1º Encontro Online sobre Visibilidade nas Redes Sociais? Cíntia DalBello JULHO/2011
INTRODUÇÃO 	Durante o 1º semestre de 2011, lecionei para a 1ª turma do curso de Pós-graduação em Comunicação em Redes Sociais da Universidade Nove de Julho.  	Dentro da programação, procurei destacar os conceitos de visibilidade mediática (com ênfase na vertente ciberespacial) tal como abordada por Trivinho (2010), evasão de privacidade (SIBILIA, 2008), popularidade e reputação (RECUERO, 2009), além de apresentar o neologismo “apareSer”, utilizado em minhas pesquisas sobre cibercultura e subjetividade desde 2007, para fomentar a reflexão e o debate sobre a autoexposição generalizada nos palcos/ambientes hiperespetaculares da virtualidade. 	Como atividade de encerramento do módulo, os alunos desenvolveram artigos sobre a temática e organizaram um evento-experimento que pudesse, ao mesmo tempo, socializar a produção de conhecimento, envolvendo um número maior de pessoas no debate, e propiciar a experimentação de estratégias de gestão da visibilidade mediática.  Com apenas uma semana de intervalo entre a concepção e a realização do evento, a hashtag#apareSer chegou ao Top Trends São Paulo e Brasil.
O que é “apareSer”?
# 1º “ApareSer” tem uma história 2007 – 2009:  Pesquisa sobre Cibercultura e Subjetividade (Mestrado em Comunicação e Semiótica – PUC/SP) 2007: Artigo publicado na E-Compós “Espectros virtuais: a construção de corpos-sígnicos em comunidades virtuais de relacionamento” #ApareSer
# 2º “ApareSer” é tornar-seespectro “A publicização, encenação ehiperespetacularização de identidades, neste contexto, levam à crescente espectralização da existência: a lógica do hiperespetáculoé a da apropriação pelo olhar, e nela, “deixar-se olhar significa deixar-se apropriar” (BAITELLO Jr., 2005, p. 20), o que incide na indexação sígnicade tudo o que constitui a pele dos espectros. Eis a lógica coercitiva do ‘apareSer’”. (DAL BELLO, 2007, p.  9). #ApareSer
# 3º “ApareSer” érepresentação e (dis)simulação 2008: Artigo publicado na revista CASA (FCLAR-UNESP) “Espectros virtuais: as dimensões do ‘apareSer’ em comunidades virtuais de relacionamento” Artigo apresentado no II ABCiber “Da identidade-perfil ao perfil-sujeito: circunscrição e (re)presentação de personas no Orkut” #ApareSer
# 4º “ApareSer” éser hiperreale  hiperespetacular 2009: Na Dissertação: “Hiperespetarizaçãoe a lógica do ‘apareSer’”  “[...] mais que representado e presentificado, o sujeito simulado pela imagem hiperrealiza-se(no sentido conferido por Baudrillard) na performance de ser (o ‘apareSer’)”  (DAL BELLO, 2009, p. 39). #ApareSer
# 5º 2009: Artigo apresentado no III ABCiber Produção e Consumo do eu hiperespetacular: a celebração da subjetividade nas vitrines do Orkut “Sob a lógica do ‘apareSer’, a subjetividade torna-se identidade, o conteúdo é forma, o interior está no exterior, a essência na aparência, a realidade na representação, a imagem vira corpo, a visibilidade confere invisibilidade (em meio ao excesso), o privado torna-se público, a multiplicidade reune-se sob a unidade de uma identidade e a universalidade do ser humano esparrama-se na pluralidade de formas de vir a ser e publicizar-se. O sujeito busca seus contornos, mas confunde-se com a rede na qual é produzido”.  (DAL BELLO, 2010, p. 11). “ApareSer” é uma lógica paradoxal #ApareSer
# 6º “ApareSer” é um jogo de sociabilidade 2010: Artigo apresentado no IV ABCiber Sorria, você está sendo inexado! A questão da privacidade nas  plataformas de relacionamento e projeção subjetiva #ApareSer
# 7º 2011: Artigos em desenvolvimento Perfis brasileiros em redes sociais digitais: uma análise das imagens de identificação (CONFIBERCOM) A (in)visibilidade glocal: projeção e dissolução de sujeitos em plataformas ciberculturais de relacionamento (TRIVINHO) Jogos de (in)visibilidade e performance hiperespetacular em redes sociais digitais (SANTAELLA) Espaços de (in)visibilidade  nas redes sociais: considerações sobre projeção e dissolução do sujeito glocal (CONGRESSO REGIONAL EUROPEU) “ApareSer” é ser/estar na (in)visibilidademediática #ApareSer
# 8º 2011: Artigos em desenvolvimento VISIBILIDADE MEDIÁTICA CIBERCULTURAL: APONTAMENTOS SOBRE A FENOMENOLOGIA DO “APARESER” (artigo encaminhado para o V ABCiber) ,[object Object]
 Lúdica do mimicry (CALLOIS);
Obesidade informacional e obscenidade (BAUDRILLARD);
Uso confessional da internet (BAUMAN);
Evasão de privacidade (SIBILIA);
Celebração móvel da identidade (HALL);
Jogos sociais nas redes (SANTAELLA).“ApareSer” é MAIS que um  neologismo #ApareSer
# 9º “O termo denomina o fruto do processo de naturalização do desejo de autoexposição que desenvolveu-se, paulatinamente, ao longo do século XX graças à colonização do imaginário popular pelas indústrias cultural, da moda e da publicidade, dada a larga penetração dos meios de comunicação de massa instituintes de uma sociedade espetacular. Nesse sentido, “apareSer”, para além de nominar um conjunto de práticas socioculturais de autoexposição com vistas à legitimação da existência, no caudal político-econômico que conforma as experiências humanas para conferir sustentabilidade a um sistema permanentemente em crise, pode apontar para um novo modus vivendi, epocal, do qual algumas características já podem ser apreendidas”. (DAL BELLO, 2011). “ApareSer” é um  conceito #ApareSer
O que aprendemos com  o evento-experimento #apareSer?
# 1º A organização do #apareSer- 1º Encontro Online sobre Visibilidade em Redes Sociais  decidiu realizá-lo no Twitter, de forma que todos os interessados pudessem acompanhar as apreentações e discussões pela hashtag do evento-experimento. Partiu-se da hipótese de que essa seria a forma mais eficiente de virilizar o evento e socializar a produção do conhecimento sobre Visibilidade. #ApareSer Encontro online via Twitter #ApareSer
# 2º Duas constatações sobre a Programação: A performance dos palestrantes e convidados em redes sociais é um aspecto que contribui para a visibilidade do evento (dentre os 10 usuários do Twitter que mais geraram impressões, dois eram convidados). Os temas também são importantes: a audiência para o bloco “Visibilidade e Mercado” foi maior que para o bloco “Visibilidade e Subjetividade”. Além disso, os subtemas dos artigos permitiram que a organização usasse outras hashtags, entrelaçando as discussões (#propaganda, #mídia, #marketing, #mafiawars, #socialmedia, #blogsfera). #ApareSer Programação estratégica #ApareSer
# 2º Duas constatações sobre  Visibilidade como “moeda de troca” (para angariar envolvimento e participação): Todo usuário do Twitter que tuitou utilizando o #apareSer  apareceu na página inicial do hotsite (www.apareser.com.br), por meio do aplicativo VisibleTwittes. #ApareSer Divulgação e envolvimento #ApareSer
# 2º #ApareSer
# 2º Duas constatações sobre  Visibilidade como “moeda de troca” (para angariar envolvimento e participação): 2.   Os alunos e convidados também tiveram seu “espaço de divulgação”. Assim, o projeto coletivo tornou-se uma oportunidade de exposição individual. #ApareSer Divulgação e envolvimento #ApareSer
# 2º #ApareSer
# 3º Período de divulgação do evento: 30/04 a 06/05/11 Plataformas utilizadas:  Twitter (@apareSer) Facebook (fan-page e aviso de evento) Linkedin Hotsite (www.apareser.com.br) Blogs (dos membros da organização) Observações:  O evento não foi divulgado por mídias tradicionais Não houve investimento em propaganda digital Todos os amigos, seguidores e listas de emails dos membros da organização foram mobilizados no processo de divulgação #ApareSer Divulgação “all” & “alwayson” #ApareSer
# 4º O grupo monitorou o desempenho do termo “apareSer” no Google. Há muitos registros para esse termo, incluindo a notação incorreta do verbo “aparecer” (123 mil, no início da monitoria). Entretanto, o “apareSer” relativo ao evento-experimento alcançou 3 links na 1ª página do Google na véspera do evento (6 de maio). Dois meses após o evento (7 de julho), dos 10 links, 8 são sobre o evento-experimento e 224 mil links para o termo. #ApareSer Visibilidade no Google #ApareSer
# 4º As listas de TTs do Twitter são: Um sinalizador dos assuntos mais populares na plataforma (naquele momento); Mas, o simples fato de aparecer nos TTs faz aumentar ainda mais a visibilidade do assunto em questão. #ApareSer Visibilidade no TrendTopics A hashtag#apareSercompareceu nos TTs São Paulo e, 20 minutos depois, nos TTs Brasil em menos de 2 horas do início do evento. Manteve nas listas até as 13 horas; depois, não mais retornou a aparecer, embora o evento tenha continuado até as 16 horas. #ApareSer
# 4º #ApareSer Visibilidade no TrendTopics #ApareSer
# 5º A partir do momento que #apareSer passou a figurar nos TTs, muitos usuários integraram a discussão em andamento demonstrando estranhamento em relação à grafia do termo com S. A reação imediata do grupo foi de esclarecer os recém-chegados para que a reputação do evento não fosse prejudicada por comentários inadequados. Essa necessidade prejudicou o tempo antes dedicado à cobertura integral do evento (exemplo: “@thatatalita diz, no #apareSer, que baseou-se no livro de @paulasibilia). A maior parte das mensagens passou a ser uma mistura de sinalizações sobre o que estava acontecendo presencialmente com mensagens promocionais (exemplo: “gcavalheiro fala agora sobre #avatares nas #redessociais aqui no #apareSer, siga e acompanhe @apareSer). #ApareSer Visibilidade x Reputação #ApareSer
# 5º HenRickTM: #apareSer com S nos TTs? (10:52:25). Nataliacostatwi: Bom dia ^ ^ #apareSer, quem foi que escreveu assim? Qual foi o famoso? euLuanMartins: Si u profeçor #apareSer, vossesvaumvêr. (10:56:40). Thaybband:por mais que me expliquem a razão, #apareSer com S é tão estranho... (10:56:52). Guh_severini: Bom saber que não foi um erro de grafia esse #apareSer nos TTs, e sim um movimento. Interessante. (11:08:40). Arianaway: me assustei com a tag #apareSer com S :O mas agora eu sei o motivo rs´ (11:11:25). Rosihbella: eu sou estudante de Letras. Quando li #apareser nos TTs eu quase tive um treco no coração! Agora sei o que é, rs. (11:16:55). Dressa_favero:Gente, o #apareser nos TTs não é erro de digitação. P/ mais informações acesse o http://www.apareser.com.br/ Iniciativa bem legal! :] (11:18:30). Element_f: #euvou #apareSer #porque #souanalfabeto (11:23:16). VivianSantoss: Feliz Aniversário Mãe #apareSer (11:27:43). Juliiocsanches:Ontem eu vi uma placa escrita: VIDRAsARIA. Hoje #apareSer está nos TTs. #comolidar? Peohzera: #apareSer como diria minha mãe “quer aparecer bota uma melancia na cabeça e sai na rua” (11:30:58). PeEmanuel:Lá vai eu com minha curiosidade, descobri o que danada é esse #apareSer(11:33:12). #ApareSer Visibilidade x Reputação #ApareSer
# 6º Assim como o aumento de visibilidade não contribui, necessariamente, para a reputação, também não implica aumento direto de popularidade. Na tabela, apesar do número de impressões (visibilidade) ter aumentado significativamente no dia do evento, a audiência não elevou-se na mesma proporção. #ApareSer Visibilidade x Popularidade #ApareSer
# 7º A promoção do #apareSer durante o evento, embora tenha  tomado parte do tempo que deveria ser dedicado à cobertura dos conteúdos, gerou o maior número de visitas ao hotsite, de acordo com medição do Google Analytics. Das 532 visitas recebidas no período, 441 foram do dia 7 de maio. #ApareSer Promoção do hotsite #ApareSer
# 8º O Facebook apresentou baixíssimo desempenho no que se refere à geração de tráfego para o hotsite, apesar das ações realizadas na plataforma (o conteúdo da fan-page foi visualizado 3024 vezes; 124 usuários curtiram a página até o dia do evento). #ApareSer “Curtir” é referência superficial #ApareSer
# 9º O 1º #apareSer foi, literalmente, um experimento laboratorial: realizado em laboratório de informática com acesso às redes sociais online, configurou-se da seguinte forma: 1. EVENTO ABERTO (online, com ponto-de-encontro para acompanhamento e participação via hashtag #apareSer, no Twitter); 2. EXPERIMENTO FECHADO (presencial, com a participação dos alunos do Curso de Pós-Graduação em Comunicação em Redes Sociais, professores e convidados) – nessa instância, tudo o que era conversado sobre a experiência em andamento era caracterizado, antes de sua manifestação, como “off”, ou seja, não deveria ser reproduzida no Twitter.  #ApareSer Evento x experimento (laboratorial) #ApareSer

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Apresentação de Peter Sells no Mobilize Breakfast
Apresentação de Peter Sells no Mobilize BreakfastApresentação de Peter Sells no Mobilize Breakfast
Apresentação de Peter Sells no Mobilize Breakfast
Pontomobi
 
World Bank - Black listed companies
World Bank - Black listed companiesWorld Bank - Black listed companies
World Bank - Black listed companies
V Narasimha Reddy
 

Destaque (9)

Apresentação de Peter Sells no Mobilize Breakfast
Apresentação de Peter Sells no Mobilize BreakfastApresentação de Peter Sells no Mobilize Breakfast
Apresentação de Peter Sells no Mobilize Breakfast
 
Work Life Balance
Work Life BalanceWork Life Balance
Work Life Balance
 
Perfis brasileiros em redes sociais: uma análise das imagens de identificação...
Perfis brasileiros em redes sociais: uma análise das imagens de identificação...Perfis brasileiros em redes sociais: uma análise das imagens de identificação...
Perfis brasileiros em redes sociais: uma análise das imagens de identificação...
 
Análise da Presença Online
Análise da Presença OnlineAnálise da Presença Online
Análise da Presença Online
 
New Media 101
New Media 101New Media 101
New Media 101
 
World Bank - Black listed companies
World Bank - Black listed companiesWorld Bank - Black listed companies
World Bank - Black listed companies
 
Uk+publishing+sector
Uk+publishing+sectorUk+publishing+sector
Uk+publishing+sector
 
Teoria das mídias
Teoria das mídiasTeoria das mídias
Teoria das mídias
 
Jogos de (in)visibilidade e performance hiperespetacular em redes sociais dig...
Jogos de (in)visibilidade e performance hiperespetacular em redes sociais dig...Jogos de (in)visibilidade e performance hiperespetacular em redes sociais dig...
Jogos de (in)visibilidade e performance hiperespetacular em redes sociais dig...
 

Semelhante a O que aprendemos com o #apare ser 1º encontro online sobre visibilidade em redes sociais - cíntia dal bello

Visibilidade mediatica cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do a...
Visibilidade mediatica cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do a...Visibilidade mediatica cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do a...
Visibilidade mediatica cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do a...
Cíntia Dal Bello
 
O título do post também é o título da matéria de capa darevista webdesign
O título do post também é o título da matéria de capa darevista webdesignO título do post também é o título da matéria de capa darevista webdesign
O título do post também é o título da matéria de capa darevista webdesign
Glauber Dourado
 
Apresentação: "A retórica nas conversações dos presidenciáveis 2010 no Twitter"
Apresentação: "A retórica nas conversações dos presidenciáveis 2010 no Twitter"Apresentação: "A retórica nas conversações dos presidenciáveis 2010 no Twitter"
Apresentação: "A retórica nas conversações dos presidenciáveis 2010 no Twitter"
Gabriela da Fonseca
 
TCC - Voyeurismo Digital
TCC - Voyeurismo DigitalTCC - Voyeurismo Digital
TCC - Voyeurismo Digital
Jonatas Fr
 
Comportamento do consumidor III
Comportamento do consumidor IIIComportamento do consumidor III
Comportamento do consumidor III
ediqueli
 
Comportamento do consumidor3 ediqueli
Comportamento do consumidor3   ediqueliComportamento do consumidor3   ediqueli
Comportamento do consumidor3 ediqueli
ediqueli
 

Semelhante a O que aprendemos com o #apare ser 1º encontro online sobre visibilidade em redes sociais - cíntia dal bello (20)

Visibilidade mediatica cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do a...
Visibilidade mediatica cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do a...Visibilidade mediatica cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do a...
Visibilidade mediatica cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do a...
 
Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...
Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...
Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...
 
Monografia FECAP | Pós-Graduação Marketing Digital
Monografia FECAP | Pós-Graduação Marketing DigitalMonografia FECAP | Pós-Graduação Marketing Digital
Monografia FECAP | Pós-Graduação Marketing Digital
 
O título do post também é o título da matéria de capa darevista webdesign
O título do post também é o título da matéria de capa darevista webdesignO título do post também é o título da matéria de capa darevista webdesign
O título do post também é o título da matéria de capa darevista webdesign
 
Apresentação: "A retórica nas conversações dos presidenciáveis 2010 no Twitter"
Apresentação: "A retórica nas conversações dos presidenciáveis 2010 no Twitter"Apresentação: "A retórica nas conversações dos presidenciáveis 2010 no Twitter"
Apresentação: "A retórica nas conversações dos presidenciáveis 2010 no Twitter"
 
Nuderg 2012
Nuderg 2012Nuderg 2012
Nuderg 2012
 
Orkut
OrkutOrkut
Orkut
 
O consumidor e o engajamento da marca através dos selfies
O consumidor e o engajamento da marca através dos selfies O consumidor e o engajamento da marca através dos selfies
O consumidor e o engajamento da marca através dos selfies
 
TCC - Voyeurismo Digital
TCC - Voyeurismo DigitalTCC - Voyeurismo Digital
TCC - Voyeurismo Digital
 
JOSÉ SERRA, UM PERFIL DO POLÍTICO E DO HOMEM:
JOSÉ SERRA, UM PERFIL DO POLÍTICO E DO HOMEM:JOSÉ SERRA, UM PERFIL DO POLÍTICO E DO HOMEM:
JOSÉ SERRA, UM PERFIL DO POLÍTICO E DO HOMEM:
 
Elearning importancia da_comunicacao_e_colaboracao
Elearning importancia da_comunicacao_e_colaboracaoElearning importancia da_comunicacao_e_colaboracao
Elearning importancia da_comunicacao_e_colaboracao
 
Cante, Dance e Compartilhe: a construção do sujeito interativo na publicidade...
Cante, Dance e Compartilhe: a construção do sujeito interativo na publicidade...Cante, Dance e Compartilhe: a construção do sujeito interativo na publicidade...
Cante, Dance e Compartilhe: a construção do sujeito interativo na publicidade...
 
Tmp 2015
Tmp 2015Tmp 2015
Tmp 2015
 
2011 redes sociais_aplicacoes_diversos_tipos_organizacao
2011 redes sociais_aplicacoes_diversos_tipos_organizacao2011 redes sociais_aplicacoes_diversos_tipos_organizacao
2011 redes sociais_aplicacoes_diversos_tipos_organizacao
 
Digicorp - aula1 - 07 05 2010
Digicorp - aula1 - 07 05 2010Digicorp - aula1 - 07 05 2010
Digicorp - aula1 - 07 05 2010
 
Digicorp aula1 07 05 2010
Digicorp aula1 07 05 2010Digicorp aula1 07 05 2010
Digicorp aula1 07 05 2010
 
Master gestao aula1
Master gestao aula1Master gestao aula1
Master gestao aula1
 
Comportamento do consumidor III
Comportamento do consumidor IIIComportamento do consumidor III
Comportamento do consumidor III
 
SNAPCHAT: O compartilhamento do cotidiano e a valorização da privacidade na ...
SNAPCHAT:  O compartilhamento do cotidiano e a valorização da privacidade na ...SNAPCHAT:  O compartilhamento do cotidiano e a valorização da privacidade na ...
SNAPCHAT: O compartilhamento do cotidiano e a valorização da privacidade na ...
 
Comportamento do consumidor3 ediqueli
Comportamento do consumidor3   ediqueliComportamento do consumidor3   ediqueli
Comportamento do consumidor3 ediqueli
 

Mais de Cíntia Dal Bello

Mais de Cíntia Dal Bello (20)

BA Creative Collectibles - Projeto de Stand
BA Creative Collectibles - Projeto de StandBA Creative Collectibles - Projeto de Stand
BA Creative Collectibles - Projeto de Stand
 
Ba creative collectibles 2018.1
Ba creative collectibles 2018.1Ba creative collectibles 2018.1
Ba creative collectibles 2018.1
 
Briefing Converse - relação de peças solicitadas
Briefing Converse - relação de peças solicitadasBriefing Converse - relação de peças solicitadas
Briefing Converse - relação de peças solicitadas
 
Briefing Converse - Chuck Taylor All Star
Briefing Converse - Chuck Taylor All StarBriefing Converse - Chuck Taylor All Star
Briefing Converse - Chuck Taylor All Star
 
Briefing de criação x estrutura do anúncio publicitário - versão beta
Briefing de criação x estrutura do anúncio publicitário - versão betaBriefing de criação x estrutura do anúncio publicitário - versão beta
Briefing de criação x estrutura do anúncio publicitário - versão beta
 
Exercício de criação: Sonho de Valsa
Exercício de criação: Sonho de ValsaExercício de criação: Sonho de Valsa
Exercício de criação: Sonho de Valsa
 
Resolução - Briefing de Criação - Case Vigor Grego - Exercício 2
 Resolução - Briefing de Criação - Case Vigor Grego - Exercício 2 Resolução - Briefing de Criação - Case Vigor Grego - Exercício 2
Resolução - Briefing de Criação - Case Vigor Grego - Exercício 2
 
Resolução - Briefing de Criação - Case Vigor Grego - Exercício 1
Resolução - Briefing de Criação - Case Vigor Grego - Exercício 1Resolução - Briefing de Criação - Case Vigor Grego - Exercício 1
Resolução - Briefing de Criação - Case Vigor Grego - Exercício 1
 
Da leveza: uma civilização sem peso (Gilles Lipovetsky)
Da leveza: uma civilização sem peso (Gilles Lipovetsky)Da leveza: uma civilização sem peso (Gilles Lipovetsky)
Da leveza: uma civilização sem peso (Gilles Lipovetsky)
 
BOOK DE CRIAÇÃO - 2017-1
BOOK DE CRIAÇÃO - 2017-1BOOK DE CRIAÇÃO - 2017-1
BOOK DE CRIAÇÃO - 2017-1
 
A criação do cartaz
A criação do cartaz A criação do cartaz
A criação do cartaz
 
Análise de peça publicitária - Resolução – Case Vigor - 5B - final
Análise de peça publicitária - Resolução – Case Vigor - 5B - finalAnálise de peça publicitária - Resolução – Case Vigor - 5B - final
Análise de peça publicitária - Resolução – Case Vigor - 5B - final
 
Análise de peça publicitária - Resolução – Case Vigor - 5A - final.pptx
Análise de peça publicitária - Resolução – Case Vigor - 5A - final.pptxAnálise de peça publicitária - Resolução – Case Vigor - 5A - final.pptx
Análise de peça publicitária - Resolução – Case Vigor - 5A - final.pptx
 
PIM - ROTEIRO DE PROJETO - MÍDIAS SOCIAIS DIGITAIS
PIM - ROTEIRO DE PROJETO - MÍDIAS SOCIAIS DIGITAISPIM - ROTEIRO DE PROJETO - MÍDIAS SOCIAIS DIGITAIS
PIM - ROTEIRO DE PROJETO - MÍDIAS SOCIAIS DIGITAIS
 
Análise de projeto gráfico de revista e anúncio publicitário
Análise de projeto gráfico de revista e anúncio publicitárioAnálise de projeto gráfico de revista e anúncio publicitário
Análise de projeto gráfico de revista e anúncio publicitário
 
Briefing de criação exercicio
Briefing de criação exercicioBriefing de criação exercicio
Briefing de criação exercicio
 
Criação em Propaganda: a relação texto x imagem
Criação em Propaganda: a relação texto x imagemCriação em Propaganda: a relação texto x imagem
Criação em Propaganda: a relação texto x imagem
 
A Sociedade de consumo: A liturgia formal do objeto - Jean Baudrillard
A Sociedade de consumo: A liturgia formal do objeto - Jean BaudrillardA Sociedade de consumo: A liturgia formal do objeto - Jean Baudrillard
A Sociedade de consumo: A liturgia formal do objeto - Jean Baudrillard
 
Guia do Projeto REVISTA - 2017-1
Guia do Projeto REVISTA - 2017-1Guia do Projeto REVISTA - 2017-1
Guia do Projeto REVISTA - 2017-1
 
Dinâmicas de identidade e exclusão
Dinâmicas de identidade e exclusãoDinâmicas de identidade e exclusão
Dinâmicas de identidade e exclusão
 

Último

Último (8)

COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 

O que aprendemos com o #apare ser 1º encontro online sobre visibilidade em redes sociais - cíntia dal bello

  • 1. O que aprendemos com o 1º Encontro Online sobre Visibilidade nas Redes Sociais? Cíntia DalBello JULHO/2011
  • 2. INTRODUÇÃO Durante o 1º semestre de 2011, lecionei para a 1ª turma do curso de Pós-graduação em Comunicação em Redes Sociais da Universidade Nove de Julho. Dentro da programação, procurei destacar os conceitos de visibilidade mediática (com ênfase na vertente ciberespacial) tal como abordada por Trivinho (2010), evasão de privacidade (SIBILIA, 2008), popularidade e reputação (RECUERO, 2009), além de apresentar o neologismo “apareSer”, utilizado em minhas pesquisas sobre cibercultura e subjetividade desde 2007, para fomentar a reflexão e o debate sobre a autoexposição generalizada nos palcos/ambientes hiperespetaculares da virtualidade. Como atividade de encerramento do módulo, os alunos desenvolveram artigos sobre a temática e organizaram um evento-experimento que pudesse, ao mesmo tempo, socializar a produção de conhecimento, envolvendo um número maior de pessoas no debate, e propiciar a experimentação de estratégias de gestão da visibilidade mediática. Com apenas uma semana de intervalo entre a concepção e a realização do evento, a hashtag#apareSer chegou ao Top Trends São Paulo e Brasil.
  • 3. O que é “apareSer”?
  • 4. # 1º “ApareSer” tem uma história 2007 – 2009: Pesquisa sobre Cibercultura e Subjetividade (Mestrado em Comunicação e Semiótica – PUC/SP) 2007: Artigo publicado na E-Compós “Espectros virtuais: a construção de corpos-sígnicos em comunidades virtuais de relacionamento” #ApareSer
  • 5. # 2º “ApareSer” é tornar-seespectro “A publicização, encenação ehiperespetacularização de identidades, neste contexto, levam à crescente espectralização da existência: a lógica do hiperespetáculoé a da apropriação pelo olhar, e nela, “deixar-se olhar significa deixar-se apropriar” (BAITELLO Jr., 2005, p. 20), o que incide na indexação sígnicade tudo o que constitui a pele dos espectros. Eis a lógica coercitiva do ‘apareSer’”. (DAL BELLO, 2007, p. 9). #ApareSer
  • 6. # 3º “ApareSer” érepresentação e (dis)simulação 2008: Artigo publicado na revista CASA (FCLAR-UNESP) “Espectros virtuais: as dimensões do ‘apareSer’ em comunidades virtuais de relacionamento” Artigo apresentado no II ABCiber “Da identidade-perfil ao perfil-sujeito: circunscrição e (re)presentação de personas no Orkut” #ApareSer
  • 7. # 4º “ApareSer” éser hiperreale hiperespetacular 2009: Na Dissertação: “Hiperespetarizaçãoe a lógica do ‘apareSer’” “[...] mais que representado e presentificado, o sujeito simulado pela imagem hiperrealiza-se(no sentido conferido por Baudrillard) na performance de ser (o ‘apareSer’)” (DAL BELLO, 2009, p. 39). #ApareSer
  • 8. # 5º 2009: Artigo apresentado no III ABCiber Produção e Consumo do eu hiperespetacular: a celebração da subjetividade nas vitrines do Orkut “Sob a lógica do ‘apareSer’, a subjetividade torna-se identidade, o conteúdo é forma, o interior está no exterior, a essência na aparência, a realidade na representação, a imagem vira corpo, a visibilidade confere invisibilidade (em meio ao excesso), o privado torna-se público, a multiplicidade reune-se sob a unidade de uma identidade e a universalidade do ser humano esparrama-se na pluralidade de formas de vir a ser e publicizar-se. O sujeito busca seus contornos, mas confunde-se com a rede na qual é produzido”. (DAL BELLO, 2010, p. 11). “ApareSer” é uma lógica paradoxal #ApareSer
  • 9. # 6º “ApareSer” é um jogo de sociabilidade 2010: Artigo apresentado no IV ABCiber Sorria, você está sendo inexado! A questão da privacidade nas plataformas de relacionamento e projeção subjetiva #ApareSer
  • 10. # 7º 2011: Artigos em desenvolvimento Perfis brasileiros em redes sociais digitais: uma análise das imagens de identificação (CONFIBERCOM) A (in)visibilidade glocal: projeção e dissolução de sujeitos em plataformas ciberculturais de relacionamento (TRIVINHO) Jogos de (in)visibilidade e performance hiperespetacular em redes sociais digitais (SANTAELLA) Espaços de (in)visibilidade nas redes sociais: considerações sobre projeção e dissolução do sujeito glocal (CONGRESSO REGIONAL EUROPEU) “ApareSer” é ser/estar na (in)visibilidademediática #ApareSer
  • 11.
  • 12. Lúdica do mimicry (CALLOIS);
  • 13. Obesidade informacional e obscenidade (BAUDRILLARD);
  • 14. Uso confessional da internet (BAUMAN);
  • 16. Celebração móvel da identidade (HALL);
  • 17. Jogos sociais nas redes (SANTAELLA).“ApareSer” é MAIS que um neologismo #ApareSer
  • 18. # 9º “O termo denomina o fruto do processo de naturalização do desejo de autoexposição que desenvolveu-se, paulatinamente, ao longo do século XX graças à colonização do imaginário popular pelas indústrias cultural, da moda e da publicidade, dada a larga penetração dos meios de comunicação de massa instituintes de uma sociedade espetacular. Nesse sentido, “apareSer”, para além de nominar um conjunto de práticas socioculturais de autoexposição com vistas à legitimação da existência, no caudal político-econômico que conforma as experiências humanas para conferir sustentabilidade a um sistema permanentemente em crise, pode apontar para um novo modus vivendi, epocal, do qual algumas características já podem ser apreendidas”. (DAL BELLO, 2011). “ApareSer” é um conceito #ApareSer
  • 19. O que aprendemos com o evento-experimento #apareSer?
  • 20. # 1º A organização do #apareSer- 1º Encontro Online sobre Visibilidade em Redes Sociais decidiu realizá-lo no Twitter, de forma que todos os interessados pudessem acompanhar as apreentações e discussões pela hashtag do evento-experimento. Partiu-se da hipótese de que essa seria a forma mais eficiente de virilizar o evento e socializar a produção do conhecimento sobre Visibilidade. #ApareSer Encontro online via Twitter #ApareSer
  • 21. # 2º Duas constatações sobre a Programação: A performance dos palestrantes e convidados em redes sociais é um aspecto que contribui para a visibilidade do evento (dentre os 10 usuários do Twitter que mais geraram impressões, dois eram convidados). Os temas também são importantes: a audiência para o bloco “Visibilidade e Mercado” foi maior que para o bloco “Visibilidade e Subjetividade”. Além disso, os subtemas dos artigos permitiram que a organização usasse outras hashtags, entrelaçando as discussões (#propaganda, #mídia, #marketing, #mafiawars, #socialmedia, #blogsfera). #ApareSer Programação estratégica #ApareSer
  • 22. # 2º Duas constatações sobre Visibilidade como “moeda de troca” (para angariar envolvimento e participação): Todo usuário do Twitter que tuitou utilizando o #apareSer apareceu na página inicial do hotsite (www.apareser.com.br), por meio do aplicativo VisibleTwittes. #ApareSer Divulgação e envolvimento #ApareSer
  • 24. # 2º Duas constatações sobre Visibilidade como “moeda de troca” (para angariar envolvimento e participação): 2. Os alunos e convidados também tiveram seu “espaço de divulgação”. Assim, o projeto coletivo tornou-se uma oportunidade de exposição individual. #ApareSer Divulgação e envolvimento #ApareSer
  • 26. # 3º Período de divulgação do evento: 30/04 a 06/05/11 Plataformas utilizadas: Twitter (@apareSer) Facebook (fan-page e aviso de evento) Linkedin Hotsite (www.apareser.com.br) Blogs (dos membros da organização) Observações: O evento não foi divulgado por mídias tradicionais Não houve investimento em propaganda digital Todos os amigos, seguidores e listas de emails dos membros da organização foram mobilizados no processo de divulgação #ApareSer Divulgação “all” & “alwayson” #ApareSer
  • 27. # 4º O grupo monitorou o desempenho do termo “apareSer” no Google. Há muitos registros para esse termo, incluindo a notação incorreta do verbo “aparecer” (123 mil, no início da monitoria). Entretanto, o “apareSer” relativo ao evento-experimento alcançou 3 links na 1ª página do Google na véspera do evento (6 de maio). Dois meses após o evento (7 de julho), dos 10 links, 8 são sobre o evento-experimento e 224 mil links para o termo. #ApareSer Visibilidade no Google #ApareSer
  • 28. # 4º As listas de TTs do Twitter são: Um sinalizador dos assuntos mais populares na plataforma (naquele momento); Mas, o simples fato de aparecer nos TTs faz aumentar ainda mais a visibilidade do assunto em questão. #ApareSer Visibilidade no TrendTopics A hashtag#apareSercompareceu nos TTs São Paulo e, 20 minutos depois, nos TTs Brasil em menos de 2 horas do início do evento. Manteve nas listas até as 13 horas; depois, não mais retornou a aparecer, embora o evento tenha continuado até as 16 horas. #ApareSer
  • 29. # 4º #ApareSer Visibilidade no TrendTopics #ApareSer
  • 30. # 5º A partir do momento que #apareSer passou a figurar nos TTs, muitos usuários integraram a discussão em andamento demonstrando estranhamento em relação à grafia do termo com S. A reação imediata do grupo foi de esclarecer os recém-chegados para que a reputação do evento não fosse prejudicada por comentários inadequados. Essa necessidade prejudicou o tempo antes dedicado à cobertura integral do evento (exemplo: “@thatatalita diz, no #apareSer, que baseou-se no livro de @paulasibilia). A maior parte das mensagens passou a ser uma mistura de sinalizações sobre o que estava acontecendo presencialmente com mensagens promocionais (exemplo: “gcavalheiro fala agora sobre #avatares nas #redessociais aqui no #apareSer, siga e acompanhe @apareSer). #ApareSer Visibilidade x Reputação #ApareSer
  • 31. # 5º HenRickTM: #apareSer com S nos TTs? (10:52:25). Nataliacostatwi: Bom dia ^ ^ #apareSer, quem foi que escreveu assim? Qual foi o famoso? euLuanMartins: Si u profeçor #apareSer, vossesvaumvêr. (10:56:40). Thaybband:por mais que me expliquem a razão, #apareSer com S é tão estranho... (10:56:52). Guh_severini: Bom saber que não foi um erro de grafia esse #apareSer nos TTs, e sim um movimento. Interessante. (11:08:40). Arianaway: me assustei com a tag #apareSer com S :O mas agora eu sei o motivo rs´ (11:11:25). Rosihbella: eu sou estudante de Letras. Quando li #apareser nos TTs eu quase tive um treco no coração! Agora sei o que é, rs. (11:16:55). Dressa_favero:Gente, o #apareser nos TTs não é erro de digitação. P/ mais informações acesse o http://www.apareser.com.br/ Iniciativa bem legal! :] (11:18:30). Element_f: #euvou #apareSer #porque #souanalfabeto (11:23:16). VivianSantoss: Feliz Aniversário Mãe #apareSer (11:27:43). Juliiocsanches:Ontem eu vi uma placa escrita: VIDRAsARIA. Hoje #apareSer está nos TTs. #comolidar? Peohzera: #apareSer como diria minha mãe “quer aparecer bota uma melancia na cabeça e sai na rua” (11:30:58). PeEmanuel:Lá vai eu com minha curiosidade, descobri o que danada é esse #apareSer(11:33:12). #ApareSer Visibilidade x Reputação #ApareSer
  • 32. # 6º Assim como o aumento de visibilidade não contribui, necessariamente, para a reputação, também não implica aumento direto de popularidade. Na tabela, apesar do número de impressões (visibilidade) ter aumentado significativamente no dia do evento, a audiência não elevou-se na mesma proporção. #ApareSer Visibilidade x Popularidade #ApareSer
  • 33. # 7º A promoção do #apareSer durante o evento, embora tenha tomado parte do tempo que deveria ser dedicado à cobertura dos conteúdos, gerou o maior número de visitas ao hotsite, de acordo com medição do Google Analytics. Das 532 visitas recebidas no período, 441 foram do dia 7 de maio. #ApareSer Promoção do hotsite #ApareSer
  • 34. # 8º O Facebook apresentou baixíssimo desempenho no que se refere à geração de tráfego para o hotsite, apesar das ações realizadas na plataforma (o conteúdo da fan-page foi visualizado 3024 vezes; 124 usuários curtiram a página até o dia do evento). #ApareSer “Curtir” é referência superficial #ApareSer
  • 35. # 9º O 1º #apareSer foi, literalmente, um experimento laboratorial: realizado em laboratório de informática com acesso às redes sociais online, configurou-se da seguinte forma: 1. EVENTO ABERTO (online, com ponto-de-encontro para acompanhamento e participação via hashtag #apareSer, no Twitter); 2. EXPERIMENTO FECHADO (presencial, com a participação dos alunos do Curso de Pós-Graduação em Comunicação em Redes Sociais, professores e convidados) – nessa instância, tudo o que era conversado sobre a experiência em andamento era caracterizado, antes de sua manifestação, como “off”, ou seja, não deveria ser reproduzida no Twitter. #ApareSer Evento x experimento (laboratorial) #ApareSer
  • 36. # 9º #ApareSer Evento x experimento (laboratorial) #ApareSer
  • 38. A 2ª edição do evento-experimento #apareSer está prevista para 13 de agosto de 2011, das 9 às 12 horas. O grupo de pesquisadores envolvido na organização do #apareSer deverá levar em consideração a análise dos materiais gerados pela 1ª edição (parte deles aqui apresentada) para implementar a 2ª edição e dar continuidade aos seus estudos sobre Visibilidade Cibercultural.
  • 39. Referências BAUDRILLARD, Jean. Simulacros e simulação. São Paulo: Relógio D´Água, 1991. BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadorias. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008. COUCHOT, Edmond. A tecnologia na arte:da fotografia à realidade virtual. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2003. DAL BELLO, Cíntia. Espectros virtuais: a construção de corpos-sígnicos em comunidades virtuais de relacionamento. E-Compós. Brasília: Compós, v. 10, dez-2007.________. Espectros virtuais: as dimensões do “apareser” em comunidades virtuais de relacionamento. Cadernos de Semiótica Aplicada. Araraquara: FCLAR-UNESP, v.6, n.1, 2008.________.Cibercultura e subjetividade: uma investigação sobre a identidade em plataformas virtuais de hiperespetacularização do eu, 2009. 130 p. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: http://www.sapientia.pucsp.br/tde_busca/ arquivo.php? codArquivo=9410. ________. Sorria, você está sendo indexado! A questão da privacidade em plataformas ciberculturais de relacionamento e projeção subjetiva. In: Simpósio Nacional de Cibercultura, 4., 2010. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura, 2010. Disponível em: http://www.abciber2010.pontaodaeco.org/sites/default/files/ARTIGOS/1_REDES_SOCIAIS/C%C3%ADntia%20Dal%20Bello_REDESSOCIAIS.pdf. FLUSSER, Vilém. O mundo codificado: por uma filosofia do design e da comunicação. São Paulo: CosacNaify, 2007.________. O universo das imagens técnicas: elogio da superficialidade. São Paulo: Annablume, 2008.
  • 40. Referências HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 9. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2004. MACHADO, Arlindo. Sujeito na tela: modos de enunciação no cinema e no ciberespaço.São Paulo: Paulus, 2007. RECUERO, Raquel. Redes sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, 2009. SANTAELLA, Lucia. Culturas e artes do pós-humano.São Paulo: Paulus, 2003. SIBILIA, Paula. O show do eu: a intimidade como espetáculo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008. TRIVINHO, Eugênio. O mal-estar da teoria: a condição da crítica na sociedade tecnológica atual. Rio de Janeiro: Quartet, 2001.________. A dromocraciacibercultural: lógica da vida humana na civilização mediática avançada. São Paulo: Paulus, 2007.________. Visibilidade mediática, melancolia do único e violência invisível na cibercultura: significação social-histórica de um substrato cultural regressivo da sociabilidade em tempo real na civilização mediática avançada. In: XIX Encontro Nacional da COMPÓS, 19., 2010, Rio de Janeiro. Disponível em: http://compos.com.puc-rio.br/media/gt1_eugenio_trivinho.pdf. Acesso em: 15 set. 2010.
  • 41. Cíntia DalBelloDoutoranda em Comunicação e Semiótica do PEPGCOS-PUC-SP e bolsista CAPES; coordenadora, docente e pesquisadora do curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda da Universidade Nove de Julho; membro do grupo de estudos Plurimídia. Sua pesquisa versa sobre cibercultura, subjetividade e visibilidade mediática, com interesse particular pelas emergentes redes sociais digitais. E-mails: pubcintia@yahoo.com.br;cbello@uninove.br. Blog: www.cintiadalbello.blogspot.com. Twitter: @cintiadalbello. Facebook: Cíntia DalBello.