Língua Portuguesa  Professora: Christiane QueirozCoesão Textual
O que é coesão textual?É a conexão, ligação, harmonia entre oselementos de um texto. Percebemos taldefinição quando lemos ...
Veja o exemplo:“Os sem-terra fizeram um protesto em Brasília contra a políticaagrária do país, porque consideram injusta a...
Coesão através de conectivos• PronomesMarcela obteve uma ótima colocação no concurso. Tal resultado demonstraque ela se es...
PRONOMES DEMONSTRATIVOSUtilizamos os pronomes demonstrativos para localizar os nomes notempo, no espaço e no próprio texto...
•Esse e suas flexões referem-se a tempo recentemente decorrido.Ninguém esquecerá os acontecimentos desse trágico 21 de jun...
•O velho, o índio e o negro são discriminados por motivosdiversos: aquele, por ser improdutivo para a sociedade deconsumo;...
VEJA O EXEMPLO ABAIXO. Nele, você verá vários problemas.Para entrar neste livro quando se é jovem ... e mais tarde    É im...
Verificando...              Para entrar neste livro quando se é jovem ... e mais tarde      É importante conhecer o passad...
Proposta de atividadeProcure, em casa, uma notícia de jornal e traga naaula seguinte. Sublinhe os pronomes utilizadoscomo ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Coesão Textual

1.178 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.178
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
378
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coesão Textual

  1. 1. Língua Portuguesa Professora: Christiane QueirozCoesão Textual
  2. 2. O que é coesão textual?É a conexão, ligação, harmonia entre oselementos de um texto. Percebemos taldefinição quando lemos um texto e verificamosque as palavras, as frases e os parágrafos estãoentrelaçados, um dando continuidade ao outro.Os elementos de coesão determinam a transiçãode ideias entre as frases e os parágrafos.
  3. 3. Veja o exemplo:“Os sem-terra fizeram um protesto em Brasília contra a políticaagrária do país, porque consideram injusta a atual distribuição deterras. Porém o ministro da Agricultura considerou amanifestação um ato de rebeldia, uma vez que o projeto deReforma Agrária pretende assentar milhares de sem-terra.” JORDÃO, R., BELLEZI C. Linguagens. São Paulo: Escala Educacional, 2007, p. 566
  4. 4. Coesão através de conectivos• PronomesMarcela obteve uma ótima colocação no concurso. Tal resultado demonstraque ela se esforçou bastante para alcançar o objetivo que tanto almejava.Espero sinceramente isto: que seja muito feliz.• PreposiçãoLi aquele livro para fazer a prova.• ConjunçãoJoana abriu a porta e Luiza entrou.• Advérbios ou locuções adverbiaisQuando João chegar em casa, estudará para a prova.
  5. 5. PRONOMES DEMONSTRATIVOSUtilizamos os pronomes demonstrativos para localizar os nomes notempo, no espaço e no próprio texto:• No espaçoEste é o meu caderno. (próximo da pessoa que fala)Esse é seu caderno. (próximo da pessoa com quem se fala)Aquele é o caderno de Marina. (distante dos interlocutores)• No tempoEste e suas flexões referem-se ao tempo presente ou futuro.Nestas próximas semanas, os funcionários participarão de umseminário.No final desta semana, terá reunião com a direção.Este ano de 2012 está sendo marcado pela desigualdade social.
  6. 6. •Esse e suas flexões referem-se a tempo recentemente decorrido.Ninguém esquecerá os acontecimentos desse trágico 21 de junho.•Aquele e suas flexões referem-se a um passado mais distante.Falávamos daquele período em que as mulheres não trabalhavam fora.• No discurso- Deve-se utilizar este e suas flexões em dois casos: para adiantar o que se vai dizer oupara remeter a algo recém dito, quando esse já-dito comportar mais de umaretomada.Quando saí de casa, meu pai me disse isto: não aceite nada dos outros.Admiração, respeito, amizade? Talvez, pensava ela, este (último) seja o maisimportante e perene dos sentimentos.-Esse e suas flexões se referem a uma ideia anteriormente expressa no texto.Pedro foi preso como estelionatário. Esse cara nunca me enganou. [Esse cara = Pedro].
  7. 7. •O velho, o índio e o negro são discriminados por motivosdiversos: aquele, por ser improdutivo para a sociedade deconsumo; esse, por ser considerado atrasado epreguiçoso; este, por não se ter libertado, ainda, do estigmada escravidão.•As crianças da classe média têm um futuro mais promissordo que os filhos de pais das classes menos favorecidas,porque àquelas se dão oportunidades que se negam a estes.
  8. 8. VEJA O EXEMPLO ABAIXO. Nele, você verá vários problemas.Para entrar neste livro quando se é jovem ... e mais tarde É importante conhecer o passado para compreender melhor opresente, para saber em que estamos dando continuidade ao passado,em que estamos nos separando do passado. Os historiadores perceberam que compreendiam melhor o passado epodiam explicar o passado melhor, particularmente para as crianças e osjovens, quando dividiam o passado em sucessivas épocas, cada uma dassucessivas épocas com características das épocas. Em relação à épocaque chamamos Idade Média, temos dois problemas: duração da IdadeMédia e significado da Idade Média, pois existe uma interpretaçãofavorável e outra desfavorável do período Idade Média. A Idade Média inspirou romances históricos aos escritores, entre osquais alguns tiveram grande sucesso, e filmes aos cineastas, desde queexiste cinema, fascinando os espectadores, particularmente as crianças.Mais uma razão para tentar explicar a vocês o que foi a Idade Média e oque a Idade Média deve representar para nós. LE GOFF, Jacques. A Idade Média Explicada a meus Filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2007 (Com Alterações)
  9. 9. Verificando... Para entrar neste livro quando se é jovem ... e mais tarde É importante conhecer o passado para compreender melhor o presente,para saber em que estamos dando continuidade a ele, em que estamos nosseparando dele. Os historiadores perceberam que compreendiam melhor o passado epodiam explicá-lo melhor, particularmente para as crianças e os jovens, quando odividiam em sucessivas épocas, cada uma delas com suas características. Emrelação à época que chamamos Idade Média, temos dois problemas: sua duraçãoe seu significado, pois existe uma interpretação favorável e outra desfavoráveldesse período. A Idade Média inspirou romances históricos aos escritores, entre os quaisalguns tiveram grande sucesso, e filmes aos cineastas, desde que existe cinema,fascinando os espectadores, particularmente as crianças. Mais uma razão paratentar explicar a vocês o que foi a Idade Média e o que ela deve representar paranós. LE GOFF, Jacques. A Idade Média Explicada a meus Filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2007.
  10. 10. Proposta de atividadeProcure, em casa, uma notícia de jornal e traga naaula seguinte. Sublinhe os pronomes utilizadoscomo mecanismo de retomada.

×