O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
ASSOCIAÇÃO EDUCATIVA DO BRASIL – SOEBRAS
FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS – FUNORTE
CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO
A...
ASPECTOS SOBRE O DIREITO AO ESQUECIMENTO
TÍTULO DO ARTIGO EM INGLÊS
RESUMO
Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx...
INTRODUÇÃO
Texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto
texto texto texto tex...
SEÇÃO PRIMÁRIA
Segundo observação de Branco (2007) texto texto texto texto texto texto texto texto
texto texto texto texto...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Modelo artigo científico

231 visualizações

Publicada em

Modelo estético artigo científico

Publicada em: Direito
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Modelo artigo científico

  1. 1. ASSOCIAÇÃO EDUCATIVA DO BRASIL – SOEBRAS FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS – FUNORTE CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO ASPECTOS SOBRE O DIREITO AO ESQUECIMENTO NOME DO ACADÊMICO NOME DO PROFESSOR ORIENTADOR MONTES CLAROS – MG 2015
  2. 2. ASPECTOS SOBRE O DIREITO AO ESQUECIMENTO TÍTULO DO ARTIGO EM INGLÊS RESUMO Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx (máximo de 250 palavras). Palavras-chave: Direito. Esquecimento. ABSTRACT Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx (máximo de 250 palavras). Keywords: Law. Right.
  3. 3. INTRODUÇÃO Texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto (AFONSO, 2008). Citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação citação (AGUIAR, 2007, p. 12). Texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto (BARBOSA, 2003). SEÇÃO PRIMÁRIA Bianchini, Molina e Gomes (2009) consideram que texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto. Seção secundária Texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto (BIANCHINI; MOLINA; GOMES, 2009).
  4. 4. SEÇÃO PRIMÁRIA Segundo observação de Branco (2007) texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto. CONCLUSÃO Texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto texto REFERÊNCIAS AFONSO, Otavio. Direito Autoral: conceitos essenciais. São Paulo: Manole, 2008. AGUIAR, Odílio Alves. A política na sociedade do conhecimento. Trans/Form/Ação, Marília, v.30, n.1, p.11-24, 2007. BARBOSA, Denis Borg. Propriedade intelectual: direitos autorais, direitos conexos e software. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, 2003. BIANCHINI, Alice; MOLINA, Antonio García Pablos de; GOMES, Luiz Flávio. Direito penal. Introdução e princípios fundamentais. 2. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2009. BRANCO, Sergio. A lei autoral brasileira como elemento de restrição à eficácia do direito humano à educação. Sur. Revista Internacional de Direitos Humanos, São Paulo, v.4, n.6, p.120-141, 2007.

×