Falando em Quaresma

7.345 visualizações

Publicada em

Falando em Quaresma

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.345
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7.023
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Falando em Quaresma

  1. 1. A Quaresma é umA Quaresma é um tempo propício paratempo propício para o despojamento;o despojamento; e far-nos-á beme far-nos-á bem questionar-nos acercaquestionar-nos acerca do que nos podemosdo que nos podemos privar a fim de ajudarprivar a fim de ajudar e enriquecere enriquecer a outros com a nossaa outros com a nossa abstenção.abstenção. Toda a nossa vida é feita de escolhas.Toda a nossa vida é feita de escolhas. Em ambiente de permanente mudançaEm ambiente de permanente mudança teremos de concentrar a atenção naquiloteremos de concentrar a atenção naquilo que é realmente oque é realmente o ESSENCIAESSENCIALL..
  2. 2. AA quaresmaquaresma torna-se, por essetorna-se, por esse motivo, um tempo importante paramotivo, um tempo importante para podermos reflectir sobre aquilopodermos reflectir sobre aquilo que é essencial para a nossa vida.que é essencial para a nossa vida. A Igreja chama a nossa atenção,A Igreja chama a nossa atenção, neste tempo, para a necessidadeneste tempo, para a necessidade de olharmos com mais cuidadode olharmos com mais cuidado para três propósitos essenciaispara três propósitos essenciais na nossa vida cristã:na nossa vida cristã: A ORAÇÃOA ORAÇÃO A ESMOLAA ESMOLA O JEJUMO JEJUM
  3. 3. A ORAÇÃOA ORAÇÃO Nós temos necessidadeNós temos necessidade da oração:da oração: oremos de coraçãooremos de coração aberto...aberto... Saibamos rezar por:Saibamos rezar por: Gratidão de tantas coisasGratidão de tantas coisas que recebemos...que recebemos... Para que tenhamosPara que tenhamos esperança... optimismo...esperança... optimismo... confiança... compaixão...confiança... compaixão... Saibamos aproximar-nosSaibamos aproximar-nos de Deus presente emde Deus presente em todos os nossos irmãos..todos os nossos irmãos.. Aproveitemos também paraAproveitemos também para fazer silêncio interior e...fazer silêncio interior e... CONTEMPLARCONTEMPLAR......
  4. 4. A ESMOLAA ESMOLA Devemos procurarDevemos procurar dar esmola:dar esmola: A todos aqueles que sãoA todos aqueles que são realmente necessitados.realmente necessitados. A esmola pecuniária, fruto das nossas renúncias...A esmola pecuniária, fruto das nossas renúncias... Mas também, e é essencial:Mas também, e é essencial: a esmola da atenção... da mansidão... da paciência...a esmola da atenção... da mansidão... da paciência... Da colaboração... da ternura e do carinho...Da colaboração... da ternura e do carinho... da afectividade... da reconciliação... do perdão...da afectividade... da reconciliação... do perdão... da escuta... da delicadeza... doda escuta... da delicadeza... do AMORAMOR......
  5. 5. O JEJUMO JEJUM O jejum, hoje esquecido ouO jejum, hoje esquecido ou deturpado, constitui umdeturpado, constitui um caminho pessoal ecaminho pessoal e comunitário de conversão.comunitário de conversão. Atrevo-me a reconhecer quatro espécies de jejum:Atrevo-me a reconhecer quatro espécies de jejum: 1.1. O jejum completoO jejum completo - que é feito geralmente- que é feito geralmente pelos monges ou eremitas e que consiste na privaçãopelos monges ou eremitas e que consiste na privação da ingestão de qualquer alimentoda ingestão de qualquer alimento durante um ou alguns dias, para fortalecer a vontade,durante um ou alguns dias, para fortalecer a vontade, reforçar a oração, crescer espiritualmente.reforçar a oração, crescer espiritualmente.
  6. 6. 2.2. O jejum parcialO jejum parcial –– que consiste na privaçãoque consiste na privação de uma das refeições diáriasde uma das refeições diárias e que pode ser feitoe que pode ser feito por qualquer pessoapor qualquer pessoa que a isso se prontifiqueque a isso se prontifique sem prejudicar a sua saúde.sem prejudicar a sua saúde. 3.3. O jejum de pausa fortificanteO jejum de pausa fortificante - a privação de algum- a privação de algum alimento do gosto pessoal da pessoa e que ela evita,alimento do gosto pessoal da pessoa e que ela evita, a fim de fortificar o empenho; ou algo caro e que a pessoaa fim de fortificar o empenho; ou algo caro e que a pessoa substitui por algo mais económico procurando revertersubstitui por algo mais económico procurando reverter o excedente monetário daí resultante, fruto da suao excedente monetário daí resultante, fruto da sua renúncia, em favor de um irmão mais necessitado.renúncia, em favor de um irmão mais necessitado. Todo o jejum alimentar é benéfico, higiénico e fortaleceTodo o jejum alimentar é benéfico, higiénico e fortalece a vontade e o espírito de quem o pratica.a vontade e o espírito de quem o pratica.
  7. 7. 4.4. O jejum espiritualO jejum espiritual - assim- assim o designo porque, comoo designo porque, como os jejuns de privação, de queos jejuns de privação, de que atrás se fala, também serveatrás se fala, também serve para a fortificaçãopara a fortificação da vontade e como medidada vontade e como medida de higiene mental pessoalde higiene mental pessoal e comunitária.e comunitária. Deste modo,Deste modo, para além dos atrás citados por que nãopara além dos atrás citados por que não jejuar de:jejuar de: julgar os outros... do egoísmo...julgar os outros... do egoísmo... das palavras mais duras e que ferem...das palavras mais duras e que ferem... do descontentamento... da tristeza e do pessimismo..do descontentamento... da tristeza e do pessimismo.... Das lamúrias e do ressentimento... das preocupaçõesDas lamúrias e do ressentimento... das preocupações exageradas... do perfeccionismo... da angústia...exageradas... do perfeccionismo... da angústia... do stress... da crítica... da injustiça...do stress... da crítica... da injustiça...
  8. 8. Aproveitemos paraAproveitemos para REZARREZAR,, fazendo comfazendo com satisfação e empenho assatisfação e empenho as coisas mais simples docoisas mais simples do nosso quotidiano...nosso quotidiano... Ofereçamos aOfereçamos a ESMOLAESMOLA pecuniária frutopecuniária fruto das nossas privações, ou a espiritualdas nossas privações, ou a espiritual das nossas atenções para com os outros.das nossas atenções para com os outros. E saibamosE saibamos JEJUARJEJUAR daquilo que não se tornadaquilo que não se torna essencial, a fim de nos sentirmos alegres e em pazessencial, a fim de nos sentirmos alegres e em paz no bom relacionamento connosco próprios,no bom relacionamento connosco próprios, com os outros e com Deus,com os outros e com Deus, ELABORAÇÃO E FORMATAÇÃOELABORAÇÃO E FORMATAÇÃO António Elísio PortelaAntónio Elísio Portela MÚSICAMÚSICA Ernesto Cortazar,Ernesto Cortazar, Forever MariaForever Maria FOTOSFOTOS InternetInternet
  9. 9. Aproveitemos paraAproveitemos para REZARREZAR,, fazendo comfazendo com satisfação e empenho assatisfação e empenho as coisas mais simples docoisas mais simples do nosso quotidiano...nosso quotidiano... Ofereçamos aOfereçamos a ESMOLAESMOLA pecuniária frutopecuniária fruto das nossas privações, ou a espiritualdas nossas privações, ou a espiritual das nossas atenções para com os outros.das nossas atenções para com os outros. E saibamosE saibamos JEJUARJEJUAR daquilo que não se tornadaquilo que não se torna essencial, a fim de nos sentirmos alegres e em pazessencial, a fim de nos sentirmos alegres e em paz no bom relacionamento connosco próprios,no bom relacionamento connosco próprios, com os outros e com Deus,com os outros e com Deus, ELABORAÇÃO E FORMATAÇÃOELABORAÇÃO E FORMATAÇÃO António Elísio PortelaAntónio Elísio Portela MÚSICAMÚSICA Ernesto Cortazar,Ernesto Cortazar, Forever MariaForever Maria FOTOSFOTOS InternetInternet

×