Aula26 suporte - Microlins Montese

497 visualizações

Publicada em

Aula 26 - Suporte -- Microlins, curso de Hardware

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
497
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula26 suporte - Microlins Montese

  1. 1. 1
  2. 2. Introdução Acesso remoto Imagens personalizadas Defeitos mais comuns Tela Azul Certificações Microempreendedor individual Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores
  3. 3. Suporte Técnico Introdução Trabalhar como suporte técnico em hardware é manter os computadores sempre em ótimo estado de funcionamento. O profissional de TI hoje ainda é muito visível, mas ele deve ser transparente dentro da empresa. Quando se trabalha como autônomo deveremos ser da mesma forma, transparente, ou seja os computadores sempre em bom esta de funcionamento. Hoje temos muitos meios de realizar este suporte, mas lembre-se um bom serviço executado lhe traz mais 1 cliente, porem um péssimo atendimento você perde 10 clientes. Cicero Maia Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 3
  4. 4. Suporte Técnico Acesso Remoto O acesso remoto ou Suporte Remoto é uma técnica muito usado entre os técnicos de manutenção. Isto consiste em você poder executar uma manutenção preventiva ou até mesmo corretiva em um computador que está longe de você ou seja se você está em fortaleza poderá executar qualquer coisa em outro computador que está na cidade de Sobral por exemplo. Em suma ter o poder de corrigir qualquer problema simples sem ter que está perto da máquina é rápido e eficiente e mais econômico. Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 4
  5. 5. Suporte Técnico – Acesso Remoto Virtual Network Computing O VNC(Virtual Network Computing) é um protocolo de acesso remoto para desktop de interface gráfica. O mais conhecido deles é o Real VNC. Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 5
  6. 6. Suporte Técnico – Acesso Remoto Virtual Network Computing LOGMEIN é outro método para suporte remoto, pode acessar a qualquer SO de qualquer lugar. Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 6
  7. 7. Suporte Técnico – Acesso Remoto Virtual Network Computing Microsoft Terminal Service – mstsc.exe . Acesso remoto dentro nativo desde o Windows XP. Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 7
  8. 8. Suporte Técnico – Acesso Remoto Virtual Network Computing TeamViewer – Um dos ótimos gerenciadores de acesso remoto de desktop Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 8
  9. 9. Suporte Técnico – Acesso Remoto Virtual Network Computing Área de Trabalho Remota do Google Chrome Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 9
  10. 10. Suporte Técnico – Suporte Tela Azul da Morte Tela que aparece de forma inesperada durante o uso do PC.  ERROS DE PROTEÇÃO GERAL – GPF: erro geralmente visto desde os Windows 3x até os 95  ERROS DE EXCEÇÃO FATAL – FEE: Vem dos 98 até hoje Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 10
  11. 11. Suporte Técnico – Suporte Tela Azul da Morte FEE – São erros lógicos e reconhecidos pelo hardware. Estes erros são detectados por uma instrução de interrupção no processador (e no S.O.) chamada de NMI (Non Maskable Interrupt) “Interrupção Não Mascarável”. Normalmente isto ocorre quando um driver executa uma “Operação Ilegal” (Algum problema com cálculos binários). Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 11
  12. 12. Suporte Técnico – Suporte Tela Azul da Morte Como funciona: Quando ocorre uma Operação Ilegal o próprio S.O tenta se corrigir, quando não consegue ele lança uma interrupção NMI. Neste ponto o Windows sai do modo “Protegido” (IA32) e vai para o modo “REAL” (x86-16bits) usando um chaveamento de mudança de modo de acesso a memória (legado dos i386 instruções ainda existentes nas CPUs atuais), neste ponto o Windows está em modo texto e a mensagem pode ser exibida na tela. Na tela tem um conjunto de informações, como “Ocorreu um erro fatal em XXXX:YYYY”. Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 12
  13. 13. Suporte Técnico – Suporte Tela Azul da Morte  00H – Divid Fault (falha na divisão): Ocorre quando um aplicativo tenta fazer uma divisão por zero ou não consegue armazenar um resultado de uma divisão em algum endereço da memória – Podendo ser Driver ou mesmo o S.O – Solução simples: Fazer um Checkdisk e um Defrag.  02H – Non Maskable Interrup (Interrupção Não Mascarável): Ocorre quando o S.O encontra algum erro ele aciona esta instrução de legado no processador, é chamada de Não mascarável porque esta instrução não é oculta, sendo que CPU pode ver esta instrução e intercepta-la. Nos processadores modernos esta instrução é chamada de LINTI – Local APIC Interrupt, é a mesma coisa da NMI. Esta APIC ( Advanced Programmable Interrup Controller) Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 13
  14. 14. Suporte Técnico – Suporte Tela Azul da Morte Em suma, cada código em Hexadecimal representa um erro na tabela de erros, que o Sistema Operacional conhece e o processador também. As famosas telas Azuis não são um privilegio somente da Microsoft, outros S.Os também o tem, como exemplo temos o avô delas, é a “Kernel Panic” do Unix e do Linux e foram usados como um padrão para designar algum erro no sistema. Embora muitos acham que os sistema baseados em Unix/Linux como os próprios Linux ou Mac’s não tenham tela de erros, ledo engano tem sim, é igual a uma “cabeça de bacalhau”, “UFO”, “Entrevistador do IBOP” todos nós sabemos que existe mas ninguém viu. Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 14
  15. 15. Suporte Técnico – Suporte Tela Azul da Morte Tela de erro do Mac Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 15
  16. 16. Suporte Técnico – Suporte Certificações A certificação profissional é a comprovação que o profissional está habilitado e capacitado a utilizar um determinado produto para planejar, administrar, desenvolver ou mesmo solucionar problemas em uma ou mais tecnologias, com o máximo de eficiência e menores custos Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 16
  17. 17. Suporte Técnico – Suporte Níveis de Certificações Microsoft Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 17
  18. 18. Suporte Técnico – Suporte Níveis de Certificações Microsoft Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 18
  19. 19. Suporte Técnico – Suporte Níveis de Certificações Oracle Db Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 19
  20. 20. Suporte Técnico – Suporte Níveis de Certificações Cisco Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 20
  21. 21. Suporte Técnico – Suporte Níveis de Certificações Linux Administrador Linux nível júnior Administrador Linux nível pleno Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores Administrador Linux nível sênior 21
  22. 22. Suporte Técnico – Suporte Microempreendedor Individual - MEI Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar no máximo até R$ 60.000,00 por ano e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. O MEI também pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria. A Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, criou condições especiais para que o trabalhador conhecido como informal possa se tornar um MEI legalizado. Entre as vantagens oferecidas por essa lei está o registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que facilita a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais. http://www.portaldoempreendedor.gov.br/mei-microempreendedor-individual Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 22
  23. 23. Prof. Cicero Maia – Arquitetura de Computadores 23

×