O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Artigo cynthia ag 29062013 a

150 visualizações

Publicada em

Artigo Caderno Pensar, Jornal A Gazeta.

Publicada em: Notícias e política
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Artigo cynthia ag 29062013 a

  1. 1. 52.45 ação a: : u¡v. %¡u¡. «.-. ¡~! ¡r: :s'¡'o 1 por CÍNTHIA FERREIRA DE SOUZA No dia 20 de junho, cem mil pessoas mtmidas lumvam por seus direinm. F. m1 cstava lá. Fínalmmle. Ifm momento aguar- (ladu dtsdc OS dez anos de Ldade Durante a infxnxzia, ouvx meu no hiáuio Gurgel. _ adxmado_ deputado emadual c federal, e prv-feirc › de. Vuóc ia, contar a hisnória polfuca dc nom) pais Ele, que x-iveu a (hrmlum c: lutou pela dean-ram_ fo¡ mçado c per- u-gnàln ¡xtlús mílímrm. Apesar de ter con- vivido com a UUCIJÍÊHCLP. rmljI-ar_ m¡ un- xsmsmo e emoçm ao 'abanar como o povo bmsír-. inn Tmava ; da liberdade naquele Lcmpo de chumbo me contagmva. Meu primo Antonin Curgul, filho de Marin, em eznudantc de iotralisnro na- quele pníodo e panictpou da: manifes- tações» Quando _iá estava na impncnsa trabalhando como janaina, me cormvra í como se reconheca os CE-nzznrrs nas Iu- daçóes E como m jnrnalistü, cm códigos, se prulugianl. Como OS jornahstas bLS- cavam a notícia e repressão que. ¡Jas- / ser-am. Rxí cnuio que no início da nunha adolescência decidi se: jomzlism Me fas- cinavam as hxstórias dFszzes dois grama homens, e imaginava que. se tivesse nas cido cm outro tempo, eu estana nas mas. No en1ba. |0 das himórias deita, :icon- teceu o impealtllcmíull do cxz-prmidealte Fcmando Cello); em 1992. V¡ os cara pintadasnas mas de rodo país, nas ruas do (lc-nm) ck- WLÓIÍH. ?das ainda não fo¡ daquela vu, dando à pouca idade. Ram o mowdmento na escola. O rHmpn IMK«. IUA O Buasil com tários pmblcnans. As pessoas reclamam, a ; minha gexrxcão reclama. mas nào faz. nada. Cha: - garam : u . redes srxziais, e não se re dmhcccu a potenciahdade dessa ferm- menta para outros Fins, além de fa/ .m c reencnnlrar amigos_ Hoje como pmfüsora unüvemráxia de (lomumcação ques- tiono mem alunos: "F. aí_ u quc Vania fa7em d: : útil nas nadas scciaisT'. Vuate e um anos depois posso ñnal- meme xqurndm a »aenlir a scnsagáo du: vmar numa mznlifcsmçño. Posso compre ender a emoção e o 6111335310 con- tagiante de tio Manu c- du prinm António. Raw urxnpartílhar dama emoção com outras 99 pessoas, que em uma só voz gnmmm“vbn1 pra. nua"? “O prufexsor 'vaÍC : nais du qua: o Nat-what”. Que Qmtavam o hino nacional cheios de orgulho e r35- pemnça por um ; nfs 171911101' s: ¡nais _iusLo. Au auunpanha: a manifestação, par lindo da Umversidade kederaí do Espírito Santo, observava a rvaçãu das 115mm. Fmm bandeiras c ¡Iumzes de todos os mnmnhos Meninas pmtando os rostos das pessoas com potes de tintas guadn: vcvdc LI aJnarr-Ía. U : na fila dc caras pmmdas Todos caminhando em harmonia e respeitando o espaço e a: reiviJxlk-agfxax' du ouuu. Uma experiência única que marcou caca um de nós e que nos mouva a luta; e a nào desistir. Para aux-ê que. [EW : :asc ; xivilégio c para quem não tem; vem pra rua!

×