SlideShare uma empresa Scribd logo

SGBD - Aula 4

Tipos de relacionamento quanto à participação.

1 de 18
Baixar para ler offline
Introdução aos
sistemas de gestão
de bases de dados
Modelo E-R – A participação.
Tipo de Relacionamento quanto à
Participação
• Obrigatória em ambas as entidades
• Obrigatória numa só entidade
• Não obrigatória
Como se representa a participação
obrigatória?
• Representa-se através de um duplo traço no lado obrigatório ou através de
uma bola preenchida.
Sócio Cargos
DisciplinasAluno
Relacionamentos que originam uma
só tabela
• Relacionamento Unário
• Relacionamento Binário – Um para Um – participação obrigatória de ambos
os lados
Empregados
Empregados Departamentos
Imaginemosuma empresapequenacomapenasum empregadopor Departamento
1 1
Relacionamentos que originam duas
tabelas
• Relacionamento Binário – Um para Um – participação obrigatória de um
lado
Sócios Cargos
Imaginemosuma instituiçãoondeos sóciospodemou não tercargos,mas cadacargotemque serocupadopor um sócio
1 1
Relacionamentos que originam duas
tabelas
• Relacionamento Binário – Um para Vários – participação obrigatória do lado
vários
Sócios Cargos
1 N
Imaginemosuma instituiçãoondeos sóciospodemou não tercargos,mas os cargostêmque ser ocupadospelossócios
Anúncio

Recomendados

Exercícios Conceitos Introdutórios C++ - Matéria do Ensino Secundário
Exercícios Conceitos Introdutórios C++ - Matéria do Ensino SecundárioExercícios Conceitos Introdutórios C++ - Matéria do Ensino Secundário
Exercícios Conceitos Introdutórios C++ - Matéria do Ensino SecundárioClara Ferreira
 
Ciclos de Repetição - C++ - Matéria do Ensino Secundário
Ciclos de Repetição - C++ - Matéria do Ensino SecundárioCiclos de Repetição - C++ - Matéria do Ensino Secundário
Ciclos de Repetição - C++ - Matéria do Ensino SecundárioClara Ferreira
 
Conceitos Introdutórios C++ - Matéria do Ensino Secundário
Conceitos Introdutórios C++ - Matéria do Ensino SecundárioConceitos Introdutórios C++ - Matéria do Ensino Secundário
Conceitos Introdutórios C++ - Matéria do Ensino SecundárioClara Ferreira
 
Dados e estruturas C++ - Conceitos. Matéria de Secundário
Dados e estruturas C++ - Conceitos. Matéria de SecundárioDados e estruturas C++ - Conceitos. Matéria de Secundário
Dados e estruturas C++ - Conceitos. Matéria de SecundárioClara Ferreira
 
Fichas de Revisão C++ - Mais exercícios para treino
Fichas de Revisão C++ - Mais exercícios para treinoFichas de Revisão C++ - Mais exercícios para treino
Fichas de Revisão C++ - Mais exercícios para treinoClara Ferreira
 
Fluxogramas- Teoria - Matéria Introdutória para Programação de Secundário
Fluxogramas- Teoria - Matéria Introdutória para Programação de SecundárioFluxogramas- Teoria - Matéria Introdutória para Programação de Secundário
Fluxogramas- Teoria - Matéria Introdutória para Programação de SecundárioClara Ferreira
 
Introdução à Programação C++ - ao níveo do ensino secundário
Introdução à Programação C++ - ao níveo do ensino secundárioIntrodução à Programação C++ - ao níveo do ensino secundário
Introdução à Programação C++ - ao níveo do ensino secundárioClara Ferreira
 
O SE e Outros conceitos Introdutórios C++
O SE e Outros conceitos Introdutórios C++O SE e Outros conceitos Introdutórios C++
O SE e Outros conceitos Introdutórios C++Clara Ferreira
 

Mais conteúdo relacionado

Mais de Clara Ferreira

Operadores Aritméticos C++ - Programação
Operadores Aritméticos C++ - ProgramaçãoOperadores Aritméticos C++ - Programação
Operadores Aritméticos C++ - ProgramaçãoClara Ferreira
 
Windows Form C++ - Como trabalhar em Windows Forms no VIsual Studio
Windows Form C++ - Como trabalhar em Windows Forms no VIsual StudioWindows Form C++ - Como trabalhar em Windows Forms no VIsual Studio
Windows Form C++ - Como trabalhar em Windows Forms no VIsual StudioClara Ferreira
 
Exercícios de Photoshop
Exercícios de PhotoshopExercícios de Photoshop
Exercícios de PhotoshopClara Ferreira
 
VISITA DE ESTUDO PLNM- “VER SANTARÉM PELOS OLHOS DE OUTROS MUNDOS”
VISITA DE ESTUDO PLNM- “VER SANTARÉM PELOS OLHOS DE OUTROS MUNDOS”VISITA DE ESTUDO PLNM- “VER SANTARÉM PELOS OLHOS DE OUTROS MUNDOS”
VISITA DE ESTUDO PLNM- “VER SANTARÉM PELOS OLHOS DE OUTROS MUNDOS”Clara Ferreira
 
Dca Actionscript - aula 2
Dca   Actionscript - aula 2Dca   Actionscript - aula 2
Dca Actionscript - aula 2Clara Ferreira
 
Dca Actionscript - Aula 1
Dca   Actionscript - Aula 1Dca   Actionscript - Aula 1
Dca Actionscript - Aula 1Clara Ferreira
 
Os nossos Heróis Preferidos
Os nossos Heróis PreferidosOs nossos Heróis Preferidos
Os nossos Heróis PreferidosClara Ferreira
 
Sessao 5 - Formação Unity
Sessao 5 - Formação UnitySessao 5 - Formação Unity
Sessao 5 - Formação UnityClara Ferreira
 
Sessao 3 - Formação Unity
Sessao 3 - Formação UnitySessao 3 - Formação Unity
Sessao 3 - Formação UnityClara Ferreira
 
Sessao 2 - Formação Unity
Sessao 2 - Formação UnitySessao 2 - Formação Unity
Sessao 2 - Formação UnityClara Ferreira
 
Sessao 1 - Formação Unity
Sessao 1 -  Formação UnitySessao 1 -  Formação Unity
Sessao 1 - Formação UnityClara Ferreira
 
Workshop Games for Good
Workshop Games for GoodWorkshop Games for Good
Workshop Games for GoodClara Ferreira
 
Ficha de trabalho - Workshop Unity
Ficha de trabalho - Workshop UnityFicha de trabalho - Workshop Unity
Ficha de trabalho - Workshop UnityClara Ferreira
 
Sistemas de Gestão de Bases de Dados
Sistemas de Gestão de Bases de DadosSistemas de Gestão de Bases de Dados
Sistemas de Gestão de Bases de DadosClara Ferreira
 

Mais de Clara Ferreira (20)

Operadores Aritméticos C++ - Programação
Operadores Aritméticos C++ - ProgramaçãoOperadores Aritméticos C++ - Programação
Operadores Aritméticos C++ - Programação
 
Windows Form C++ - Como trabalhar em Windows Forms no VIsual Studio
Windows Form C++ - Como trabalhar em Windows Forms no VIsual StudioWindows Form C++ - Como trabalhar em Windows Forms no VIsual Studio
Windows Form C++ - Como trabalhar em Windows Forms no VIsual Studio
 
Exercícios de Photoshop
Exercícios de PhotoshopExercícios de Photoshop
Exercícios de Photoshop
 
VISITA DE ESTUDO PLNM- “VER SANTARÉM PELOS OLHOS DE OUTROS MUNDOS”
VISITA DE ESTUDO PLNM- “VER SANTARÉM PELOS OLHOS DE OUTROS MUNDOS”VISITA DE ESTUDO PLNM- “VER SANTARÉM PELOS OLHOS DE OUTROS MUNDOS”
VISITA DE ESTUDO PLNM- “VER SANTARÉM PELOS OLHOS DE OUTROS MUNDOS”
 
Dca Actionscript - aula 2
Dca   Actionscript - aula 2Dca   Actionscript - aula 2
Dca Actionscript - aula 2
 
Dca Actionscript - Aula 1
Dca   Actionscript - Aula 1Dca   Actionscript - Aula 1
Dca Actionscript - Aula 1
 
Os nossos Heróis Preferidos
Os nossos Heróis PreferidosOs nossos Heróis Preferidos
Os nossos Heróis Preferidos
 
Núcleo clubes
Núcleo clubesNúcleo clubes
Núcleo clubes
 
O som - Audacity
O som - AudacityO som - Audacity
O som - Audacity
 
Sessao 5 - Formação Unity
Sessao 5 - Formação UnitySessao 5 - Formação Unity
Sessao 5 - Formação Unity
 
Sessao 3 - Formação Unity
Sessao 3 - Formação UnitySessao 3 - Formação Unity
Sessao 3 - Formação Unity
 
Sessao 2 - Formação Unity
Sessao 2 - Formação UnitySessao 2 - Formação Unity
Sessao 2 - Formação Unity
 
Sessao 1 - Formação Unity
Sessao 1 -  Formação UnitySessao 1 -  Formação Unity
Sessao 1 - Formação Unity
 
Workshop Games for Good
Workshop Games for GoodWorkshop Games for Good
Workshop Games for Good
 
Ficha de trabalho - Workshop Unity
Ficha de trabalho - Workshop UnityFicha de trabalho - Workshop Unity
Ficha de trabalho - Workshop Unity
 
Manual Socrative
Manual SocrativeManual Socrative
Manual Socrative
 
Manual Kahoot
Manual KahootManual Kahoot
Manual Kahoot
 
SGBD - Aula 3
SGBD - Aula 3SGBD - Aula 3
SGBD - Aula 3
 
SGBD - Aula 2
SGBD - Aula 2SGBD - Aula 2
SGBD - Aula 2
 
Sistemas de Gestão de Bases de Dados
Sistemas de Gestão de Bases de DadosSistemas de Gestão de Bases de Dados
Sistemas de Gestão de Bases de Dados
 

Último

Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdfPlanejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdfJanielleCristina1
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...manoelaarmani
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...excellenceeducaciona
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIAHisrelBlog
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!Psyc company
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...manoelaarmani
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdfPlanejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 

SGBD - Aula 4

  • 1. Introdução aos sistemas de gestão de bases de dados Modelo E-R – A participação.
  • 2. Tipo de Relacionamento quanto à Participação • Obrigatória em ambas as entidades • Obrigatória numa só entidade • Não obrigatória
  • 3. Como se representa a participação obrigatória? • Representa-se através de um duplo traço no lado obrigatório ou através de uma bola preenchida. Sócio Cargos DisciplinasAluno
  • 4. Relacionamentos que originam uma só tabela • Relacionamento Unário • Relacionamento Binário – Um para Um – participação obrigatória de ambos os lados Empregados Empregados Departamentos Imaginemosuma empresapequenacomapenasum empregadopor Departamento 1 1
  • 5. Relacionamentos que originam duas tabelas • Relacionamento Binário – Um para Um – participação obrigatória de um lado Sócios Cargos Imaginemosuma instituiçãoondeos sóciospodemou não tercargos,mas cadacargotemque serocupadopor um sócio 1 1
  • 6. Relacionamentos que originam duas tabelas • Relacionamento Binário – Um para Vários – participação obrigatória do lado vários Sócios Cargos 1 N Imaginemosuma instituiçãoondeos sóciospodemou não tercargos,mas os cargostêmque ser ocupadospelossócios
  • 7. Relacionamentos que originam três tabelas • Relacionamento Unário – 1 para 1 sem participação obrigatória Sócio Cargo 1 1 Imaginemosuma instituiçãoondeos sóciospodemou não tercargose estespodemser ocupadospor pessoasquenão são sóciascomopor exemploadministrativos.
  • 8. Relacionamentos que originam três tabelas • Relacionamento Binário – Vários para Vários Fornecedores Produtos N N
  • 9. • Numa empresa a cada empregado apenas está atribuído um carro que só pode ser usado por um e um só empregado (Relação de 1:1). • Existem empregados que não têm carro mas os carros existentes são todos usados exclusivamente pelos empregados. (Participação obrigatória da entidade Carros) Empregado carro
  • 10. • Nesta situação, são necessárias 2 tabelas, uma para cada entidade, e coloca- se a chave primária da entidade com participação não obrigatória na outra tabela, passando a designar-se por chave estrangeira. • Empregado (CodEmpregado, Nome, Morada) • Carro (Matrícula, Marca, Modelo, CodEmpregado) Empregado carro
  • 11. • Numa empresa a cada empregado apenas está atribuído um carro que só pode ser usado por um e um só empregado (Relação de 1:1). • Existem empregados que não têm carro mas há carros que não são usados pelos empregados. Empregado carro
  • 12. • Nesta situação, são necessárias 3 tabelas, uma para cada entidade e outra de ligação entre as duas. Coloca-se a chave primária de cada uma das entidades na 3ª tabela. A chave primária da terceira tabela poderá ser qualquer uma das chaves estrangeiras. • Empregado (CodEmpregado, Nome, Morada) • Carro (Matrícula, Marca, Modelo) • Empregado-Carro (CodEmpregado, Matrícula) Empregado carro
  • 13. • Numa empresa a cada empregado podem estar atribuídos vários carros mas cada carro é usado por um e um só empregado (Relação de 1:N). • Existem empregados que não têm carro mas os carros existentes são todos usados exclusivamente pelos empregados.(Participação Obrigatória da entidade Carro) Empregado carro
  • 14. • Nesta situação, são necessárias 3 tabelas, uma para cada entidade e outra de ligação entre as duas. Coloca-se a chave primária de cada uma das entidades na 3ª tabela. A chave primária da terceira tabela poderá ser qualquer uma das chaves estrangeiras ou externas. • Empregado (CodEmpregado, Nome, Morada) • Carro (Matrícula, Marca, Modelo) • Empregado-Carro (CodEmpregado, Matrícula) Empregado carro
  • 15. • Numa empresa a cada empregado podem estar atribuídos vários carros mas cada carro é usado por um e um só empregado (Relação de 1:N). • Existem empregados que não têm carro, assim como existem carros que não são usados pelos empregados.(Participação Não Obrigatória da entidade Carro) Empregado carro
  • 16. • Nesta situação, são necessárias 3 tabelas, uma para cada entidade e outra de ligação entre as duas. Coloca-se a chave primária de cada uma das entidades na 3ª tabela. A chave primária da terceira tabela poderá ser qualquer uma das chaves estrangeiras ou externas. • Empregado (CodEmpregado, Nome, Morada) • Carro (Matrícula, Marca, Modelo) • Empregado-Carro (CodEmpregado, Matrícula) Empregado carro
  • 17. • Numa empresa a cada empregado podem estar atribuídos vários carros e cada carro pode ser usado por vários empregados (Relação de N:N). • Existem empregados que não têm carro, assim como existem carros que não são usados pelos empregados. Empregado carro
  • 18. • Nesta situação, são necessárias 3 tabelas, uma para cada entidade e outra de ligação entre as duas. Coloca-se a chave primária de cada uma das entidades na 3ª tabela. A chave primária da terceira tabela poderá ser qualquer uma das chaves estrangeiras ou externas concatenadas. • Empregado (CodEmpregado, Nome, Morada) • Carro (Matrícula, Marca, Modelo) • Empregado-Carro (CodEmpregado, Matrícula) Empregado carro