Plap proposta da situação base (2 15)-v03

195 visualizações

Publicada em

Estrutura de trabalho de Planejamento do Processo Produtivo
Trabalho a ser realizado pelos alunos do Curso Superior de Tecnologia em Produção de Vestuário

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
195
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plap proposta da situação base (2 15)-v03

  1. 1. FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI ANTOINE SKAF CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO DE VESTUÁRIO PLAP - PROPOSTA DA SITUAÇÃO BASE NOME ALUNO 01 NOME ALUNO 02 NOME ALUNO 03 (em ordem alfabética) SÃO PAULO 2015
  2. 2. PLAP - PROPOSTA DA SITUAÇÃO BASE NOME ALUNO 01 NOME ALUNO 02 NOME ALUNO 03 (em ordem alfabética) SÃO PAULO 2015 Este trabalho tem por finalidade aplicar os conteúdos já estudados em semestres anteriores, planejando um processo produtivo. Orientadores: Prof.° Alexandre de Caprio, Prof.ª Clarice Ferreira Silva, Prof.° Clovis Martins, Prof.° Joarlei Coragem e Prof.° Odair Tuono.
  3. 3. Sumário: Introdução Objetivos Contexto atual do objeto de estudo: Situação Base: A empresa “XYZ” trabalha com um mix de 162 variações de modelos em seus produtos que são comercializados via representantes que recebem a cada 45 dias a coleção disponível para venda; com uma disponibilidade de entrega de determinado volume de produção nas datas previstas da produção. Uma vez aberta às vendas do período, os volumes são empenhados de acordo com os pedidos até seu esgotamento. Após esses esgotamentos são aceitos pedidos com prazo de entrega negociado junto ao planejamento. Atualmente as 162 variações de modelos são representadas por 03 “famílias” de modelos básicos; calça básica, camisa básica e camiseta básica. A empresa “XYZ” visualiza que a prática de atendimento de pedidos com estoque “pronta-entrega” poderá aumentar seu volume atual de produção. Para tanto terá que desenvolver mais 03 modelos, sendo 02 Fashions e 01 Premium; e baseados nesses produtos realizar um projeto de ampliação de suas operações aumentando 81% seu volume de vendas (faturamento) na “situação-base” estudada. Atualmente, todo o equipamento e área ocupada pela empresa se encontram totalmente tomados, assim qualquer expansão terá que ser tratada exclusivamente, isto é, não poderá compor com as condições atuais de produção. Ou seja, requer um novo planejamento do processo produtivo. A empresa possui três módulos produtivos: Módulo 01: Localiza-se a operação central num mesmo local geográfico: Unidade própria onde está alocada a estrutura: direção administrativa; departamento financeiro, departamento de gestão da produção, departamento comercial; e estoques de matéria prima e aviamentos; O módulo 01 realiza 100% do corte dos produtos e toda expedição dos pedidos para os clientes. Executa também um volume parcial de costura e acabamento dos produtos. O departamento comercial faz a administração dos pedidos de vendas e libera os pedidos para o departamento de produção realizar o planejamento e execução.
  4. 4. O desenvolvimento do produto é subordinado ao departamento comercial e tem a função de gerar a codificação e os dados de engenharia do produto e qualidade. Os estoques de matéria prima e insumos recebem a explosão de materiais necessários à produção e encaminham a cada setor produtivo. O tempo de deslocamento entre a recepção do pedido até o inicio da operação de corte são de 04 dias uteis, o transporte até a costura interna, mais 01 dia. Após a costura pronta, o transporte até o inicio do acabamento é de 01 dia. Após o acabamento / embalagem, a disponibilização para a expedição ou estoque é de 01 dia. E mais 01 dia da expedição para a entrega. Módulo 02: é composto por 12 facções, apenas de costura, esta localizado geograficamente em torno do módulo 01, a uma distância máxima de 25 km. O lead time do corte até o retorno ao acabamento neste módulo é de 17 dias uteis. Módulo 03: localiza-se geograficamente a 450 km do módulo 01. Unidade própria onde se executa a costura e acabamento de parte do volume faturado. O tempo de transporte do corte do módulo 01 até o início da costura é de 04 dias úteis, após a costura pronta, o transporte até o início do acabamento é de 01 dia útil, após o acabamento / embalagem, a disponibilização para a expedição é de 01 dia útil; da expedição do módulo 03 até o módulo 01 o transporte é de 04 dias úteis, sendo mais 01 dia para disponibilização para expedição/faturamento no módulo 01. Problemas enfrentados atualmente: Nos módulos 01 e 02 os salários tendem a crescer nos próximos 05 anos acima da inflação, portanto o custo da mão de obra tende a crescer. No módulo 03 os salários se apresentam estáveis, porém não há mão de obra treinada disponível no entorno. Geograficamente, o módulo 03 somente será viável sua manutenção e ampliação de atividades se for apresentado um projeto de coleta dos resíduos sólidos. Na região geográfica do módulo 02 de produção esta se iniciando um movimento junto à justiça do trabalho onde funcionários de algumas facções já estão pleiteando ressarcimento, junto às empresas tomadoras de serviços de costura, de direitos legais não pagos pelas empresas onde trabalham, alegando a responsabilidade solidária. Na introdução dos novos produtos da empresa “XYZ”, tem que se comprometer em garantir a sustentabilidade ambiental junto a seus fornecedores.
  5. 5. 1. Objetivo 2. Problemas a serem enfrentados 3. Definição da situação-base 3.1. Estrutura organizacional (organograma departamental por função) 3.2. Fluxo geral de processo (atual) 3.3. Dados do processo (Quadro resumo com principais dados de produção) 4. Análise da situação-base 4.1. Gargalos no fluxo do processo e suas consequências. 4.2. Tempo médio padrão de cada setor produtivo. 4.3. Custo atual da mão de obra dos setores produtivos. 4.4. Análise do desempenho operacional dos setores produtivos. 4.5. Quadro dos custos variáveis, fixos e custo minuto, base dados históricos dos últimos 18 meses. 5. Proposta dos novos produtos e conceituação da marca 5.1. Planejamento Corporativo 5.1.1. Definição da missão, visão e valores. 5.1.2. Definição da marca e logomarca 5.2. Panorama geral do segmento de mercado 5.2.1. Analise do Macroambiente 5.2.1.1. Ambiente social e cultural 5.2.1.2. Ambiente demográfico e econômico 5.2.1.3. Ambiente político e legal 5.2.1.4. Ambiente tecnológico e ecológico 5.2.2. Analise do Microambiente 5.2.2.1. Analise dos concorrentes diretos e indiretos 5.2.2.2. Cadeia de fornecimento (supply chain)
  6. 6. 5.2.2.3. Perfil do público alvo 5.2.2.4. Intermediários de mercado (facilitadores) 5.3. Analise Swot (FOFA) 5.3.1. Forças e Oportunidades 5.3.2. Fraquezas e Ameaças 6. Gestão de Design 6.1. Publico Alvo 6.1.1. Descrição do Publico Alvo 6.1.2. Painel do Publico Alvo - Lifestyle. 6.1.3. Aspectos de Brasilidade 6.2. Conceito de Coleção 6.2.1. Processo de Pesquisa – Global x Local 6.2.2. Descrição do conceito de coleção 6.2.3. Painel de Coleção – Trendboard 6.2.4. Cartela de Cores e Tecidos 6.2.5. Estamparia e Beneficiamento 6.3. Mix de produtos 6.3.1. Básico 6.3.2. Fashion 6.3.3. Premium 6.3.4. Mapa de Coleção 6.4. Cronograma Anual de Desenvolvimento de Produto 6.4.1. Planilha de Desenvolvimento de Produto 6.4.2. Ações de Pesquisa e Desenvolvimento de Coleção 6.4.3. Ações di Processo Produtivo 6.4.4. Ações de estratégia Comercial 6.4.5. Feiras e Eventos 6.5. Planejamento estratégico de Marketing (4P´s) 6.5.1. Estratégia de produto 6.5.2. Estratégia de preço 6.5.3. Estratégia de ponto / distribuição 6.5.4. Estratégia de praça 7. Planejamento Produtivo Operacional da Coleção 7.1. Planejamento da Ficha Técnica (exemplo a ser utilizada) 7.2. Planejamento dos Custos 7.3. Critérios e especificações de controle de qualidade dos produtos 7.4. Logística (proposta) 7.4.1. Logística integrada (interna externa e reversa) 7.4.1.1. Fluxo do processo produtivo da proposta de melhoria 7.5. Necessidades de estoques de materiais 7.5.1. Dimensionamento de estoques (matéria-prima/insumos) 7.5.2. Formas de armazenagem 7.5.3. Equipamentos e estruturas portantes 7.6. Necessidades de estoques de produtos acabados 7.6.1. Dimensionamento de estoques 7.6.2. Formas de armazenagem (embalagem individual e coletiva)
  7. 7. 7.6.3. Equipamentos e estruturas portantes . 8. Proposta de novo Planejamento do Processo Produtivo 8.1. Organograma geral (Departamental por funções) 8.2. Descrição de cargos 8.3. Unidade de gerenciamento 8.3.1. Unidade Gerencial Interfuncional (UGI) 8.3.2. Unidade Gerencial Básica (UGB) 8.4. Descrição de uma UGI 8.5. Descrição de uma UGB 8.6. Construção de Fluxogramas 8.7. Tabela de indicadores de desempenho 8.8. Propostas de novas tecnologias 8.9. Principais dados do novo processo 8.9.1. Quadro de pessoal direto proposto 8.9.2. Máquinas e equipamentos necessários ao novo processo 8.9.3. Custo da mão de obra (por produto) 8.9.4. Tempo médio real (por produto) 8.10. Propostas de soluções para problemas a serem enfrentados 8.11. Leiautes 8.11.1. Leiaute sala de costura (exemplo) 8.11.2. Leiaute estoque de matéria prima e aviamentos 8.11.3. Leiaute estoque de produtos acabados 9. Sustentabilidade 9.1. Setor de SGA 9.1.1. Identificar no atual organograma da empresa a qual hierarquia o departamento de gestão ambiental estaria subordinado 9.1.2. Definir a política ambiental da empresa 9.1.3. Definir qual o perfil do cargo de gestor ambiental 9.1.4. Quais as funções básicas do cargo de gestor ambiental
  8. 8. 9.2. Desenvolvimento de novos projetos 9.2.1. Definir a estrutura do tripé da sustentabilidade 9.2.2. Como a empresa alinha os novos projetos com o tripé da sustentabilidade? 9.2.3. Identificar os pontos críticos do atual processo da empresa, relacionados à sustentabilidade. 9.2.4. Definir ecodesing 9.2.5. Como o conceito ecodesing interfere no desenvolvimento dos novos projetos? 9.3. Aspecto ambiental 9.3.1. Definição 9.3.2. Quais os aspectos ambientais que a empresa possui 9.3.3. Quais os aspectos de entrada 9.3.4. Quais os aspectos de saída 9.4. Impactos ambientais 9.4.1. Definição 9.4.2. Quais os impactos ambientais que a empresa possui 9.4.3. Quais os impactos ambientais de entrada 9.4.4. Quais os impactos ambientais de saída 9.5. Lei 12305/10 de Resíduos Sólidos 9.5.1. Qual o objetivo da lei 12305/10 de Resíduos Sólidos 9.5.2. Como a empresa se enquadra na nova lei de resíduos sólidos 12305 9.5.3. Identifique pelo menos uma empresa que execute a coleta e destine corretamente os resíduos sólidos 9.6. Pressupostos sustentáveis: 9.6.1. Defina e identifique três pressupostos da sustentabilidade que a empresa prioriza em seus projetos 9.6.2. Quais critérios definiram a escolha destes pressupostos 9.7. Defina pegada ecológica 9.7.1. Como é calculada a pegada ecológica de uma região ou sociedade? 9.7.2. Exemplifique um cálculo de P.E. 9.8. Eco eficiência: 9.8.1. Defina ecoeficiência 9.8.2. Qual o processo produtivo da empresa possui as melhores condições para iniciarmos o processo de ecoeficiência? 9.8.3. Aplicando o conceito de ecoeficiência, em relação a reaproveitamento dos resíduos, quais oportunidades de negócio que poderemos desenvolver? 9.9. Rótulo Verde 9.9.1. O que difere o selo verde certificado e o selo verde próprio de uma empresa? 9.9.2. Desenvolva uma linha de produtos que utilize rótulo verde próprio como marketing verde? 9.9.3. Pesquise no Brasil um exemplo de rótulo ou selo verde (certificado ou não) 9.10. Metas sustentáveis 9.10.1. Definir as metas sustentáveis (pelo menos três) para a empresa. 9.10.1.1. Definir quais as ações para atingir as metas definidas
  9. 9. 9.10.1.2. Qual o período de execução destas ações 9.10.1.3. Quais os resultados esperados aos para atender às metas definidas. 9.10.2. Desenvolva ações sociais, para cada aspecto social descrito abaixo: 9.10.2.1. Integração Social para comunidade: integração empresa comunidade. 9.10.2.2. Educação Ambiental: Sensibilizar e informar os colaboradores. 9.10.2.3. Profissionalizante: Formação de mão de obra para contratação. 9.11. Auditoria 9.11.1. Definir auditoria 9.11.2. Como será executada à auditoria para homologar parceiros em relação a questões ambientais 9.11.3. Desenvolver o documento que homologa um colaborador como auditor do SGA (representante da diretoria) 9.11.4. Definir o modelo de capacitação do auditor do SGA 9.11.5. Definir a duração da visita de auditoria externa para homologar um novo parceiro; 9.11.6. Definir a periodicidade das visitas de auditoria, para a manutenção da certificação dos parceiros homologados; 10. Terceirização: 10.1. Identificar quais os vínculos empregatícios que a empresa possa estar negligenciando. 10.2. Desenvolver o Contrato de Terceirização da empresa (ANEXO 1), que precisa conter: 10.2.1. Cláusulas relativas a prazo de entrega; 10.2.2. Cláusulas fornecimento de material para o prestador; 10.2.3. Cláusulas condições de pagamento; 10.2.4. Cláusulas determinação de valores 10.2.5. Multas e descontos relativos a atrasos de entrega e problemas de qualidade. 11. Viabilidade econômica e financeira 11.1. Demonstrativo de investimento 11.2. Demonstrativo de resultado 11.3. Demonstrativo de faturamento 11.4. Demonstrativo de Custos 11.5. Demonstrativo de Capital de Giro 11.6. Indicadores econômicos 11.7. Comentário
  10. 10. 12. Implantação 12.1. Capacitação dos novos funcionários 12.2. Planejamento da expansão 12.3. Cronograma de implantação 13. Conclusão 14. Bibliografia 15. Apêndice 16. Anexos (Todos)

×