Era vargas.

4.941 visualizações

Publicada em

Slide sobre a Era Vargas. História do Brasil

Publicada em: Educação, Negócios, Carreiras
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.941
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
72
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
244
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Era vargas.

  1. 1. A ERA VARGAS DO GOVERNO PROVISÓRI AO ESTADO NOVO
  2. 2. A sucessão de Washington Luiz <ul><li>Em 1929 o Brasil começa a sofrer com a crise internacional </li></ul><ul><li>O final daquele ano foi marcado pela crescente queda das exportações </li></ul><ul><li>Ano eleitoral, em que se decidira quem seria o novo presidente do Brasil </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Minas esperava que o próximo presidente fosse o governador Antônio Carlos Andrada </li></ul><ul><li>Washington Luiz surpreende com a indicação de Júlio Prestes. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>As oligarquias de Minas Gerais, Paraíba e Rio Grande do Sul não concordam com a escola e lançam a candidatura de Getúlio Vargas e João Pessoa. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Tem início a Aliança Liberal, que se opõe às oligarquias paulistas e promove uma intensa campanha eleitoral para garantir que Vargas seja o próximo presidente. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>A eleição termina com a vitória de Julio Prestes. </li></ul><ul><li>Antes da posse do novo presidente, João Pessoa é assassinato na Paraíba. </li></ul><ul><li>A Aliança Liberal usa o crime como pretexto para dar um golpe, depor Washington Luiz e impedir a posse de Júlio Prestes. </li></ul><ul><li>O movimento fica conhecido como REVOLUÇÃO DE 1930 e marca o fim da REPÚBLICA DAS OLIGARQUIAS. </li></ul>
  7. 8. O GOVERNO PROVISÓRIO (1930-1934) <ul><li>Getúlio Vargas assume o governo provisoriamente. </li></ul><ul><li>O que deveria durar um ano, dura 4 anos </li></ul><ul><li>Uma das primeiras medidas de Getúlio foi criar as leis trabalhistas, mais tarde incorporada à Constituição de 1934. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Vargas se torna o pai dos pobres, adorado pelos trabalhadores, que acreditam que devem a ele tudo o que conquistaram. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>Se as leis trabalhistas agradaram os trabalhadores, elas desestabilizaram os sindicatos </li></ul><ul><li>Vargas coloca pessoas de sua confiança nos sindicatos e passa a controla-los. </li></ul><ul><li>Surge a figura do PELEGO. </li></ul>
  10. 12. <ul><li>As mulheres conquistaram o direito ao voto, durante o governo de Vargas. </li></ul><ul><li>Também foram criadas leis de proteção às mulheres trabalhadores (embora elas nem sempre fossem obedecidas); </li></ul>
  11. 13. Combatendo a crise econômica <ul><li>Para combater a crise econômica, Vargas procurou: </li></ul><ul><li>renegociar os acordos de pagamentos de dívidas externas; </li></ul><ul><li>Implantar um controle de câmbio onde desvalorizou a moeda nacional e elevou as tarifas para produtos importados, diminuindo as importações; </li></ul><ul><li>Investiu na industrialização; </li></ul><ul><li>Comprou e queimou café para provocar a elevação do preço desse produto. </li></ul>
  12. 14. Café sendo preparado para ser incinerado.
  13. 15. A Revolução Constitucionalista de 1932
  14. 17. <ul><li>Com a Revolução de 1930 os paulistas foram excluídos da política Nacional. </li></ul><ul><li>Desejavam retornar através das eleições, mas Getúlio não marcava nem as eleições para a Constituinte, nem para presidente. </li></ul><ul><li>Para piorar, nomeou um interventor para São Paulo que não era paulista. </li></ul><ul><li>Começa então uma lutar armada contra o Governo Federal. </li></ul>
  15. 19. <ul><li>Os paulistas exigem uma nova Constituição e eleições para presidente. </li></ul><ul><li>São Paulo vira uma praça de guerra e a capital chega a ser bombardeada por aviões. </li></ul><ul><li>Os paulistas se rendem. </li></ul><ul><li>Vargas marca as eleições para presidente e para a Constituinte. </li></ul><ul><li>A nova Constituição é aprovada em 1934. </li></ul><ul><li>Vargas é eleito pelo colégio eleitoral (eleições indiretas) </li></ul>
  16. 21. O Governo Constitucional de Vargas (1934-1937) <ul><li>Nos três anos de governo Constitucional, Vargas procura construir alianças que o permitem ficar no poder. </li></ul><ul><li>Ele se alia à Ação Integralista Brasileira, uma organização de extrema direita, nacionalista de moldes fascistas. </li></ul><ul><li>Seu principal líder foi Plínio Salgado </li></ul>
  17. 22. Cartaz da AIB Plínio Salgado Símbolo Integralista Passeata promovida pela AIB Saudação Integralista: Anauê
  18. 23. <ul><li>Em oposição estava a Aliança Nacional Libertadora, criada pelo Partido Comunista, em 1935 o objetivo de organizar e instaurar um governo de inspiração soviética no Brasil. . </li></ul><ul><li>Seu principal líder foi Luiz Carlos Prestes. </li></ul><ul><li>Luiz Carlos Prestes ficou conhecido, também, pelo seu romance com Olga Prestes Bernário, que foi enviada para um campo de concentração na Alemanha grávida, onde morreu. </li></ul><ul><li>Sua filha, Anita Prestes sobreviveu e foi resgatada pela avó paterna. </li></ul>
  19. 25. Intentona Comunista <ul><li>Intentona Comunista, também conhecida como Revolta Vermelha de 35 e 'Levante Comunista, foi uma tentativa de golpe contra o governo de Getúlio Vargas realizado em novembro de 1935 pelo Partido Comunista Brasileiro em nome da Aliança Nacional Libertadora, sob a liderança de Luiz Carlos Prestes. </li></ul><ul><li>O Golpe fracassou, mas serviu de pretexto para Vargas concentrar mais poderes, em nome da segurança nacional. </li></ul>
  20. 27. Plano Cohen <ul><li>Tratava-se de um plano supostamente comunista, que visava ao assassinato de personalidades importantes a fim de se tomar o poder. </li></ul><ul><li>Na verdade, foi uma farsa arquitetada por Getúlio à junto AIB. </li></ul><ul><li>Getúlio Vargas declara estado de guerra e implanta uma ditadura pessoal, em 1937. </li></ul><ul><li>Argumentando a necessidade de se colocar fim às agitações, Vargas decretou fim do congresso e anunciou a nova constituição. </li></ul><ul><li>Em dois de dezembro de 1937, os partidos foram dissolvidos. </li></ul><ul><li>Era o início do estado novo. </li></ul>
  21. 28. <ul><li>No Estado Novo, Getúlio impõe um rígido controle dos meios de comunicação e da educação. </li></ul><ul><li>O Estado está presente em quase tudo e a figura de Vargas é exaltada pelos trabalhadores. </li></ul><ul><li>O Nacionalismo fica mais forte. </li></ul>
  22. 30. DEPARTAMENTO DO IMPRENSA E PROPAGANDA <ul><li>O DIP foi criado em 1939, em substituição ao &quot;Departamento de Propaganda e Difusão Cultural&quot; (DPDC) que, em 1934, havia substituído ao Departamento Oficial de Propaganda (DOP), cuja estrutura obsoleta obrigou ao governo a ampliar sua abrangência. </li></ul><ul><li>O DIP, era dirigido pelo jornalista e intelectual Lourival Fontes. </li></ul>
  23. 32. O Fim do Estado Novo <ul><li>A guerra contra o nazi-fascismo foi aproveitada pelos grupos liberais brasileiros para combater o próprio Estado Novo. </li></ul><ul><li>A contradição em se lutar pela liberdade de outros países e manter uma ditadura fez com que Vargas desse início a abertura democrática. </li></ul><ul><li>O governo fixou prazo para à próxima eleição presidencial. </li></ul><ul><li>Concedeu anistia ampla a todos os condenados políticos. </li></ul><ul><li>Soltou os comunistas que estavam na cadeia. </li></ul><ul><li>Permitiu a volta dos exilados ao país. </li></ul><ul><li>Foram organizados diversos partidos políticos. </li></ul><ul><li>Foi permitida a legalização do PCB (Partido Comunista do Brasil), que vivia na clandestinidade.         </li></ul>
  24. 34. <ul><li>Durante a campanha eleitoral, Getúlio Vargas fazia um jogo duplo. Apoiava aparentemente o general Eurico Gaspar Dutra. Mas, às escondidas, estimulava um movimento popular que pedia sua permanência no poder. </li></ul><ul><li>Era o queremismo, palavra derivada dos gritos populares de “Queremos Getúlio!”. O queremismo era impulsionado pelo PTB e pelo PCB. </li></ul><ul><li>Em 29 de outubro de 1945, tropas do Exército cercaram a sede do governo (Palácio do Catete) e obrigaram Vargas à renúncia. </li></ul><ul><li>Era o fim do Estado Novo. Getúlio Vargas foi afastado do poder sem receber nenhuma punição política. </li></ul><ul><li>Com o apoio político de Vargas, o general Dutra venceu as eleições presidenciais. </li></ul>

×