O slideshow foi denunciado.
CCG Odontologia
 Início na década de 1960
 Engenharia tecidual- 1990- uso de células de medula
óssea em órgão lesionados como cérebro, m...
Células da polpa dentária DD e DP
Células da papila apical, ligamento periodontal,
folículo dentário
Auto renovação e dife...
 Capacidade de se dividirem continuamente,
auto renovação
 Quando se multiplicam podem permanecer
com as características...
Embrionárias
crescimento
mais desordenado
aspecto tumoral- ética
CCG Odontologia
Adultas
plasticidade biológica
maior faci...
CCG Odontologia
CCG Odontologia
 DD- 20 dentes
 DP-32 dentes
 Região rica e abundante de diferentes células e
tecidos
 Facilidade e não traumática
 A...
CCG Odontologia
CCG Odontologia
CCG Odontologia
 Maior potencial de
proliferação X DP
 20 dentes
 Atraumático
 Similares às encontradas no cordão
umbilical
 Células ...
 http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-
franca/noticia/2014/05/pesquisadora-usa-
celulas-tronco-de-dente-para-regeneracao...
 Dente do siso- terceiros molares
 Extrações com indicação ortodôntica
 Permanecem quiescentes- Atv frente à resposta
e...
CCG Odontologia
CCG Odontologia
No Brasil- armazenamento de células-tronco originadas do sangue do
cordão umbilical e placentário – procedimento regulamen...
 Rico em células tronco altamente proliferativa,
clonogênicas e capazes de se diferenciar em tecidos
 Parece ser ideal p...
 Podem se diferenciar em tecidos mineralizados,
adipócitos, condrócitos e células da crista neural
CCG Odontologia
Uso de...
 É o tecido que envolve o germe dentário
 Dentes terceiros molares inclusos e supranumerários
 Multipotente: diferentes...
 Localizado entre o osso e o cemento do dente
 Função de suporte dentário
 Presença de células tronco
que quando ativad...
Origem Diferenciação
Polpa dentária Osteoblastos, condrócitos,
endoteliócitos, neurônios,
odontoblastos
Polpa dentária de ...
Poderiam impedir a perda óssea?
Poderiam impedir a perda dentária?
CCG Odontologia
A Faculdade de Odontologia da USP irá
desenvolver um laboratório para pesquisa e
cultivo de células-tronco com populações ...
Ainda há um longo percurso a ser
trilhado, tanto no âmbito da pesquisa e
estudos clínicos, como nas questões
relacionadas ...
CCG Odontologia
 1. STEM CELLS FOR DENTAL TISSUE ENGINEERING By Sherly George MSc Biomedical Science Manchester Metropolitan University
...
 Convidamos Andréa Mantesso e Karla
Rezende – colaboração com informação e folder
lançado em 2015
 Normatização sobre us...
CCG Odontologia
Karla Mayra Rezende
CCG Odontologia
claudiagarrubbo@gmail.com
Fone: (11)9-8123-1500
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Células tronco aula

876 visualizações

Publicada em

Células tronco: uso em Odontologia

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Células tronco aula

  1. 1. CCG Odontologia
  2. 2.  Início na década de 1960  Engenharia tecidual- 1990- uso de células de medula óssea em órgão lesionados como cérebro, músculo esquelético e coração  Odontologia- 2000- Gronthos- células na polpa humanos capaz de regenerar complexo dentino pulpar injuriado- dando origem a matriz mineralizada, com túbulos dentinários, odontoblastos e tec. fibroso contendo vasos sanguíneos- idem dente humano CCG Odontologia
  3. 3. Células da polpa dentária DD e DP Células da papila apical, ligamento periodontal, folículo dentário Auto renovação e diferenciação em linhagens variadas CCG Odontologia
  4. 4.  Capacidade de se dividirem continuamente, auto renovação  Quando se multiplicam podem permanecer com as características de célula tronco ou ter a capacidade de se diferenciarem em várias linhagens celulares com suas morfologias e funções especializadas CCG Odontologia
  5. 5. Embrionárias crescimento mais desordenado aspecto tumoral- ética CCG Odontologia Adultas plasticidade biológica maior facilidade de controle no aspecto de diferenciação e da proliferação celular
  6. 6. CCG Odontologia
  7. 7. CCG Odontologia
  8. 8.  DD- 20 dentes  DP-32 dentes  Região rica e abundante de diferentes células e tecidos  Facilidade e não traumática  Aumento de pesquisas CCG Odontologia
  9. 9. CCG Odontologia
  10. 10. CCG Odontologia
  11. 11. CCG Odontologia
  12. 12.  Maior potencial de proliferação X DP  20 dentes  Atraumático  Similares às encontradas no cordão umbilical  Células mesenquimais: alta plasticidade e podem se diferenciar em neurônios, adipócitos, osteoblastos, células endoteliais vasculares ou odontoblastos, gerando dentina tubular  Apresentam maior potencial de diferenciação osteogênica. CCG Odontologia
  13. 13.  http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto- franca/noticia/2014/05/pesquisadora-usa- celulas-tronco-de-dente-para-regeneracao- ossea-em-sp.html  http://www.dentistahoje.com.br/cientistas- trabalham-para-criar-terceira-denticao/ CCG Odontologia
  14. 14.  Dente do siso- terceiros molares  Extrações com indicação ortodôntica  Permanecem quiescentes- Atv frente à resposta estimulada, odontoblastos da injúria sintetizam nova matriz de dentina- ponte de esmalte (proteção pulpar- vitalidade)  Outros estudos- diferenciação em osteoblastos, condrócitos, neurônios e endoteliócitos CCG Odontologia
  15. 15. CCG Odontologia
  16. 16. CCG Odontologia
  17. 17. No Brasil- armazenamento de células-tronco originadas do sangue do cordão umbilical e placentário – procedimento regulamentado pela ANVISA. Trata-se de uma fonte rica de células-tronco hematopoiéticas, que podem ser utilizadas nos transplantes de medula óssea. Essas células são separadas, quantificadas, processadas e armazenadas a -196°C até sua aplicação. Vale dizer que as células-tronco pós-natais têm sido até mais utilizadas pela engenharia tecidual, já que podem ser facilmente isoladas e caracterizadas. “Essas células parecem apresentar uma ‘memória’ do tecido de origem. Sendo assim, as células-tronco da polpa dentária têm maior capacidade de se diferenciar em tecidos como polpa, dentina e osso alveolar”- Casagrande A engenharia de tecidos é uma possibilidade bastante promissora para fornecer tecido para reparos craniofaciais . Somando-se a incidência das fissuras pré-forame incisivo, que envolvem o rebordo alveolar, com as fissuras do tipo transforame incisivo, a presença da fenda alveolar, parcial ou completa, atinge cerca de 70% dos pacientes portadores de fissura labiopalatal CCG Odontologia
  18. 18.  Rico em células tronco altamente proliferativa, clonogênicas e capazes de se diferenciar em tecidos  Parece ser ideal para formar raiz completa, com polpa, dentina, cemento (tecido que recobre a superfície da raiz) e ligamento periodontal, segundo Casagrande  Pode também ser utilizada em terapias endodônticas CCG Odontologia
  19. 19.  Podem se diferenciar em tecidos mineralizados, adipócitos, condrócitos e células da crista neural CCG Odontologia Uso de células de papila apical ou polpa dentária imatura
  20. 20.  É o tecido que envolve o germe dentário  Dentes terceiros molares inclusos e supranumerários  Multipotente: diferentes células do periodonto de sustentação, osteoblastos, fibroblastos e cementoblastos  Potencial de histodiferenciação na regeneração do cemento e ligamento periodontal CCG Odontologia
  21. 21.  Localizado entre o osso e o cemento do dente  Função de suporte dentário  Presença de células tronco que quando ativadas podem regenerar outros tecidos como cemento e osso alveolar (ortodontia) CCG Odontologia
  22. 22. Origem Diferenciação Polpa dentária Osteoblastos, condrócitos, endoteliócitos, neurônios, odontoblastos Polpa dentária de DD Endoteliócitos, neurônios, Odontoblastos Ligamento periodontal Cemento, osso alveolar, Ligamento periodontal, condrócitos, adipócitos Folículo dental Adipócitos, condrócitos, ligamento periodontal Papila apical Polpa, dentina, cemento, ligamento periodontal CCG Odontologia
  23. 23. Poderiam impedir a perda óssea? Poderiam impedir a perda dentária? CCG Odontologia
  24. 24. A Faculdade de Odontologia da USP irá desenvolver um laboratório para pesquisa e cultivo de células-tronco com populações dentais diversas, desde dentes de leite até tecidos como o ligamento periodontal, conector do dente aos ossos da boca. Andréa Mantesso CCG Odontologia
  25. 25. Ainda há um longo percurso a ser trilhado, tanto no âmbito da pesquisa e estudos clínicos, como nas questões relacionadas à legislação que regulamenta o uso de células-tronco na Odontologia CCG Odontologia
  26. 26. CCG Odontologia
  27. 27.  1. STEM CELLS FOR DENTAL TISSUE ENGINEERING By Sherly George MSc Biomedical Science Manchester Metropolitan University  2. Stem CellsStem cells: Undifferentiated cells Develop into differentiated cells with distinctive features and functions Ameloblasts Odontoblasts Enamel dentin Christopherson and Nesti Stem Cell Research & Therapy 2011 Dental tissue formation  3. Tooth anatomy www.vivianbaedds.com  4. TYPES OF DENTAL STEM CELLS • Dental Pulp Stem Cells (DPSCs) • Stem cells from human exfoliated deciduous teeth (SHEDs) • Periodontal Ligament (PDLSCs) • Dental follicle stem cells (DFSCs) • Apical papilla (SCAPs) Adapted from http://ww.bioscience.org.  5. Dental pulp stem cells • Multipotent cells • High proliferation rates • Accessibility • Generate dentin complex www.newsbrown.edu  6. Loss of tooth Images from: www.google.com dental caries periodotitis traumatic injury Pathological syndrome  7. Key elements of dental tissue engineering scaffold Stem cells Growth factors  8. Scaffolds • Cell attachment & migration • Permit delivery of growth factors • Enable influx of oxygen • Porosity is critical • Degradation is fundamental • Should not be toxic • Ceramics, natural or synthetic polymers  9. SCAFFOLDS collagen Hydroxyapatite 3Dhydrogel Porous ceramics  10. Growth factors (GF) • Soluble proteins • Signaling molecules for cells • Cell division, tissue differentiation • Regulate odontogenesis Bone morphogenic GF Transforming GF Fibroblast GF  11. Application of dental stem cells Dental Pulp SC -Generate bone, dentin complex -Repair damaged dental tissues -Induce bone regeneration Periodontal ligament SC -Form cementum & alveolar bone -Cures periodontal lesions in pig Dental follicle SC -Forms cementum in vivo SC from apical papilla -Osteoblasts & odondoblasts -Regenerative endodontic therapy  12. Advantage of dental stem cells • New promising therapeutic approach • Great potential for discovering new treatments & cure • Can regenerate a damaged tooth • Differentiate -connective, neural, muscle, bone & dental tissue • Repair bone damaged by disease or trauma  13. Disadvantage More research required DFSCs and SCAPs isolation: needs 3rd molar Use of embryonic stem cells Not ethical, not easily applicable Expensive  14. Referências: CAVENDER, A. C., APOS, ASOUZA, R. N., GALLER, K. M., KOEKLUE, U., SCHMALZ, G. & SUGGS, L. J. 2011. Bioengineering of dental stem cells in a PEGylated fibrin gel. Regenerative Medicine. • LYMPERI, S., LIGOUDISTIANOU, C., TARASLIA, V., KONTAKIOTIS, E. & ANASTASIADOU, E. 2013. Dental Stem Cells and their Applications in Dental Tissue Engineering. The open dentistry journal. • ROSA, V., DELLA BONA, A., CAVALCANTI, B. N. & NÖR, J. E. 2012. Tissue engineering: from research to dental clinics. Dental Materials, 28, 341-348. • MORAD, G., KHEIRI, L. & KHOJASTEH, A. 2013. Dental pulp stem cells for in vivo bone regeneration: A systematic review of literature. Archives of Oral Biology, 58, 1818-1827 • Barbara, Zavan, et al. "Dental Pulp Stem Cells and Tissue Engineering Strategies for Clinical Application on Odontoiatric Field." (2011). • Malhotra, Neeraj, and Kundabala Mala. "Regenerative endodontics as a tissue engineering approach: Past, current and future." Australian Endodontic Journal38.3 (2012): 137-148. http://www.sciencedirect.com/ http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed https://www.google.com/S. Gronthos, J. Brahim, W. Li, L.W. Fisher, N. Cherman, A. Boyde, P. DenBesten, P. Gehron Robey and S. Shi. Stem Cell Properties of Human Dental Pulp Stem Cells. J Dent. Res 2002: 81;531;Tirino V& Paino V& ’Aquino R. Desiderio V. & De Rosa ,A.& Papaccio G. Methods for the Identification, characterization and Banking of Human DPSCs: Current Strategies and Perspectives. Stem Cell Rev and Rep (2011) 7:608–615 CCG Odontologia
  28. 28.  Convidamos Andréa Mantesso e Karla Rezende – colaboração com informação e folder lançado em 2015  Normatização sobre uso de tecidos e células tronco de origem dentária CCG Odontologia
  29. 29. CCG Odontologia Karla Mayra Rezende
  30. 30. CCG Odontologia claudiagarrubbo@gmail.com Fone: (11)9-8123-1500

×