Conceitos – Do Homem à Máquina

547 visualizações

Publicada em

Definições da IA - Testes e Máquina de Turing - Mente, Comportamento e Motivação

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
547
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conceitos – Do Homem à Máquina

  1. 1. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Conceitos – Do Homem à Máquina
  2. 2. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Charles Fortes
  3. 3. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Charles Fortes Líder Técnico na Empresa Prime Systems. Agilista, apaixonado por desenvolvimento (Web, Desktop, Mobile, o que for), pai, amante do Paintball e do Kenjutsu. MTAC - Microsoft Technical Audience Contributor 100Loop - DotNetRaptors
  4. 4. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Charles Fortes Líder Técnico na Empresa Prime Systems. Agilista, apaixonado por desenvolvimento (Web, Desktop, Mobile, o que for), pai, amante do Paintball e do Kenjutsu. MTAC - Microsoft Technical Audience Contributor 100Loop - DotNetRaptors SlideShare: http://pt.slideshare.net/charleswellingtonfortes Linkedin: http://br.linkedin.com/in/charlesfortes/ Twitter: @CharlesFortes
  5. 5. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Charles Fortes Líder Técnico na Empresa Prime Systems. Agilista, apaixonado por desenvolvimento (Web, Desktop, Mobile, o que for), pai, amante do Paintball e do Kenjutsu. MTAC - Microsoft Technical Audience Contributor 100Loop - DotNetRaptors Desenvolvimento Web – MVC – Angular.JS – JQuery – SQLServer – MySQL – HTML5 – NoSQL
  6. 6. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Apresentação dos Trabalhos
  7. 7. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes
  8. 8. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Definições
  9. 9. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Definições da Inteligência Artificial “A automação de atividades que nós associamos com o pensamento humano, atividades como a tomada de decisão, a resolução de problemas, o aprendizado...” [Bellman, 1978] “O novo e interessante esforço para fazer os computadores pensarem... máquinas com mentes,no sentido total e literal.” (Haugeland, 1985) “A arte de criar máquinas que realizam funções que requerem inteligência quando realizadas por pessoas” [Kurzwell, 1990] “O estudo das computações que tornam possível perceber, raciocinar e agir” [Winston, 1992] “O estudo das faculdades mentais pelo uso de modelos computacionais.” (Charniak e McDermott 1985) “O estudo e o projeto de agentes inteligentes” [Poole et al.,1998] RacionalmenteHumanamente P e n s a n d o A g i n d o
  10. 10. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Teste de Turing
  11. 11. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Agindo de Forma Humana Teste de Turing foi projetado por Alan Turing - 1950, para fornecer uma definição satisfatória de inteligência onde o computador precisaria ter determinadas capacidades.
  12. 12. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Agindo de Forma Humana Processamento linguagem natural -> comunicar Representação de conhecimento -> armazenar Raciocínio automatizado -> responder Aprendizado de máquina -> adaptar e extrapolar Visão de computador -> perceber objetos Robótica -> manipular e movimentar-se
  13. 13. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Máquina de Turing Modelo abstrato de um computador, que se restringe apenas aos aspectos lógicos do seu funcionamento (memória, estados e transições) e não à sua implementação física. Numa máquina de Turing pode-se modelar qualquer computador digital.
  14. 14. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Máquina de Turing Uma fita que é dividida em células, uma adjacente à outra. Cada célula contém um símbolo de algum alfabeto finito. Um cabeçote, que pode ler e escrever símbolos na fita e mover-se para a esquerda e para a direita. Um registrador de estados, que armazena o estado da máquina de Turing. O número de estados diferentes é sempre finito e há um estado especial denominado estado inicial com o qual o registrador de estado é inicializado.
  15. 15. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Máquina de Turing Uma fita que é dividida em células, uma adjacente à outra. Cada célula contém um símbolo de algum alfabeto finito. Um cabeçote, que pode ler e escrever símbolos na fita e mover-se para a esquerda e para a direita. Um registrador de estados, que armazena o estado da máquina de Turing. O número de estados diferentes é sempre finito e há um estado especial denominado estado inicial com o qual o registrador de estado é inicializado.
  16. 16. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Máquina de Turing • Uma tabela de ação diz à máquina que símbolo escrever, como mover o cabeçote e qual será seu novo estado, dado o símbolo que ela acabou de ler na fita e o estado em que se encontra. Se não houver entrada alguma na tabela para a combinação atual de símbolo e estado, então a máquina para.
  17. 17. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Máquina de Turing Máquinas de Turing determinísticas: quando estão em um certo estado, lendo um certo dado, podem se movimentar de um único modo rumo à próxima configuração. Máquinas de Turing não-determinísticas: podem se mover para diversas configurações, a partir do dado lido e da configuração interna atual.
  18. 18. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes A mente humana
  19. 19. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes As complexidades por trás da mente humana Como Agimos? Como pensamos? Por que Agimos? Existem uma série de complexidades por trás do comportamento e da forma como o homem se comporta. Desde a antiguidade filosofamos e estudamos o cerne da mente humana, seu pensamento e suas ações, mas temos muito caminho ainda a percorrer.
  20. 20. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Vídeos
  21. 21. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Motivações Humanas
  22. 22. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes O sistema de necessidades de Murray Necessidades ligadas à ambição: Desempenho Reconhecimento Exibição Necessidades relacionadas a objetos inanimados: Aquisição Ordem Retenção Construção Necessidades ligadas à defesa do próprio status : Evitação de mostrar as próprias fraquezas Defesa Reação a ameaças Necessidades ligadas ao poder humano: Dominância Deferência Autonomia Contrariação a outras opiniões Agressão Submissão Evitação de vergonha Necessidades ligadas à afeição entre pessoas Afiliação (comunidade) Rejeição Cuidar Ser cuidado Brincar Necessidades ligadas à troca de informações: Conhecimento Explicação
  23. 23. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes As necessidades segundo Maslow
  24. 24. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes GoTo XMind
  25. 25. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Da Ficção ao Mundo Real
  26. 26. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Filmes Exterminador do Futuro (1984 – 2009) – SkyNet Matrix - 1999 – Matrix / O Arquiteto / Smith Resident Evil (2002) – Red Queen Eu, Robô (2004) – VIKI Wall-e (2008) – Axiom Computer Trancendence (2014)- Dr. Will Caster
  27. 27. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Leis da Robotica 1ª Lei: Um robô não pode ferir um ser humano ou, por inação, permitir que um ser humano sofra algum mal. 2ª Lei: Um robô deve obedecer as ordens que lhe sejam dadas por seres humanos exceto nos casos em que tais ordens entrem em conflito com a Primeira Lei. 3ª Lei: Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira ou Segunda Leis. Mais tarde Asimov acrescentou a “Lei Zero”, acima de todas as outras: um robô não pode causar mal à humanidade ou, por omissão, permitir que a humanidade sofra algum mal.
  28. 28. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Hoje na Vida Real Vídeos
  29. 29. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes 03/03/2015 - http://shop.robotslab.com/products/nao-h25
  30. 30. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Apresentar na próxima aula Entregas por e-mail: chalkmaster@gmail.com Enviar uma cópia para meu e-mail até 11/03/2015 18h (horário de Brasília) com o assunto [SI-IA] Turing + Mapa Conceitual Uma entrega por grupo Explicar o Teste de Turing + Conceito da Máquina Universal de Turing + O que é um mapa conceitual Vou escolher três grupos, um para falar de cada tema
  31. 31. Inteligência Artificial Prof. Charles Fortes Dúvidas?

×