SEO automático e SEO manual são a mesma coisa?
SEO automático / SEO manual e “pseudo-SEOs” onde este último
merece um post...
visitantes, raramente pode descobrir manualmente. Para isso, é melhor usar
ferramentas de descoberta para as ligações de e...
5. Arquivos no servidor
Há um software automatizado que lhe diz um número de elementos que
estão presentes no seu site: ro...
Criar sites e blogs é muito fácil hoje em dia, mas existem ainda muitas
pessoas que não sabem o que é SEO e quão important...
5. Meta Title Tag
A expressão “title tag” é literalmente o título de uma página web, e é um
dos mais importantes fatores n...
de SEO importante, pois os primeiros algoritmos davam grande
importância.
Mas isso já não ocorre atualmente.
11. Keyword S...
http://blogmarketingonline.com.br/seo-automatico-e-seo-manual-sao-a-
mesma-coisa/
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seo automático e seo manual são a mesma coisa

102 visualizações

Publicada em

SEO automático / SEO manual e “pseudo-SEOs” onde este último merece um post separado, mas este artigo é sobre as máquinas de SEOs, criados por programas de computadores, e não por pessoas.
http://blogmarketingonline.com.br/seo-automatico-e-seo-manual-sao-a-mesma-coisa/

Publicada em: Internet
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
102
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seo automático e seo manual são a mesma coisa

  1. 1. SEO automático e SEO manual são a mesma coisa? SEO automático / SEO manual e “pseudo-SEOs” onde este último merece um post separado, mas este artigo é sobre as máquinas de SEOs, criados por programas de computadores, e não por pessoas. É a mesma coisa SEO automático e SEO manual? Obviamente que não, mas, muitas vezes os profissionais de SEO que dependem destes sistemas automatizados para agilizar uma consulta certa. Nada poderia estar mais longe da realidade. Vamos dar exemplos em que o SEO automático é necessário: 1. Métricas Para tirar algumas métricas específicas comuns a todos os projetos (a porcentagem de palavras-chave, relação palavra-chave de código, número de ligações recebidas, o número de links externos, contar o número de ocorrências de uma palavra dada, etc…), o software criado para este fim é a melhor opção. Mas não é o mesmo, porque depois que uma pessoa tem que pegar os números e criar estratégias consistentes de acordo com o momento em que são os navegadores, com todas as atualizações (quase semanalmente), que também não se sabe ao certo e que nenhum profissional tem o algoritmo do motor de busca. 2. Descoberta de ligações de entrada (links) Podem visualizar os logs e ver a sua ferramenta analítica de que ponto eles são visitantes, mas se uma ligação foi feita há 6 meses e já não traz
  2. 2. visitantes, raramente pode descobrir manualmente. Para isso, é melhor usar ferramentas de descoberta para as ligações de entrada. 3. Criação de conteúdo Já falei muitas vezes que o conteúdo é rei (a propósito, o conteúdo será rei, mas o link é o Capitão-Geral de comando no seu lugar). Pense por um momento: Você poderia confiar no conteúdo dos seus contratos a uma máquina? Ou um discurso para o conselho? Ou os planos de um edifício? Ou de um guia? Acho que não, então como é que permitem que você escreva o seu conteúdo numa máquina? Há muitos serviços baseados em localização (especialmente aqueles criados pelas empresas de hospedagem que abusam da sua base de clientes para oferecer tais serviços), que incluem analisar as sequências de pesquisa e se considera melhor, mudar a web… Imagine, por exemplo, o seu fornecedor de artigos, tinha uma cláusula no seu contrato que lhe diz se esse papel não é que eles recomendam, ou que tipo de caneta ou marca de CDs, que por vontade própria vou mudar isso e não lhes convém. É algo ilógico. 4. Estrutura do site Talvez a mais óbvia, é que, como o software vai descobrir se você tem que colocar a classificação como: • Dimensões • Imagens • Cores • Tipo de texto • Posicionamentos Você pode fazer algo diferente, mas como o software a estrutura de etiquetas / categorias será o mais adequado? Se for um site de uma empresa, como conhece a organização interna das necessidades deste?
  3. 3. 5. Arquivos no servidor Há um software automatizado que lhe diz um número de elementos que estão presentes no seu site: robots.txt, redirecionamentos, java scripts, sitemap.xml, rss… Mas cada projeto é diferente e há projetos onde o arquivo sitemap é desnecessário como não há um arquivo do site em html, por exemplo… 6. Hardware Esta é a parte onde o SEO automático é talvez melhor… Se você pudesse fixar, o servidor não caía para um pico de trabalho onde é essencial para o seu site que esteja sempre acessível para os indexadores e os visitantes. SEO automático é muito mais barato que o SEO manual? Isto é absolutamente falso. Não há nenhuma SEO barato, há um SEO útil, SEO inútil e nocivo (aquele que faz o seu site ser penalizado). Entre os melhores consultores encontra preços mais variados, com diversas ferramentas de SEO automáticas. Contratação de uma máquina SEO pode apresentar muitos riscos, como aqueles que oferecem sinal de até 100 diretórios, motores de 50 e colocá-lo com 25 links. Normalmente, este não trará benefícios, de modo que, embora muito mais barato, se não em dinheiro, é deitar dinheiro ao lixo. Eu tenho um software que faz… Normalmente, o software de posicionamento não faz mais nada do que dar dados. É como se você tivesse instalado o Google Analytics no seu site e dizer “eu faço web analytics, eu tenho instalado o analytics …” E depois? SEO automático é útil, mas não a solução para os problemas de posicionamento. No caso da internet, tudo é “livre” se você faz isso pode fazê-lo sozinho e eu aprecio o seu tempo e acima de tudo, sabe muito bem que você compra. Mas SEO ainda é uma valiosa forma de ganhar dinheiro, mas como mais pessoas integram a Internet, eles obterão conhecimentos suficientes para realizar as tarefas por conta própria. Mais de 10 termos SEO que todo o Blogger deve saber
  4. 4. Criar sites e blogs é muito fácil hoje em dia, mas existem ainda muitas pessoas que não sabem o que é SEO e quão importante ele é. Você vai certamente precisar saber um pouco mais sobre o assunto, dado que SEO significa “Search Engine Optimization“, o que em português é otimização de sites para motores de busca. Neste artigo vai encontrar a explicação de 10 termos usados quando se fala de SEO. 1. SEM (search engine markting) Está relacionado com o marketing de serviços ou produtos através dos motores de busca. SEM é dividido em dois pilares principais: o SEO e o PPC. SEO, como já foi referido, significa “Search Engine Optimization” que é a otimização de sites para que as suas páginas apareçam nos resultados orgânicos das pesquisas. PPC é a sigla de Pay-Per-Click, e é a prática de comprar clicks dos motores de busca. Os clicks são de links patrocinados nos resultados de pesquisa. 2. Backlink É também chamado de inlink ou simplesmente link, e é uma hiperligação de outro website que aponta para o seu próprio site. Os backlinks são importantes para SEO porque eles afetam diretamente o PageRank de qualquer página web, influenciando os seus ranks de pesquisa. 3.PageRank PageRank é um algoritmo que o Google usa para estimar a importância relativa que as páginas web têm. A ideia básica por detrás do algoritmo é o facto que um link de uma página A para uma página B possa ser visto como um voto de confiança da página A para com a página B. Quanto maior for à quantidade de links (considerando o seu valor) para uma página, maior é a probabilidade de essa página ser importante. 4.Anchor text (ou texto âncora) O texto âncora de um backlink é o texto em que é possível clicar na página web. Ter boas palavras-chaves no texto âncora ajuda o SEO porque o Google associa essas palavras-chave com o conteúdo do seu site. Se tiver um blog sobre a perda de peso, por exemplo, ajudaria a aumentar o seu rank de pesquisa se alguns dos seus backlinks tivessem “perda de peso” como seu texto âncora.
  5. 5. 5. Meta Title Tag A expressão “title tag” é literalmente o título de uma página web, e é um dos mais importantes fatores no algoritmo de busca da Google. Idealmente, o seu title tag deveria ser único e conter as principais palavras-chave da sua página. Aquilo a que chamamos “Meta Title Tag” pode ser visto na parte superior do browser enquanto está navegando no site. 6. Meta Tags As meta tags são usadas para fornecer aos motores de busca mais informação relativamente ao conteúdo das suas páginas. As meta tags são colocadas dentro da secção HEAD do código HTML e, portanto, não são visíveis para os visitantes humanos. 7. Algoritmo de pesquisa O algoritmo de busca do Google é usado para encontrar os websites mais relevantes para qualquer pesquisa. O algoritmo considera mais de 200 elementos (de acordo com o próprio Google), incluindo o valor do pagerank, title tag, meta tags, o conteúdo do website, a idade do domínio, entre muitos outros. 8. SERP A sigla SERP significa, em inglês Stands for Searcn Engine Results Page, e refere-se à página de resultados do motor de busca. É basicamente a página que vai ver quando pesquisar por determinada palavra-chave no Google ou outros motores de busca. A quantidade de tráfego que o seu website irá receber depende no rank que terá nessas páginas. 9. Sandbox O Google possui também um índice chamado de sandbox, ou seja, caixa de areia, onde coloca todos os sites descobertos recentemente. Quando os sites são colocados na sandbox, eles não irão aparecer nos resultados de uma pesquisa normal. Depois de o Google verificar que o website é legítimo, ele irá movê-lo da sandbox para o índice principal. 10. Densidade de palavras-chave (Keyword density) Para encontrar a densidade de uma página web em particular basta dividir o numero de vezes que essa palavra-chave é usada pelo número total de palavras na página. A densidade de palavras-chave costumava ser um fator
  6. 6. de SEO importante, pois os primeiros algoritmos davam grande importância. Mas isso já não ocorre atualmente. 11. Keyword Stuffing Como a densidade de palavras-chave foi um fator importante nos primeiros algoritmos de pesquisa, os webmasters começaram a “jogar com o sistema” aumentando artificialmente a densidade de palavras-chave nos seus sites. Isso é chamado de keyword stuffering, ou palavra-chave de enchimento. Hoje em dia, essa prática não vai ajudá-lo, podendo até fazer com que seja penalizado. 12. Cloaking Esta técnica (cloaking) envolve criar uma mesma página web que mostra conteúdos diferentes para os motores de busca e para os visitantes humanos. O objetivo é ter um determinado pagerank para palavras-chave específicas e, depois se usa o restante trafego para promover produtos ou serviços que não estejam relacionados com essa palavra-chave. Esta prática é considerada spam e pode fazer com que seja penalizado (ou até mesmo banido) na maioria dos motores de busca. 13.Robots.txt Isto não é nada mais que um ficheiro, que é colocado no domínio, e que é usado para fornecer informações sobre a estrutura do website. Por exemplo, através do ficheiro robots.txt é possível bloquear mecanismos de busca específicos e restringir o acesso a páginas de seções específicas dentro do site. Em suma, todos têm objetivos idênticos para a otimização em sistemas de busca. Alguns querem atingir todo o tipo de tráfego na rede e podem ser otimizados para incrementar a busca de frases comuns. Focalizar a qualidade do tráfego gera melhor qualidade nas vendas, permitindo que sua equipe de vendas feche negócios mais rentáveis. A otimização para sistemas de busca pode ser muito eficiente quando usada como parte de uma estratégia de Marketing. Assim sendo usar estes termos vai ser usual no seu dia a dia.
  7. 7. http://blogmarketingonline.com.br/seo-automatico-e-seo-manual-sao-a- mesma-coisa/

×