EB1 n.º 6 - Monte Belo
Boletim da Biblioteca Escolar
De 16 a 20 de março tivemos a
semana da leitura , que este ano teve o...
Na Educação Literária,
trabalhámos a Girafa que comia
Estrelas ,a Menina Gotinha de Água,
e o Elefante Cor de Rosa . Na
hi...
Nós gostamos muito de trabalhar
histórias. Trabalhámos a história” O
Fato novo do Sultão”. A professora
bibliotecária leu-...
STOP - Agrupamento a Ler+
Outros colegas foram
também ler os seus livros
para vários espaços da
escola, como fazemos
habit...
Volume 2
Neste período começámos a
trabalhar com tabletes na sala de aula!
As professoras Clara e Manuela
explicaram-nos c...
No dia 26 de fevereiro tivemos
uma agradável surpresa dos
padrinhos da escola EB1 nº6 Monte
Belo. A surpresa foi a oferta ...
As nossas Visitas de Estudo
Aconteceu no Carnaval!
fato mais original, que foi
ganho pelo Dinis do 1º ano;
para o fato mai...
Rua Professor Marques de Sousa
2910—719 Setúbal
Tel: 265 729 598
Correio eletrónico:
eb1.montebelo@gmail.com
EB1 n.º 6 - M...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal be josé afonso2

302 visualizações

Publicada em

Este é o volume 2 do Boletim efetuado pelos alunos da EB Monte Belo, Setúbal na Biblioteca Escolar.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
302
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal be josé afonso2

  1. 1. EB1 n.º 6 - Monte Belo Boletim da Biblioteca Escolar De 16 a 20 de março tivemos a semana da leitura , que este ano teve o tema “Palavras do Mundo”. Durante esta semana, dois colegas, o Tomás e a Lara apresentaram os seus trabalhos sobre livros que tinham lido. A Lara apresentou o livro «Tu é que és o Pai Natal», Norbert Landa e o Tomás apresentou «O senhor do seu nariz», de Álvaro Magalhães. Eles fizeram os trabalhos em Power Point e no Paint, na biblioteca, e depois projetaram para o quadro interativo, para todos vermos: a nossa turma e do 4º B. Depois duas colegas desta turma, apresentaram também os seus trabalhos. A Mariana apresentou «História com recadinho», de Luísa Dacosta e a Carolina apresentou-nos «A Princesa Baixinha», um conto de Andersen. Nós gostámos muito destas histórias e esperamos por mais histórias. Os trabalhos ficaram muito e n g ra ç ad o s . A ch am o s m u it o interessante esta partilha de histórias. Tomás Santos e Érica Teixeira - MB3B O Cadeirão da Leitura Maio 2015 Volume 2 Pontos de interesse especiais:  S E M A N A D A LEITURA - «As Palavras do Mundo» Nesta edição: O Cadeirão da Leitura 1 Partilhando Leituras 1 “Um olhar profundo sobre as leituras do mundo” - As nossas leituras 2 Estendal de Poesia 3 Projeto “À Descoberta da Poesia” 4 STOP - Agrupamento a Ler+ 4 Hoje há Fitas! 4 Projeto Digiclasse - Como se pode trabalhar com um Tablet? 5 Recebemos uma bela p ren da dos n ossos padrinhos! 6 Educação Estética e Artística - “Nós e as Artes” 6 Aconteceu no Carnaval 6 As Nossas visitas de Estudo 7 Partilhando leituras... Esta história fala sobre a preguiça. A história fala de um menino que nunca fazia os T.P.C. e professora estava sempre a ralhar e a pô-lo de castigo. Havia uma menina que estava sempre a gozar com ele. Depois um dragão azul pôs uma estrela da bondade no rabo da menina e no do menino. O Zé preguiça começou a fazer os T.P.C todos os dias e a Lili parou de o gozar. Hugo Moita - MB3A Na quinta-feira, dia 19 de março, a minha mãe veio contar a história: “O Zé Preguiça”.
  2. 2. Na Educação Literária, trabalhámos a Girafa que comia Estrelas ,a Menina Gotinha de Água, e o Elefante Cor de Rosa . Na história da Girafa que comia Estrelas, imaginámos o que a girafa poderia comer e depois pintámos a capa do livro, a partir do que tínhamos imaginado. Apareceram muitas coisas diferentes para a girafa comer: pizza , folhas, gelados, chapéus, peras , maçãs, ervas, etc. Depois ouvimos a história e a seguir fizemos o mapa. Por fim, pintámos com tintas e pincéis a girafa, recortámos e colámos as estrelas e fizemos as nuvens com algodão. Na Menina Gotinha de Água recortámos as personagens em musgami, pintámos os cenários e gravámos as falas para fazermos um filme. Ficou muito giro! Quem quiser pode vê-lo no facebook da escola! No Elefante Cor de Rosa lemos a história no quadro interativo, recontámos e falámos sobre ela. Também trabalhámos o guião desta história. Gostámos muito de ter trabalhado estas histórias. Carlos Lameiras, Diogo Nunes e Diana Pereira - MB2B N ó s ap rend em o s m u i t o s o b r e histórias. Lemos a história da Ovelhinha Preta, do Ratinho Marinheiro e da Galinha Ruiva. Também fizemos desenhos sobre estas histórias., com lápis de cor, canetas, pincel e tintas. Conversámos sobre estas histórias e a professora fez perguntas para nós respondermos . Também vimos o filme do Ratinho Marinheiro. Gostámos muito de aprender estas histórias. Agora já conseguimos ler bem os textos e as histórias. Também temos requisitado livros de histórias na Biblioteca da Escola. Madalena Sofia, Madalena Parreira e Dumitru Butnaru - MB1C “Um olhar profundo sobre palavras do mundo…” - As nossas leituras Página 2
  3. 3. Nós gostamos muito de trabalhar histórias. Trabalhámos a história” O Fato novo do Sultão”. A professora bibliotecária leu-nos esta história muito engraçada, na biblioteca. Depois da professora ler o conto, nós fomos para a sala desenhar a cena do ultimo cortejo da história. Também desenhámos como seria o fato novo do Sultão. Além desta, trabalhámos outras histórias, como por exemplo: “O Senhor do seu nariz”, “O Gato das botas”, o ”Pinóquio”, “A Carochinha”, ” João Pateta” e a “Montanha da água lilás”. Tomás Patrocínio e Rodrigo Ascenso - MB3A Nós trabalhámos a história «Corre , corre cabacinha», que contava uma história de uma velhinha que foi ao batizado da sua neta e depois ela tinha de passar pela a floresta. Na floresta, ela encontrou um lobo e um urso e disse-lhes que quando voltasse cheia do batizado a podiam comer. Quando chegou ao batizado da sua neta, o velhinho disse-lhe para ter calma e depois quando acabou tinha de se esconder numa cabacinha. O velhinho disse-lhe que tinha uma para lhe emprestar. Quando estava a passar na floresta, dentro da cabacinha, a velhinha encontrou o lobo, que esperava por ela. Mas a velhinha disse dentro da cabacinha «não vi velha, nem velhinha, nem velhão. Corre, corre, cabacinha, corre, co r re c ab a ção » . T am b ém trabalhámos a história “A Ovelhinha Preta” Nicole Beatriz e Martim Araújo Duarte - MB1B O Estendal da Poesia escola, para que todos pudessem ler. A escola ficou muito colorida e foi engraçada esta troca de poemas. Gostámos de fazer esta atividade e de ler os poemas que os nossos colegas escolheram para nós. O Estendal da Poesia foi uma das atividades que fizemos na semana da leitura, que decorreu de 16 a 20 de março. Escolhemos um poema que já tivéssemos lido ou trabalhado na escola e que gostássemos. Depois fomos copiá -lo para uma folha, nos computadores da biblioteca, ou também podia ser copiado à mão. De seguida ilustrámos o poema. Alguns colegas escreveram poemas inéditos, que são poemas que fizemos para esta atividade e que ainda não tinham sido divulgados. Depois, a professora Clara pendurou-os em vários locais da Página 3 Volume 2
  4. 4. STOP - Agrupamento a Ler+ Outros colegas foram também ler os seus livros para vários espaços da escola, como fazemos habitualmente, quando há o Stop a ler. Tomás Patrocínio - MB3A No dia 17 de março por, volta das 11:15 realizou-se mais uma edição do Stop- Agrupamento aLer+. Quando a essa hora tocou, nós agarrámos nos livros que tínhamos escolhido para ler e fomos para o ginásio, ler durante 10 minutos, até que voltou a tocar, para irmos de volta para a sala. Página 4 Cinema - “Hoje há fitas!” No dia 16 de Abril, a professora Clara ensinou-nos algumas coisas sobre cinema, que nós não sabíamos. Ficámos a saber como apareceu o cinema! Existiram dois irmãos franceses, muito importantes para a história do cinema, que foram os irmãos Lumiére. No dia 28 de Dezembro1895 no café Parisiense, em Paris foi projetado o primeiro filme do mundo. O filme chamava-se “A chegada do comboio à estação” . Quando as pessoas viram o filme e fugiram porque tiveram medo, pois pensavam que o comboio ia de encontro a elas. Nesse tempo, os filmes eram todos mudos e a preto e branco. Tudo o que filmavam que a ver com cenas da vida daquelas pessoas, que andavam de um lado e para o outro. A câmara nunca se mexia. Depois nós fizemos uma homenagem a Manoel de Oliveira por duas razões: porque ele tinha morrido nessa semana e por ter sido um grande realizador de cinema. Também vimos a última entrevista realizada a Manoel de Oliveira, com algumas partes do seu último filme “O Velho do Restelo”. Depois, também vimos uma reportagem com os atores, que em crianças tinham entrado no primeiro filme de Manoel de Oliveira “Aniki Bobó”. Além de falarem da sua vida, também nos contaram pequenas histórias que aconteceram na rodagem do filme. Fizeram uma apresentação do filme, que nos deixou com muita vontade de o ver. A propósito do 25 de abril, vimos um pequeno filme pequeno filme sobre este tema realizado por grupo de alunos do Agrupamento de Escolas D. Fernando II. Depois conversamos sobre o filme e o 25 de abril. Na sala de aula preenchemos o guião deste filme. Lara Almeida e Joana Cerqueira - MB3B
  5. 5. Volume 2 Neste período começámos a trabalhar com tabletes na sala de aula! As professoras Clara e Manuela explicaram-nos como funcionavam os tabletes e como funcionava uma aula virtual. Existe uma turma igual à nossa dentro dos nossos tabletes, onde estão os nomes de todos os alunos. Aprendemos também as regras que temos de respeitar para utilizar os tabletes sem os estragarmos. Aprendemos a ligar e a desligar, a aumentar e diminuir o som, a entrar dentro do programa ClassFlow e da nossa turma virtual. A nossa primeira aula virtual foi sobre os animais. A professora mostrou-nos um vídeo sobre animais da Serra da Arrábida, que se chamava «Da Serra ao Mar». Depois recebemos esse vídeo no tablet, mas houve vários problemas: o vídeo demorou muito tempo a entrar, estava sempre a parar e alguns saíam do programa. Depois recolhemos informação sobre animais, num texto que a professora enviou para os tabletes. Aqui, também tivemos problemas porque não conseguíamos ler o texto todo, que ficava cortado. Também recolhemos informação sobre animais e tentamos agrupá-los em animais domésticos e animais selvagens, mas também não conseguimos, porque não conseguimos receber o cartão com o jogo. Para resolver este problema tivemos que usar o quadro interativo e a caneta. De todos os animais que apareciam tínhamos de arrastá-los para o local certo. Ainda não acabámos de tratar este tema nos tabletes. Estamos à espera com curiosidade, para saber o que vamos trabalhar a seguir. A experiência foi boa, mas com muitas “avarias”. Esperamos que para a próxima vez tudo corra Projeto Digiclasse - Como se pode trabalhar com um Tablet? Página 5 melhor! Nós já tínhamos utilizado os tabletes em casa, para jogar e ir à Internet, mas não sabíamos que podíamos receber aulas no tablet. Débora Saúde, Carolina Baroeça, Leonor Oliveira e João Sousa - MB2B
  6. 6. No dia 26 de fevereiro tivemos uma agradável surpresa dos padrinhos da escola EB1 nº6 Monte Belo. A surpresa foi a oferta de alguns computadores para a Biblioteca Escolar, que nós não estávamos à espera! Não queríamos acreditar, mas f o i v e r d a d e ! G r a ç a s à TelePerformance ficámos com mais computadores novos e a trabalhar bem! Agora já mais meninos podem trabalhar nos computadores. Escrevemos textos e desenhamos, fazemos filmes, lemos livros lemos livros digitais, fazemos pesquisas, fazemos apresentações para trabalhos e outras coisas… Por isso, em nome de toda a escola do Monte Belo agradecemos muito à empresa Teleperformance - nossa madrinha a oferta dos computadores. Mariana Pereira Pedro Paquete e Tomás Marques - MB4B Recebemos uma bela prenda, dos nossos padrinhos! A Educação Estética e Artística - “Nós e as Artes” pintores tinham estilos diferentes. Depois fomos pintar o colega que tínhamos à nossa frente, com lápis de pastel e papel “canson”, mas de acordo com as pinturas que tínhamos estudado. Quando os retratos estavam terminados, formos para o ginásio, em roda e discutimos quais os retratos que tinham contorno e os que não tinham. Concluímos que os retratos sem contorno eram mais difíceis e por isso os colegas acabaram por fazer mais retratos com contorno. Soraia Geada, Naima Marques, Gonçalo Navarro e Martim Avelar - MB2B Também fizemos outros trabalhos a partir da comparação das obras de Paula Rego e Júlio Pomar e de Amadeo de Sousa Cardoso e Fernando Azevedo. Depois de compararmos as obras e conversamos sobre elas, fizemos a nossa própria obra de arte com colagens e com lápis de pastel. Matilde Marino e Eduarda - MB2B Este ano iniciámos um projeto de Educação Estética e Artística. Observámos e comparámos dois quadros de pintores famosos, que representavam retratos. Vimos as diferenças e as semelhanças entre eles. Havia mais diferenças do que semelhanças: na linha de contorno, na figura e fundo, na luz, na posição e nas cores. Com isto, aprendemos que os Página 6
  7. 7. As nossas Visitas de Estudo Aconteceu no Carnaval! fato mais original, que foi ganho pelo Dinis do 1º ano; para o fato mais ecológico, que foi ganho pelo aluno Tiago Barradas do 3º ano. Depois do lanche da manhã, fomos à escola Luísa Todi para assistir a um mini concerto do cantor Jorge Nice. Estavam lá também outros alunos do agrupamento, das escolas Luísa Todi, Afonso Costa e Humberto Delgado. A meio do concerto as auxiliares e outras professoras distribuíram rebuçados de vários sabores pelos alunos presentes no concerto. De seguida voltamos para a escola e esperamos que os nossos pais nos viessem buscar. Foi uma manhã muito divertida! João Jerónimo, José Ferreira, Tomás Nogueira - MB4B Na semana de carnaval tivemos um semana diferente. Ocorreu um dia do «Chapéu Original», em que os alunos levaram o seu chapéu que fizeram em casa, com vários materiais e usaram na escola. Dois dias depois, foi o dia dos «Óculos Originais», que foi o dia onde os alunos levaram óculos feitos em suas casas. E passado um dia, foi o dia da «Gravata Estrambólica», em que os alunos foram para a escola com uma linda e estranha gravata. No dia 13 de fevereiro de 2015 tivemos na escola um desfile, onde todos os alunos mascarados desfilaram para mostrarem os seus lindos e preciosos fatos. Houve prémios para o Página 7 Volume 2 No dia 18 de março fomos a Lisboa, de autocarro, a uma visita de estudo. Quando chegámos ao Parque das Nações fomos lanchar e brincámos um pouco . Depois, visitámos o Pavilhão do Conhecimento, onde vimos exposições e fizemos muitas experiências e jogos engraçados sobre a ciência! Depois, fomos almoçar para o pé do Oceanário. Depois do almoço, visitámos o Oceanário. Vimos muitos peixes diferentes, de todos os tamanhos e cores, que viviam em grandes aquários! Havia um, chamado peixe lua, que era gigante e parecia mesmo uma lua! Nesse tanque também vimos vários tubarões. Também vimos pinguins, que viviam num habitat muito frio e lontras que brincavam em na água. Vimos cavalos marinhos e outras criaturas aquáticas. Simão Almeida, Pedro Pires e João Dias - MB2A
  8. 8. Rua Professor Marques de Sousa 2910—719 Setúbal Tel: 265 729 598 Correio eletrónico: eb1.montebelo@gmail.com EB1 n.º 6 - Monte Belo Belém disseram-nos que era uma fortaleza para nos proteger dos piratas e dos espanhóis. Também vimos oito aberturas redondas chamadas “Mata Cães” que serviam para os sentinelas lançarem pedras ou líquidos quentes sobre os invasores. Numa sala debaixo de água os soldados guardavam as suas armas, para quando fossem invadidos estarem preparados para lutarem Mosteiro dos Jerónimos e Museu da Marinha No dia 5 de Março de 2015, as turmas do 4º ano A e B foram a Lisboa visitar o Mosteiro dos Jerónimos, a Torre de Belém e o Museu da Marinha. Fizemos esta visita para aprendermos mais sobre a historia de Portugal. N o Mo st eiro d o s Jerónimos soubemos que viviam monges. Este Mosteiro foi mandado construir por D. Manuel I em 1501. Tem mais de 500 anos. Nesta igreja vimos o túmulo de Luís Vaz de Camões. Soubemos que também havia uma lenda sobre as gárgulas que à noite saíam para proteger o Mosteiro. Quando fomos à Torre de contra os estrangeiros. Quando os espanhóis mandavam em Portugal esse local servia para prender os políticos opositores. Quando fomos ao Museu da Marinha nós vimos vários barcos de diferentes séculos e também vimos aviões. Ant ón io B asto s, Beatriz Isidro e Rafael Patuleia - MB4A Boitaca em 1414, é estilo manuelino e as suas portas, janelas e colunas são feitas em pedra de brecha da arrábida. Depois entrámos na zona da antiga vila de Setúbal, que era protegida por uma muralha. Aí, percorremos ruas, travessas e largos e chegamos ao largo das couves, depois largo do Sapal hoje é a praça do Bocage. Nesta praça observámos o edifício da Camara Municipal, a estátua do Bocage e o belo portal de estilo manuelino da Igreja de S. Julião. Em seguida estivemos no antigo largo das Canastras, onde se vendia o peixe. Também aí existiu o pelourinho, onde as pessoas eram castigadas. Por fim fomos à porta do sol ou da Moura encantada. No dia 11 de março, realizámos uma visita de estudo ao centro histórico de Setúbal. Saímos da escola de autocarro e fomos até ao largo de Jesus. Aguardámos pela chegada da monitora Leonor, e iniciámos com uma visita á Igreja do Convento de Jesus. Esta igreja foi mandada construir por D. João II a pedido de Justa Rodrigues, ama de leite de D. Manuel I. Foi desenhada pelo mestre Diogo Gostámos muito de realizar esta visita de estudo, porque ficámos a conhecer mais sobre a historia da nossa cidade. Texto Coletivo Turma MB3A

×