Aula de TRIZ – Teoria para Resolução      de Problemas Inventivos        Profº: Marcelo de Carvalho Reis
TRIZTeoria para Resolução de Problemas Inventivos
O que é TRIZ?   TRIZ é o acrônimo das palavras russas:    Теория решения изобретательских задач   Traduzindo para nosso ...
Um pouco de História Genrich Altshuller nasceu em 1926 na União  Soviética em meio a Revolução Bolshevik Aos 14 anos inv...
Um pouco de História  De 1946 a 1948: Alshuller estudou 200 mil certificados de autoria Selecionou 40 mil com as soluçõe...
Níveis de Inovação     Nível 1 – Melhoria de um sistema existente    - Aumentar a espessura das paredes de uma casa para ...
Níveis de Inovação    Nível 3 – Grandes inovações    - Transmissão automática em carros    Nível 4 – Criação de novos co...
Níveis de Inovação           Inovação      Ocorrência            Nível 1        32 %            Nível 2        45 %       ...
Outras Observações de Altshuller   A maioria das inovações recaem sobre 4 grandes áreas do    conhecimento: mecânica, quí...
Outras Observações de Altshuller Essasobservações conduziram Altshuller à seguinte conclusão:           Se os meios de ac...
Conceito de Contradição   “A invenção consiste na remoção de contradições existentes    no processo da descoberta com a a...
Premissas da TRIZ O design ideal é a meta A determinação precisa das contradições ajudam a  solucionar o problema O pro...
Metodologias da TRIZAs ferramentas desenvolvidas por Altshuller: 40 Princípios Inventivos (1956-1971) ARIZ (1959-1985) ...
Os 40 Princípios Inventivos     Segmentação ou              Amortecimento                                           Uso de...
Os 39 Parâmetros de Engenharia     Peso do objeto em                                                                     F...
A Tabela de Contradições                                                           Comprimento                            ...
Empresas que utilizam TRIZ   Hewlett-Packard      Air Products          Kraft   Ford                 Eastman Chemical...
Embalagens Auto-aquecidas Empresa OnTech Ferramentas: TRIZ e 6 Sigma Produto: Embalagens auto-aquecidas Conteúdo: Café...
Embalagens Auto-aquecidas        Como funciona:        1. Empurre o botão de plástico superior        2. A água (azul) é l...
Capturador de CO2   US Department of Energy    Los Alamos National Lab   Cada capturador poderia    retirar 90 mil tons ...
Tecnologia de Nanopartículas    Empresa: PharmaNova CO.    Produto: Medisperse™    Forma: Nanopartícolas     esféricas ...
Surface Enhancement Technology(SET™)      Empresa: PharmaNova CO.      Disfagia (dificuldade de engolir)      Causas: I...
Lanternas sem baterias   Empresa: Excalibur Electronics   Produto: Forever Flashlight   Princípio de Faraday de indução...
Projetor para Celular   Empresa: Texas Instruments   Projetor de Vídeo Para Celulares   Contém 3 lasers, um chip e uma ...
Veja mais aulas, confira nossa biblioteca virtual no                   SlideShare.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula de TRIZ - Teoria para Resolução de Problemas Inventivos

4.177 visualizações

Publicada em

Professor: Marcelo de Carvalho Reis

Publicada em: Educação

Aula de TRIZ - Teoria para Resolução de Problemas Inventivos

  1. 1. Aula de TRIZ – Teoria para Resolução de Problemas Inventivos Profº: Marcelo de Carvalho Reis
  2. 2. TRIZTeoria para Resolução de Problemas Inventivos
  3. 3. O que é TRIZ? TRIZ é o acrônimo das palavras russas: Теория решения изобретательских задач Traduzindo para nosso alfabeto: “Teoriya Resheniya Izobretatelskikh Zadatch - TRIZ” Que significa: “Theory of Inventive Problem Solving” ou “Teoria de Resolução de Problemas Inventivos” A TRIZ também é conhecida por: “Theory of the Solution of Inventive Problems – TSIP” ou “Systematic Innovation”.
  4. 4. Um pouco de História Genrich Altshuller nasceu em 1926 na União Soviética em meio a Revolução Bolshevik Aos 14 anos inventou, desenvolveu e testou um dispositivo que gerava oxigênio a partir de peróxido de hidrogênio Aos 16 recebeu seu primeiro certificado de autoria por esta invenção Modelo Soviético de propriedade intelectual: Patente x Certificados de Autoria
  5. 5. Um pouco de História De 1946 a 1948: Alshuller estudou 200 mil certificados de autoria Selecionou 40 mil com as soluções mais inovativas De 1964 a 1974: Classificou os Certificados de Autoria em 5 níveis de inovação O nível 1 representando o nível menos criativo de inovação e o nível 5 o mais criativo.
  6. 6. Níveis de Inovação Nível 1 – Melhoria de um sistema existente - Aumentar a espessura das paredes de uma casa para melhorar o isolamento térmico - Aumentar a distância entre os skis de um carro de neve para aumentar estabilidade. Nível 2 – Inovações simples - Melhoria do sistema de suspensão de um carro para aumentar estabilidade - Coluna de direção ajustável para proporcionar direção confortável a um maior número de pessoas
  7. 7. Níveis de Inovação Nível 3 – Grandes inovações - Transmissão automática em carros Nível 4 – Criação de novos conceitos - Limpeza de superfícies com uso de ultra-som Nível 5 – Novo fenômeno é descoberto - Criação do Laser e do Transistor. - Inovações do nível 5 cria condições de aplicabilidade nos níveis de 1 a 4.
  8. 8. Níveis de Inovação Inovação Ocorrência Nível 1 32 % Nível 2 45 % Nível 3 18 % Nível 4 4% Nível 5 1% Estudo concentrado nos níveis 2, 3 e 4. Nível 1 não é necessariamente inovação Nível 5 requer surgimento de novo fenômeno e oferece amostra muito pequena para estudo
  9. 9. Outras Observações de Altshuller A maioria das inovações recaem sobre 4 grandes áreas do conhecimento: mecânica, química, eletromagnética e termodinâmica Invenções dos níveis 1, 2 e 3 são frequentemente transferíveis de uma disciplina para outra Significa que muitas de 95% das invenções foram solucionadas fora do seu campo de conhecimento Mesma solução utilizada várias vezes em várias invenções. Frequentemente separadas por muitos anos
  10. 10. Outras Observações de Altshuller Essasobservações conduziram Altshuller à seguinte conclusão: Se os meios de acesso aos Princípios Fundamentais de solução de problemas estivessem disponíveis aos inventores, o intervalo de tempo entre uma invenção e outra poderia ser bem menor, tornando o processo de inovação mais eficiente e ágil.
  11. 11. Conceito de Contradição “A invenção consiste na remoção de contradições existentes no processo da descoberta com a ajuda de certos princípios.” Existe um contradição quando melhorar o parâmetro A de um sistema significa deteriorar a parâmetro B. Contradição: Estrutura reforçada x Estrutura leve “Para se desenvolver uma metodologia capaz de suportar o desenvolvimento de uma invenção, deve-se identificar as contradições subjacentes e formular o princípio usado pelo inventor para remover a contradição.”
  12. 12. Premissas da TRIZ O design ideal é a meta A determinação precisa das contradições ajudam a solucionar o problema O processo de inovação pode ser estruturado de forma sistemática Inspiração não precisa ser necessariamente randômica Aplicação de soluções comuns melhoram e aceleram o processo de inovação
  13. 13. Metodologias da TRIZAs ferramentas desenvolvidas por Altshuller: 40 Princípios Inventivos (1956-1971) ARIZ (1959-1985) 4 Princípios da Separação (1946-1985) Análises de Campo-Substância - S-Field Analysis (1973-1981) 76 Soluções Standard (1974-1985) Efeitos Naturais - Scientific Effects (1970-1980) Padrões de Evolução (1969-1979)
  14. 14. Os 40 Princípios Inventivos Segmentação ou Amortecimento Uso de materiais1 11 21 Aceleração 31 fragmentação prévio porosos Remoção ou Transformação de2 12 Equipotencialidade 22 32 Mudança de cor extração prejuízo em lucro3 Qualidade localizada 13 Inversão 23 Retroalimentação 33 Homogeneização Descarte e4 Assimetria 14 Recurvação 24 Mediação 34 regeneração Mudança de5 Consolidação 15 Dinamização 25 Auto-serviço 35 parâme- tros e propriedades Ação parcial ou6 Universalização 16 26 Cópia 36 Mudança de fase excessiva Transição para nova7 Aninhamento 17 27 Uso e descarte 37 Expansão térmica dimensão Substituição de Uso de oxidantes8 Contrapeso 18 Vibração mecânica 28 meios 38 fortes mecânicos Construção Uso de atmosferas9 Compensação prévia 19 Ação periódica 29 pneumática ou 39 inertes hidráulica Continuidade da Uso de filmes finos e Uso de materiais10 Ação prévia 20 ação 30 40 membranas flexíveis compostos útil
  15. 15. Os 39 Parâmetros de Engenharia Peso do objeto em Fatores indesejados1 11 Tensão ou pressão 21 Potência 31 movimento causados pelo objeto2 Peso do objeto parado 12 Forma 22 Perda de energia 32 Manufaturabilidade Comprimento do objeto Estabilidade da3 13 23 Perda de substância 33 Conveniência de uso em movimento composição Comprimento do objeto4 14 Resistência 24 Perda de informação 34 Mantenabilidade parado Área do objeto em Duração da ação do5 15 25 Perda de tempo 35 Adaptabilidade movimento objeto em movimento Duração da ação do Quantidade de Complexidade do6 Área do objeto parado 16 26 36 objeto parado substância objeto Volume do objeto em Complexidade de7 17 Temperatura 27 Confiabilidade 37 movimento controle Volume do objeto8 18 Brilho 28 Precisão de medição 38 Nível de automação parado Energia gasta pelo Capacidade ou9 Velocidade 19 29 Precisão de fabricação 39 objeto em movimento produtividade Fatores externos Energia gasta pelo10 Força 20 30 indesejados atuando objeto parado no objeto
  16. 16. A Tabela de Contradições Comprimento Comprimento do objeto em movimento movimento movimento movimento Velocidade Volume do Volume do objeto em objeto em objeto em do objeto Peso do Peso do Resultado Indesejado Área do Área do parado parado parado parado objeto objeto objeto Força à Melhorar Parâmetro 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 29, Peso do objeto em movimento 15, 8, 29, 2, 2, 8, 1 8, 10,1 + 29,34 17, 40, 28 5, 38 18, 37 38, 34 Peso do objeto parado 10, 1, 35, 30 5, 35, 8, 10,2 + 29, 35 , 13, 2 14, 2 19, 35 Comprimento do objeto em 8, 15, 15, 7, 17, 13, 4, 17, 103 movimento 29, 34 + 17, 4 4, 35 8 ,4 35, 28 17, 7, 35, 8,4 Comprimento do objeto parado , 40, 2 + 10, 40 2,14 28, 10 9 14, 19, 2, 17, 7, 14, 29, 305 Área do objeto em movimento 29, 4 15, + 17, 4 , 4, 34 30, 18, 4 35, 2 30, 2, 26, 7, 1, 18,6 Área do objeto parado 14, 18 9, 39 + 35, 36 15, 35 2, 26, 1, 7, 1, 7, 29, 4,7 Volume do objeto em movimento 29, 40 4, 35 4, 17 + 38, 34 , 36, 3 7 35, 10 35, 8, 2, 18,8 Volume do objeto parado , 19, 1 19, 14 2, 14 + 37 4 13, 2, 28, 13, 29, 7, 29,9 Velocidade 13, 38 14, 8 30, 34 34 + 28, 15, 19 13,1 8, 1, 18, 13 17, 19 19, 10 1, 18, 15, 9, 2, 36, Força 28, 10 28, +0 37, 18 , 1, 28 , 9, 36 , 15 36, 37 12, 37 18, 37 15, 12
  17. 17. Empresas que utilizam TRIZ Hewlett-Packard  Air Products  Kraft Ford  Eastman Chemical  General Mills Siemens  Dow Chemical  Bank of Montreal Westinghouse  Avant Group  RJR Reynolds Boeing  Exxon  Caterpillar IBM  Chrysler  Mead Westvaco Motorola  Kodak  Alcoa Xerox  Corning  M&M Mars Raytheon  Dresser Rand  S.C. Johnson U.S. Navy  Halliburton  Proctor & Gamble Ohio Systems  Samsung  BP Amoco
  18. 18. Embalagens Auto-aquecidas Empresa OnTech Ferramentas: TRIZ e 6 Sigma Produto: Embalagens auto-aquecidas Conteúdo: Café, chocolate, sopa, etc... Preço: Pacote com 4 latas US$ 8,99 Produto lançado em 2005
  19. 19. Embalagens Auto-aquecidas Como funciona: 1. Empurre o botão de plástico superior 2. A água (azul) é liberada para dentro do cone contendo óxido de cálcio (laranja) 3. A reação (exotérmica) se inicia e aquece o conteúdo da lata a 145 C de 6 a 8 minutos Externo: 6 camadas de Polipropileno Cone: Polipropileno, cerâmica e Fibra de Carbono
  20. 20. Capturador de CO2 US Department of Energy Los Alamos National Lab Cada capturador poderia retirar 90 mil tons de CO2 por ano (15 mil carros) Produção de CO2 atual: 22 bilhões tons por ano Necessário: 250 mil capturadores Ainda inviável economicamente BBC News
  21. 21. Tecnologia de Nanopartículas  Empresa: PharmaNova CO.  Produto: Medisperse™  Forma: Nanopartícolas esféricas ou nanocristais  Dimensão: de 10nM a 10µM  Algumas drogas são de difícil solubilização em água  Facilita a absorção pelo organismo humano
  22. 22. Surface Enhancement Technology(SET™)  Empresa: PharmaNova CO.  Disfagia (dificuldade de engolir)  Causas: Idade, Mau de Parkinson, Câncer de esôfago, demência...  Filme polimérico biocompatível  Aplicado a medicamentos de ingestão oral de diversos tamanhos e formas  Reduz as forças de atrito superficial em até 90%  Fácil de engolir  Não afeta a dissolução dos medicamentos
  23. 23. Lanternas sem baterias Empresa: Excalibur Electronics Produto: Forever Flashlight Princípio de Faraday de indução de energia eletromagnética Agitar a lanterna por 15 a 30 seg. Gera energia para ativar os leds do dispositivo por até cinco minutos de uso continuo Princípio de Faraday: Um condutor elétrico quando movimentado através de um campo magnético, gera uma corrente elétrica que irá fluir através do condutor
  24. 24. Projetor para Celular Empresa: Texas Instruments Projetor de Vídeo Para Celulares Contém 3 lasers, um chip e uma fonte de alimentação Comprimento: 1,5 polegadas Ver e compartilhar filmes projetados em uma superfície
  25. 25. Veja mais aulas, confira nossa biblioteca virtual no SlideShare.

×