Liberalismo C. E. POETA MÁRIO QUINTANA 2° FASE E.J.A. PROFESSOR:  Carlos Teles
Conceito de Liberalismo <ul><li>Doutrina política e econômica surgida na Europa, na Idade Moderna. Na política coloca o di...
<ul><li>O Liberalismo parte do princípio de que o homem nasce livre, tem a propriedade dos bens que extrai da natureza ou ...
<ul><li>Uma pessoa madura e livre está à altura de perseguir sua felicidade a seu modo, porém respeitada uma escala de val...
Uma Ideologia burguesa <ul><li>Surgido em conseqüência da luta histórica da burguesia para superar os obstáculos que a ord...
Os principais teóricos do liberalismo Adam Smith Thomas Hobbes Montesquieu Jean-Jacques Rousseau John Locke Benjamin Frank...
O MERCADO <ul><li>Designa-se por  mercado  o processo pelo qual as pessoas (físicas ou jurídicas) procedem à troca de bens...
Adam Smith  <ul><li>É o pai da economia moderna, e é considerado o mais importante teórico do  liberalismo  económico . Au...
<ul><li>Assim, Adam Smith acreditava que a iniciativa privada deveria ser deixada agir livremente, com pouca ou nenhuma in...
Demais Estruturas de Mercado <ul><li>Monopólio   </li></ul><ul><li>Oligopólio   </li></ul><ul><li>Monopsônio   </li></ul><...
Uma das definições mais comuns usadas pelos  primeiros defensores do Liberalismo, era o “laissez faire” e o “laisez paser”...
John Locke
Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. Obra do Liberalismo.  O fim da sociedade é a felicidade comum. O governo é ...
Neo Liberalismo <ul><li>Quando se afirma a existência de governos 'neoliberais', a utilização do prefixo 'neo' não se refe...
<ul><li>Características do Neoliberalismo (princípios básicos): </li></ul><ul><li>- mínima participação estatal nos rumos ...
<ul><li>- diminuição do tamanho do estado, tornando-o mais eficiente; - posição contrária aos impostos e tributos excessiv...
Economia de Mercado <ul><li>Existe  economia de livre mercado ,  economia de mercado  ou  sistema de livre iniciativa  qua...
<ul><li>O primeiro governo democrático a se inspirar em tais princípios neoliberais foi o de  Margaret Thatcher  na Inglat...
<ul><li>No Brasil, o neoliberalismo fez parte da política econômica a partir de 1989 nos governos de Fernando Collor de Me...
<ul><li>Críticas ao neoliberalismo Os críticos ao sistema afirmam que a economia neoliberal só beneficia as grandes potênc...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

L I B E R A L I S M O

36.004 visualizações

Publicada em

6 comentários
38 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
36.004
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
817
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
6
Gostaram
38
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

L I B E R A L I S M O

  1. 1. Liberalismo C. E. POETA MÁRIO QUINTANA 2° FASE E.J.A. PROFESSOR: Carlos Teles
  2. 2. Conceito de Liberalismo <ul><li>Doutrina política e econômica surgida na Europa, na Idade Moderna. Na política coloca o direito do indivíduo de seguir a própria determinação, dentro dos  limites impostos pelas normas definidas, como fundamento das relações sociais.  </li></ul><ul><li>Por conseguinte, defende as liberdades individuais frente ao poder do Estado e prevê oportunidades iguais para todos.  </li></ul><ul><li>Na economia defende a não-intervenção do Estado por acreditar que a dinâmica de produção, distribuição e consumo de bens é regida por leis que já fazem parte  do processo – como a lei da oferta e da procura – que estabelecem o equilíbrio.  </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  3. 3. <ul><li>O Liberalismo parte do princípio de que o homem nasce livre, tem a propriedade dos bens que extrai da natureza ou adquire por via de seu mérito ou diligência e, quando plenamente maduro e consciente, pode fazer sua liberdade prevalecer sobre as reações primárias do próprio instinto e orientar sua vontade para a virtude. </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  4. 4. <ul><li>Uma pessoa madura e livre está à altura de perseguir sua felicidade a seu modo, porém respeitada uma escala de valores discutida e aprovada por todos, ou seja, ela deve reconhecer sua responsabilidade em relação ao seu próprio destino e ao objetivo da felicidade coletiva em sua comunidade ou nação. </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  5. 5. Uma Ideologia burguesa <ul><li>Surgido em conseqüência da luta histórica da burguesia para superar os obstáculos que a ordem jurídica feudal opunha ao livre desenvolvimento da economia, o liberalismo tornou-se uma corrente doutrinária de importância capital na vida política, econômica e social dos estados modernos. </li></ul><ul><li>Liberalismo é uma doutrina política e econômica que, em suas formulações originais, postulava a limitação do poder estatal em benefício da liberdade individual. Fundamentado nas teorias racionalistas e empiristas do Iluminismo e na expansão econômica gerada pela industrialização, o liberalismo converteu-se, desde o final do século XVIII, na ideologia da burguesia em sua luta contra as estruturas que se opunham ao livre jogo das forças econômicas e à participação da sociedade na direção do Estado. </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  6. 6. Os principais teóricos do liberalismo Adam Smith Thomas Hobbes Montesquieu Jean-Jacques Rousseau John Locke Benjamin Franklin
  7. 7. O MERCADO <ul><li>Designa-se por mercado o processo pelo qual as pessoas (físicas ou jurídicas) procedem à troca de bens por uma unidade monetária ou por outros bens. Os mercados tendem a equilibrar-se pela lei da oferta e da procura . </li></ul><ul><li>Existem tanto mercados genéricos como especializados, onde apenas uma mercadoria é trocada. </li></ul><ul><li>Os mercados funcionam ao agrupar muitos vendedores interessados e ao facilitar que os compradores potenciais os encontrem. Uma economia que depende primariamente das interações entre compradores e vendedores para alocar recursos é conhecida como economia de mercado . </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  8. 8. Adam Smith <ul><li>É o pai da economia moderna, e é considerado o mais importante teórico do liberalismo económico . Autor de &quot; Uma investigação sobre a natureza e a causa da riqueza das nações &quot;, a sua obra mais conhecida, e que continua sendo como referência para gerações de economistas, na qual procurou demonstrar que a riqueza das nações resultava da atuação de indivíduos que, movidos apenas pelo seu próprio interesse ( self-interest ), promoviam o crescimento econômico e a inovação tecnológica. </li></ul><ul><li>Smith ilustrou bem seu pensamento ao afirmar &quot;não é da benevolência do padeiro, do açougueiro ou do cervejeiro que eu espero que saia o meu jantar, mas sim do empenho deles em promover seu próprio 'auto-interesse'&quot;. </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  9. 9. <ul><li>Assim, Adam Smith acreditava que a iniciativa privada deveria ser deixada agir livremente, com pouca ou nenhuma intervenção governamental. A competição livre entre os diversos fornecedores levaria forçosamente não só à queda do preço das mercadorias, mas também a constantes inovações tecnológicas, no afã de baratear o custo de produção e vencer os competidores. </li></ul><ul><li>Ele analisou a divisão do trabalho como um fator evolucionário poderoso a propulsionar a economia. </li></ul><ul><li>Uma frase de Adam Smith se tornou muito famosa: &quot;Assim, o mercador ou comerciante, movido apenas pelo seu próprio interesse egoísta (self-interest), é levado por uma mão invisível a promover algo que nunca fez parte do interesse dele: o bem-estar da sociedade.&quot; </li></ul><ul><li>Como resultado da atuação dessa &quot;mão invisível&quot;, o preço das mercadorias deveria descer e os salários deveriam subir. </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  10. 10. Demais Estruturas de Mercado <ul><li>Monopólio </li></ul><ul><li>Oligopólio </li></ul><ul><li>Monopsônio </li></ul><ul><li>Oligopsônio </li></ul><ul><li>Concorrência Monopolística </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  11. 11. Uma das definições mais comuns usadas pelos primeiros defensores do Liberalismo, era o “laissez faire” e o “laisez paser”, (deixai fazer, deixai passar)
  12. 12. John Locke
  13. 13. Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. Obra do Liberalismo. O fim da sociedade é a felicidade comum. O governo é instituído para garantir ao homem o usofruto destes direitos naturais e imprescritíveis. Estes direitos são a igualdade, a liberdade, a segurança e a propriedade. Todos os homens são iguais por natureza e diante da lei. O direito de manifestar seu pensamento e suas opiniões(...)
  14. 14. Neo Liberalismo <ul><li>Quando se afirma a existência de governos 'neoliberais', a utilização do prefixo 'neo' não se refere a uma nova corrente do Liberalismo, mas ao resgate e à aplicação de alguns dos preceitos liberais consagrados e em um novo contexto histórico (qual seja, o contemporâneo) diferente daquele no qual foram formulados (nesse caso do século XVII, na Inglaterra, através de John Locke) . </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  15. 15. <ul><li>Características do Neoliberalismo (princípios básicos): </li></ul><ul><li>- mínima participação estatal nos rumos da economia de um país; - pouca intervenção do governo no mercado de trabalho; - política de privatização de empresas estatais; - livre circulação de capitais internacionais e ênfase na globalização ; - abertura da economia para a entrada de multinacionais; - adoção de medidas contra o protecionismo econômico; - desburocratização do estado: leis e regras econômicas mais simplificadas para facilitar o funcionamento das atividades econômicas; </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  16. 16. <ul><li>- diminuição do tamanho do estado, tornando-o mais eficiente; - posição contrária aos impostos e tributos excessivos; - aumento da produção, como objetivo básico para atingir o desenvolvimento econômico; - contra o controle de preços dos produtos e serviços por parte do estado, ou seja, a lei da oferta e demanda é suficiente para regular os preços; - a base da economia deve ser formada por empresas privadas; - defesa dos princípios econômicos do capitalismo . </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  17. 17. Economia de Mercado <ul><li>Existe economia de livre mercado , economia de mercado ou sistema de livre iniciativa quando os agentes econômicos agem de forma livre, sem a intervenção dos Governos. É, portanto, um mercado idealizado onde todas as acções económicas e acções individuais respeitantes a transferência de dinheiro, bens e serviços são &quot;voluntárias&quot; - o cumprimento de contratos voluntários é, contudo, obrigatório. A propriedade privada é protegida pela lei e ninguém pode ser forçado a trabalhar para terceiros. </li></ul><ul><li>O mercado livre é defendido pelos proponentes do liberalismo econômico . </li></ul><ul><li>As tendências que promovem este sistema de livre iniciativa são, geralmente de uma forma pejorativa, designadas de neoliberalismo </li></ul>Fonte: http://pt.wikipedia.org
  18. 18. <ul><li>O primeiro governo democrático a se inspirar em tais princípios neoliberais foi o de Margaret Thatcher na Inglaterra, a partir de 1980, e nos EUA com o governo republicano de Ronald Reagan . </li></ul>
  19. 19. <ul><li>No Brasil, o neoliberalismo fez parte da política econômica a partir de 1989 nos governos de Fernando Collor de Mello e Fernando Henrique Cardoso, com um grande desmonte da burocracia pública e a venda de estatais como a “Vale”, USN, Embratel, Furnas... </li></ul>← Fernando Collor de Mello Fernando Henrique Cardoso ->
  20. 20. <ul><li>Críticas ao neoliberalismo Os críticos ao sistema afirmam que a economia neoliberal só beneficia as grandes potências econômicas e as empresas multinacionais. Os países pobres ou em processo de desenvolvimento ( Brasil , por exemplo) sofrem com os resultados de uma política neoliberal. Nestes países, são apontadas como causas do neoliberalismo: desemprego, baixos salários, aumento das diferenças sociais e dependência do capital internacional. Pontos positivos Os defensores do neoliberalismo acreditam que este sistema é capaz de proporcionar o desenvolvimento econômico e social de um país. Defendem que o neoliberalismo deixa a economia mais competitiva, proporciona o desenvolvimento tecnológico e, através da livre concorrência, faz os preços e a inflação caírem.  </li></ul>E Você? O que acha? Comente com seus colegas... Escreva a sua opinião!! Fonte: http://pt.wikipedia.org

×