Cartas de amor

4.113 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.113
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
498
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cartas de amor

  1. 1. Olá MarisaAnjo que caiu do céuVindo para embelezar a minha vidaTriste e sóAgora cheia de amor.Quando te vejoSinto-me um pássaro livreE quando não,Um pássaro numa gaiola.Por issoAceita-me na tua vidaPara a minhaFazer sentido. Eduardo
  2. 2. Ricardo Tenho-te visto no recreio da escola a brincar com os teus amigos e tenho-te admirado. És meigo, não brigas com os teus colegas. Os teus olhos azuis brilham quando choras e o teu cabelo é loiro como o meu. Num dia em que estava a chover tu andavas à chuva a jogar futebol e enfrentavas o frio e o vento sem medo e eu admirava a tua coragem, no coberto. Espero que um dia possa ser mais do que tua amiga! Beijos Inês
  3. 3. Quando te vejo no jardim os teus olhos brilham como o sol. Tu és o amor da minha vida! Os teus caracóis castanhos ao vento, parecem folhas queesvoaçam no outono. Gosto tanto de ti que faço comparações com outros rapazes edescubro que ninguém é como tu! És o rapaz mais lindo que vi até agora. És maravilhoso! Um beijo com carinho. Natália
  4. 4. Olá, encanto do meu coração.Como estás?De noite não consigo dormir,Só penso em ti.Na missa enlouqueço,Com a tua figura.Os teus cabelos loiros,São o meu solOs teus olhos azuisSão o meu mar.Encanto do meu coração,Meu amor,As tuas palavras para mimSão poesias e o teu corpoÉ o meu descansoE a minha confiança.O meu amor por ti não tem fim.De manhã quando acordoOlho pela janelaÀ espera do nosso reencontro. Ana Cristina
  5. 5. És o amor da minha vida.Quando te vejo a passaro meu coração bate aceleradamente.Gosto de ti porque os teus olhos são brilhantes como a lua.Nos dias em que estou triste e te vejoSinto a felicidade dentro de mim.Quando te vejo há magia sem fim.Não consigo parar de reparar em ti.E agora que te escrevo esperoQue comeces a ter algum carinho por mim. António
  6. 6. Olá Leandro! Está tudo bem?Ás vezes vejo-te no parque e no jardim.Quando estás a meu lado ocupas a minha cabeça.És o dono do meu coração.És o ar que eu respiro. Adoro-te, és o meu anjo da guarda.Gostava de saber se gostas de mim, mas mesmo que não gostes … quemsabe um dia! Até à próxima, um beijo Patrícia
  7. 7. O amor é um sentimento, que vem do fundo do coração. Tudo o que vejo em ti, é mar perdido.Porquê? Porque sentes tristeza? Porque sentes compaixão? Os teus olhos brilham como a luz do luar. Agora que não te vou ver mais, Espero que na tua memória, Não se apague o meu amor. Ana Rita
  8. 8. Tudo bem? Quero dizer-te que quando olho para ti sinto queo meu coração bate com mais força. Tu és a razão do meu viver. Sem ti eu seria umafolha a voar ao vento. Tu és muito sossegado, bonito e um poucotímido, mas não interessa, só o que eu sinto por ti. Todos os dias quando me vou deitar pensosempre em ti e quando adormeço sonho contigo. É um amor muito forte, que só tu me podesacalmar, quando…. souber que gostas de mim. Um beijo com Amor. Fatinha
  9. 9. Olá Joana! Eu vejo-te da janela do meu quarto. Quando eu passo por ti, o meu coração palpita tãoforte que até parece que sai do peito. O que mais me impressiona são os teus cabeloscastanhos desalinhados e os teus olhos como o mar. Quando falas comigo eu sinto que me falta o arporque tens uma voz melodiosa que parece umpassarinho que alegra a minha vida. Do teu amigo José Luís
  10. 10. Claudete Olá como estás? Gosto de te ver rua a passear com esses olhos azuis ebrilhantes e esse cabelo louro suave e liso. Quando estás ao meu lado sinto o teu perfume a entrardentro de mim e só gostava de te dar um abraço. Gostava que me aceitasses. Adoro-te. Nunca te esqueças. Guilherme
  11. 11. Quando vou na rua e te vejo sinto-me acalorado, fico envergonhado… Não sei onde me meter, fico sem palavras, fico tonto. Gosto de ti porque és delicada e também acho… que estou apaixonadopor ti, mas não sei se também gostas de mim. Sem ti as estrelas não brilham e o sol não aquece. Fábio
  12. 12. Olá! Eu sou o Diogo. Quando vejo os teus cabelos castanhos e luminosos aosabor do vento sinto uma certa fraqueza dentro de mimcomo se o meu coração tivesse partido em mil pedaços. Quando me sinto sozinho imagino-te no meu coração eao primeiro toque dos ventos, os teus cabelos castanhos esuaves raspam-me na cara e surge o primeiro beijo. Espero que vejas esta carta com ternura e quepercebas os meus sentimentos. Com carinho Diogo Magalhães
  13. 13. Quando te vejo ficoarrepiada, emocionada, envergonhada. Vi-te pela primeira vez no jardim público, numbanco sentado e logo o meu coração pulou. Gosto do teu cabelo castanho, do teu olharmeigo com que olhas para as pessoas. Tu para mim és o rapaz mais carinhoso. Adoro-te. Beijos da Verónica
  14. 14. Olá Miguel Estou a escrever-te para dizer que gosto muito de ti. Gosto dos teus cabelos castanhos e dos teus olhos esverdeados. Quando te vejo fico encantada e ao mesmo tempo envergonhada, porque tu não olhas para mim. Eu fico admirada contigo porque és amável. Adoro-te muito. Um beijo da Madalena
  15. 15. Trabalho realizado pelos alunos do 4º CApós a leitura da obra «El rei Tadinho», os alunos decidiram escrever estas cartas de amor para encantarem professores desencantados.Não deixem de ler esta obra.

×