Cíntia Lima
Claudney S. dos Satos
Jacson Lessa
Bolivarismo e Chavismo
Símon Bolívar:
O líder queria unir os países da América Latina,
promovendo uma política externa co...
Chavismo
é o resgate de uma população que ficou totalmente
esquecida depois de mais de 20 anos de crises econômicas
recor...
O populismo na América Latina
www.inpeau.ufsc.br/
O populismo na América Latina
O POPULISMO FOI UM FENÔMENO POLÍTICO QUE OCORREU ENTRE OS
ANOS 1930 E 1960, PRINCIPALMENTE N...
O populismo na América Latina
GOVERNOS POPULISTAS
BASE SOCIAL HETEROGÊNEA – REUNIA SETORES DO EMPRESARIADO
NACIONAL, DAS ...
O populismo na América Latina
O Brasil Nunca Dormiu!!!
Pensado os movimentos sociais no
Brasil.
“Dizer que agora ‘o Brasil Acordou’ é ignorar
todas as lutas de todos os movimen...
Brasil com P
Chavismo, Bolivarismo e Populismo.
Chavismo, Bolivarismo e Populismo.
Chavismo, Bolivarismo e Populismo.
Chavismo, Bolivarismo e Populismo.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Chavismo, Bolivarismo e Populismo.

2.154 visualizações

Publicada em

Manifestações, Chavismo, Bolivarismo, Populismo, Atualidades, História, Geografia e Filosofia.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
103
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Chavismo, Bolivarismo e Populismo.

  1. 1. Cíntia Lima Claudney S. dos Satos Jacson Lessa
  2. 2. Bolivarismo e Chavismo Símon Bolívar: O líder queria unir os países da América Latina, promovendo uma política externa comum e criando leis de incentivo ao comércio entre os membros. Bolívar também acreditava que a educação deveria ser pública, obrigatória e oferecida de forma gratuita. Além disso, era contra a intromissão estrangeira nos países latino-americanos. Claudio Vicentino.
  3. 3. Chavismo é o resgate de uma população que ficou totalmente esquecida depois de mais de 20 anos de crises econômicas recorrentes após o grande boom da década de 1970. Essas crises econômicas se tornaram uma crise político- institucional, momento em que os venezuelanos não só empobreceram como perderam alguns direitos. Chávez não só teve essa virtù de resgatar o povo esquecido durante as décadas de 1980 e 1990 como também teve a sorte de contar com um cenário internacional bastante favorável por conta dos preços do petróleo. Isso garantiu todas as condições para criar a ideia, na figura do Chávez, muito carismática, de algo equivalente ao “pai dos pobres” venezuelano. É uma ideia mitológica de Chávez, como sendo ele próprio a expressão do povo. Após Chávez, tanto para o governo como para a oposição, não é mais possível fazer política sem povo na Venezuela, como ocorreu a partir da década de 1980, quando a política no país se tornou uma questão de cúpula. http://www.cartacapital.com.br/internacional/chavismo-sera-diferente-sem
  4. 4. O populismo na América Latina www.inpeau.ufsc.br/
  5. 5. O populismo na América Latina O POPULISMO FOI UM FENÔMENO POLÍTICO QUE OCORREU ENTRE OS ANOS 1930 E 1960, PRINCIPALMENTE NOS PAÍSES LATINO-AMERICANOS DE INDUSTRIALIZAÇÃO RECENTE, NUM MOMENTO DE TRANSIÇÃO, QUANDO A ECONOMIA AGRO-EXPORTADORA ENTRAVA EM CRISE E CEDIA LUGAR À SOCIEDADE URBANO INDUSTRIAL.
  6. 6. O populismo na América Latina GOVERNOS POPULISTAS BASE SOCIAL HETEROGÊNEA – REUNIA SETORES DO EMPRESARIADO NACIONAL, DAS CLASSES MÉDIAS E OPERARIADO. DISCURSOS AMBÍGUOS – EXISTIA UM DISCURSO DE QUE A VONTADE DO POVO É SOBERANA, MAS DEFENDIA UMA POLÍTICA ECONÔMICA VOLTADA AOS INTERESSES DAS ELITES NACIONAIS.
  7. 7. O populismo na América Latina
  8. 8. O Brasil Nunca Dormiu!!!
  9. 9. Pensado os movimentos sociais no Brasil. “Dizer que agora ‘o Brasil Acordou’ é ignorar todas as lutas de todos os movimentos sociais que nunca estiveram dormindo. A periferia nunca dormiu. O movimento antirracismo nunca dormiu. O movimento anti-homofobia nunca dormiu. O movimento feminista nunca dormiu. Os profissionais da educação não estão dormindo quando entram em greve” [...].  Clio21.blogspot.com.br
  10. 10. Brasil com P

×