Tipo de ração para cães

181 visualizações

Publicada em

Freela - Conteúdo SEO para a multinacional veterinária CachorroGato - http://www.cachorrogato.com.

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
181
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tipo de ração para cães

  1. 1. Tipo de ração para cães: saiba as diferenças Aprenda a diferenciar os tipos de ração para dar aos cães em todas as fases da vida. Desde filhotes, fase na adulta e até quando já estão idosos. Você sabe qual é o tipo de ração adequada para o seu cão? Sabe qual o tipo de ração dar em cada etapa da vida dele? Se você não sabe que existem rações específicas para cada fase da vida deles, então, fique atento neste artigo e acompanhe as informações sobre como alimentar o seu cãozinho. As informações sobre a alimentação adequada interferem diretamente no desenvolvimento, crescimento, energia e disposição do seu cãozinho. Entendemos que quando você dá a ração exata para cada tipo de idade, a resposta do organismo do animal e da vida ativa dele é sempre muito positiva, portanto, para cada tipo de ração para cães existe um período da idade correspondente. Mas uma coisa é certa, em todas as fases do animal de estimação o que é comum entre eles é que precisam de uma alimentação balanceada, com os nutrientes necessários e calorias que gerem energia para que tenham uma vida saudável. O que vai fazer a diferença na hora da compra é a faixa etária (filhote/adulto/idoso), o tamanho e o porte do animal. Qual é o tipo de ração que eu devo dar para cada fase? Filhotes a partir dos 45 dias É importante frisar que as rações secas são as mais adequadas para dar ao seu cão. Isso porque, hoje em dia, os alimentos já vêm com a medida adequada para a necessidade física e orgânica da idade daquele animal. Assim, esteja seguro em comprar as rações secas ou úmidas porque elas são suficientes para dar uma refeição balanceada para eles. Agora, o tipo de ração para cães que você vai comprar é que vai fazer toda a diferença. Acompanhe a leitura deste artigo e leia mais adiante os tipos de ração existentes no mercado.
  2. 2. A partir dos 45 dias de vida você pode começar a introduzir as rações secas com vários sabores existentes no mercado; carne bovina, frango, vegetais, fígado. Com certeza um deles vai agradar o paladar do seu cãozinho. Aliás, o ideal aqui é que você vá alterando os sabores, semanalmente, para saber qual é o sabor que o seu cãozinho mais gosta e ir intercalando com outros, até mesmo para você não ficar preso a um único tipo de ração. Tenha em mente uma coisa muito clara, não é para dar alimento humano para os bichinhos. Todos os tipos de ração para cães são elaborados com a medida diária suficiente para suprir as necessidades do cão. Pode ser que no início haja uma certa rejeição, isso é natural, não se assuste! Acredite, isso pode realmente acontecer, mas o que você precisa entender é que vale a pena insistir, ok?! Tudo bem, a gente sabe que dá aquele aperto no coração e medo, mas fique tranquilo, com tempo o animal vai passar a comer a ração. Outra opção, é colocar em uma outra vasilha a ração úmida, dando ao animal variedades de alimentos. Veja, não é uma coisa ou outra, coloque os dois. Assim, além de você testar e verificar o que ele mais gosta, também está variando a alimentação. Ração para cães na fase adulta (a partir de 1 ano) Quando completam um ano de idade os cães já entram na fase adulta, então, passam a comer menos, e aí no geral, eles comem duas vezes ao dia o que é o suficiente para mantê-los fortes e saudáveis. Se você colocar mais comida para eles durante o dia, pode gerar neles uma grande possibilidade de se tornarem obesos. E não é isso que queremos, não é mesmo?! Queremos eles saudáveis e com o peso adequado, de acordo com a estrutura física e a raça deles. Nesta fase, os cães começam a pedir comida da nossa mesa, mas o ideal é que você repreenda o seu cachorro e não dê a comida, ao menos que o veterinário tenha permitido. Aí, é uma outra história, mas no geral, NÃO DÊ! As duas alimentações que o animal tem por dia já são mais que o suficiente, lembre-se sempre disso!
  3. 3. Ração para cães idosos Quando sabemos que um cão está idoso? Para cães de grande porte, quando chegam aos 7 anos e para os pequenos; quando chegam em média aos 10 anos. Essa é uma fase muito delicada e complexa. Muitas vezes o cãozinho não quer se alimentar, e poucas são, de fato, as rações que consegue comer. Isso porque à medida que vão envelhecendo, o organismo também vai ficando debilitado, menos resistente a infecções e doenças. Fique alerta! É muito natural que eles tenham redução do apetite, e aí, cabe ao dono estimular que o cãozinho se alimente. Agora, é importante saber que assim como existe uma ração específica para cães filhotes e na fase adulta, também existe, um tipo de ração para cães idosos. Se o seu cãozinho não está mais se alimentando direito, mesmo que você já tenha tentado introduzir uma ração específica para a idade dele, procure o veterinário, talvez seja a hora de entrar com outro tipo de alimentação, uma outra dieta. Dar pequenas refeições durante o dia pode ser uma alternativa, como também, aumentar o número dessas pequenas refeições ao longo do dia pode fazer com que o cãozinho coma. Ter a certeza que o cão está um ambiente tranquilo para poder se alimentar também é um fator que contribui, mas essas alternativas, devem ser orientadas pelo veterinário. Ah, outra coisa! Também existem rações específicas para cães diabéticos e cardíacos, com redução do sal e gorduras, talvez, esta seja uma boa alternativa no tipo de ração para cães para dar ao seu. Agora, preste bastante atenção, se o problema maior do seu cão é que ele não come de forma alguma, é bom leva-lo ao especialista. Muitas vezes, o que acontece é que o cãozinho pode estar com problemas dentários e não percebemos ainda, ou estão reagindo mal (com vômito e diarreia) porque estão com problemas orgânicos. Leve ao veterinário, uma porque esses
  4. 4. motivos não são naturais e outra porque as rações que existem hoje no mercado dão conta das necessidades proteicas deles. Quais os tipos de ração para cães existentes no mercado? Bom como já dissemos, o mais importante, na hora da escolha do tipo de ração que você vai dar para o seu cãozinho é sabe a fase da vida dele, o tamanho do animal, a raça e as condições gerais de saúde. Sabendo isso, podemos pensar em um dos tipos de rações abaixo e comprar de forma inteligente aquela que mais se encaixa nas necessidades diárias do seu cão. Leia atentamente cada uma das observações e veja qual é a que mais se adéqua ao seu animal de estimação. Só não se esqueça de uma coisa, a escolha da ração deverá ser feita com a ajuda do profissional da área, é ele quem vai verificar as condições do cãozinho e dizer qual a ração recomendada. Vamos lá! Comum ($) – É o tipo de ração mais barata que você pode encontrar no mercado, e na maior parte das vezes, é de menor qualidade. É fácil de entender! O seu cãozinho precisa se alimentar com rações de fonte animal, nesse tipo de ração a fonte é natural, como por exemplo, farelo de milho e de soja. Ou seja, não é o suficiente para suprir a demanda proteica que ele precisa. Em todo caso, a questão aqui não é qualidade, mas sim, o preço. Sim, ela é mais barata! Standart ($$) – É um tipo de ração balanceada com a qualidade da proteína reduzida. No geral, grande parte dos animais convive bem com este tipo de ração, entretanto, a quantidade de alimento que precisam ingerir para suprir as necessidades físicas e orgânicas é muito grande. São produtos de qualidade, feitos por empresas de renome no mercado. Na composição da ração você encontra farinha de carne, gordura animal, glúten de milho. Premium ($$$) – São produtos de primeira qualidade, portanto, mais caras que as anteriores. Aqui a fonte de composição da ração é animal, o que além de ser rica em proteína, também é mais digestível para o seu cãozinho e melhor para o funcionamento orgânico.
  5. 5. Como a proteína demora mais tempo para ser absorvida pelo organismo do animal isso requer que o metabolismo trabalhe mais, então, a necessidade do consumo da ração passa a ser menor. Aqui vale uma observação do custo x benefício! Se este tipo de ração para cães é mais cara por causa da fonte de produção e, consequentemente, o animal passa a comer menos vezes durante o dia, talvez, matematicamente falando, você gaste menos. Pense nisso! Super Premium ($$$$) – São mais caras que as demais e são 100% de origem animal. Quanto mais de origem animal for a fonte da ração, melhor será para a digestão do seu cãozinho, além disso, todos os conservantes utilizados nesta ração são de origem natural. Aqui vale a mesma regra das rações Premium, quanto mais proteína você oferece ao animal, menos vezes por dia ele terá necessidade de buscar mais fonte de energia, alimento. E aí, esclareceu sobre as fases da vida do seu animal de estimação? Sabe, agora, distinguir os tipos de ração para animais existentes no mercado?

×