Boas práticas para revisões sistemáticas

1.344 visualizações

Publicada em

Apresentação feita na UFRGS, Porto Alegre, em 30/04/2013.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.344
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
53
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boas práticas para revisões sistemáticas

  1. 1. Cassyano J CorrerDepartamento de FarmáciaUniversidade Federal do Paranácassyano@ufpr.br
  2. 2. http://www.cebm.net/
  3. 3. Meta-análiseRevisãosistemáticaEnsaio clínicorandomizadoCoorteCaso-controleTransversaisSérie de casos / Relatos de casos(Oxford Centre forEvidence-BasedMedicine, 2009)
  4. 4. NÍVEL  2NÍVEL  3NÍVEL  4NÍVEL  5NÍVEL  1 N-of-1 randomized trialsORSystematic review of randomized trialsRandomized trialORObservational study with dramatic effectNon-randomized controlled cohort/follow-up study**Case-series, case-control studies, or historically controlled studies**** As always, a systematic review is generally better than an individual study.  Mechanism-based reasoninghttp://www.cebm.net/mod_product/design/files/CEBM-Levels-of-Evidence-2.1.pdf
  5. 5. NÍVEL  2Grau  de  Recomendação:  A  –  Estudos  consistentes  com  Nível  1  B  –  Estudos  consistentes  com  nível  2  ou  3  OU  extrapolações  de  estudos  do  Nível  1  C  –  Estudos  Nível  4  OU  extrapolações  de  estudos  dos  Níveis  2  ou  3  D  –  Evidência  Nível  5  ou  estudos  de  qualquer  nível  que  sejam  inconclusíveis  ou  apresentam  inconsistência  problemáDca.
  6. 6. 1. Formulação da perguntaOutcomes - DesfechosPesquisar se a pergunta já não foi respondida !!!ATALLAH; CASTRO, 1998; GREEN, 2005; JUSTO; SOARES; CALIL, 2005; FUCHS 2010PICOComparaçãoIntervençãoProblema do PacienteS Study design
  7. 7. Formulaçãoda perguntaLocalizaçãodos estudos*Triagem*Elegibilidadee Inclusão*Análise dequalidade*Extraçãodos dados*Meta-análisesAnálises desensibilidade* Todas essas etapas são realizadas por dois revisores independentes.Após cada etapa é realizada uma reunião de consenso.Caso o consenso não seja obtido, um terceiro revisor participa da decisão.
  8. 8. doi:10.1371/journal.pmed1000097
  9. 9. 2. Localização dos estudos  Estratégia de busca (descritores, operados boleanos,adaptação para as diferentes bases de dados)  Bases de dados: Pubmed, Lilacs, Cochrane, Scopus,Science direct, Web of science, IPA, Embase, Scielo  Decisão entre sensibilidade e especificidade.  Busca manual complementar.
  10. 10. 3. Triagem e Seleção dos estudos  Critérios de inclusão  Critérios de exclusão  Triagem: Análise dos títulos e resumo  Elegibilidade: Análise na íntegra
  11. 11. 4. Avaliação da qualidade dos estudos  Avaliação da qualidade e risco de viés de ensaiosclínicoso  Escala de Jadado  Avaliação Cochrane do risco de viés  Avaliação da qualidade de estudos observacionaisanalíticoso  NOS (Newcastle-Ottawa Scale)
  12. 12. 4. Avaliação da qualidade dos estudos - JadadJADAD et al., 1996Escala de Qualidade (Jadad, 1996)Dê 1 ponto para cada “sim”Dê 0 ponto para cada “não”Dê 1 ponto para cada “sim”Retire 1 ponto para cada “não”O estudo foi descrito como randomizado?O estudo foi duplo-cego?Foram descritas as perdas e exclusões?A randomização foi descrita e é adequada?O cegamento foi descrito e é adequado?Variação de pontos = 0 a 5Qualidade pobre < 3
  13. 13. 4. Avaliação da qualidade e risco de viés - CochraneAvaliação de Risco de Viés (HIGGINS, GREEN, 2011)Tipo de viés Descrição Domínios relevantesSeleçãoPerformanceDetecçãoAtritoPublicaçãoDiferenças no baseline dosgrupos comparadosGeração da sequência derandomização; manutençãodo sigilo da alocaçãoDiferenças no cuidadoprovido a cada grupocomparadoDiferenças entre grupos namensuração dos desfechosDiferenças entre gruposcom relação ao abandonodo estudoDiferenças entre os dadosreportados e não reportadosCegamento dos participantese profissionais envolvidosCegamento do profissionalresponsável pela mensuraçãodos desfechosDados relatados de formaincompletaSeleção de dados paraescrever o relatório/artigo
  14. 14. 4. Avaliação da qualidade e risco de viés - CochraneRisco de viés Interpretação Dentro do estudoBaixoModeradoAltoViés incapaz de alterar demodo importante o resultadodo estudoBaixo risco de viés paratodos os domínios-chaveViés capaz de gerar algumadúvida sobre os resultadosRisco de viés nãoesclarecido para um oumais domínios-chaveViés capaz de enfraquecerseriamente a confiança nosresultadosAlto risco de viés paraum ou mais domínios-chaveAvaliação de Risco de Viés (HIGGINS, GREEN, 2011)Interpretação Risco de Viés
  15. 15. 4. Avaliação da qualidade e risco de viés - CochraneFormulário usado na Universidade Federal do Paraná. Correr, CJ.
  16. 16. http://www.cochrane.org/training/cochrane-handbookGRÁFICO DE RISCO DE VIÉS
  17. 17. GRÁFICO DE RISCO DE VIÉShttp://www.cochrane.org/training/cochrane-handbook
  18. 18. 5. Extração dos dados•  Coleta das características do estudo•  Levantamento dos desfechos relatados nosestudos•  Coleta dos resultados dos desfechos de interesseem tabelas pré - formuladas6. Análise e apresentação dos resultadosSíntese qualitativa Síntese quantitativa
  19. 19. 6. Análise e apresentação dos resultadosSíntese qualitativa Síntese quantitativaMETA-ANÁLISESoftwares:Review ManagerSTATACMAMEDCALCMETA-STETRWINBUGSADDISDIRETA INDIRETA
  20. 20. Avaliação da qualidade de revisões sistemáticas
  21. 21. Avaliação da qualidade de RS – Instrumento AMSTAR1.  Um projeto foi realizado a priori?2.  A seleção dos estudos e extração dos dados foi realizada emduplicata?3.  Foi realizada uma pesquisa bibliográfica abrangente?4.  O tipo de publicação foi usado como um critério de inclusão(p.ex. Língua)?5.  Uma lista de estudos (incluídos e excluídos) foi fornecida?6.  As características dos estudos incluídos foi fornecida?7.  A qualidade científica dos estudos incluídos foi avaliada edocumentada?8.  A qualidade dos estudos incluídos foi usada apropriadamentena formulação das conclusões?9.  Os métodos utilizados para combinar os achados dos estudosforam apropriados?10.  A probabilidade de viés de publicação foi avaliada?11.  O conflito de interesse foi incluído?
  22. 22. Avaliação da qualidade de revisões sistemáticas  Instrumento AMSTAR  Pontuação varia de 0 a 11•  Baixa qualidade: < 4•  Qualidade moderada: 5 – 7•  Alta qualidade: > 8
  23. 23. FIM...

×