PROJETO INTEGRADO DE APRENDIZAGEM DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA
Consciência Negra: Educação não tem cor   <ul><li>Cursistas:  Castorina, Sonia e Fabiane </li></ul><ul><li>Escola:  Olívia...
COMPETÊNCIA E HABILIDADES ►  Promover a interdisciplinaridade. ►  Combater diferentes concepções sobre o racismo. ►  Possi...
<ul><li>Metodologia/Procedimento </li></ul><ul><li>O desenvolvimento do projeto estará em consonância com os blocos temáti...
<ul><li>Avaliação </li></ul><ul><li>A avaliação acontecerá em qualquer momento do processo educativo, de forma continua e ...
TRABALHO DESENVOLVIDO POR ALUNOS DO 9º ANO
Escola Estadual Olivia Paula  Alunos: MarcelloVictor, MarcelloLopes, Adriano, Iago, Joao Victor
A historia do futebol sul africano O caso de amor entre a África do Sul e o futebol teve início na segunda metade do sécul...
×A Copa do Mundo no continente africano Estamos diante de uma oportunidade singular para “Africanear” nosso conhecimento. ...
ALUNOS PESQUISANDO E CONSTRUINDO GRAFICOS NO EXCEL
ALUNOS NA STÉ FAZENDO TRABALHO NO POWERPOINT
 
VITÓRIA POR PAÍS
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Atv75castorina

505 visualizações

Publicada em

Publicada em: Esportes, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Atv75castorina

  1. 1. PROJETO INTEGRADO DE APRENDIZAGEM DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA
  2. 2. Consciência Negra: Educação não tem cor <ul><li>Cursistas: Castorina, Sonia e Fabiane </li></ul><ul><li>Escola: Olívia Paula </li></ul><ul><li>Série: 9º Ano – 20 alunos </li></ul><ul><li>Objetivos: - Valorizar a cultura negra e seus afro-descendentes e afro-brasileiros,na escola e na sociedade. </li></ul><ul><li>- Reconhecer através de pesquisa a economia, educação e saúde, futebol do continente Africano através de gráficos. </li></ul><ul><li>- Trazer á tona, discussões provocantes, por meio das rodas de conversa, para um posicionamento mais critico frente á realidade social em que vivemos. </li></ul>
  3. 3. COMPETÊNCIA E HABILIDADES ► Promover a interdisciplinaridade. ► Combater diferentes concepções sobre o racismo. ► Possibilitar o desenvolvimento de valores básicos para a consciência da mistura das três raças que deu origem ao povo brasileiro, para o respeito ao outro e a si mesmo e para que compreendam, respeite e valorize a diversidade sociocultural e a convivência solidária em uma sociedade democrática. ► Debater os conhecimentos de filosofia, sociologia e história e assumindo uma posição crítica a partir de argumentos consistentes. ► Elaborar por escrito textos utilizando os conhecimentos de filosofia, sociologia e história. ► Fazer uma análise, reflexão e crítica sobre o filme “A vida de Nelson Mandela” .
  4. 4. <ul><li>Metodologia/Procedimento </li></ul><ul><li>O desenvolvimento do projeto estará em consonância com os blocos temáticos citados e será feito de acordo com as necessidades da turma e a realidade local,estabelecendo o problema e a proposta de conteúdo para a classe. O tema será desenvolvido na sala de aula por meio de atividades para a sua exploração,sistematização e para a conclusão dos trabalhos. Os alunos devem fazer observações diretas no entorno familiar, observações indiretas em ilustrações e/ou vídeos,experimentações e leituras. Portanto os alunos irão produzir slides de gráficos destacando economia,saúde, futebol e educação do continente Africano. </li></ul>Recursos - Data show; - STE: Excel, Power point; - Máquina digital;
  5. 5. <ul><li>Avaliação </li></ul><ul><li>A avaliação acontecerá em qualquer momento do processo educativo, de forma continua e diagnostica, estimulando os alunos desenvolver suas potencialidades levando em conta, principalmente, os avanços individuais dentro da coletividade e a participação no desenvolvimento de todas as atividades ( de acordo com as peculiaridade de cada aluno) no decorrer do projeto. </li></ul><ul><li>Referências Bibliográficas e Webliografias </li></ul><ul><li>- BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das relações Étnico– </li></ul><ul><li>- Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Secretaria </li></ul><ul><li>- Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Brasília: MEC, 2005. 35p. </li></ul><ul><li>- MACHADO. Maria Helena. Menina bonita do laço de fita. São Paulo-SP. Ed. Ática, 2007. </li></ul><ul><li>- Revista Nova Escola. Vários autores. São Paulo-SP – edição de Nov. 2004 e 2005. </li></ul><ul><li>- ROCHA. Ruth. ROTH. Otávio. Declaração universal dos direitos humanos. São Paulo-SP, 2004. </li></ul><ul><li>www.google.com </li></ul><ul><li>www.cade.com </li></ul>
  6. 6. TRABALHO DESENVOLVIDO POR ALUNOS DO 9º ANO
  7. 7. Escola Estadual Olivia Paula Alunos: MarcelloVictor, MarcelloLopes, Adriano, Iago, Joao Victor
  8. 8. A historia do futebol sul africano O caso de amor entre a África do Sul e o futebol teve início na segunda metade do século 19. O esporte não demorou a criar raízes no país, com o nascimento do primeiro clube, o Pietermaritzburg County, em 1879. Composto apenas por imigrantes europeus, o time disputou as suas primeiras partidas contra equipes das tropas de ocupação britânicas. Com a fundação da Associação de Futebol de Natal, em 1882, surgiu uma liga formada por quatro clubes: Pietermaritzburg County, Natal Wasps, Durban Alpha e Umgeni Stars. A liga cresceu no ano seguinte, quando passou a contar com dez clubes. A paixão pelo esporte ganhou corpo na cidade litorânea de Port Elizabeth, onde o escocês Dickson (o primeiro nome ficou perdido nos registros históricos) tentou, sem sucesso, criar uma liga. Em 1890, dois ingleses fundaram na Cidade do Cabo um clube chamado Pioneers FC, que imediatamente desafiou a dominação dos times militares britânicos.
  9. 9. ×A Copa do Mundo no continente africano Estamos diante de uma oportunidade singular para “Africanear” nosso conhecimento. A copa do mundo de Futebol. Evento de repercussão mundial, que vai acontecer esse ano, no continente africano, para ser mais exato, na África do Sul. Isso provavelmente todo o mundo, já sabe. O que possivelmente muita gente não tem conhecimento ainda é o fato de que, foi na nossa mãe áfrica, que surgiram as primeiras “bicudas” na bola. Algumas teorias indicam os africanos como os precursores das práticas com bola, entre 4.500 e 4.000 anos antes de Cristo. O Senet, um jogo ancestral do futebol, era praticado por homens e mulheres no antigo Egito e misturava em sua prática, dança e acrobacias, isso me lembra algo que acontece atualmente no Futebol Moderno, nas terras tupi-guaranis.
  10. 10. ALUNOS PESQUISANDO E CONSTRUINDO GRAFICOS NO EXCEL
  11. 11. ALUNOS NA STÉ FAZENDO TRABALHO NO POWERPOINT
  12. 13. VITÓRIA POR PAÍS

×