SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Marca registrada da cidade do Rio de Janeiro, o morro do Pão
de Açúcar é uma montanha despida de vegetação em sua quase
totalidade. É um bloco único de uma rocha proveniente do
granito, que sofreu alteração por pressão e temperatura e
possui idade superior a 600 milhões de anos.
O Pão de Açúcar é circundado por uma vegetação
característica do clima tropical, especificamente um resquício
de Mata Atlântica com espécies nativas que em outros pontos
da vegetação litorânea brasileira já foram extintas.
 Em 1912, a inauguração de um caminho aéreo no Rio de Janeiro incluía no
mapa turístico do Brasil empreendimento que se tornaria mundialmente
famoso BONDINHO DO PÃO DE AÇÚCAR. Hoje, a visão dos bondinhos, no seu
constante vaivém, está incorporada à paisagem carioca.
Construído, operado e mantido pela Companhia Caminho Aéreo Pão de
Açúcar, o complexo turístico Pão de Açúcar foi criado para o divertimento
de milhares de pessoas num local privilegiado pela beleza panorâmica.
Augusto Ferreira Ramos, engenheiro brasileiro, nascido em
22 de agosto de 1860, participava como Coordenador Geral
da Exposição Nacional de 1908, realizada na Praia Vermelha,
em comemoração ao centenário da abertura dos portos
brasileiros às nações amigas, quando teve a idéia da
construção de um caminho aéreo para o alto do Pão de
Açúcar.
Há várias versões históricas a respeito da origem do nome Pão
de Açúcar. Segundo o historiador Vieira Fazenda, foram os
portugueses que deram esse nome, pois durante o apogeu do
cultivo da cana-de-açúcar no Brasil (século XVI e XVII), após a
cana ser espremida e o caldo fervido e apurado, os blocos de
açúcar eram colocados em uma forma de barro cônica para
transportá-lo para a Europa, que era denominada pão de
açúcar. A semelhança do penhasco carioca com aquela forma
de barro teria originado o nome.
O penedo teve ao correr do tempo, cronologicamente, os
seguintes nomes:
“Pau-nh-açuquã” da língua Tupi, dado pelos Tamoios, os primitivos
habitantes da Baía de Guanabara, significando “morro alto, isolado
e pontudo”; “Pot de beurre” dado pelos franceses invasores da
primeira leva; “Pão de Sucar” dado pelos primeiros colonizadores
portugueses; “Pot de Sucre” dado pelos franceses invasores da
segunda leva. Ortograficamente, segundo a anterior ortografia da
Língua Portuguesa, “Pão de Assucar”, era com ss.
O nome Pão de Açúcar generalizou-se, a partir da segunda metade
do século XIX, quando o Rio de Janeiro recebeu as missões
artísticas do desenhista e pintor alemão Johann Moritz Rugendas e
do artista gráfico francês Jean Baptiste Debret que, em magníficos
desenhos e gravuras, exaltaram a beleza do Pão de Açúcar.
Aluno: Enzo Miranda/ Turma: 801
Professora: Vania/ Informática.
Fontes: http://www.bondinho.com.br/
www.google.com.br/imagens

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Turismo vila velha es
Turismo vila velha esTurismo vila velha es
Turismo vila velha esmarcialippaus
 
Pontos Turisticos De BeléM 3 Ano A
Pontos Turisticos De BeléM 3 Ano APontos Turisticos De BeléM 3 Ano A
Pontos Turisticos De BeléM 3 Ano AAngela
 
Trabalho de geografia
Trabalho  de    geografiaTrabalho  de    geografia
Trabalho de geografiaEdimeia Moura
 
Turismo em Vila Velha
Turismo em Vila VelhaTurismo em Vila Velha
Turismo em Vila Velhamarcialippaus
 
Pps delz@ tom vinicius
Pps delz@ tom viniciusPps delz@ tom vinicius
Pps delz@ tom viniciusMENSAGENSDOROY
 
Pps delz@ tom vinicius
Pps delz@ tom viniciusPps delz@ tom vinicius
Pps delz@ tom viniciusafrodite2007
 
Brasil rio de janeiro
Brasil rio de janeiroBrasil rio de janeiro
Brasil rio de janeirojoflay
 
Portugal - 35 lugares saídos de contos de fadas
Portugal - 35 lugares saídos de contos de fadasPortugal - 35 lugares saídos de contos de fadas
Portugal - 35 lugares saídos de contos de fadasDavid Pires
 
Turismo em Vila Velha
Turismo em Vila VelhaTurismo em Vila Velha
Turismo em Vila Velhakeylakrause
 
Património material edificado
Património material edificadoPatrimónio material edificado
Património material edificadoStora-hist
 
Pontos turisticos de manaus ana gloria bessa.
Pontos turisticos de manaus  ana gloria bessa.Pontos turisticos de manaus  ana gloria bessa.
Pontos turisticos de manaus ana gloria bessa.nereidadasilvabessa
 
Calcário Conquìfero
Calcário Conquìfero Calcário Conquìfero
Calcário Conquìfero Arita155
 
Guia Turistico Do Rio De Janeiro
Guia Turistico Do Rio De JaneiroGuia Turistico Do Rio De Janeiro
Guia Turistico Do Rio De JaneiroPPS Fã
 
Rio de janeiro Prospecto 9o. D 2012
Rio de janeiro Prospecto 9o. D 2012Rio de janeiro Prospecto 9o. D 2012
Rio de janeiro Prospecto 9o. D 2012Marcia Facelli
 

Mais procurados (18)

Turismo vila velha es
Turismo vila velha esTurismo vila velha es
Turismo vila velha es
 
Pontos Turisticos De BeléM 3 Ano A
Pontos Turisticos De BeléM 3 Ano APontos Turisticos De BeléM 3 Ano A
Pontos Turisticos De BeléM 3 Ano A
 
Trabalho de geografia
Trabalho  de    geografiaTrabalho  de    geografia
Trabalho de geografia
 
Turismo em Vila Velha
Turismo em Vila VelhaTurismo em Vila Velha
Turismo em Vila Velha
 
Pps delz@ tom vinicius
Pps delz@ tom viniciusPps delz@ tom vinicius
Pps delz@ tom vinicius
 
Pps delz@ tom vinicius
Pps delz@ tom viniciusPps delz@ tom vinicius
Pps delz@ tom vinicius
 
Brasil rio de janeiro
Brasil rio de janeiroBrasil rio de janeiro
Brasil rio de janeiro
 
Salvador
SalvadorSalvador
Salvador
 
Portugal - 35 lugares saídos de contos de fadas
Portugal - 35 lugares saídos de contos de fadasPortugal - 35 lugares saídos de contos de fadas
Portugal - 35 lugares saídos de contos de fadas
 
Acantilado morro branco
Acantilado morro brancoAcantilado morro branco
Acantilado morro branco
 
Turismo em Vila Velha
Turismo em Vila VelhaTurismo em Vila Velha
Turismo em Vila Velha
 
Património material edificado
Património material edificadoPatrimónio material edificado
Património material edificado
 
Roteiro Manaus
Roteiro ManausRoteiro Manaus
Roteiro Manaus
 
Calcario conquifero
Calcario conquiferoCalcario conquifero
Calcario conquifero
 
Pontos turisticos de manaus ana gloria bessa.
Pontos turisticos de manaus  ana gloria bessa.Pontos turisticos de manaus  ana gloria bessa.
Pontos turisticos de manaus ana gloria bessa.
 
Calcário Conquìfero
Calcário Conquìfero Calcário Conquìfero
Calcário Conquìfero
 
Guia Turistico Do Rio De Janeiro
Guia Turistico Do Rio De JaneiroGuia Turistico Do Rio De Janeiro
Guia Turistico Do Rio De Janeiro
 
Rio de janeiro Prospecto 9o. D 2012
Rio de janeiro Prospecto 9o. D 2012Rio de janeiro Prospecto 9o. D 2012
Rio de janeiro Prospecto 9o. D 2012
 

Destaque

Artigo sobre gênero e consumo televisivo na infância
Artigo sobre gênero e consumo televisivo na infânciaArtigo sobre gênero e consumo televisivo na infância
Artigo sobre gênero e consumo televisivo na infânciaJoice Araújo Esperança
 
Floresta da tijuca
Floresta da tijuca Floresta da tijuca
Floresta da tijuca sr501
 
Alexandre céu rafael_pereira_tema2
Alexandre céu rafael_pereira_tema2Alexandre céu rafael_pereira_tema2
Alexandre céu rafael_pereira_tema2areadeprojecto7b
 
Geografia sudeste-aspectos gerais
Geografia   sudeste-aspectos geraisGeografia   sudeste-aspectos gerais
Geografia sudeste-aspectos geraisLenivaldo Costa
 
Tarefa 2 Apresentação do Rio de Janeiro.
Tarefa 2  Apresentação do Rio de Janeiro.Tarefa 2  Apresentação do Rio de Janeiro.
Tarefa 2 Apresentação do Rio de Janeiro.dulceufrj2014
 
Marcia real inceri2010
Marcia real inceri2010Marcia real inceri2010
Marcia real inceri2010LCA promo
 
Fatores climáticos mm gina 12-13
Fatores climáticos   mm gina  12-13Fatores climáticos   mm gina  12-13
Fatores climáticos mm gina 12-13Gina Espenica
 
Fomas represent.terra
Fomas represent.terraFomas represent.terra
Fomas represent.terraGina Espenica
 
Aula sobre climas do Brasil concurso IBGE - Prof Rafael Gatto
Aula sobre climas do Brasil concurso IBGE - Prof Rafael GattoAula sobre climas do Brasil concurso IBGE - Prof Rafael Gatto
Aula sobre climas do Brasil concurso IBGE - Prof Rafael GattoRafael Gatto
 
Questões de geografia das provas anteriores do ibge
Questões de geografia das provas anteriores do ibgeQuestões de geografia das provas anteriores do ibge
Questões de geografia das provas anteriores do ibgeRafael Gatto
 
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm baGeografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm baNilberte
 

Destaque (14)

Artigo sobre gênero e consumo televisivo na infância
Artigo sobre gênero e consumo televisivo na infânciaArtigo sobre gênero e consumo televisivo na infância
Artigo sobre gênero e consumo televisivo na infância
 
Floresta da tijuca
Floresta da tijuca Floresta da tijuca
Floresta da tijuca
 
Alexandre céu rafael_pereira_tema2
Alexandre céu rafael_pereira_tema2Alexandre céu rafael_pereira_tema2
Alexandre céu rafael_pereira_tema2
 
Geografia sudeste-aspectos gerais
Geografia   sudeste-aspectos geraisGeografia   sudeste-aspectos gerais
Geografia sudeste-aspectos gerais
 
Tarefa 2 Apresentação do Rio de Janeiro.
Tarefa 2  Apresentação do Rio de Janeiro.Tarefa 2  Apresentação do Rio de Janeiro.
Tarefa 2 Apresentação do Rio de Janeiro.
 
Marcia real inceri2010
Marcia real inceri2010Marcia real inceri2010
Marcia real inceri2010
 
Fatores climáticos mm gina 12-13
Fatores climáticos   mm gina  12-13Fatores climáticos   mm gina  12-13
Fatores climáticos mm gina 12-13
 
Fomas represent.terra
Fomas represent.terraFomas represent.terra
Fomas represent.terra
 
Aula sobre climas do Brasil concurso IBGE - Prof Rafael Gatto
Aula sobre climas do Brasil concurso IBGE - Prof Rafael GattoAula sobre climas do Brasil concurso IBGE - Prof Rafael Gatto
Aula sobre climas do Brasil concurso IBGE - Prof Rafael Gatto
 
Mata Atlântica - Biomas
Mata Atlântica - BiomasMata Atlântica - Biomas
Mata Atlântica - Biomas
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Questões de geografia das provas anteriores do ibge
Questões de geografia das provas anteriores do ibgeQuestões de geografia das provas anteriores do ibge
Questões de geografia das provas anteriores do ibge
 
Clima e vegetação do Brasil
Clima e vegetação do BrasilClima e vegetação do Brasil
Clima e vegetação do Brasil
 
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm baGeografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
 

Semelhante a Enzo - 801

Rota Do Açúcar
Rota Do AçúcarRota Do Açúcar
Rota Do Açúcarriscas
 
Rota Do AçUcar (1).Pps
Rota Do AçUcar (1).PpsRota Do AçUcar (1).Pps
Rota Do AçUcar (1).Ppscab3032
 
Cabo frio – 400 anos - Conhecendo sua história
Cabo frio – 400 anos - Conhecendo sua históriaCabo frio – 400 anos - Conhecendo sua história
Cabo frio – 400 anos - Conhecendo sua históriaTeresa Cristina
 
Jogo Educativo - 450 anos de Fundação da Cidade do Rio de Janeiro
Jogo Educativo - 450 anos de Fundação da Cidade do Rio de Janeiro Jogo Educativo - 450 anos de Fundação da Cidade do Rio de Janeiro
Jogo Educativo - 450 anos de Fundação da Cidade do Rio de Janeiro Jessica Oliveira
 
Apresentação de Projeto - Aterro do flamengo
Apresentação de Projeto - Aterro do flamengoApresentação de Projeto - Aterro do flamengo
Apresentação de Projeto - Aterro do flamengoMegumi Nishimori
 
Cidade Do Rio De Janeiro
Cidade Do Rio De JaneiroCidade Do Rio De Janeiro
Cidade Do Rio De Janeiroecsette
 
Apresentação Washington Fajardo
Apresentação Washington FajardoApresentação Washington Fajardo
Apresentação Washington Fajardotransformurb
 
Vivendo em São Paulo
Vivendo em São PauloVivendo em São Paulo
Vivendo em São PauloYasmin Rópa
 
Cidade De Porto Seguro
Cidade De Porto SeguroCidade De Porto Seguro
Cidade De Porto SeguroMarilia Brasil
 
Ô GLÓRIA! – HISTÓRIA, CULTURA, BOEMIA E PAISAGENS (PARTE 1) _ O CLUSTER
Ô GLÓRIA! – HISTÓRIA, CULTURA, BOEMIA E PAISAGENS (PARTE 1) _ O CLUSTERÔ GLÓRIA! – HISTÓRIA, CULTURA, BOEMIA E PAISAGENS (PARTE 1) _ O CLUSTER
Ô GLÓRIA! – HISTÓRIA, CULTURA, BOEMIA E PAISAGENS (PARTE 1) _ O CLUSTERMaria Claudia Pompeo
 

Semelhante a Enzo - 801 (20)

Aveiro
AveiroAveiro
Aveiro
 
Rota Do Açúcar
Rota Do AçúcarRota Do Açúcar
Rota Do Açúcar
 
Rota Do AçUcar (1).Pps
Rota Do AçUcar (1).PpsRota Do AçUcar (1).Pps
Rota Do AçUcar (1).Pps
 
Lucca Matheus
Lucca  MatheusLucca  Matheus
Lucca Matheus
 
Cabo frio – 400 anos - Conhecendo sua história
Cabo frio – 400 anos - Conhecendo sua históriaCabo frio – 400 anos - Conhecendo sua história
Cabo frio – 400 anos - Conhecendo sua história
 
Jogo Educativo - 450 anos de Fundação da Cidade do Rio de Janeiro
Jogo Educativo - 450 anos de Fundação da Cidade do Rio de Janeiro Jogo Educativo - 450 anos de Fundação da Cidade do Rio de Janeiro
Jogo Educativo - 450 anos de Fundação da Cidade do Rio de Janeiro
 
Açucar, rota do aveiro
Açucar, rota do   aveiroAçucar, rota do   aveiro
Açucar, rota do aveiro
 
Açucar, rota do aveiro
Açucar, rota do   aveiroAçucar, rota do   aveiro
Açucar, rota do aveiro
 
Apresentação de Projeto - Aterro do flamengo
Apresentação de Projeto - Aterro do flamengoApresentação de Projeto - Aterro do flamengo
Apresentação de Projeto - Aterro do flamengo
 
Zona sul 1
Zona sul 1Zona sul 1
Zona sul 1
 
Cidade Do Rio De Janeiro
Cidade Do Rio De JaneiroCidade Do Rio De Janeiro
Cidade Do Rio De Janeiro
 
Apresentação Washington Fajardo
Apresentação Washington FajardoApresentação Washington Fajardo
Apresentação Washington Fajardo
 
Ciclos econômicos
Ciclos econômicosCiclos econômicos
Ciclos econômicos
 
Rio450 - Ontem e Hoje
Rio450 -  Ontem e HojeRio450 -  Ontem e Hoje
Rio450 - Ontem e Hoje
 
Vivendo em São Paulo
Vivendo em São PauloVivendo em São Paulo
Vivendo em São Paulo
 
nfc
nfcnfc
nfc
 
Cidade De Porto Seguro
Cidade De Porto SeguroCidade De Porto Seguro
Cidade De Porto Seguro
 
Lucas assis
Lucas assisLucas assis
Lucas assis
 
Ô GLÓRIA! – HISTÓRIA, CULTURA, BOEMIA E PAISAGENS (PARTE 1) _ O CLUSTER
Ô GLÓRIA! – HISTÓRIA, CULTURA, BOEMIA E PAISAGENS (PARTE 1) _ O CLUSTERÔ GLÓRIA! – HISTÓRIA, CULTURA, BOEMIA E PAISAGENS (PARTE 1) _ O CLUSTER
Ô GLÓRIA! – HISTÓRIA, CULTURA, BOEMIA E PAISAGENS (PARTE 1) _ O CLUSTER
 
Zona sul 4
Zona sul 4Zona sul 4
Zona sul 4
 

Mais de CerFreguesia

Letícia Correia e Letícia Costa
Letícia Correia e Letícia CostaLetícia Correia e Letícia Costa
Letícia Correia e Letícia CostaCerFreguesia
 
Letícia Correia e Letícia Costa
Letícia Correia  e Letícia CostaLetícia Correia  e Letícia Costa
Letícia Correia e Letícia CostaCerFreguesia
 
Letícia correia ,letícia costa
Letícia correia ,letícia costaLetícia correia ,letícia costa
Letícia correia ,letícia costaCerFreguesia
 
Luiza e João Mauro
Luiza e João MauroLuiza e João Mauro
Luiza e João MauroCerFreguesia
 
Giovanna Lobo, Maria Clara Vilas e Rafaella
Giovanna Lobo, Maria Clara Vilas e RafaellaGiovanna Lobo, Maria Clara Vilas e Rafaella
Giovanna Lobo, Maria Clara Vilas e RafaellaCerFreguesia
 
Felipe Mori e Giovanna Foit
Felipe Mori e Giovanna FoitFelipe Mori e Giovanna Foit
Felipe Mori e Giovanna FoitCerFreguesia
 
João Pedro e Igor
João Pedro e IgorJoão Pedro e Igor
João Pedro e IgorCerFreguesia
 
João Pedro e Igor
João Pedro e IgorJoão Pedro e Igor
João Pedro e IgorCerFreguesia
 

Mais de CerFreguesia (20)

Victor Coutinho
Victor CoutinhoVictor Coutinho
Victor Coutinho
 
Natan e Rodrigo
Natan e RodrigoNatan e Rodrigo
Natan e Rodrigo
 
Letícia Correia e Letícia Costa
Letícia Correia e Letícia CostaLetícia Correia e Letícia Costa
Letícia Correia e Letícia Costa
 
Letícia Correia e Letícia Costa
Letícia Correia  e Letícia CostaLetícia Correia  e Letícia Costa
Letícia Correia e Letícia Costa
 
Letícia correia ,letícia costa
Letícia correia ,letícia costaLetícia correia ,letícia costa
Letícia correia ,letícia costa
 
Luiza e João Mauro
Luiza e João MauroLuiza e João Mauro
Luiza e João Mauro
 
João Pedro
João PedroJoão Pedro
João Pedro
 
Giovanna Lobo, Maria Clara Vilas e Rafaella
Giovanna Lobo, Maria Clara Vilas e RafaellaGiovanna Lobo, Maria Clara Vilas e Rafaella
Giovanna Lobo, Maria Clara Vilas e Rafaella
 
Felipe Mori e Giovanna Foit
Felipe Mori e Giovanna FoitFelipe Mori e Giovanna Foit
Felipe Mori e Giovanna Foit
 
Amanda e Julia
Amanda e Julia Amanda e Julia
Amanda e Julia
 
Marlon e Matheus
Marlon e MatheusMarlon e Matheus
Marlon e Matheus
 
João Lucas
João LucasJoão Lucas
João Lucas
 
João Pedro e Igor
João Pedro e IgorJoão Pedro e Igor
João Pedro e Igor
 
João Pedro e Igor
João Pedro e IgorJoão Pedro e Igor
João Pedro e Igor
 
Daniele
DanieleDaniele
Daniele
 
Daniele
DanieleDaniele
Daniele
 
Thiago e Rafael
Thiago e RafaelThiago e Rafael
Thiago e Rafael
 
Lucas Alfeu
Lucas Alfeu  Lucas Alfeu
Lucas Alfeu
 
Kauany e Gabriela
Kauany e GabrielaKauany e Gabriela
Kauany e Gabriela
 
Kauany e Gabriela
Kauany e GabrielaKauany e Gabriela
Kauany e Gabriela
 

Último

Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfdottoor
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasCasa Ciências
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 

Último (20)

Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 

Enzo - 801

  • 1.
  • 2. Marca registrada da cidade do Rio de Janeiro, o morro do Pão de Açúcar é uma montanha despida de vegetação em sua quase totalidade. É um bloco único de uma rocha proveniente do granito, que sofreu alteração por pressão e temperatura e possui idade superior a 600 milhões de anos. O Pão de Açúcar é circundado por uma vegetação característica do clima tropical, especificamente um resquício de Mata Atlântica com espécies nativas que em outros pontos da vegetação litorânea brasileira já foram extintas.
  • 3.  Em 1912, a inauguração de um caminho aéreo no Rio de Janeiro incluía no mapa turístico do Brasil empreendimento que se tornaria mundialmente famoso BONDINHO DO PÃO DE AÇÚCAR. Hoje, a visão dos bondinhos, no seu constante vaivém, está incorporada à paisagem carioca. Construído, operado e mantido pela Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar, o complexo turístico Pão de Açúcar foi criado para o divertimento de milhares de pessoas num local privilegiado pela beleza panorâmica.
  • 4. Augusto Ferreira Ramos, engenheiro brasileiro, nascido em 22 de agosto de 1860, participava como Coordenador Geral da Exposição Nacional de 1908, realizada na Praia Vermelha, em comemoração ao centenário da abertura dos portos brasileiros às nações amigas, quando teve a idéia da construção de um caminho aéreo para o alto do Pão de Açúcar.
  • 5. Há várias versões históricas a respeito da origem do nome Pão de Açúcar. Segundo o historiador Vieira Fazenda, foram os portugueses que deram esse nome, pois durante o apogeu do cultivo da cana-de-açúcar no Brasil (século XVI e XVII), após a cana ser espremida e o caldo fervido e apurado, os blocos de açúcar eram colocados em uma forma de barro cônica para transportá-lo para a Europa, que era denominada pão de açúcar. A semelhança do penhasco carioca com aquela forma de barro teria originado o nome.
  • 6. O penedo teve ao correr do tempo, cronologicamente, os seguintes nomes: “Pau-nh-açuquã” da língua Tupi, dado pelos Tamoios, os primitivos habitantes da Baía de Guanabara, significando “morro alto, isolado e pontudo”; “Pot de beurre” dado pelos franceses invasores da primeira leva; “Pão de Sucar” dado pelos primeiros colonizadores portugueses; “Pot de Sucre” dado pelos franceses invasores da segunda leva. Ortograficamente, segundo a anterior ortografia da Língua Portuguesa, “Pão de Assucar”, era com ss. O nome Pão de Açúcar generalizou-se, a partir da segunda metade do século XIX, quando o Rio de Janeiro recebeu as missões artísticas do desenhista e pintor alemão Johann Moritz Rugendas e do artista gráfico francês Jean Baptiste Debret que, em magníficos desenhos e gravuras, exaltaram a beleza do Pão de Açúcar.
  • 7. Aluno: Enzo Miranda/ Turma: 801 Professora: Vania/ Informática.