A síndrome de Elias

2.588 visualizações

Publicada em

1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Muito bom esse texto. Tirei uma boa lição depois dessa reflexão.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.588
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
75
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A síndrome de Elias

  1. 1. A SÍNDROME DE ELIAS, SUJEITO AS MINHAS PAIXÕES TIAGO 5.17
  2. 2. I Reis 18.36-40, mostra-nos Elias,cheio de fé e unção. <ul><li>Sucedeu pois que, sendo já hora de se oferecer o sacrifício da tarde, o profeta Elias se chegou, e disse: Ó Senhor, Deus de Abraão, de Isaque, e de Israel, seja manifestado hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme a tua palavra tenho feito todas estas coisas. </li></ul><ul><li>Responde-me, ó Senhor, responde-me para que este povo conheça que tu, ó Senhor, és Deus, e que tu fizeste voltar o seu coração. </li></ul><ul><li>Então caiu fogo do Senhor, e consumiu o holocausto, a lenha, as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego. </li></ul><ul><li>Quando o povo viu isto, prostraram-se todos com o rosto em terra e disseram: O senhor é Deus! O Senhor é Deus! </li></ul><ul><li>Disse-lhes Elias: Agarrai os profetas de Baal! que nenhum deles escape: Agarraram-nos; e Elias os fez descer ao ribeiro de Quisom, onde os matou. </li></ul>
  3. 3. UM REFORMISTA VALENTE
  4. 4. I Reis 19.1-3 mostra-nos, um paradoxo. <ul><li>Ora, Acabe fez saber a Jezabel tudo quanto Elias havia feito, e como matara à espada todos os profetas. </li></ul><ul><li>Então Jezabel mandou um mensageiro a Elias, a dizer-lhe: Assim me façam os deuses, e outro tanto, se até amanhã a estas horas eu não fizer a tua vida como a de um deles. </li></ul><ul><li>Quando ele viu isto, levantou-se e, para escapar com vida, se foi. E chegando a Berseba, que pertence a Judá, deixou ali o seu moço. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Elias soube dizer à viúva: &quot;Não temas&quot;, mas não soube dizer a si mesmo as mesmas palavras de fé. Assim é a vida de um servo de DEUS, não é infalível e nem um super-homem, às vezes passa por momentos mais angustiantes que os demais, mesmo tendo sido usado grandiosamente por DEUS </li></ul>
  6. 6. I RS 19.4-8, Elias foge para o deserto e se assenta debaixo de um zimbro
  7. 7. I RS 19.8-10, Elias na caverna <ul><li>Levantou-se, pois, e comeu e bebeu; e com a força desse alimento caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o monte de Deus. </li></ul><ul><li>Ali entrou numa caverna, onde passou a noite. E eis que lhe veio a palavra do Senhor, dizendo: Que fazes aqui, Elias? </li></ul><ul><li>Respondeu ele: Tenho sido muito zeloso pelo Senhor Deus dos exércitos; porque os filhos de Israel deixaram o teu pacto, derrubaram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada; e eu, somente eu, fiquei, e buscam a minha vida para ma tirarem. </li></ul>
  8. 8. Tiago 5.17
  9. 9. Tiago 5.17
  10. 10. FRUSTRAÇÃO <ul><li>O sentimento de incapacidade ou fracasso, diante da realização de um trabalho aparentemente inútil. A idéia que se tem é que a vida não faz o menor sentido. Elias perdera o ânimo e o interesse de viver. Humanamente falando, não somos diferentes do profeta; compartilhamos a mesma natureza (Tg 5.17). </li></ul>
  11. 11. OPOSIÇÃO <ul><li>Elias soube que Jezabel intentava matá-lo (1 Rs 19.1,2), tomou atitudes que revelaram seu estado depressivo. Sempre que realizamos ou estamos prestes a realizar algo importante para Deus, enfrentamos o ataque do Inimigo. (Jo 16.33; 1 Pe 5.8). </li></ul>
  12. 12. MEDO <ul><li>O pavor incontido do que nos possam fazer os adversários, e a possibilidade de sermos perseguidos, ridicularizados, caluniados, ou até mortos podem levar-nos à depressão. Foi o que aconteceu com o profeta Elias (1 Rs 19.1,2,10). </li></ul>
  13. 13. Angústia. <ul><li>Quando enfrentamos um problema de difícil solução e não vislumbramos uma saída, tendemos à tristeza e a outros problemas. É justamente nesse momento que a crise depressiva se instala (Jó 3.11; 6.11; 17.1; Sl 13.1-3; 56; 57.6,7). </li></ul>
  14. 14. Reencontro com a Graça de Deus.Saindo da Depressão I RS 19.11-14. <ul><li>Ao que Deus lhe disse: Vem cá fora, e põe-te no monte perante o Senhor: E eis que o Senhor passou; e um grande e forte vento fendia os montes e despedaçava as penhas diante do Senhor, porém o Senhor não estava no vento; e depois do vento um terremoto, porém o Senhor não estava no terremoto; </li></ul><ul><li>e depois do terremoto um fogo, porém o Senhor não estava no fogo; e ainda depois do fogo uma voz mansa e delicada. </li></ul><ul><li>E ao ouvi-la, Elias cobriu o rosto com a capa e, saindo, pôs-se à entrada da caverna. E eis que lhe veio uma voz, que dizia: Que fazes aqui, Elias? </li></ul><ul><li>Respondeu ele: Tenho sido muito zeloso pelo Senhor Deus dos exércitos; porque os filhos de Israel deixaram o teu pacto, derrubaram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada; e eu, somente eu, fiquei, e buscam a minha vida para ma tirarem. </li></ul>
  15. 15. Restauração física. <ul><li>Através de um anjo, Deus proveu alimento e água para o profeta. Em seguida, o Senhor lhe proporcionou um sono reparador (1 Rs 19.4-6). O bem-estar físico e psíquico de Elias era fundamental (Sl 103.14). </li></ul>
  16. 16. Mudança de ambiente. <ul><li>Deus tirou Elias do deserto conduzindo-o a Horebe, cerca de 300 km de Berseba (1 Rs 19.7,8). Elias precisava de tempo e de um novo ambiente, para considerar sua vida sob um novo ponto de vista. Um ambiente estressante e uma rotina rígida e interrupta afeta a saúde física e mental da pessoa. É imprescindível ao deprimido mudar de ambiente, modificar sua rotina, reduzir seu trabalho e desfrutar de um período de férias para passar mais tempo com sua família (Ec 2.21-26; 3.1-8; Mc 6.30,31). </li></ul>
  17. 17. Bem-estar espiritual. <ul><li>O vento, o terremoto e o fogo no monte Horebe eram uma demonstração da suficiência e do poder de Deus; a voz mansa e suave, por sua vez, falava do grande amor do Pai (1 Rs 19.11,12). Talvez uma caverna (v. 9) não seja o local mais adequado para Deus revelar-se a alguém, todavia, nas situações mais adversas da nossa vida, o Senhor pode vir ao nosso encontro para nos tirar da depressão. O profeta saiu daquele lugar com uma nova visão acerca da Graça de Deus (1 Rs 19.13-18; Sl 23.4,5). </li></ul>
  18. 18. RESULTADOS DESTE ENCONTRO COM DEUS E SUA GRAÇA I RS 19.15-18 <ul><li>Então o Senhor lhe disse: Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco; quando lá chegares, ungirás a Hazael para ser rei sobre a Síria. </li></ul><ul><li>E a Jeú, filho de Ninsi, ungirás para ser rei sobre Israel; bem como a Eliseu, filho de Safate de Abel-Meolá, ungirás para ser profeta em teu lugar. </li></ul><ul><li>E há de ser que o que escapar da espada de Hazael, matá-lo-á Jeú; e o que escapar da espada de Jeú, matá-lo-á Eliseu. </li></ul><ul><li>Todavia deixarei em Israel sete mil: todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda boca que não o beijou. </li></ul>
  19. 19. «A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza.» (2 Co 12, 9) <ul><li>Então, vem-me a memória de Charles Spurgeon, que sofria de depressão severas. Muitas vezes seu itinerário era da cama para o púlpito, onde apresentava mensagens poderosas de Deus,  e do púlpito para cama, onde a melancolia o lançava. Ele não esperou ficar bom para abençoar. Ele pôs em prática o que Paulo viveu: triste, mas alegrando. </li></ul><ul><li>Pare de esperar por saúde para abençoar os outros. Para de esperar por equilíbrio financeiro para ajudar os outros. </li></ul><ul><li>Seja uma carta (2Coríntios 3.2) de Deus para os outros agora. </li></ul>

×