SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
INTEGRANTES
• Beatriz Soares
• Luisa Amorim
• Ronaldo Assis
• Tamires Sousa
TÓPICOS
• O que é ?
• Finalidade
• Tipos de tráfico
• Traficantes
• Traficados
• Vitimas habituais
• Destino
• Tipos de tratamento
• Como são aliciados
• ONGs
• Gráfico
O QUE É?
 O trafico humano é ilegal.
 Existe em todo o mundo.
 É a terceira atividade criminosa mais rentável .
O QUE É?
• As pessoas que são traficadas:
• São levadas para fora de suas casas
• Vendidas
• Obrigada a trabalhar involuntariamente e sem vencimento
• Os seus direitos são ignorados
FINALIDADE
• Dinheiro!
• Lucros que ultrapassam os 21 mil milhões de euros
(21.000,000,000) por ano.
• Numa década o valor equivale a 210 mil milhões de euros
(210.000,000,000).
TIPOS DE TRÁFICO
• Prostituição
• Trabalho forçado
• Pornografia
• Trafico de órgãos
• Outras atividades criminosas.
TRAFICANTES
• Mulheres (Antigas Vítimas);
• Empregados de Agências falsas;
• Vizinhos;
• Amigos, Namorados(as);
• Colegas da escola/trabalho.
TRAFICADOS
• 2,5 milhões de pessoas são vítimas desse crime anualmente;
• Existem 27 milhões de vítimas desse crime mundialmente.
• Podem ser de qualquer etnia, gênero, idade, origem, classe
social, e podem ter qualquer grau de formação.
VÍTIMAS HABITUAIS
• Características socioeconômicas:
• Mulheres e adolescentes de países subdesenvolvidos;
• Pessoas que procuram:
• Melhores condições de vida;
• Oportunidades de trabalho e estudo
• Pessoas em busca de dinheiro fácil;
DESTINOS
• Destinos : America do norte, Oceania,parte da Ásia parte da
Europa
• Principais origens; America do sul , parte da Ásia ,parte da
Europa, parte da África , parte da America do norte.
• Origem e destino: Ásia e uma pequena parte da Europa.
TIPOS DE TRATAMENTO
• Métodos utilizados pelos traficantes:
• Violência;
• Ameaças;
• Chantagem;
• 32% das vitimas sofrem exploração sexual.
COMO SÃO ALICIADOS?
• Rapto
• Anúncios: jornais, internet e etc.
• Persuasão, exemplo de propostas:
• Trabalho doméstico;
• Turismo;
• Manequim;
• Cursos;
• Trabalhos na construção civil;
• Dentre outros.
ONGS
• Internacionais:
• Free The Slaves;
• Human Trafficking;
• Mundiais:
• OSCE;
• ONU;
• UNICEF.
• Nacionais:
• MCTP (Movimento contra tráficos de pessoas).
GRÁFICO
TODOS NÓS...
OBRIGADO!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalizaçãoVantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalizaçãoZé Stinson
 
Organizações Governamentais e Não Governamentais
Organizações Governamentais e Não GovernamentaisOrganizações Governamentais e Não Governamentais
Organizações Governamentais e Não Governamentaiskyzinha
 
A emigração renato moreira
A emigração  renato moreiraA emigração  renato moreira
A emigração renato moreiraiosi2012
 
migrações geografia
migrações geografiamigrações geografia
migrações geografialidia76
 
Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariadokatia--07
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Culturalabarros
 
Organizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiaisOrganizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiaisJane Mary Lima Castro
 
Declaração dos Direitos do Homem
Declaração dos Direitos do HomemDeclaração dos Direitos do Homem
Declaração dos Direitos do HomemMINV
 
Evolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaEvolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaIlda Bicacro
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974Jorge Almeida
 
Direitos Humanos
Direitos HumanosDireitos Humanos
Direitos HumanosMINV
 

Mais procurados (20)

Vantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalizaçãoVantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalização
 
Bullying
 Bullying Bullying
Bullying
 
Tráfico de Pessoas
Tráfico de PessoasTráfico de Pessoas
Tráfico de Pessoas
 
CyberBullying
CyberBullyingCyberBullying
CyberBullying
 
Migraçõesesrp
MigraçõesesrpMigraçõesesrp
Migraçõesesrp
 
Organizações Governamentais e Não Governamentais
Organizações Governamentais e Não GovernamentaisOrganizações Governamentais e Não Governamentais
Organizações Governamentais e Não Governamentais
 
A emigração renato moreira
A emigração  renato moreiraA emigração  renato moreira
A emigração renato moreira
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
migrações geografia
migrações geografiamigrações geografia
migrações geografia
 
Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariado
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
 
Organizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiaisOrganizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiais
 
A Pena De Morte
A Pena De MorteA Pena De Morte
A Pena De Morte
 
Declaração dos Direitos do Homem
Declaração dos Direitos do HomemDeclaração dos Direitos do Homem
Declaração dos Direitos do Homem
 
Evolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaEvolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesa
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
 
Direitos Humanos
Direitos HumanosDireitos Humanos
Direitos Humanos
 

Destaque

Tráfico de pessoas: Abordagem para os direitos humanos
Tráfico de pessoas: Abordagem para os direitos humanosTráfico de pessoas: Abordagem para os direitos humanos
Tráfico de pessoas: Abordagem para os direitos humanosAna Cristina Gimenez
 
Consequências do tráfico humano 8º ano A
Consequências do tráfico humano 8º ano AConsequências do tráfico humano 8º ano A
Consequências do tráfico humano 8º ano ABeliieve
 
Tráfico Humano e Emigração Clandestina
Tráfico Humano e Emigração ClandestinaTráfico Humano e Emigração Clandestina
Tráfico Humano e Emigração ClandestinaTânia Domingos
 
Reportagem - A vida de quem vive da morte
Reportagem - A vida de quem vive da morteReportagem - A vida de quem vive da morte
Reportagem - A vida de quem vive da morteFausto Filho
 
Ouvido mais sua voz interiro2
Ouvido mais sua voz interiro2Ouvido mais sua voz interiro2
Ouvido mais sua voz interiro2jomilee
 
O que eu não gosto no outro
O que eu não gosto no outroO que eu não gosto no outro
O que eu não gosto no outrojomilee
 
Vendem-se órgãos
Vendem-se órgãosVendem-se órgãos
Vendem-se órgãosFausto Filho
 
Tráfico de órgãos
Tráfico de órgãosTráfico de órgãos
Tráfico de órgãosAmanda Góes
 
Pare o tráfico humano
Pare o tráfico humanoPare o tráfico humano
Pare o tráfico humanoAlípio Vallim
 

Destaque (20)

Tráfico humano
Tráfico humanoTráfico humano
Tráfico humano
 
Tráfico de gente
Tráfico de genteTráfico de gente
Tráfico de gente
 
Tráfico de pessoas: Abordagem para os direitos humanos
Tráfico de pessoas: Abordagem para os direitos humanosTráfico de pessoas: Abordagem para os direitos humanos
Tráfico de pessoas: Abordagem para os direitos humanos
 
Tráfico de gente
Tráfico de genteTráfico de gente
Tráfico de gente
 
Tráfico humano no direito
Tráfico humano no direitoTráfico humano no direito
Tráfico humano no direito
 
Tráfico Humano
Tráfico HumanoTráfico Humano
Tráfico Humano
 
Consequências do tráfico humano 8º ano A
Consequências do tráfico humano 8º ano AConsequências do tráfico humano 8º ano A
Consequências do tráfico humano 8º ano A
 
Tráfico Humano e Emigração Clandestina
Tráfico Humano e Emigração ClandestinaTráfico Humano e Emigração Clandestina
Tráfico Humano e Emigração Clandestina
 
Reportagem - A vida de quem vive da morte
Reportagem - A vida de quem vive da morteReportagem - A vida de quem vive da morte
Reportagem - A vida de quem vive da morte
 
Miv2
Miv2Miv2
Miv2
 
Ouvido mais sua voz interiro2
Ouvido mais sua voz interiro2Ouvido mais sua voz interiro2
Ouvido mais sua voz interiro2
 
O que eu não gosto no outro
O que eu não gosto no outroO que eu não gosto no outro
O que eu não gosto no outro
 
A adopção
A adopçãoA adopção
A adopção
 
Vendem-se órgãos
Vendem-se órgãosVendem-se órgãos
Vendem-se órgãos
 
Trafico humano
Trafico humanoTrafico humano
Trafico humano
 
Tráfico de órgãos
Tráfico de órgãosTráfico de órgãos
Tráfico de órgãos
 
Tráfico humano - Seminário Carajás
Tráfico humano - Seminário CarajásTráfico humano - Seminário Carajás
Tráfico humano - Seminário Carajás
 
Trabalho Escravo
Trabalho EscravoTrabalho Escravo
Trabalho Escravo
 
Pare o tráfico humano
Pare o tráfico humanoPare o tráfico humano
Pare o tráfico humano
 
Tráfico Humano
Tráfico HumanoTráfico Humano
Tráfico Humano
 

Semelhante a Tráfico humano

Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)anncaty
 
STC 7 Controvérsia pública trafico humano
STC 7 Controvérsia pública  trafico humanoSTC 7 Controvérsia pública  trafico humano
STC 7 Controvérsia pública trafico humanoluciardeus
 
Controvérsia pública trafico humano
Controvérsia pública  trafico humanoControvérsia pública  trafico humano
Controvérsia pública trafico humanoluciadeus
 
Trafico humano, jocum bh, nov 2011
Trafico humano, jocum bh, nov 2011Trafico humano, jocum bh, nov 2011
Trafico humano, jocum bh, nov 2011JeannetteLukasse
 
Violência, crime e justiça no Brasil
Violência, crime e justiça no BrasilViolência, crime e justiça no Brasil
Violência, crime e justiça no Brasilisameucci
 
Juventude e cidadania
Juventude e cidadaniaJuventude e cidadania
Juventude e cidadaniaJonas Araújo
 
MULHER 2 (1).pptx
MULHER 2 (1).pptxMULHER 2 (1).pptx
MULHER 2 (1).pptxLaurindo6
 

Semelhante a Tráfico humano (20)

Cf 2014 CNBB TRÁFICO DE PESSOA HUMANO
Cf 2014 CNBB TRÁFICO DE PESSOA HUMANOCf 2014 CNBB TRÁFICO DE PESSOA HUMANO
Cf 2014 CNBB TRÁFICO DE PESSOA HUMANO
 
Campanha de Choque
Campanha de ChoqueCampanha de Choque
Campanha de Choque
 
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
Controvrsiapblica traficohumano-110204024348-phpapp01 (6)
 
Tráfico de pessoas
Tráfico de pessoasTráfico de pessoas
Tráfico de pessoas
 
STC 7 Controvérsia pública trafico humano
STC 7 Controvérsia pública  trafico humanoSTC 7 Controvérsia pública  trafico humano
STC 7 Controvérsia pública trafico humano
 
Controvérsia pública trafico humano
Controvérsia pública  trafico humanoControvérsia pública  trafico humano
Controvérsia pública trafico humano
 
Pesquisa e estudos
Pesquisa e estudosPesquisa e estudos
Pesquisa e estudos
 
Violação dos Direitos Humanos
Violação dos Direitos HumanosViolação dos Direitos Humanos
Violação dos Direitos Humanos
 
Trafico humano, jocum bh, nov 2011
Trafico humano, jocum bh, nov 2011Trafico humano, jocum bh, nov 2011
Trafico humano, jocum bh, nov 2011
 
D.h.
D.h.D.h.
D.h.
 
Feminismos.pptx
Feminismos.pptxFeminismos.pptx
Feminismos.pptx
 
Especializadopopular
EspecializadopopularEspecializadopopular
Especializadopopular
 
Violência, crime e justiça no Brasil
Violência, crime e justiça no BrasilViolência, crime e justiça no Brasil
Violência, crime e justiça no Brasil
 
Xenofobia e Racismo
Xenofobia e RacismoXenofobia e Racismo
Xenofobia e Racismo
 
Juventude e cidadania
Juventude e cidadaniaJuventude e cidadania
Juventude e cidadania
 
Racismo e xenofobia
Racismo e xenofobiaRacismo e xenofobia
Racismo e xenofobia
 
Onu
OnuOnu
Onu
 
Mitos Modernos na Publicidade para Mulheres
Mitos Modernos na Publicidade para MulheresMitos Modernos na Publicidade para Mulheres
Mitos Modernos na Publicidade para Mulheres
 
Onu formandos
Onu formandosOnu formandos
Onu formandos
 
MULHER 2 (1).pptx
MULHER 2 (1).pptxMULHER 2 (1).pptx
MULHER 2 (1).pptx
 

Mais de Ronaldo Assis

Mais de Ronaldo Assis (11)

Movimentos literários
Movimentos literáriosMovimentos literários
Movimentos literários
 
Calculos e massas
Calculos e massasCalculos e massas
Calculos e massas
 
Popart
PopartPopart
Popart
 
Períodos filosóficos
Períodos filosóficosPeríodos filosóficos
Períodos filosóficos
 
Potenciacao
PotenciacaoPotenciacao
Potenciacao
 
Conto
ContoConto
Conto
 
Classicismo ou quinhentismo
Classicismo ou quinhentismoClassicismo ou quinhentismo
Classicismo ou quinhentismo
 
Trabalho de geografia
Trabalho de geografiaTrabalho de geografia
Trabalho de geografia
 
Trabalho de artes
Trabalho de artesTrabalho de artes
Trabalho de artes
 
Introdu filosofia-slide
Introdu filosofia-slideIntrodu filosofia-slide
Introdu filosofia-slide
 
compostos orgânicos e inorgânicos
compostos orgânicos e inorgânicoscompostos orgânicos e inorgânicos
compostos orgânicos e inorgânicos
 

Tráfico humano

  • 1.
  • 2. INTEGRANTES • Beatriz Soares • Luisa Amorim • Ronaldo Assis • Tamires Sousa
  • 3. TÓPICOS • O que é ? • Finalidade • Tipos de tráfico • Traficantes • Traficados • Vitimas habituais • Destino • Tipos de tratamento • Como são aliciados • ONGs • Gráfico
  • 4. O QUE É?  O trafico humano é ilegal.  Existe em todo o mundo.  É a terceira atividade criminosa mais rentável .
  • 5. O QUE É? • As pessoas que são traficadas: • São levadas para fora de suas casas • Vendidas • Obrigada a trabalhar involuntariamente e sem vencimento • Os seus direitos são ignorados
  • 6. FINALIDADE • Dinheiro! • Lucros que ultrapassam os 21 mil milhões de euros (21.000,000,000) por ano. • Numa década o valor equivale a 210 mil milhões de euros (210.000,000,000).
  • 7. TIPOS DE TRÁFICO • Prostituição • Trabalho forçado • Pornografia • Trafico de órgãos • Outras atividades criminosas.
  • 8. TRAFICANTES • Mulheres (Antigas Vítimas); • Empregados de Agências falsas; • Vizinhos; • Amigos, Namorados(as); • Colegas da escola/trabalho.
  • 9. TRAFICADOS • 2,5 milhões de pessoas são vítimas desse crime anualmente; • Existem 27 milhões de vítimas desse crime mundialmente. • Podem ser de qualquer etnia, gênero, idade, origem, classe social, e podem ter qualquer grau de formação.
  • 10. VÍTIMAS HABITUAIS • Características socioeconômicas: • Mulheres e adolescentes de países subdesenvolvidos; • Pessoas que procuram: • Melhores condições de vida; • Oportunidades de trabalho e estudo • Pessoas em busca de dinheiro fácil;
  • 11. DESTINOS • Destinos : America do norte, Oceania,parte da Ásia parte da Europa • Principais origens; America do sul , parte da Ásia ,parte da Europa, parte da África , parte da America do norte. • Origem e destino: Ásia e uma pequena parte da Europa.
  • 12. TIPOS DE TRATAMENTO • Métodos utilizados pelos traficantes: • Violência; • Ameaças; • Chantagem; • 32% das vitimas sofrem exploração sexual.
  • 13. COMO SÃO ALICIADOS? • Rapto • Anúncios: jornais, internet e etc. • Persuasão, exemplo de propostas: • Trabalho doméstico; • Turismo; • Manequim; • Cursos; • Trabalhos na construção civil; • Dentre outros.
  • 14. ONGS • Internacionais: • Free The Slaves; • Human Trafficking; • Mundiais: • OSCE; • ONU; • UNICEF. • Nacionais: • MCTP (Movimento contra tráficos de pessoas).