O CEGOEOPUBLICITÁRIO
Havia um cego sentado numacalçada em Paris, com um boné aseus pés e um pedaço de madeiraescrito com giz branco:“Por favor,...
Um publicitário, da área de criação;que passava em frente a ele parou e viuumas poucas moedas no boné.Sem pedir licença, p...
Ao cair da tarde, o publicitário voltou a passarem frente ao cego que pedia esmola.Seu boné, agora, estava cheio de notas ...
O cego reconheceu as pisadas do publicitárioe lhe perguntou se havia sido ele quemreescrevera o cartaz, sobretudo querendo...
O cego nunca soube o que estavaescrito, mas seu novo cartaz dizia:  “Hoje é primavera em Paris,   e eu ... não posso vê-la”
Sempre é bom mudarmos deestratégia quando nada nosacontece.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ocegoeopublicitarioemparis

74 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
74
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ocegoeopublicitarioemparis

  1. 1. O CEGOEOPUBLICITÁRIO
  2. 2. Havia um cego sentado numacalçada em Paris, com um boné aseus pés e um pedaço de madeiraescrito com giz branco:“Por favor, ajude-me, sou cego”
  3. 3. Um publicitário, da área de criação;que passava em frente a ele parou e viuumas poucas moedas no boné.Sem pedir licença, pegou o cartaz,virou-o, pegou o giz e escreveu outroanúncio.Voltou a colocar o pedaço de madeiraaos pés do cego e foi embora.
  4. 4. Ao cair da tarde, o publicitário voltou a passarem frente ao cego que pedia esmola.Seu boné, agora, estava cheio de notas e moedas.
  5. 5. O cego reconheceu as pisadas do publicitárioe lhe perguntou se havia sido ele quemreescrevera o cartaz, sobretudo querendosaber o que ele havia escrito.O publicitário respondeu: “Nada que nãoesteja de acordo com o seu anúncio, mas comoutras palavras”.E, sorrindo, continuou o seu caminho.
  6. 6. O cego nunca soube o que estavaescrito, mas seu novo cartaz dizia: “Hoje é primavera em Paris, e eu ... não posso vê-la”
  7. 7. Sempre é bom mudarmos deestratégia quando nada nosacontece.

×