SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
TV na Maior ___________________________________________________________ 2016-2017
1
REPORTAGEM
Texto jornalístico veiculado pelos meios de comunicação social: jornais, revistas, televisão,
internet, rádio… que aborda temas da sociedade em geral
A Reportagem é um texto informativo que nos dá a visão pessoal do jornalista, presente no terreno.
O repórter (pessoa incumbida de apresentar a reportagem) é testemunha directa dos
acontecimentos, dá-lhes vida, cor e humanidade. Transmite as suas emoções, sensações. É, por isso,
um texto subjectivo.
“O repórter é um jornalista enviado a um lugar para ver, ouvir, sentir, anotar e finalmente relatar um
acontecimento.” – Philippe Gaillard, O Jornalismo.
Estrutura
Embora apresente uma estrutura similar à da notícia, a reportagem é mais ampla e menos rígida na
estrutura textual. Pode incluir as opiniões e interpretações do autor, entrevistas e depoimentos,
análises de dados e pesquisa, causas e consequências, dados estatísticos,...
Título e entretítulo
 O Entretítulo – quebra a extensão da reportagem, orienta a leitura salientando os aspetos
mais importantes.
1º Parágrafo (Lead) – deve ser atractivo, destaca-se graficamente efuncionacomoumresumoou
apresentaçãodoassunto.
 Pode recorrer à anedota, ao ponto central da acção, ao resumo dos factos, à analogia ou ao
contraste.
TV na Maior ___________________________________________________________ 2016-2017
2
Corpo da reportagem – deve captar o interesse do público
Desenvolve o texto, sem perder de vista o que foi apresentado no Lead. Nesta parte, o
repórter reúne todas as informações e apresenta-as num texto coeso e coerente.
Estetipodetextoimplicaadeslocaçãoaolocaldoacontecimentoparaentrevistar,observarerelataraquilo
queouve,vêesente.
 Observações do repórter;
 Dados complementares recolhidos pelo repórter;
 A cor, a atmosfera, o ambiente criados devem se cativantes e levar o leitor a
imaginar a situação;
 O desenvolvimento deve assentar na cronologia.
Último parágrafo – para memória - deve ser concreto
 A conclusão pode estabelecer ligação com acontecimentos semelhantes, já passados.
Principais Características
 Predomínio da função informativa;
 Referentes reais – factos, acontecimentos;
 Assunto de interesse geral, atual ou não;
 Trata de temas sociais, políticos, económicos…;
 Texto na primeira e terceira pessoa;
 Linguagem clara, precisa, direta e corrente mas já com preocupações estilísticas;
 Objectivo mas, no entanto, permite comentários pessoais;
 O repórter pode recorrer a entrevistas e testemunhos, a investigação direta ou à consulta de
fontes impressas;
 Podeincluirpassagensemotivasoupoéticas,comentáriospessoais do repórter que relata aquilo que
ouve, vê e sente;
 Integra fala das personagens intervenientes, ligadas ao assunto focado;
 Fotografias que ilustramecomplementamainformação;
 Mais completo e pormenorizado do que a notícia;
 Explica o como e o porquê dos acontecimentos, remete para causas e consequências;
 É umtextojornalísticodeautor,ouseja,éassinado.
Notícia / Reportagem
ANOTÍCIA informademaneiramaisobjetivaeapontaasrazõeseefeitos.
AREPORTAGEM fazinvestigações,tececomentários,levantaquestões,discuteeargumenta.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (19)

A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 
Slide aula professora heidi sobre jornal
Slide aula professora heidi sobre jornalSlide aula professora heidi sobre jornal
Slide aula professora heidi sobre jornal
 
Texto jornalístico
Texto jornalísticoTexto jornalístico
Texto jornalístico
 
Reportagem
ReportagemReportagem
Reportagem
 
êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...
êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...
êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 
Slide Gênero Textual Notícia
Slide Gênero Textual NotíciaSlide Gênero Textual Notícia
Slide Gênero Textual Notícia
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 
Notícia, reportagem e ideologia
Notícia, reportagem e ideologiaNotícia, reportagem e ideologia
Notícia, reportagem e ideologia
 
O que é notícia
O que é notíciaO que é notícia
O que é notícia
 
Texto jornalístico
Texto jornalístico Texto jornalístico
Texto jornalístico
 
Genero noticia
Genero  noticiaGenero  noticia
Genero noticia
 
Textos jornalisticos teresa
Textos jornalisticos teresaTextos jornalisticos teresa
Textos jornalisticos teresa
 
Trabalhando os gêneros jornalísticos
Trabalhando os gêneros jornalísticosTrabalhando os gêneros jornalísticos
Trabalhando os gêneros jornalísticos
 
Gênero textual notícia
Gênero textual notíciaGênero textual notícia
Gênero textual notícia
 
Textos jornalísticos
Textos jornalísticosTextos jornalísticos
Textos jornalísticos
 
CaracteríSticas Do Texto Impresso
CaracteríSticas Do Texto ImpressoCaracteríSticas Do Texto Impresso
CaracteríSticas Do Texto Impresso
 
Técnicas de jornalismo resumão
Técnicas de jornalismo   resumãoTécnicas de jornalismo   resumão
Técnicas de jornalismo resumão
 
A aprofundamento aula_3_textos_jornalísticos
A aprofundamento aula_3_textos_jornalísticosA aprofundamento aula_3_textos_jornalísticos
A aprofundamento aula_3_textos_jornalísticos
 

Semelhante a Reportagem ficha informativa

A objetividade é característica fundamental desse gênero
A objetividade é característica fundamental desse gêneroA objetividade é característica fundamental desse gênero
A objetividade é característica fundamental desse gênero
Lytelton Felix
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
Nivea Neves
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
Nivea Neves
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
Nivea Neves
 
Resumo globalde portugues 10º-ano
Resumo globalde portugues 10º-anoResumo globalde portugues 10º-ano
Resumo globalde portugues 10º-ano
Rita Pereira
 

Semelhante a Reportagem ficha informativa (20)

Apostila gêneros jornalíticos
Apostila gêneros  jornalíticosApostila gêneros  jornalíticos
Apostila gêneros jornalíticos
 
AULA 01- LINGUAGENS.pptx
AULA 01- LINGUAGENS.pptxAULA 01- LINGUAGENS.pptx
AULA 01- LINGUAGENS.pptx
 
JI aula3
JI aula3JI aula3
JI aula3
 
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdfAula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
 
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdfAula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
 
Como fazer uma reportagem
Como fazer uma reportagemComo fazer uma reportagem
Como fazer uma reportagem
 
Escola de comunicação - Laboratório de Jornal - 2013
Escola de comunicação - Laboratório de Jornal - 2013Escola de comunicação - Laboratório de Jornal - 2013
Escola de comunicação - Laboratório de Jornal - 2013
 
A objetividade é característica fundamental desse gênero
A objetividade é característica fundamental desse gêneroA objetividade é característica fundamental desse gênero
A objetividade é característica fundamental desse gênero
 
Aula Videoreportagem
Aula    VideoreportagemAula    Videoreportagem
Aula Videoreportagem
 
W8 Imprensa
W8 ImprensaW8 Imprensa
W8 Imprensa
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
 
Notícia
NotíciaNotícia
Notícia
 
Textos Jornalisticos - Versão2
Textos Jornalisticos - Versão2Textos Jornalisticos - Versão2
Textos Jornalisticos - Versão2
 
Aula - Reportagem.pptx
Aula - Reportagem.pptxAula - Reportagem.pptx
Aula - Reportagem.pptx
 
12394124 textos-de-imprensa
12394124 textos-de-imprensa12394124 textos-de-imprensa
12394124 textos-de-imprensa
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
 
Resumo globalde portugues 10º-ano
Resumo globalde portugues 10º-anoResumo globalde portugues 10º-ano
Resumo globalde portugues 10º-ano
 
O Radiojornalismo (Conceito, Definições e Ferramentas)
O Radiojornalismo (Conceito, Definições e Ferramentas)O Radiojornalismo (Conceito, Definições e Ferramentas)
O Radiojornalismo (Conceito, Definições e Ferramentas)
 

Mais de Claudia_San

Mais de Claudia_San (20)

Obras propostas para o projeto de leitura biblioteca
Obras propostas para o projeto de leitura bibliotecaObras propostas para o projeto de leitura biblioteca
Obras propostas para o projeto de leitura biblioteca
 
Entrevista guiao
Entrevista guiaoEntrevista guiao
Entrevista guiao
 
Entrevista grelha análise
Entrevista grelha análiseEntrevista grelha análise
Entrevista grelha análise
 
Entrevista joao garcia-exploração
Entrevista joao garcia-exploraçãoEntrevista joao garcia-exploração
Entrevista joao garcia-exploração
 
Reportagem ficha informativa
Reportagem ficha informativaReportagem ficha informativa
Reportagem ficha informativa
 
Entrevista guiao
Entrevista guiaoEntrevista guiao
Entrevista guiao
 
Entrevista grelha análise
Entrevista grelha análiseEntrevista grelha análise
Entrevista grelha análise
 
Entrevista grelha análise
Entrevista grelha análiseEntrevista grelha análise
Entrevista grelha análise
 
Entrevista joao garcia-exploração
Entrevista joao garcia-exploraçãoEntrevista joao garcia-exploração
Entrevista joao garcia-exploração
 
Guião para reportagem
Guião para reportagemGuião para reportagem
Guião para reportagem
 
Feira de manuais 2016 regulamento
Feira de manuais 2016 regulamentoFeira de manuais 2016 regulamento
Feira de manuais 2016 regulamento
 
Teen reading challenge sugestões
Teen reading challenge sugestõesTeen reading challenge sugestões
Teen reading challenge sugestões
 
Regulamento Direitos Humanos em cartaz
Regulamento Direitos Humanos em cartazRegulamento Direitos Humanos em cartaz
Regulamento Direitos Humanos em cartaz
 
F manuais2015 reg
F manuais2015 regF manuais2015 reg
F manuais2015 reg
 
A cor púrpura com soluções
A cor púrpura   com soluçõesA cor púrpura   com soluções
A cor púrpura com soluções
 
A cor púrpura
A cor púrpuraA cor púrpura
A cor púrpura
 
O caminho do guerreiro pacífico
O caminho do guerreiro pacíficoO caminho do guerreiro pacífico
O caminho do guerreiro pacífico
 
Juno versão inglês
Juno   versão inglêsJuno   versão inglês
Juno versão inglês
 
Juno versão português
Juno   versão portuguêsJuno   versão português
Juno versão português
 
Billy Elliot
Billy ElliotBilly Elliot
Billy Elliot
 

Último

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 

Reportagem ficha informativa

  • 1. TV na Maior ___________________________________________________________ 2016-2017 1 REPORTAGEM Texto jornalístico veiculado pelos meios de comunicação social: jornais, revistas, televisão, internet, rádio… que aborda temas da sociedade em geral A Reportagem é um texto informativo que nos dá a visão pessoal do jornalista, presente no terreno. O repórter (pessoa incumbida de apresentar a reportagem) é testemunha directa dos acontecimentos, dá-lhes vida, cor e humanidade. Transmite as suas emoções, sensações. É, por isso, um texto subjectivo. “O repórter é um jornalista enviado a um lugar para ver, ouvir, sentir, anotar e finalmente relatar um acontecimento.” – Philippe Gaillard, O Jornalismo. Estrutura Embora apresente uma estrutura similar à da notícia, a reportagem é mais ampla e menos rígida na estrutura textual. Pode incluir as opiniões e interpretações do autor, entrevistas e depoimentos, análises de dados e pesquisa, causas e consequências, dados estatísticos,... Título e entretítulo  O Entretítulo – quebra a extensão da reportagem, orienta a leitura salientando os aspetos mais importantes. 1º Parágrafo (Lead) – deve ser atractivo, destaca-se graficamente efuncionacomoumresumoou apresentaçãodoassunto.  Pode recorrer à anedota, ao ponto central da acção, ao resumo dos factos, à analogia ou ao contraste.
  • 2. TV na Maior ___________________________________________________________ 2016-2017 2 Corpo da reportagem – deve captar o interesse do público Desenvolve o texto, sem perder de vista o que foi apresentado no Lead. Nesta parte, o repórter reúne todas as informações e apresenta-as num texto coeso e coerente. Estetipodetextoimplicaadeslocaçãoaolocaldoacontecimentoparaentrevistar,observarerelataraquilo queouve,vêesente.  Observações do repórter;  Dados complementares recolhidos pelo repórter;  A cor, a atmosfera, o ambiente criados devem se cativantes e levar o leitor a imaginar a situação;  O desenvolvimento deve assentar na cronologia. Último parágrafo – para memória - deve ser concreto  A conclusão pode estabelecer ligação com acontecimentos semelhantes, já passados. Principais Características  Predomínio da função informativa;  Referentes reais – factos, acontecimentos;  Assunto de interesse geral, atual ou não;  Trata de temas sociais, políticos, económicos…;  Texto na primeira e terceira pessoa;  Linguagem clara, precisa, direta e corrente mas já com preocupações estilísticas;  Objectivo mas, no entanto, permite comentários pessoais;  O repórter pode recorrer a entrevistas e testemunhos, a investigação direta ou à consulta de fontes impressas;  Podeincluirpassagensemotivasoupoéticas,comentáriospessoais do repórter que relata aquilo que ouve, vê e sente;  Integra fala das personagens intervenientes, ligadas ao assunto focado;  Fotografias que ilustramecomplementamainformação;  Mais completo e pormenorizado do que a notícia;  Explica o como e o porquê dos acontecimentos, remete para causas e consequências;  É umtextojornalísticodeautor,ouseja,éassinado. Notícia / Reportagem ANOTÍCIA informademaneiramaisobjetivaeapontaasrazõeseefeitos. AREPORTAGEM fazinvestigações,tececomentários,levantaquestões,discuteeargumenta.