SlideShare uma empresa Scribd logo
PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
“Deus seja louvado”
1
PROJETO DE LEI Nº 060/2015
Institui o Programa de Recuperação Fiscal
de Vila Velha – REVIVE III e dá outras
providências.
O PREFEITO MUNICIPAL DE VILA VELHA, Estado do Espírito Santo, no uso de
suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a
seguinte Lei:
Art.1º Fica instituído o Programa de Recuperação Fiscal do Município de Vila Velha –
REVIVE III, destinado a promover a regularização de créditos tributários e não
tributários do Município, decorrente de pessoas físicas ou jurídicas, cujo fato gerador
tenha ocorrido até 31/12/2014 e ação fiscal cujo fato gerador do tributo tenha ocorrido até
a data de publicação desta Lei.
§ 1º Os créditos citados no caput deste artigo poderão ser objeto de regularização por
meio do REVIVE III, através de pagamentos à vista ou parcelados, conforme anexos
desta Lei.
§ 2º Os créditos sujeito ao parcelamento poderão estar constituidos ou não, inscritos ou
não em dívida ativa, ajuizados ou a ajuizar, com exigibilidade suspensa ou não,
protestados ou não, inclusive os decorrentes de falta de recolhimento de impostos retidos
e ainda os originários de lançamento de ofício ou denúncia espontânea.
§ 3º O crédito tributário favorecido por esta Lei é o montante obtido pela soma dos
valores do tributo devido, das multas, dos juros e da atualização monetária, apurados na
data da homologação do ingresso ao REVIVE III, bem como os créditos de origem não
tributária acrescidos de juros, multa e de atualização monetária.
§ 4º Nos casos de requerimento de adesão ao programa REVIVE III, para regularização
de tributos ajuizados, o honorário advocatício é parte distinta do termo e, a juízo dos
Procuradores Municipais e o seu pagamento é condição para extinção ou suspensão do
Processo Judicial.
§ 5º Não é permitida a adesão ao REVIVE III sobre créditos oriundos de fatos geradores
depositados em juizo nos termos do art. 334 e seguintes da Lei nº 10.406, de 10 de
janeiro de 2002 - Código Civil Brasileiro.
§ 6º Somente após a quitação integral do parcelamento, quando incluidos débitos de
ITBI, serão lavrados, registrados, inscritos ou averbados pelos Notários e Oficiais de
Registros de Imóveis, ou seus prepostos, os atos e termos relacionados à transmissão de
bens imóveis ou de direitos a eles relativos, com aplicação das penalidades previstas no
art. 215 da Lei nº 3.375, de 14 de novembro de 1.997 - Código Tributário Municipal, em
caso de descumprimento.
§ 7º De igual forma, o imóvel não será automaticamente averbado, devendo a
Coordenação de Tributos Imobiliários - CTRIM aguardar o pagamento integral do
parcelamento, mesmo que a taxa de averbação tenha sido incluída na primeira parcela.
Art. 2º É de competência da Coordenação de Arrecadação e Tributação - COART - da
secretaria Municipal de Finanças, a verificação do enquadramento e execução do
REVIVE III relativos aos pedidos de parcelamentos dos créditos tributários e não
tributários de que trata esta Lei, mediante assinatura de Termo de Confissão de Dívida e
Compromisso de Pagamento.
PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
“Deus seja louvado”
2
§ 1º A homologação do ingresso ao REVIVE III dar-se-a no momento do pagamento da
primeira parcela do acordo ou pagamento integral dos créditos beneficiados por esta Lei.
§ 2º A adesão ao REVIVE III para fins de parcelamento da dívida fica condicionado ao
pagamento imediato da primeira parcela cujo o valor será o correspondente a 20% (vinte
por cento) sobre o montante atualizado na forma desta Lei.
§ 3º A data de vencimento da primeira parcela será no primeiro dia útil após a data da
assinatura do termo de confissão de dívida e compromisso de pagamento e as demais
serão mensais e consecutivas.
Art. 3º O pedido de adesão ao Programa REVIVE III, ocorrerá durante 30 (trinta) dias
corridos contados a partir da publicação desta Lei.
Art. 4º O pedido de Adesão ao REVIVE III deverá ser instruído adequadamente pelo
contribuinte e dirigido à COART.
§ 1º Serão anexados ao Pedido de Adesão os seguintes documentos:
I - Pessoa Física - cópias: carteira de identidade, CPF, comprovante de residência,
documentos do imóvel (escritura ou contrato de compra e venda) se for o caso,
procuração no caso de representante legal com poderes bastantes para reconhecer e
confessar dívida e desistir de defesa, impugnação ou recurso, bem como documentos
pessoais do procurador;
II - Pessoa Jurídica - cópias: contrato social e demais alterações, CNPJ, carteira de
identidade do sócio e CPF do sócio responsável pelo acordo, procuração no caso de
representante legal com poderes bastantes para reconhecer e confessar dívida e desistir de
defesa, impugnação ou recurso, bem como documentos pessoais do procurador;
III - Termo de confissão de dívida e compromisso de pagamento contendo a opção do
pagamento: à vista ou parcelado.
§ 2º A veracidade dos documentos apresentados pelo contribuinte, interessado ou
responsável pelo pagamento do tributo são de inteira responsabilidade dos mesmos.
§ 3º No caso de dívidas já parceladas, o contribuinte deverá anexar ainda, o requerimento
de estorno do parcelamento anterior.
Art. 5º A adesão ao programa - REVIVE III - implicará ao contribuinte:
I - o reconhecimento como líquida e certa e para todos os fins de direito, da dívida
originária de lançamento de ofício, denúncia espontânea, inscritos ou não em dívida
ativa, ainda que na condição de ajuizados e/ou com a exigibilidade suspensa;
II - a confissão irrevogável e irretratável da dívida referente aos débitos tributários nele
incluídos, com reconhecimento expresso da certeza e liquidez do crédito correspondente,
produzindo os efeitos previstos no art. 174, parágrafo único, inciso IV, do Código
Tributário Nacional, e no art. 202, inciso VI, do Código Civil;
III - expressa renúncia a qualquer defesa ou recurso administrativo ou judicial quanto ao
valor e procedência da dívida ora confessada, bem como desistência dos já interpostos;
PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
“Deus seja louvado”
3
IV - a admissão do direito de a Fazenda Pública apurar, a qualquer época, a existência de
outras importâncias devidas e não incluídas no termo de acordo a ser firmado;
V - a aceitação plena e irretratável de todas as condições legais estabelecidas,
comprometendo-se a pagar o valor das parcelas nas datas pré-fixadas quando da
assinatura do Termo de Confissão de Dívida e Compromisso de Pagamento;
VI - a atualização monetária das parcelas, de acordo com o estabelecido na Lei nº 3.856,
de 19 de outubro de 2.001, e no art. 5º do Decreto nº 006/2009, de 10 de janeiro de
2.009;
Art. 6º O parcelamento será automaticamente cancelado:
I – quando não houver pagamento da primeira parcela ou atraso no pagamento de
quaisquer das parcelas seguintes, por período superior a 60 (sessenta) dias, contados da
data do seu vencimento;
II - quando houver inobservância de quaisquer das exigências estabelecidas nesta Lei.
Parágrafo único. O cancelamento resulta na exclusão do contribuinte do REVIVE III e
implica a perda de todos os benefícios desta Lei, acarretando a exigibilidade do saldo do
montante principal, bem como da totalidade do montante residual, com os acréscimos
legais, previstos na legislação municipal à época da ocorrência dos respectivos fatos
geradores e a imediata inscrição desses valores em dívida ativa.
Art. 7º O Poder Executivo fica autorizado a promover os ajustes necessários no
orçamento, em decorrência da presente Lei.
Art. 8º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogando as disposições em
contrário.
Vila Velha, ES, 16 de novembro de 2015.
RODNEY ROCHA MIRANDA
Prefeito Municipal
PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
“Deus seja louvado”
4
ANEXO ÚNICO
SOLICITAÇÃO DE ADESÃO AO REVIVE III
Parcelas Desconto Juros Desconto Multa
de Mora
Desconto
Multa por
Auto infração
Parcela
Mínima
Única 100% 100% 80%
2 a 6 parcelas 50% 50% 50% R$ 100,00
- As parcelas com vencimento a partir de janeiro/2016 sofrerão acréscimo de correção
monetária
PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
“Deus seja louvado”
5
Vila Velha, ES, 16 de novembro de 2015.
MENSAGEM DE LEI Nº 060/2015
Senhor Presidente,
Senhores Vereadores,
Dirijo-me a Vossas Excelências para encaminhar o incluso Projeto de Lei que
“Institui o Programa de Incentivo à Regularização Fiscal – REVIVE III no Município
de Vila Velha”, pretendemos beneficiar os contribuintes com débitos inscritos em
Dívida Ativa, oferecendo condições para que estes regularizem suas situações perante
o Fisco Municipal.
A presente proposta pretende beneficiar os contribuintes inscritos em Dívida Ativa
e/ou cujos débitos em aberto tiveram seus tributos alçados pela ação fiscal, remindo
os valores que foram acrescidos ao valor principal da dívida e oferecendo condições
para que estes regularizem suas situações perante o Fisco Municipal.
Ao mesmo tempo, objetiva propiciar um aumento da arrecadação municipal, com o
retorno aos cofres públicos de um valor considerável, que se encontra atualmente
paralisado, em que pese as incontáveis tentativas de recebimento ao longo dos anos.
Em anexo, para cumprimento das normas legais indispensáveis, procedemos a
realização do Estudo de Impacto Econômico-Financeiro, com demonstração do real
interesse de concessão dos incentivos pretendidos, com vistas à recuperação das
receitas não adimplidas pelos contribuintes lançados.
Ante o exposto, rogo a essa Egrégia Câmara Municipal, o indispensável apoio ao
incluso Projeto de Lei, de forma que seja ele apreciado e aprovado, em regime de
urgência, possibilitando as ações para aumento de arrecadação municipal.
Contando, desde já, com o apoio dessa ilustre Casa, renovo meus protestos de elevada
estima e distinta consideração.
Atenciosamente,
RODNEY ROCHA MIRANDA
Prefeito Municipal
PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
“Deus seja louvado”
6
ESTUDO DE IMPACTO ORÇAMENTÁRIO-FINANCEIRO PARA
VIABILIZAR ENCAMINHAMENTO DE PROJETO DE LEI PARA
CONCESSÃO DE REVIVE III
O presente estudo de impacto orçamentário e financeiro destina-se ao atendimento do
disposto no artigo 14 da Lei Federal nº 101/2000, referente ao Projeto de Lei que trata
de incentivos fiscais de remissão de 100% de juros e multa de mora, para pagamento
total da dívida em quota única ou 50% para pagamento realizado através de parcelas
de débitos constituídos até 31/12/2014, e ainda descontos de 80% e 50% sobre a
multa de infração para pagamentos à vista e parcelados respectivamente.
Cumpre registrar que a média de arrecadação de juros e multas de mora, de dívidas
ativas, foi de aproximadamente R$ 3.600.000,00 (três milhões seiscentos mil reais)
tendo por base os exercícios completos dos anos de 2012, 2013 e 2014. No mesmo
período a arrecadação do valor principal acrescido de correção monetária foi cerca de
R$ 10.000.000 (dez milhões de reais).
Ressalta-se que previsão para arrecadação de dívida ativa para o exercício de 2015,
foi de R$ 10.000.000 (dez milhões) e até o momento já nos aproximamos do
montante de R$ 9 milhões arrecadados.
Assim sendo, não vislumbramos qualquer impacto orçamentário-financeiro negativo
relativamente à medida proposta, pois, corre devidamente adequada a implantação
das metas propostas.
Ainda referente ao exercício do ano 2015 não se afigura prejuízo às metas anuais e
plurianuais, pois o ato em apreciação é incentivador do aumento da arrecadação, em
decorrência dos créditos que se encontram em dívida ativa, cujo estímulo por certo,
conduzirá os contribuintes beneficiários a satisfazerem as suas inadimplências.
Por outro lado, sem incentivos desta natureza, tem sido mantida a média anual de
arrecadação da Dívida Ativa deveras baixa, e certamente que com tal incentivo
estimamos reflexos positivos na receita do ano 2015.
PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
“Deus seja louvado”
7
Esclarecemos, nesta oportunidade, que o índice de inadimplência em relação aos
Tributos Municipais se encontra num patamar elevado, haja vista a crise econômica
que o pais atravessa.
Nos idos de 2013/2014 foram ajuizadas várias Ações de Execução Fiscal, pela
Administração visando o recebimento dos Tributos Municipais que se encontravam
em atraso, sendo que a maioria avassaladora destas ações ainda continua em trâmite.
O Programa Especial e Temporário de Recuperação Fiscal instituído pelo presente
Projeto de Lei visa possibilitar condições de que os Munícipes que ainda se
encontram em débito com a Fazenda Municipal possam quitar sua dívida, sem a
necessidade do ingresso da Ação Judicial de Execução Fiscal. De acordo com o
contido no Projeto de Lei, os Munícipes terão abatimento nos juros e multas
incidentes sobre o Tributo, mantendo-se este seu valor, descontos estes proporcionais
à modalidade de pagamento solicitada pelo Contribuinte.
Importante ressaltar que a Administração Municipal iniciou neste ano, a cobrança
extrajudicial das dívidas ativas via PROTESTO com isto estima-se maior resultado e
eficiência na arrecadação dos tributos.
Por tudo isso é possível afirmar, em conclusão, que o Projeto de Lei em questão se
mostra compatível e adequado à legislação orçamentária, não prejudicará as metas de
resultados fiscais previstas na Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO, e preenche as
exigências da Lei Complementar nº 101/2000.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

L28 1994 ctm mangaratiba
L28 1994   ctm mangaratibaL28 1994   ctm mangaratiba
L28 1994 ctm mangaratibaBrazore2010
 
Prot. 1170 14 pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...
Prot. 1170 14   pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...Prot. 1170 14   pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...
Prot. 1170 14 pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...ramonpeyroton
 
Sistema Tributário Constitucional - Direito Tributário - Resumo - 7º semestre
Sistema Tributário Constitucional - Direito Tributário - Resumo - 7º semestreSistema Tributário Constitucional - Direito Tributário - Resumo - 7º semestre
Sistema Tributário Constitucional - Direito Tributário - Resumo - 7º semestreFábio Peres
 
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDITAL 001/2013
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDITAL 001/2013PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDITAL 001/2013
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDITAL 001/2013Secom Ilhéus
 
Alerta Tributário - Regulamentação do PERT
Alerta Tributário - Regulamentação do PERTAlerta Tributário - Regulamentação do PERT
Alerta Tributário - Regulamentação do PERTRenato Lopes da Rocha
 
PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO
PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIOPLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO
PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIOCarlos Rocha
 
Garantias privilégios e administração tributária
Garantias privilégios e administração tributáriaGarantias privilégios e administração tributária
Garantias privilégios e administração tributáriaFabiana Del Padre Tomé
 
2. A Competência Tributária
2. A Competência Tributária2. A Competência Tributária
2. A Competência TributáriaJessica Namba
 
Curso de atualização em direito tributário Assembleia Legislativa de Santa Ca...
Curso de atualização em direito tributário Assembleia Legislativa de Santa Ca...Curso de atualização em direito tributário Assembleia Legislativa de Santa Ca...
Curso de atualização em direito tributário Assembleia Legislativa de Santa Ca...Fabio Pugliesi
 
Retenção na fonte
Retenção na fonteRetenção na fonte
Retenção na fonteCarlos Rocha
 
40.4 -decreto_n._6.82910__aprova_o_rctm
40.4  -decreto_n._6.82910__aprova_o_rctm40.4  -decreto_n._6.82910__aprova_o_rctm
40.4 -decreto_n._6.82910__aprova_o_rctmjnjtributos
 

Mais procurados (19)

Ple 065.2013
Ple 065.2013Ple 065.2013
Ple 065.2013
 
Aula 09
Aula 09Aula 09
Aula 09
 
L28 1994 ctm mangaratiba
L28 1994   ctm mangaratibaL28 1994   ctm mangaratiba
L28 1994 ctm mangaratiba
 
Prot. 1170 14 pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...
Prot. 1170 14   pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...Prot. 1170 14   pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...
Prot. 1170 14 pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...
 
Imunidade Tributárias
Imunidade Tributárias Imunidade Tributárias
Imunidade Tributárias
 
Sistema Tributário Constitucional - Direito Tributário - Resumo - 7º semestre
Sistema Tributário Constitucional - Direito Tributário - Resumo - 7º semestreSistema Tributário Constitucional - Direito Tributário - Resumo - 7º semestre
Sistema Tributário Constitucional - Direito Tributário - Resumo - 7º semestre
 
Aula 2.2 segunda parte
Aula 2.2   segunda parteAula 2.2   segunda parte
Aula 2.2 segunda parte
 
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDITAL 001/2013
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDITAL 001/2013PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDITAL 001/2013
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDITAL 001/2013
 
Alerta Tributário - Regulamentação do PERT
Alerta Tributário - Regulamentação do PERTAlerta Tributário - Regulamentação do PERT
Alerta Tributário - Regulamentação do PERT
 
PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO
PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIOPLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO
PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO
 
Garantias privilégios e administração tributária
Garantias privilégios e administração tributáriaGarantias privilégios e administração tributária
Garantias privilégios e administração tributária
 
2. A Competência Tributária
2. A Competência Tributária2. A Competência Tributária
2. A Competência Tributária
 
Lei 4.320
Lei 4.320Lei 4.320
Lei 4.320
 
Curso de atualização em direito tributário Assembleia Legislativa de Santa Ca...
Curso de atualização em direito tributário Assembleia Legislativa de Santa Ca...Curso de atualização em direito tributário Assembleia Legislativa de Santa Ca...
Curso de atualização em direito tributário Assembleia Legislativa de Santa Ca...
 
Retenção na fonte
Retenção na fonteRetenção na fonte
Retenção na fonte
 
40.4 -decreto_n._6.82910__aprova_o_rctm
40.4  -decreto_n._6.82910__aprova_o_rctm40.4  -decreto_n._6.82910__aprova_o_rctm
40.4 -decreto_n._6.82910__aprova_o_rctm
 
a decisão
a decisãoa decisão
a decisão
 
Lei de ajuizamento
Lei de ajuizamentoLei de ajuizamento
Lei de ajuizamento
 
Aula 03
Aula 03Aula 03
Aula 03
 

Destaque

Cumpleaños de Ulpi
Cumpleaños de UlpiCumpleaños de Ulpi
Cumpleaños de Ulpiguesta4bcd94
 
Pl 031 2015 substitutivo altera e inclui novos dispositivos à lei municipal n...
Pl 031 2015 substitutivo altera e inclui novos dispositivos à lei municipal n...Pl 031 2015 substitutivo altera e inclui novos dispositivos à lei municipal n...
Pl 031 2015 substitutivo altera e inclui novos dispositivos à lei municipal n...Claudio Figueiredo
 
Projects 2008
Projects 2008Projects 2008
Projects 2008filimonel
 
Hola bienvenidos a mi blog
Hola bienvenidos a mi blogHola bienvenidos a mi blog
Hola bienvenidos a mi blogGisbelPietri
 
Atividade3thamirisfernandescosta
Atividade3thamirisfernandescostaAtividade3thamirisfernandescosta
Atividade3thamirisfernandescostaThamirisFernandes
 
Apresentação de negocio azenka id 2027
Apresentação de negocio azenka id 2027Apresentação de negocio azenka id 2027
Apresentação de negocio azenka id 2027GMazenka
 
Meu Nome é Robelino
Meu Nome é RobelinoMeu Nome é Robelino
Meu Nome é Robelinoguestd8ef1e
 
Test presentation
Test presentationTest presentation
Test presentationJane Curtis
 
Capitulo tercero ya terminado
Capitulo tercero ya terminadoCapitulo tercero ya terminado
Capitulo tercero ya terminadochikillaveronica
 
Historia de transporte de cali
Historia de transporte de caliHistoria de transporte de cali
Historia de transporte de caliLala Kastañeda
 
Sermão de santo antonio aos peixes
Sermão de santo antonio aos peixesSermão de santo antonio aos peixes
Sermão de santo antonio aos peixesSusana Taio
 

Destaque (20)

SQL Server Fundamentals
SQL Server FundamentalsSQL Server Fundamentals
SQL Server Fundamentals
 
Cumpleaños de Ulpi
Cumpleaños de UlpiCumpleaños de Ulpi
Cumpleaños de Ulpi
 
Titella Mireia
Titella MireiaTitella Mireia
Titella Mireia
 
Pl 031 2015 substitutivo altera e inclui novos dispositivos à lei municipal n...
Pl 031 2015 substitutivo altera e inclui novos dispositivos à lei municipal n...Pl 031 2015 substitutivo altera e inclui novos dispositivos à lei municipal n...
Pl 031 2015 substitutivo altera e inclui novos dispositivos à lei municipal n...
 
Shar Brake Rus
Shar Brake RusShar Brake Rus
Shar Brake Rus
 
PRUEBA
PRUEBAPRUEBA
PRUEBA
 
Projects 2008
Projects 2008Projects 2008
Projects 2008
 
Hola bienvenidos a mi blog
Hola bienvenidos a mi blogHola bienvenidos a mi blog
Hola bienvenidos a mi blog
 
Atividade3thamirisfernandescosta
Atividade3thamirisfernandescostaAtividade3thamirisfernandescosta
Atividade3thamirisfernandescosta
 
Apresentação de negocio azenka id 2027
Apresentação de negocio azenka id 2027Apresentação de negocio azenka id 2027
Apresentação de negocio azenka id 2027
 
Sem Aula05 P
Sem Aula05 PSem Aula05 P
Sem Aula05 P
 
Meu Nome é Robelino
Meu Nome é RobelinoMeu Nome é Robelino
Meu Nome é Robelino
 
Portfolio
PortfolioPortfolio
Portfolio
 
Test presentation
Test presentationTest presentation
Test presentation
 
Francisca
FranciscaFrancisca
Francisca
 
Papel vs plstico ingrata dolencia
Papel vs plstico   ingrata dolenciaPapel vs plstico   ingrata dolencia
Papel vs plstico ingrata dolencia
 
Capitulo tercero ya terminado
Capitulo tercero ya terminadoCapitulo tercero ya terminado
Capitulo tercero ya terminado
 
Historia de transporte de cali
Historia de transporte de caliHistoria de transporte de cali
Historia de transporte de cali
 
Sermão de santo antonio aos peixes
Sermão de santo antonio aos peixesSermão de santo antonio aos peixes
Sermão de santo antonio aos peixes
 
Rebujito
RebujitoRebujito
Rebujito
 

Semelhante a Prot. 2786 15 pl 060-2015 - institui o programa de recuperação fiscal de vila velha _ revive iii e dá outras providências

Prot. 1170 14 pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...
Prot. 1170 14   pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...Prot. 1170 14   pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...
Prot. 1170 14 pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...ramonpeyroton
 
Prot. 1114 14 pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...
Prot. 1114 14   pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...Prot. 1114 14   pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...
Prot. 1114 14 pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...ramonpeyroton
 
Prot. 1114 14 pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...
Prot. 1114 14   pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...Prot. 1114 14   pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...
Prot. 1114 14 pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...Ramon Peyroton
 
Código Tributário de Bom Jardim MA
Código Tributário de Bom Jardim   MACódigo Tributário de Bom Jardim   MA
Código Tributário de Bom Jardim MAAdilson P Motta Motta
 
Pl 063 2015 autoriza pmvv a protestar certidão de dívida ativa
Pl 063 2015   autoriza pmvv a protestar certidão de dívida ativaPl 063 2015   autoriza pmvv a protestar certidão de dívida ativa
Pl 063 2015 autoriza pmvv a protestar certidão de dívida ativaClaudio Figueiredo
 
Prot. 1963 13 pl 023 - autoriza o município de vila velha a efetuar o prote...
Prot. 1963 13   pl 023 - autoriza o município de vila velha a efetuar o prote...Prot. 1963 13   pl 023 - autoriza o município de vila velha a efetuar o prote...
Prot. 1963 13 pl 023 - autoriza o município de vila velha a efetuar o prote...ramonpeyroton
 
Prot. 2466 13 pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...
Prot. 2466 13   pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...Prot. 2466 13   pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...
Prot. 2466 13 pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...ramonpeyroton
 
Prot. 2466 13 pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...
Prot. 2466 13   pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...Prot. 2466 13   pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...
Prot. 2466 13 pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...ramonpeyroton
 
Oro.extinção do crédito tributãrio damasio
Oro.extinção do crédito tributãrio damasioOro.extinção do crédito tributãrio damasio
Oro.extinção do crédito tributãrio damasioTacio Lacerda Gama
 
Aurora aula extincao do-credito_tributario-damasio
Aurora   aula extincao do-credito_tributario-damasioAurora   aula extincao do-credito_tributario-damasio
Aurora aula extincao do-credito_tributario-damasioJulia De Menezes Nogueira
 
Oro.extinção do crédito tributãrio damasio
Oro.extinção do crédito tributãrio damasioOro.extinção do crédito tributãrio damasio
Oro.extinção do crédito tributãrio damasioTacio Lacerda Gama
 
Prot. 1088 17 pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...
Prot. 1088 17   pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...Prot. 1088 17   pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...
Prot. 1088 17 pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...Claudio Figueiredo
 
Informativo Tributário Mensal - Outubro 2016
Informativo Tributário Mensal - Outubro 2016Informativo Tributário Mensal - Outubro 2016
Informativo Tributário Mensal - Outubro 2016Renato Lopes da Rocha
 
Medida Provisória nº 793
Medida Provisória nº 793Medida Provisória nº 793
Medida Provisória nº 793Luiz Valeriano
 
Aula do dia 11 05-13 - dra. juliana furtado
Aula do dia 11 05-13 - dra. juliana furtadoAula do dia 11 05-13 - dra. juliana furtado
Aula do dia 11 05-13 - dra. juliana furtadoFernanda Moreira
 
Alerta Tributário - Programa de Regularização Tributária
Alerta Tributário - Programa de Regularização TributáriaAlerta Tributário - Programa de Regularização Tributária
Alerta Tributário - Programa de Regularização TributáriaRenato Lopes da Rocha
 
O ordenador de despesas e a lei de responsabilidade fiscal
O ordenador de despesas e a lei de responsabilidade fiscalO ordenador de despesas e a lei de responsabilidade fiscal
O ordenador de despesas e a lei de responsabilidade fiscalRaimundo de Farias
 

Semelhante a Prot. 2786 15 pl 060-2015 - institui o programa de recuperação fiscal de vila velha _ revive iii e dá outras providências (20)

Prot. 1170 14 pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...
Prot. 1170 14   pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...Prot. 1170 14   pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...
Prot. 1170 14 pl 030-2014 - estabelece normas para parcelamento de créditos...
 
Prot. 1114 14 pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...
Prot. 1114 14   pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...Prot. 1114 14   pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...
Prot. 1114 14 pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...
 
Prot. 1114 14 pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...
Prot. 1114 14   pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...Prot. 1114 14   pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...
Prot. 1114 14 pl 027-2014 - autoriza o município de vila velha a efetuar o ...
 
Código Tributário de Bom Jardim MA
Código Tributário de Bom Jardim   MACódigo Tributário de Bom Jardim   MA
Código Tributário de Bom Jardim MA
 
Pl 063 2015 autoriza pmvv a protestar certidão de dívida ativa
Pl 063 2015   autoriza pmvv a protestar certidão de dívida ativaPl 063 2015   autoriza pmvv a protestar certidão de dívida ativa
Pl 063 2015 autoriza pmvv a protestar certidão de dívida ativa
 
Prot. 1963 13 pl 023 - autoriza o município de vila velha a efetuar o prote...
Prot. 1963 13   pl 023 - autoriza o município de vila velha a efetuar o prote...Prot. 1963 13   pl 023 - autoriza o município de vila velha a efetuar o prote...
Prot. 1963 13 pl 023 - autoriza o município de vila velha a efetuar o prote...
 
Prot. 2466 13 pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...
Prot. 2466 13   pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...Prot. 2466 13   pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...
Prot. 2466 13 pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...
 
Prot. 2466 13 pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...
Prot. 2466 13   pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...Prot. 2466 13   pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...
Prot. 2466 13 pl - disciplina a dação em pagamento de bens imóveis como for...
 
Oro.extinção do crédito tributãrio damasio
Oro.extinção do crédito tributãrio damasioOro.extinção do crédito tributãrio damasio
Oro.extinção do crédito tributãrio damasio
 
Aurora aula extincao do-credito_tributario-damasio
Aurora   aula extincao do-credito_tributario-damasioAurora   aula extincao do-credito_tributario-damasio
Aurora aula extincao do-credito_tributario-damasio
 
Oro.extinção do crédito tributãrio damasio
Oro.extinção do crédito tributãrio damasioOro.extinção do crédito tributãrio damasio
Oro.extinção do crédito tributãrio damasio
 
Prot. 1088 17 pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...
Prot. 1088 17   pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...Prot. 1088 17   pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...
Prot. 1088 17 pl institui o programa de parcelamento incentivado (ppi) – re...
 
Informativo Tributário Mensal - Outubro 2016
Informativo Tributário Mensal - Outubro 2016Informativo Tributário Mensal - Outubro 2016
Informativo Tributário Mensal - Outubro 2016
 
Medida Provisória nº 793
Medida Provisória nº 793Medida Provisória nº 793
Medida Provisória nº 793
 
Aula do dia 11 05-13 - dra. juliana furtado
Aula do dia 11 05-13 - dra. juliana furtadoAula do dia 11 05-13 - dra. juliana furtado
Aula do dia 11 05-13 - dra. juliana furtado
 
Pedaladas fiscais apres
Pedaladas fiscais apresPedaladas fiscais apres
Pedaladas fiscais apres
 
O Decreto nº 8853 2016
O Decreto nº 8853 2016O Decreto nº 8853 2016
O Decreto nº 8853 2016
 
Mp 793 funrural
Mp 793   funruralMp 793   funrural
Mp 793 funrural
 
Alerta Tributário - Programa de Regularização Tributária
Alerta Tributário - Programa de Regularização TributáriaAlerta Tributário - Programa de Regularização Tributária
Alerta Tributário - Programa de Regularização Tributária
 
O ordenador de despesas e a lei de responsabilidade fiscal
O ordenador de despesas e a lei de responsabilidade fiscalO ordenador de despesas e a lei de responsabilidade fiscal
O ordenador de despesas e a lei de responsabilidade fiscal
 

Mais de Claudio Figueiredo

Emenda modificativa dona arlete
Emenda modificativa dona arleteEmenda modificativa dona arlete
Emenda modificativa dona arleteClaudio Figueiredo
 
Emenda aditiva_vereador osvaldo maturano_PL 4754/17
Emenda aditiva_vereador osvaldo maturano_PL 4754/17Emenda aditiva_vereador osvaldo maturano_PL 4754/17
Emenda aditiva_vereador osvaldo maturano_PL 4754/17Claudio Figueiredo
 
Prot. 2782 17 pl institui o “boletim escolar eletrônico” nas escolas da red...
Prot. 2782 17   pl institui o “boletim escolar eletrônico” nas escolas da red...Prot. 2782 17   pl institui o “boletim escolar eletrônico” nas escolas da red...
Prot. 2782 17 pl institui o “boletim escolar eletrônico” nas escolas da red...Claudio Figueiredo
 
Prot. 4117 17 pdl - cria a frente parlamentar de promoção da igualdade raci...
Prot. 4117 17   pdl - cria a frente parlamentar de promoção da igualdade raci...Prot. 4117 17   pdl - cria a frente parlamentar de promoção da igualdade raci...
Prot. 4117 17 pdl - cria a frente parlamentar de promoção da igualdade raci...Claudio Figueiredo
 
Prot. 2572 17 pl cria o plano municipal de conscientização e prevenção ao ...
Prot. 2572 17   pl  cria o plano municipal de conscientização e prevenção ao ...Prot. 2572 17   pl  cria o plano municipal de conscientização e prevenção ao ...
Prot. 2572 17 pl cria o plano municipal de conscientização e prevenção ao ...Claudio Figueiredo
 
Prot. 2312 17 pl institui a política municipal de promoção da igualdade rac...
Prot. 2312 17   pl institui a política municipal de promoção da igualdade rac...Prot. 2312 17   pl institui a política municipal de promoção da igualdade rac...
Prot. 2312 17 pl institui a política municipal de promoção da igualdade rac...Claudio Figueiredo
 
Prot. 2000 17 pl acrescenta inciso iv ao artigo 1º da lei nº 5.466-13 - hel...
Prot. 2000 17   pl acrescenta inciso iv ao artigo 1º da lei nº 5.466-13 - hel...Prot. 2000 17   pl acrescenta inciso iv ao artigo 1º da lei nº 5.466-13 - hel...
Prot. 2000 17 pl acrescenta inciso iv ao artigo 1º da lei nº 5.466-13 - hel...Claudio Figueiredo
 
Prot. 1726 17 pl cassação dos postos que comercializarem combustível adulte...
Prot. 1726 17   pl cassação dos postos que comercializarem combustível adulte...Prot. 1726 17   pl cassação dos postos que comercializarem combustível adulte...
Prot. 1726 17 pl cassação dos postos que comercializarem combustível adulte...Claudio Figueiredo
 
Prot. 1011 17 pelo - acrescenta § 5º ao artigo 132 da lei orgânica do munic...
Prot. 1011 17   pelo - acrescenta § 5º ao artigo 132 da lei orgânica do munic...Prot. 1011 17   pelo - acrescenta § 5º ao artigo 132 da lei orgânica do munic...
Prot. 1011 17 pelo - acrescenta § 5º ao artigo 132 da lei orgânica do munic...Claudio Figueiredo
 
Prot. 317 17 substitutivo - reginaldo almeida
Prot. 317 17   substitutivo - reginaldo almeidaProt. 317 17   substitutivo - reginaldo almeida
Prot. 317 17 substitutivo - reginaldo almeidaClaudio Figueiredo
 
Prot. 3363 17 pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...
Prot. 3363 17   pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...Prot. 3363 17   pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...
Prot. 3363 17 pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...Claudio Figueiredo
 
Prot. 1138 17 pl institui a gratuidade no sistema municipal de transporte c...
Prot. 1138 17   pl institui a gratuidade no sistema municipal de transporte c...Prot. 1138 17   pl institui a gratuidade no sistema municipal de transporte c...
Prot. 1138 17 pl institui a gratuidade no sistema municipal de transporte c...Claudio Figueiredo
 
Prot. 3089 17 mensagem de veto 021 - integral ao autógrafo de lei nº 3640-17
Prot. 3089 17   mensagem de veto 021 - integral ao autógrafo de lei nº 3640-17Prot. 3089 17   mensagem de veto 021 - integral ao autógrafo de lei nº 3640-17
Prot. 3089 17 mensagem de veto 021 - integral ao autógrafo de lei nº 3640-17Claudio Figueiredo
 
Prot. 3088 17 mensagem de veto 023 - integral ao autógrafo de lei nº 3646-17
Prot. 3088 17   mensagem de veto 023 - integral ao autógrafo de lei nº 3646-17Prot. 3088 17   mensagem de veto 023 - integral ao autógrafo de lei nº 3646-17
Prot. 3088 17 mensagem de veto 023 - integral ao autógrafo de lei nº 3646-17Claudio Figueiredo
 
Prot. 247 17 pl autoriza o pe a instituir o plano municipal de valorização ...
Prot. 247 17   pl autoriza o pe a instituir o plano municipal de valorização ...Prot. 247 17   pl autoriza o pe a instituir o plano municipal de valorização ...
Prot. 247 17 pl autoriza o pe a instituir o plano municipal de valorização ...Claudio Figueiredo
 
Prot. 342 17 pl autoriza o pe a instituir o plano diretor municipal de arbo...
Prot. 342 17   pl autoriza o pe a instituir o plano diretor municipal de arbo...Prot. 342 17   pl autoriza o pe a instituir o plano diretor municipal de arbo...
Prot. 342 17 pl autoriza o pe a instituir o plano diretor municipal de arbo...Claudio Figueiredo
 
Prot. 3087 17 mensagem de veto 024 - integral ao autógrafo de lei nº 3658-17
Prot. 3087 17   mensagem de veto 024 - integral ao autógrafo de lei nº 3658-17Prot. 3087 17   mensagem de veto 024 - integral ao autógrafo de lei nº 3658-17
Prot. 3087 17 mensagem de veto 024 - integral ao autógrafo de lei nº 3658-17Claudio Figueiredo
 
Prot. 3085 17 mensagem de veto 022 - integral ao autógrafo de lei nº 3647-17
Prot. 3085 17   mensagem de veto 022 - integral ao autógrafo de lei nº 3647-17Prot. 3085 17   mensagem de veto 022 - integral ao autógrafo de lei nº 3647-17
Prot. 3085 17 mensagem de veto 022 - integral ao autógrafo de lei nº 3647-17Claudio Figueiredo
 
Prot. 2050 17 pl dispõe sobre a execução do serviço de transporte de passag...
Prot. 2050 17   pl dispõe sobre a execução do serviço de transporte de passag...Prot. 2050 17   pl dispõe sobre a execução do serviço de transporte de passag...
Prot. 2050 17 pl dispõe sobre a execução do serviço de transporte de passag...Claudio Figueiredo
 

Mais de Claudio Figueiredo (20)

Emenda modificativa dona arlete
Emenda modificativa dona arleteEmenda modificativa dona arlete
Emenda modificativa dona arlete
 
Emenda aditiva_vereador osvaldo maturano_PL 4754/17
Emenda aditiva_vereador osvaldo maturano_PL 4754/17Emenda aditiva_vereador osvaldo maturano_PL 4754/17
Emenda aditiva_vereador osvaldo maturano_PL 4754/17
 
PL 2624_13_Arnaldinho Borgo
PL 2624_13_Arnaldinho BorgoPL 2624_13_Arnaldinho Borgo
PL 2624_13_Arnaldinho Borgo
 
Prot. 2782 17 pl institui o “boletim escolar eletrônico” nas escolas da red...
Prot. 2782 17   pl institui o “boletim escolar eletrônico” nas escolas da red...Prot. 2782 17   pl institui o “boletim escolar eletrônico” nas escolas da red...
Prot. 2782 17 pl institui o “boletim escolar eletrônico” nas escolas da red...
 
Prot. 4117 17 pdl - cria a frente parlamentar de promoção da igualdade raci...
Prot. 4117 17   pdl - cria a frente parlamentar de promoção da igualdade raci...Prot. 4117 17   pdl - cria a frente parlamentar de promoção da igualdade raci...
Prot. 4117 17 pdl - cria a frente parlamentar de promoção da igualdade raci...
 
Prot. 2572 17 pl cria o plano municipal de conscientização e prevenção ao ...
Prot. 2572 17   pl  cria o plano municipal de conscientização e prevenção ao ...Prot. 2572 17   pl  cria o plano municipal de conscientização e prevenção ao ...
Prot. 2572 17 pl cria o plano municipal de conscientização e prevenção ao ...
 
Prot. 2312 17 pl institui a política municipal de promoção da igualdade rac...
Prot. 2312 17   pl institui a política municipal de promoção da igualdade rac...Prot. 2312 17   pl institui a política municipal de promoção da igualdade rac...
Prot. 2312 17 pl institui a política municipal de promoção da igualdade rac...
 
Prot. 2000 17 pl acrescenta inciso iv ao artigo 1º da lei nº 5.466-13 - hel...
Prot. 2000 17   pl acrescenta inciso iv ao artigo 1º da lei nº 5.466-13 - hel...Prot. 2000 17   pl acrescenta inciso iv ao artigo 1º da lei nº 5.466-13 - hel...
Prot. 2000 17 pl acrescenta inciso iv ao artigo 1º da lei nº 5.466-13 - hel...
 
Prot. 1726 17 pl cassação dos postos que comercializarem combustível adulte...
Prot. 1726 17   pl cassação dos postos que comercializarem combustível adulte...Prot. 1726 17   pl cassação dos postos que comercializarem combustível adulte...
Prot. 1726 17 pl cassação dos postos que comercializarem combustível adulte...
 
Prot. 1011 17 pelo - acrescenta § 5º ao artigo 132 da lei orgânica do munic...
Prot. 1011 17   pelo - acrescenta § 5º ao artigo 132 da lei orgânica do munic...Prot. 1011 17   pelo - acrescenta § 5º ao artigo 132 da lei orgânica do munic...
Prot. 1011 17 pelo - acrescenta § 5º ao artigo 132 da lei orgânica do munic...
 
Prot. 317 17 substitutivo - reginaldo almeida
Prot. 317 17   substitutivo - reginaldo almeidaProt. 317 17   substitutivo - reginaldo almeida
Prot. 317 17 substitutivo - reginaldo almeida
 
Prot. 3363 17 pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...
Prot. 3363 17   pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...Prot. 3363 17   pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...
Prot. 3363 17 pl dispõe sobre o desmembramento da secretaria municipal de a...
 
Prot. 1138 17 pl institui a gratuidade no sistema municipal de transporte c...
Prot. 1138 17   pl institui a gratuidade no sistema municipal de transporte c...Prot. 1138 17   pl institui a gratuidade no sistema municipal de transporte c...
Prot. 1138 17 pl institui a gratuidade no sistema municipal de transporte c...
 
Prot. 3089 17 mensagem de veto 021 - integral ao autógrafo de lei nº 3640-17
Prot. 3089 17   mensagem de veto 021 - integral ao autógrafo de lei nº 3640-17Prot. 3089 17   mensagem de veto 021 - integral ao autógrafo de lei nº 3640-17
Prot. 3089 17 mensagem de veto 021 - integral ao autógrafo de lei nº 3640-17
 
Prot. 3088 17 mensagem de veto 023 - integral ao autógrafo de lei nº 3646-17
Prot. 3088 17   mensagem de veto 023 - integral ao autógrafo de lei nº 3646-17Prot. 3088 17   mensagem de veto 023 - integral ao autógrafo de lei nº 3646-17
Prot. 3088 17 mensagem de veto 023 - integral ao autógrafo de lei nº 3646-17
 
Prot. 247 17 pl autoriza o pe a instituir o plano municipal de valorização ...
Prot. 247 17   pl autoriza o pe a instituir o plano municipal de valorização ...Prot. 247 17   pl autoriza o pe a instituir o plano municipal de valorização ...
Prot. 247 17 pl autoriza o pe a instituir o plano municipal de valorização ...
 
Prot. 342 17 pl autoriza o pe a instituir o plano diretor municipal de arbo...
Prot. 342 17   pl autoriza o pe a instituir o plano diretor municipal de arbo...Prot. 342 17   pl autoriza o pe a instituir o plano diretor municipal de arbo...
Prot. 342 17 pl autoriza o pe a instituir o plano diretor municipal de arbo...
 
Prot. 3087 17 mensagem de veto 024 - integral ao autógrafo de lei nº 3658-17
Prot. 3087 17   mensagem de veto 024 - integral ao autógrafo de lei nº 3658-17Prot. 3087 17   mensagem de veto 024 - integral ao autógrafo de lei nº 3658-17
Prot. 3087 17 mensagem de veto 024 - integral ao autógrafo de lei nº 3658-17
 
Prot. 3085 17 mensagem de veto 022 - integral ao autógrafo de lei nº 3647-17
Prot. 3085 17   mensagem de veto 022 - integral ao autógrafo de lei nº 3647-17Prot. 3085 17   mensagem de veto 022 - integral ao autógrafo de lei nº 3647-17
Prot. 3085 17 mensagem de veto 022 - integral ao autógrafo de lei nº 3647-17
 
Prot. 2050 17 pl dispõe sobre a execução do serviço de transporte de passag...
Prot. 2050 17   pl dispõe sobre a execução do serviço de transporte de passag...Prot. 2050 17   pl dispõe sobre a execução do serviço de transporte de passag...
Prot. 2050 17 pl dispõe sobre a execução do serviço de transporte de passag...
 

Prot. 2786 15 pl 060-2015 - institui o programa de recuperação fiscal de vila velha _ revive iii e dá outras providências

  • 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO “Deus seja louvado” 1 PROJETO DE LEI Nº 060/2015 Institui o Programa de Recuperação Fiscal de Vila Velha – REVIVE III e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE VILA VELHA, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei: Art.1º Fica instituído o Programa de Recuperação Fiscal do Município de Vila Velha – REVIVE III, destinado a promover a regularização de créditos tributários e não tributários do Município, decorrente de pessoas físicas ou jurídicas, cujo fato gerador tenha ocorrido até 31/12/2014 e ação fiscal cujo fato gerador do tributo tenha ocorrido até a data de publicação desta Lei. § 1º Os créditos citados no caput deste artigo poderão ser objeto de regularização por meio do REVIVE III, através de pagamentos à vista ou parcelados, conforme anexos desta Lei. § 2º Os créditos sujeito ao parcelamento poderão estar constituidos ou não, inscritos ou não em dívida ativa, ajuizados ou a ajuizar, com exigibilidade suspensa ou não, protestados ou não, inclusive os decorrentes de falta de recolhimento de impostos retidos e ainda os originários de lançamento de ofício ou denúncia espontânea. § 3º O crédito tributário favorecido por esta Lei é o montante obtido pela soma dos valores do tributo devido, das multas, dos juros e da atualização monetária, apurados na data da homologação do ingresso ao REVIVE III, bem como os créditos de origem não tributária acrescidos de juros, multa e de atualização monetária. § 4º Nos casos de requerimento de adesão ao programa REVIVE III, para regularização de tributos ajuizados, o honorário advocatício é parte distinta do termo e, a juízo dos Procuradores Municipais e o seu pagamento é condição para extinção ou suspensão do Processo Judicial. § 5º Não é permitida a adesão ao REVIVE III sobre créditos oriundos de fatos geradores depositados em juizo nos termos do art. 334 e seguintes da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 - Código Civil Brasileiro. § 6º Somente após a quitação integral do parcelamento, quando incluidos débitos de ITBI, serão lavrados, registrados, inscritos ou averbados pelos Notários e Oficiais de Registros de Imóveis, ou seus prepostos, os atos e termos relacionados à transmissão de bens imóveis ou de direitos a eles relativos, com aplicação das penalidades previstas no art. 215 da Lei nº 3.375, de 14 de novembro de 1.997 - Código Tributário Municipal, em caso de descumprimento. § 7º De igual forma, o imóvel não será automaticamente averbado, devendo a Coordenação de Tributos Imobiliários - CTRIM aguardar o pagamento integral do parcelamento, mesmo que a taxa de averbação tenha sido incluída na primeira parcela. Art. 2º É de competência da Coordenação de Arrecadação e Tributação - COART - da secretaria Municipal de Finanças, a verificação do enquadramento e execução do REVIVE III relativos aos pedidos de parcelamentos dos créditos tributários e não tributários de que trata esta Lei, mediante assinatura de Termo de Confissão de Dívida e Compromisso de Pagamento.
  • 2. PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO “Deus seja louvado” 2 § 1º A homologação do ingresso ao REVIVE III dar-se-a no momento do pagamento da primeira parcela do acordo ou pagamento integral dos créditos beneficiados por esta Lei. § 2º A adesão ao REVIVE III para fins de parcelamento da dívida fica condicionado ao pagamento imediato da primeira parcela cujo o valor será o correspondente a 20% (vinte por cento) sobre o montante atualizado na forma desta Lei. § 3º A data de vencimento da primeira parcela será no primeiro dia útil após a data da assinatura do termo de confissão de dívida e compromisso de pagamento e as demais serão mensais e consecutivas. Art. 3º O pedido de adesão ao Programa REVIVE III, ocorrerá durante 30 (trinta) dias corridos contados a partir da publicação desta Lei. Art. 4º O pedido de Adesão ao REVIVE III deverá ser instruído adequadamente pelo contribuinte e dirigido à COART. § 1º Serão anexados ao Pedido de Adesão os seguintes documentos: I - Pessoa Física - cópias: carteira de identidade, CPF, comprovante de residência, documentos do imóvel (escritura ou contrato de compra e venda) se for o caso, procuração no caso de representante legal com poderes bastantes para reconhecer e confessar dívida e desistir de defesa, impugnação ou recurso, bem como documentos pessoais do procurador; II - Pessoa Jurídica - cópias: contrato social e demais alterações, CNPJ, carteira de identidade do sócio e CPF do sócio responsável pelo acordo, procuração no caso de representante legal com poderes bastantes para reconhecer e confessar dívida e desistir de defesa, impugnação ou recurso, bem como documentos pessoais do procurador; III - Termo de confissão de dívida e compromisso de pagamento contendo a opção do pagamento: à vista ou parcelado. § 2º A veracidade dos documentos apresentados pelo contribuinte, interessado ou responsável pelo pagamento do tributo são de inteira responsabilidade dos mesmos. § 3º No caso de dívidas já parceladas, o contribuinte deverá anexar ainda, o requerimento de estorno do parcelamento anterior. Art. 5º A adesão ao programa - REVIVE III - implicará ao contribuinte: I - o reconhecimento como líquida e certa e para todos os fins de direito, da dívida originária de lançamento de ofício, denúncia espontânea, inscritos ou não em dívida ativa, ainda que na condição de ajuizados e/ou com a exigibilidade suspensa; II - a confissão irrevogável e irretratável da dívida referente aos débitos tributários nele incluídos, com reconhecimento expresso da certeza e liquidez do crédito correspondente, produzindo os efeitos previstos no art. 174, parágrafo único, inciso IV, do Código Tributário Nacional, e no art. 202, inciso VI, do Código Civil; III - expressa renúncia a qualquer defesa ou recurso administrativo ou judicial quanto ao valor e procedência da dívida ora confessada, bem como desistência dos já interpostos;
  • 3. PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO “Deus seja louvado” 3 IV - a admissão do direito de a Fazenda Pública apurar, a qualquer época, a existência de outras importâncias devidas e não incluídas no termo de acordo a ser firmado; V - a aceitação plena e irretratável de todas as condições legais estabelecidas, comprometendo-se a pagar o valor das parcelas nas datas pré-fixadas quando da assinatura do Termo de Confissão de Dívida e Compromisso de Pagamento; VI - a atualização monetária das parcelas, de acordo com o estabelecido na Lei nº 3.856, de 19 de outubro de 2.001, e no art. 5º do Decreto nº 006/2009, de 10 de janeiro de 2.009; Art. 6º O parcelamento será automaticamente cancelado: I – quando não houver pagamento da primeira parcela ou atraso no pagamento de quaisquer das parcelas seguintes, por período superior a 60 (sessenta) dias, contados da data do seu vencimento; II - quando houver inobservância de quaisquer das exigências estabelecidas nesta Lei. Parágrafo único. O cancelamento resulta na exclusão do contribuinte do REVIVE III e implica a perda de todos os benefícios desta Lei, acarretando a exigibilidade do saldo do montante principal, bem como da totalidade do montante residual, com os acréscimos legais, previstos na legislação municipal à época da ocorrência dos respectivos fatos geradores e a imediata inscrição desses valores em dívida ativa. Art. 7º O Poder Executivo fica autorizado a promover os ajustes necessários no orçamento, em decorrência da presente Lei. Art. 8º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogando as disposições em contrário. Vila Velha, ES, 16 de novembro de 2015. RODNEY ROCHA MIRANDA Prefeito Municipal
  • 4. PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO “Deus seja louvado” 4 ANEXO ÚNICO SOLICITAÇÃO DE ADESÃO AO REVIVE III Parcelas Desconto Juros Desconto Multa de Mora Desconto Multa por Auto infração Parcela Mínima Única 100% 100% 80% 2 a 6 parcelas 50% 50% 50% R$ 100,00 - As parcelas com vencimento a partir de janeiro/2016 sofrerão acréscimo de correção monetária
  • 5. PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO “Deus seja louvado” 5 Vila Velha, ES, 16 de novembro de 2015. MENSAGEM DE LEI Nº 060/2015 Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Dirijo-me a Vossas Excelências para encaminhar o incluso Projeto de Lei que “Institui o Programa de Incentivo à Regularização Fiscal – REVIVE III no Município de Vila Velha”, pretendemos beneficiar os contribuintes com débitos inscritos em Dívida Ativa, oferecendo condições para que estes regularizem suas situações perante o Fisco Municipal. A presente proposta pretende beneficiar os contribuintes inscritos em Dívida Ativa e/ou cujos débitos em aberto tiveram seus tributos alçados pela ação fiscal, remindo os valores que foram acrescidos ao valor principal da dívida e oferecendo condições para que estes regularizem suas situações perante o Fisco Municipal. Ao mesmo tempo, objetiva propiciar um aumento da arrecadação municipal, com o retorno aos cofres públicos de um valor considerável, que se encontra atualmente paralisado, em que pese as incontáveis tentativas de recebimento ao longo dos anos. Em anexo, para cumprimento das normas legais indispensáveis, procedemos a realização do Estudo de Impacto Econômico-Financeiro, com demonstração do real interesse de concessão dos incentivos pretendidos, com vistas à recuperação das receitas não adimplidas pelos contribuintes lançados. Ante o exposto, rogo a essa Egrégia Câmara Municipal, o indispensável apoio ao incluso Projeto de Lei, de forma que seja ele apreciado e aprovado, em regime de urgência, possibilitando as ações para aumento de arrecadação municipal. Contando, desde já, com o apoio dessa ilustre Casa, renovo meus protestos de elevada estima e distinta consideração. Atenciosamente, RODNEY ROCHA MIRANDA Prefeito Municipal
  • 6. PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO “Deus seja louvado” 6 ESTUDO DE IMPACTO ORÇAMENTÁRIO-FINANCEIRO PARA VIABILIZAR ENCAMINHAMENTO DE PROJETO DE LEI PARA CONCESSÃO DE REVIVE III O presente estudo de impacto orçamentário e financeiro destina-se ao atendimento do disposto no artigo 14 da Lei Federal nº 101/2000, referente ao Projeto de Lei que trata de incentivos fiscais de remissão de 100% de juros e multa de mora, para pagamento total da dívida em quota única ou 50% para pagamento realizado através de parcelas de débitos constituídos até 31/12/2014, e ainda descontos de 80% e 50% sobre a multa de infração para pagamentos à vista e parcelados respectivamente. Cumpre registrar que a média de arrecadação de juros e multas de mora, de dívidas ativas, foi de aproximadamente R$ 3.600.000,00 (três milhões seiscentos mil reais) tendo por base os exercícios completos dos anos de 2012, 2013 e 2014. No mesmo período a arrecadação do valor principal acrescido de correção monetária foi cerca de R$ 10.000.000 (dez milhões de reais). Ressalta-se que previsão para arrecadação de dívida ativa para o exercício de 2015, foi de R$ 10.000.000 (dez milhões) e até o momento já nos aproximamos do montante de R$ 9 milhões arrecadados. Assim sendo, não vislumbramos qualquer impacto orçamentário-financeiro negativo relativamente à medida proposta, pois, corre devidamente adequada a implantação das metas propostas. Ainda referente ao exercício do ano 2015 não se afigura prejuízo às metas anuais e plurianuais, pois o ato em apreciação é incentivador do aumento da arrecadação, em decorrência dos créditos que se encontram em dívida ativa, cujo estímulo por certo, conduzirá os contribuintes beneficiários a satisfazerem as suas inadimplências. Por outro lado, sem incentivos desta natureza, tem sido mantida a média anual de arrecadação da Dívida Ativa deveras baixa, e certamente que com tal incentivo estimamos reflexos positivos na receita do ano 2015.
  • 7. PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO “Deus seja louvado” 7 Esclarecemos, nesta oportunidade, que o índice de inadimplência em relação aos Tributos Municipais se encontra num patamar elevado, haja vista a crise econômica que o pais atravessa. Nos idos de 2013/2014 foram ajuizadas várias Ações de Execução Fiscal, pela Administração visando o recebimento dos Tributos Municipais que se encontravam em atraso, sendo que a maioria avassaladora destas ações ainda continua em trâmite. O Programa Especial e Temporário de Recuperação Fiscal instituído pelo presente Projeto de Lei visa possibilitar condições de que os Munícipes que ainda se encontram em débito com a Fazenda Municipal possam quitar sua dívida, sem a necessidade do ingresso da Ação Judicial de Execução Fiscal. De acordo com o contido no Projeto de Lei, os Munícipes terão abatimento nos juros e multas incidentes sobre o Tributo, mantendo-se este seu valor, descontos estes proporcionais à modalidade de pagamento solicitada pelo Contribuinte. Importante ressaltar que a Administração Municipal iniciou neste ano, a cobrança extrajudicial das dívidas ativas via PROTESTO com isto estima-se maior resultado e eficiência na arrecadação dos tributos. Por tudo isso é possível afirmar, em conclusão, que o Projeto de Lei em questão se mostra compatível e adequado à legislação orçamentária, não prejudicará as metas de resultados fiscais previstas na Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO, e preenche as exigências da Lei Complementar nº 101/2000.