De Correção do Mercado a Fazimento de Mercado:
implicações para crescimento inclusivo inteligente
Mariana Mazzucato
Profes...
• Crescimento inteligente (mais inovação)
• Crescimento sustentável (mais verde)
• Crescimento inclusivo (menos desigualda...
“Homens pragmáticos, que acreditam serem eles próprios
isentos de qualquer influência intelectual, são usualmente os
escra...
Falhas de
coordenação
ex.
investimento
pró-cíclico
Bens públicos
ex. conhecimento,
ar limpo
Externalidades
negativas
ex. p...
“A estrada para o livre mercado
foi aberta e mantida aberta por
um enorme aumento de
intervencionismo contínuo,
centralmen...
setor
privado
setor
público
A suposição
risco e retorno
• Crescimento inteligente (mais inovação)
• Crescimento sustentável (mais verde)
• Crescimento inclusivo (menos desigualda...
Políticas de falhas de mercado não explicam
Tecnologias de Propósito Geral
• sistema de ‘produção em massa’
• tecnologias ...
Financiamento orientado a missão
através de toda a cadeia de inovação
1. pesquisa 2. conceito/
invenção
3. desenvol-
vimen...
Capital de Risco Privado e Público (SBIR)
Fonte: Block and Keller, 2012
CR Estágio Inicial
CR Semente
SBIR Fase II
SBIR Fa...
O que faz o iPhone ser tão ‘inteligente’?
Source: Mazzucato (2013), p. 109, Fig. 13
Gastos totais dos INS, 1936-2011 em dólares de 2011 = $792 bilhões
Orçamento dos INS para 2012 = $30.9 bilhões
Fonte: http...
[Financiamento
orientado-a-
missão para
inovação
Novas ideias para
crescimento puxado por
investimento
EDITADO POR
Mariana...
Fonte: OECD 2012 http://www.oecd.org/sti/sti-outlook-2012-financing-business-rd.pdf
Financiamento governamental direto a P...
• Crescimento inteligente (mais inovação)
• Crescimento sustentável (mais verde)
• Crescimento inclusivo (menos desigualda...
Investimentos públicos e privados
em tecnologia verde (2011)
Source: Climate Finance Initiative
Instituições
de financia-
...
Bilhões
Financiamento do KfW a projetos industriais de proteção
ambiental e climática na Alemanha
2001-2012
Programa de En...
Banco de Desenvolvimento da China (CDB)
Meta chinesa para 2020 de produzir 20% de energia a partir de
fontes renováveis. P...
0
200
400
600
800
1.000
1.200
1.400
2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010
BRLMillions
Desenbolsos do BNDE...
• Crescimento inteligente (mais inovação)
• Crescimento sustentável (mais verde)
• Crescimento inclusivo (menos desigualda...
Compartilhando riscos e recompensas
Onde estão as Xerox Parcs & Bell Labs
da energia?
0
100
200
300
400
500
600
700
800
900
US$milhõesde2002
Investimentos em ...
0.00
0.20
0.40
0.60
0.80
1.00
1.20
1.40
1.60
1.80
2.00
2.20
2.40
1980
1981
1982
1983
1984
1985
1986
1987
1988
1989
1990
19...
Fonte: Piketty, 2013
DESIGUALDADE DE RENDA NOS ESTADOS UNIDOS, 1920-2010
PARTICIPAÇÃODODECILMAISALTONARENDANACIONAL
“Eu trabalho com investidores há 60 anos e eu ainda estou
para ver alguém – nem mesmo quando taxas de ganhos de
capital er...
Crescimento
inclusivo
Estado
reformar o sistema tributário
limitar as recompras de ações
reter as “golden shares” de DPI
estabelecer teto de preços...
DIREÇÕES. Política pública como estabelecimento ativo de direção
da mudança. Como fomentar um debate mais democrático sob...
Pense
novamente!
setor
privado
setor
público
Referências de fundo
The Entrepreneurial State: debunking private vs. public sector myths Anthem Press:
London, UK, 2013
T...
Apresentação - Mariana mazzucato pt final
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação - Mariana mazzucato pt final

1.128 visualizações

Publicada em

Seminário Internacional Papel do Estado no Século XXI: desafios para a gestão pública

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.128
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
76
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação - Mariana mazzucato pt final

  1. 1. De Correção do Mercado a Fazimento de Mercado: implicações para crescimento inclusivo inteligente Mariana Mazzucato Professora R.M. Phillips em Economia da Inovação Unidade de Pesquisa sobre Política Científica (SPRU), Universidade de Sussex, Reino Unido www.marianamazzucato.com @MazzucatoM Direitos autorais dos slides © Mariana Mazzucato
  2. 2. • Crescimento inteligente (mais inovação) • Crescimento sustentável (mais verde) • Crescimento inclusivo (menos desigualdade)
  3. 3. “Homens pragmáticos, que acreditam serem eles próprios isentos de qualquer influência intelectual, são usualmente os escravos de algum economista morto. …Eu estou certo de que o poder de interesses escusos é vastamente exagerado comparado à gradual intrusão das ideias” John M. Keynes, A Teoria Geral, 1936 “A coisa importante para o Governo não é fazer coisas que indivíduos já estão fazendo, e as fazer um pouco melhor ou um pouco pior; mas fazer aquelas coisas que no presente não são feitas de forma alguma.” John M. Keynes, O Fim do Laissez Faire, 1926 O que o Estado deve fazer?
  4. 4. Falhas de coordenação ex. investimento pró-cíclico Bens públicos ex. conhecimento, ar limpo Externalidades negativas ex. poluição Falhas de informação ex. financiamento de PME Concorrência imperfeita ex. monopólios Políticas como correção de falhas de mercado
  5. 5. “A estrada para o livre mercado foi aberta e mantida aberta por um enorme aumento de intervencionismo contínuo, centralmente organizado e controlado… Administradores tiveram que estar constantemente de guarda para assegurar o livre funcionamento do sistema.” Karl Polanyi, 1944 A Grande Transformação Uma visão radicalmente diferente: moldagem & criação de mercado
  6. 6. setor privado setor público A suposição risco e retorno
  7. 7. • Crescimento inteligente (mais inovação) • Crescimento sustentável (mais verde) • Crescimento inclusivo (menos desigualdade)
  8. 8. Políticas de falhas de mercado não explicam Tecnologias de Propósito Geral • sistema de ‘produção em massa’ • tecnologias de aviação • tecnologias espaciais • TI • internet • energia nuclear • nanotecnologia • tecnologia verde
  9. 9. Financiamento orientado a missão através de toda a cadeia de inovação 1. pesquisa 2. conceito/ invenção 3. desenvol- vimento de tecnologia em estágio inicial 4. Desenvol- vimento de produto 5. produção/ marketing Investidores anjos, corporações, laboratórios de tecnologia, SBIR, NASA NSF, NIH, DARPA Pesquisa corporativa Fundos de risco corporativo, títulos, débito comercial Capital de Risco, capital de risco público, NIH, laboratórios, ARPA-E Fonte frequentemente financia esse estágio tecnológico Fonte ocasionalmente financia esse estágio tecnológico Patente Invenção: protótipo funcional Validação de Negócio Nova firma ou programa de inovação Nogócio viável Fonte: Auerswald/Branscomb , 2003
  10. 10. Capital de Risco Privado e Público (SBIR) Fonte: Block and Keller, 2012 CR Estágio Inicial CR Semente SBIR Fase II SBIR Fase I STTR
  11. 11. O que faz o iPhone ser tão ‘inteligente’? Source: Mazzucato (2013), p. 109, Fig. 13
  12. 12. Gastos totais dos INS, 1936-2011 em dólares de 2011 = $792 bilhões Orçamento dos INS para 2012 = $30.9 bilhões Fonte: http://officeofbudget.od.nih.gov/approp_hist.html Orçamentos dos Institutos Nacionais de Saúde 1936-2011 Orçamento dos INS, bi US$ de 2011 biUS$de2011
  13. 13. [Financiamento orientado-a- missão para inovação Novas ideias para crescimento puxado por investimento EDITADO POR Mariana Mazzucato E Caetano C.R. Penna]
  14. 14. Fonte: OECD 2012 http://www.oecd.org/sti/sti-outlook-2012-financing-business-rd.pdf Financiamento governamental direto a P&D de empresas e incentivos fiscais p/ P&D, 2010 Como percentual do PIB
  15. 15. • Crescimento inteligente (mais inovação) • Crescimento sustentável (mais verde) • Crescimento inclusivo (menos desigualdade)
  16. 16. Investimentos públicos e privados em tecnologia verde (2011) Source: Climate Finance Initiative Instituições de financia- mento ao desenvol- vimento Desenvol- vedores de projetos (incluindo utilidades públicas) Atores corporativos Domicílios Instituições Financeiras Comerciais Governos (orçamentos) Títulos Privados, Capital de Risco e Fundos de Infra- estrutura Investidores Institucionais Bilhões
  17. 17. Bilhões Financiamento do KfW a projetos industriais de proteção ambiental e climática na Alemanha 2001-2012 Programa de Energias Renováveis do KfW Outros programas de energia renovável
  18. 18. Banco de Desenvolvimento da China (CDB) Meta chinesa para 2020 de produzir 20% de energia a partir de fontes renováveis. Plano quinquenal inclui US$ 1 trilhão em 5 novos setores (verdes). CDB fundou o CDB Capital, um fundo de ‘títulos públicos’ com US$ 5,76 bi para financiar start-ups inovadoras dos setores de energia e telecom. Yingli Green Energy recebeu $ 1,7 bi de 2008 a 2012 com uma linha de crédito de $5,3 bi aberta para ela. LDK Solar ($9,1 bi); Sinovel Wind ($6,5 bi); Suntech Power ($7,6 bn); e Trina Solar ($4,6 bi), Financiamento paciente comprometido tem “permitido companhias chinesas a darem um salto de produção e reduzir custos” de tecnologias de energia renovável. Fonte: Sanderson and Forsythe, 2013
  19. 19. 0 200 400 600 800 1.000 1.200 1.400 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 BRLMillions Desenbolsos do BNDES para Inovação (Em milhões de R$ de 2010 constantes) Non-refundable Refundable Fonte: Bastos (2012) Não-renovável Renovável R$milhões
  20. 20. • Crescimento inteligente (mais inovação) • Crescimento sustentável (mais verde) • Crescimento inclusivo (menos desigualdade)
  21. 21. Compartilhando riscos e recompensas
  22. 22. Onde estão as Xerox Parcs & Bell Labs da energia? 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 US$milhõesde2002 Investimentos em P&D em energia renovável nos EUA em milhões de dólares de 2002 Public sector Private sector Fonte: Nemet and Kammen (2007), “U.S. energy research and development: Declining investment, increasing need, and the feasibility of expansion”, Energy Policy, 35 (1), 746-755 Setor público Setor privado
  23. 23. 0.00 0.20 0.40 0.60 0.80 1.00 1.20 1.40 1.60 1.80 2.00 2.20 2.40 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 ratio TD/NI RP/NI (TD+RP)/NI RP/R&D Recompras, dividendos, renda líquida, P&D 1980-2006 (293 corporações na S&P500 em outubro de 2007 em operação em 1980) Source: Lazonick & Mazzucato, 2013; Lazonick, 2014 As 500 maiores companhias (“Furtune 500”) gastaram US$3 trilhões em recompras ao longo da última década… Criação de valor vs. Extração de valor! proporção
  24. 24. Fonte: Piketty, 2013 DESIGUALDADE DE RENDA NOS ESTADOS UNIDOS, 1920-2010 PARTICIPAÇÃODODECILMAISALTONARENDANACIONAL
  25. 25. “Eu trabalho com investidores há 60 anos e eu ainda estou para ver alguém – nem mesmo quando taxas de ganhos de capital eram 39,9% em 1976-77 – se inibir e desistir de um investimento sensato por causa da taxa de tributos sobre o ganho potencial. As pessoas investem para ganhar dinheiro, e tributos potenciais nunca as amedrontaram. E para aqueles que argumentam que taxas mais altas prejudicariam a criação de empregos, eu observaria que um total líquido de quase 40 milhões de empregos foram adicionados entre 1980 e 2000. Você sabre o que aconteceu desde então: menores taxas tributárias e ainda uma menor criação de empregos. E… por que os ganhos de capital caem em 1976? Warren Buffet
  26. 26. Crescimento inclusivo Estado
  27. 27. reformar o sistema tributário limitar as recompras de ações reter as “golden shares” de DPI estabelecer teto de preços (lei Bayh Dole permite isso) empréstimos condicionados à renda reter alguma equidade (lição de Tesla & Solyndra) re-pagamento de % em um ‘fundo de inovação’ Bancos de investimentos estatais E mais…(mais onde está a conversa?) (discutido em Mazzucato, 2013; 2015) Melhor ‘negócio’ entre público e privado
  28. 28. DIREÇÕES. Política pública como estabelecimento ativo de direção da mudança. Como fomentar um debate mais democrático sobre possíveis direções (e parar com preocupações inúteis sobre "escolher vencedores"). AVALIAÇÃO. Como avaliar as investimentos públicos criadores de mercado (empurrando fronteiras de mercado)? ORANIZAÇÕES EXPLORADORAS. Como construir organizações exploradoras do setor público que deem boas vindas a tentativa e erro? RISCOS E RECOMPENSAS. Como socializar ambos os riscos e recompensas, com fundo rotativo para a inovação futura e bem-estar. (discutido em Mazzucato, 2015) Novas questões para política econômica
  29. 29. Pense novamente! setor privado setor público
  30. 30. Referências de fundo The Entrepreneurial State: debunking private vs. public sector myths Anthem Press: London, UK, 2013 The risk-reward nexus in the innovation-inequality relationship: Who takes the risks? Who gets the rewards? Industrial and Corporate Change, 22:4:1093-1128, with Bill Lazonick, 2013 Beyond market failures: "The market creating and shaping roles of state investment banks, SPRU Working Paper Series, 2014-21, with Caetano Penna, 2014 Accounting for productive investment and value creation, Industrial and Corporate Change, with Alan Shipman, 2014 Innovation policy: smart and inclusive? in New Perspectives on Industrial Policy for a Modern Britain. D. Bailey, K. Cowling and P.R. Tomlinson (eds.) Oxford University Press: Oxford, 2015 Innovation as Growth Policy (2015), in The Triple Challenge: Europe in a New Age. J. Fagerberg, S. Laestadius, and B. Martin (eds.) Oxford University Press: Oxford, with Carlota Perez, 2015

×