O monstroda lua 7ºc

264 visualizações

Publicada em

O reconto a partir da animação 'Lune et l'autre'

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

O monstroda lua 7ºc

  1. 1. E se a Lua fosse o olho de uma criatura gigante da noite, chamada “Rei da Noite”? ESSB - 7º C - 2015
  2. 2. Há monstros no céu ESSB - 7º C - 2015
  3. 3. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez um monstro gigante que adorava a noite… Na verdade, ele fazia parte da noite. O seu olho era a Lua. Ele era rodeado por um número infinito de estrelas muito bonitas. Porém, poucas vezes o viam graças à sua cor escura como a noite. Só era visto se ele assim pretendesse. Uma noite sem nuvens, em que a Lua estava bem visível, uma menina foi buscar água a um poço que se situava a uns quilómetros da casa dela, num lugar em que eram visíveis as estrelas no céu escuro da noite. O monstro viu-a com o seu olho gigante e, curioso como era, aproximou-se dela. Ela, com o grande susto que apanhou, deu um grande grito: -Ah! Com o grito, quem também apanhou um grande susto foi o monstro. Como consequência, ele afastou-se muito rapidamente. Mas a menina continuou a olhar para ele, muito fascinada por reparar que o olho dele era a Lua. O monstro também sentiu muita curiosidade pela menina e voltou a aproximar-se, mostrando-lhe os seus truques mágicos. Muito feliz, deu à menina o balde que entretanto tinha caído no poço e voltou para o céu, fazendo reflexo na água que estava no balde. Sara
  4. 4. ESSB - 7º C - 2015
  5. 5. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez uma menina que, durante a noite, foi buscar água ao poço. Começou a ouvir barulhos e, sempre que olhava para trás, a lua desaparecia e, de repente, a lua transformou-se num olho de monstro. Quando a menina viu o monstro gritou e ele desapareceu. Porém, cheio de curiosidade, foi outra vez para junto da menina. Não era um monstro qualquer, era bom, porque começou a ajudar a menina a tirar a água do poço e deu-lhe abraços, festinhas, tinha os braços fofinhos. A água do balde refletia a lua no céu. Tomás
  6. 6. ESSB - 7º C - 2015
  7. 7. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez uma menina, que tinha ido buscar água ao poço. A Lua, que estava no céu, ficou curiosa e começou a espreitá-la, com a sua curiosidade, assustou-a e fugiu. Para não a assustar mais, a Lua fez uns truques de encanto. A menina, quando viu aqueles encantos, ficou espantada e já não tinha medo da Lua, que era muito curiosa. A Lua tinha ensinado à menina, que ao olhar para um balde cheio de água, veria que a sua nova amiga estava sempre com ela, cada vez que fosse buscar água ao poço. Ângelo
  8. 8. ESSB - 7º C - 2015
  9. 9. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez uma menina chamada Rita que , à noite, gostava muito de ir buscar água ao posso e ao mesmo tempo ver as estrelas e a lua. Numa noite quando ela estava a sonhar quando ia buscar água começou a ver uma luz e viu que era um monstro. Ela percebeu que o monstro tinha tanto ou mais medo que ela. Depois ela percebeu que ele não fazia mal e tornaram-se amigos . Sempre que ela vinha buscar água não via a lua apenas como a lua, mas como um amiga. Eles passavam muito tempo juntos, mas ela não sabia que a “lua” ia desaparecendo. Um dia, desapareceu mesmo. Rita nunca mais lhe falou por a lua não a ter avisado de nada. Francisca
  10. 10. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez uma menina chamada Leonor, que gostava muito de olhar para a lua durante a noite. Uma noite, a mãe da Leonor precisava de ir buscar água ao poço, mas não podia porque estava a tomar conta da filha mais nova. A Leonor disse à mãe que não se importava de ir. Quando a Leonor estava a tirar o balde do poço, uma criatura gigante apareceu. Assustada, deu um grito bem alto. A criatura, com o grito, assustou-se e escondeu-se. A criatura saiu do esconderijo e mostrou à menina como podia ser engraçado, fazendo truques de magia, e como podia ser fofinho, dando-lhe um abraço. De seguida, a criatura ajudou-a a tirar o balde de água do poço, e foi-se embora. A menina percebeu que a lua era o olho da criatura. Voltou para casa e disse à mãe que tinha feito um novo amigo uma criatura muito engraçada, muito fofa e muito simpática. Beatriz
  11. 11. ESSB - 7º C - 2015
  12. 12. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez uma criatura gigante que se chamava Rei do Céu, que aparecia sempre à noite no dia do Halloween, e assustava as crianças. No dia de Halloween estavam três crianças a pedir guloseimas às pessoas, quando estavam a pedir guloseimas apareceu um monstro. O monstro gritou: “Uauá” e as crianças fugiram para casa e disseram aos seus pais. Os pais das crianças não acreditaram no que os seus filhos tinham dito, então as crianças foram procurar o monstro e encontraram-no . Primeiro tinham medo dele mas depois ele provou ser amigo das pessoas abraçando as crianças. As crianças foram mostrar aos seu pais o monstro e os seus pais ficaram pasmados e eles ficaram felizes para sempre. Ricardo Branco
  13. 13. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez uma menina que estava a tirar água de um poço, iluminada apenas pela lua. Passados uns minutos a lua desapareceu e ela perdeu toda a luz que tinha. Nesse mesmo instante a menina largou o balde de água e virou-se para trás um pouco assutada com o que estava a acontecer. Como não viu nada, ficou muito mais descansada mas quando se estava a virar para continuar o que tinha deixado a meio, sentiu uma brisa e reparou que a lua gigante, que se chamava Rei do céu, tinha tomado vida. Quando a menina viu a lua, assustou-se e gritou. A lua, ao ouvir, também se assustou e começou a fugir. Mas como era curiosa, espreitou para ver onde estava a menina e fez-lhe um dos seus melhores truques de magia. Como viu que ela tinha gostado tanto aproximou-se dela e fez outro truque de magia. Depois agarrou na menina com os seus braços grandes, fofos e fortes, para lhe mostrar que não lhe queria fazer mal só queria ser sua amiga. Então, pegou no balde de água, sorriu para a menina e voltou à forma inicial. Carlota
  14. 14. ESSB - 7º C - 2015
  15. 15. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez um rapaz que se chamava Júlio, ele tinha um cabelo ruivo e curto. Certa noite Júlio foi buscar água ao poço e estava assustado porque tinha medo do escuro, ele viu um monstro com apenas um olho. Quando viu o monstro assustou-se porque pensava que ele era mau e deixou o balde que estava a usar para ir buscar a água dentro do poço cair. O monstro mostrou-lhe que não lhe fazia mal e ajudou-o a ir buscar o balde. Júlio ficou a gostar dele mas o monstro tinha de ir embora. Todos os dias, Júlio olhava para as estrelas e lembrava- se dele. João Teófilo
  16. 16. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez uma menina que não conseguia retirar água de um poço, olhou para a lua e lá estava ela no mesmo lugar de sempre, bonita e brilhante. De repente, tudo ficou muito escuro porque a lua tinha desaparecido: tinha-se transformado no olho de uma grande espécie de monstro. Ao aproximar-se da menina, assustaram-se os dois. A lua escondeu-se por de trás de umas árvores a espreitar a menina, para lhe demonstrar que não era má, mostrou -lhe uma das suas magias, depois acariciou-a com uma festinha. Como sinal de amizade retirou o balde de água do poço. A menina ficou fascinada com o ato, agradeceu-lhe e a lua voltou para o céu estrelado. Jéssica
  17. 17. ESSB - 7º C - 2015
  18. 18. ESSB - 7º C - 2015 E ali estava ela. Só e mais que só, julgava ela. Esta menina tentava executar uma simples e mera tarefa: conseguir um balde de água de dentro de um poço. Por segundos aquela seria a ação mais difícil de imaginar, pelo que a jovem não a conseguia fazer. A protagonista do momento sentia a estranha presença de alguém. Parou, reparou que não acontecera absolutamente nada e iria retomar a posição do seu trabalho. Mas aí surgiu um enorme ser, aparentemente assustador, a observar a menina atrapalhada. Esta assustou-se, mas imediatamente o “Rei do Céu” (que teria como olho, a Lua) voltou atrás para poder dar algum espaço às emoções da pequena jovem para se acalmarem. Quando regressou para junto da menina, logo a recompôs e, mais importante, cumpriu a tão difícil tarefa que a esta lhe competia: agarrou suavemente no balde e da mesma maneira o colocou dentro do poço para que conseguisse extrair alguma água. Esta, claro, ficou sensibilizada pelo facto de reparar que o ser qua assustara, lhe teria demonstrado a sua amizade inquestionável, através de um simples e não mais que simples gesto. Após esta sucessão de acontecimentos, a rapariga entendeu que durante a noite nunca estaria só e mais que só, pois teria sempre o Rei do Céu (com o seu olho de Lua) a identificar os seus problemas e, se pudesse, também os resolveria. E esta é a designação de amizade. Martinho
  19. 19. ESSB - 7º C - 2015
  20. 20. ESSB - 7º C - 2015 E se a lua fosse um gigante do céu, chamado o “Rei do Céu”? Às vezes , as noites são mágicas , encantatórias e inspiradoras. Às vezes , a lua , curiosa , desce à terra e , nesses momentos , tudo , mas tudo mesmo , pode acontecer!... Os humanos desconhecem os dons mágicos da lua e nem se apercebem que esse gigante do céu os espreita e aprecia com curiosidade e agrado. Quando desce dos céus , em noites de quarto minguante , são sobretudo as donzelas que a lua espreita , procurando surpreende-las , mostrando-lhes os seus dotes mágicos e ajudando-as. Como reina nos céus , em noites muito negras e tenebrosas e uma vez que a solidão lhe pesa na alma , a lua , quando se aproxima dos humanos , também quer criar laços , construir amizades. Afinal, é uma lua fraterna e solidária! Sempre que ela se acerca de uma donzela, ainda que esta, por momentos se asseste, a lua sabe como impressioná-la, cativá-la. A partir de então, passando a conhecer a magia da lua, também a donzela se transforma em alguém especial e, mesmo que a lua regresse ao céu, entre esta e a donzela os laços criados são já indestrutíveis. Marta
  21. 21. ESSB - 7º C - 2015
  22. 22. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez uma menina, que foi a um poço iluminado pelo luar buscar água, de repente, a lua saiu do lugar e veio ter com ela, numa forma monstruosa. A menina olhou duas vezes para o “ Rei do Céu “, e gritou desalmadamente, a lua assustou-se e voltou para o céu. Seguidamente, demonstrando um ato de curiosidade a lua foi procurar a menina, iluminando-a com o seu grande olho, depois viu-a ao pé do poço e ajudo-a a tirar o balde com água de dentro do poço, esse ato demonstrou amizade entre eles e tornaram-se amigos. José Maria
  23. 23. ESSB - 7º C - 2015
  24. 24. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez uma menina pequena e frágil que numa noite escura foi buscar água ao poço, mas não estava a conseguir. De repente, sentiu uma brisa, aparecendo com ela um monstro da noite que toda a gente chamava “O Rei do céu”. Assustada, lança um grito e a lua, também assustada, foge. Mas como estava com curiosidade, voltou outra vez, devagarinho, abraça-a e ajuda-a a tirar o balde de água do poço. E o “O Rei do céu” volta outra vez à sua forma original. Maria do Carmo
  25. 25. ESSB - 7º C - 2015
  26. 26. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez numa noite, uma menina que estava a recolher água até que apareceu a lua que se transformou num monstro com um olho em formato da lua. A menina assustada deixou cair o balde no poço. Ao gritar, a lua escondeu-se e reapareceu observando a menina atentamente e de repente brincou com ela usando sua magia. Com os seus dedos, o monstro vai buscar o balde que tinha caído no poço e mostra-lhe que a menina pode ver o reflexo da lua na água do balde No futuro, cada vez que a menina for buscar água ao poço, ela vai lembrar-se sempre daquela noite inesquecível em que brincou com lua. Apesar da sua forma assustadora a lua era muito simpática; afinal, as aparências iludem … Rafael
  27. 27. ESSB - 7º C - 2015
  28. 28. ESSB - 7º C - 2015 Uma boa e linda menina, estava tirando à noite água num poço, iluminada apena pelo luar. Subitamente vê um pequeno um pequeno clarão raiar no céu, amedrontou-se! Ficou às escuras! Depois surgiu-lhe dos céus, um ser, corporizado mas sem forma definida, com um olho gigante, luminoso e grande como uma lua. Ficou estupefacta! E ainda com mais medo! Gritou! Mas o ser fantástico soprou uma chuva de pontinhos luminosos, como as estrelas do céu! Lindo! Ela ficou mais confiante e olhou então, bem o ser misterioso. O ser aproximou-se , bondoso, puxou o balde de água do poço, á menina. Ela ficou contente e feliz! E a luz intensa ficou reflectida na águas! Que mistério! Margarida Lopes
  29. 29. ESSB - 7º C - 2015
  30. 30. ESSB - 7º C - 2015 Era uma vez uma menina que tirava água de um poço iluminada pelo luar. De repente o luar desaparece. Espantada a menina larga o balde e nesse mesmo momento aparece um gigante. Ele tinha a cor da escuridão da noite e o seu corpo era constituído pelas estrelas e o seu olho tinha a forma de lua. A menina grita e esconde-se com medo, mas o gigante vai à procura dela, pois queria conhecê- la melhor. O gigante para ficar amigo da menina mostra-lhe os seus truques. Mostrou que, à medida que andava, libertava as estrelas, que conseguia levantar objectos e tirou o balde com água que estava no poço para dar à menina. Assim, ambos se tornaram amigo, mas o gigante desapareceu no meio da escuridão da noite. João Coimbra
  31. 31. ESSB - 7º C - 2015
  32. 32. ESSB - 7º C - 2015 Durante a noite, a lua iluminaria tudo, daria alegria e felicidade às crianças de todo o mundo(tudo o que uma criança necessita de ter). À noite, quando desaparecesse, tudo ficaria escuro, pois levaria as estrelas consigo e espalhar-se-iam a tristeza e a escuridão. Mas era muito raro isso acontecer. O Rei do Céu gostava muito das crianças e não gostava que ficassem tristes e sem a sua luz tão brilhante. Se isso acontecesse, alguma coisa estaria mal... Um dia a lua, não satisfeita com o seu trabalho, desaparecia e nunca mais voltaria. Ninguém sabia o que teria acontecido. Faltaria aquela forte alegria e felicidade dada pelas crianças ao mundo, faltaria também a luz natural do céu. Até que um dia uma menina muito inteligente, que não aguentava tal mistério resolvia desvenda-lo. Ela descobriria que, numa aldeia, havia uma menina pequenina, à qual a lua não conseguira dar alegria nem felicidade, por isso a sua fuga. A pequenina tinha muitos problemas físicos e os pais não tinham dinheiro para comprar o necessário ao seu bem estar. Então, com o dinheiro angariado pelas populações de aldeias vizinhas, lá conseguiram dar felicidade e fazer com que a menina tivesse uma vida estável. Perante esta situação a lua voltaria, porque já não teria motivo para desaparecer, pois agora já podia voltar a dar alegria a todas as crianças e àquela criança também, porque já tinha tudo facilitado, para ser uma menina feliz. Benedita
  33. 33. ESSB - 7º C - 2015 Uma menina muito assustada estava a tirar água, com um balde, de um antigo poço. A lua desapareceu por trás das nuvens. A menina estranhou, mas continuou a fazer o seu trabalho. Quando a lua reapareceu, a menina virou-se e viu um enorme monstro com um único olho que era a lua. Assustada, a menina deixou cair o balde dentro do poço. A criatura gigante, depois de brincar um pouco, puxou o balde da água que a menina estava a tentar tirar do poço e desapareceu. Ficou só o seu grande olho visível no céu, a lua. Ricardo Martins
  34. 34. ESSB - 7º C - 2015
  35. 35. Uma inspiração dos alunos do 7º C a partir da animação Lune et l’autre https://youtu.be/_oxtrTFPh48 ESSB - 7º C - 2015

×