Apresentação de natal - encenações para a cantata

475 visualizações

Publicada em

A história do nascimento de Jesus

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
475
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Clique para adicionar texto
  • Apresentação de natal - encenações para a cantata

    1. 1. ISAIAS 9:1-7
    2. 2. PREDITO O NASCIMENTO DE JESUS A MARIA
    3. 3. Hino 241 – O NASCIMENTO DE JESUS 1. Mal supõe aquela gente Que em Belém que ir parar, Que uma luz tão refulgente Vai ali brilhar. É por anjos anunciado, E os pastores logo vêem Que o Senhor, por Deus mandado Nasce em Belém. Vinde ouvir a doce história, Que dos altos céus nos vem O Messias, Rei da glória, Nasce em Belém.
    4. 4. 2. Mundo triste, vem! Desperta! Teus grilhões desfeitos são! Tens a porta franca aberta; Sai da vil prisão! Não hesites duvidoso, Esse dom do céu provém; Cristo, o Todo Poderoso, Nasce em Belém. Vinde ouvir a doce história, Que dos altos céus nos vem O Messias, Rei da glória, Nasce em Belém. 3. Proclamai a todo o mundo, Toda raça, toda cor: Cristo, em Seu amor profundo, Salva o pecador! Confiança nEle tende, Não desprezará ninguém! Vinde, os braços vos estende! Nasce em Belém.
    5. 5. UM SINAL NO CÉU DO ORIENTE
    6. 6. NOS DIAS DO REI HERODES
    7. 7. O REI HERODES REUNE OS PRINCIPAIS SACERDOTES E ESCRIBAS INDAGA SOBRE O LOCAL DO NASCIMENTO DO CRISTO
    8. 8. HERODES EMBRAVECIDO E CHEIO DE ÓDIO, MANDA MATAR OS MENINOS DE DOIS ANOS PARA BAIXO
    9. 9. Hino 231 – PRIMEIRO NATAL 1. Eis que um anjo proclamou o primeiro Natal, A uns pobres pastores ao pé de Belém Que, nos campos, a guardar seu rebanho, afinal, Suportavam, da noite, o frio também. Natal! Natal! Natal! Natal! É vindo ao mundo o Rei divinal!
    10. 10. 2. De repente lá no céu, linda estrela surgiu, E no oriente brilhou com estranho fulgor. Veio à terra forte luz, que do céu lhe caiu, Muitas noites, ainda, em fulgente esplendor. Natal! Natal! Natal! Natal! É vindo ao mundo o Rei divinal!
    11. 11. 3. Tal estrela apareceu e os magos guiou Pela estrada a Belém, rumo certo os conduz. Mesmo acima da casa em que estava Jesus . Natal! Natal! Natal! Natal! É vindo ao mundo o Rei divinal!
    12. 12. 4. E os magos, com afã e sublime temor, Os joelhos dobraram naquele lugar, homens Para ofertas liberais, e de raro valor, Qual incenso, ouro e mirra, ao menino entregar. Natal! Natal! Natal! Natal! É vindo ao mundo o Rei divinal!
    13. 13. 5. E como eles vimos nós, com intenso fervor, Dar louvores sinceros a quem nos amou; Adorar de coração o Supremo Senhor Que, morrendo na cruz, nossas almas salvou!
    14. 14. Aquela noite seria uma noite diferente de todas as outras. Um misto de alegria e regozijo intercalado com a expectativa da humilhação daquele que era Deus e não julgou com usurpação o ser igual a Deus
    15. 15. Mt. 1:22-25 “Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que fora dito pelo Senhor por intermédio do profeta: 23 Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel (que quer dizer: Deus conosco).
    16. 16. Despertado José do sono, fez como lhe ordenara o anjo do Senhor e recebeu sua mulher. Contudo, não a conheceu, enquanto ela não deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus”.
    17. 17. Hino nº 240 LOUVOR ANGELICAL Exultai, ó terra e céus, Dando glória ao Homem-Deus! 1. Eis dos anjos a harmonia! Cantam glória ao Rei Jesus. Paz aos homens! Que alegria! Paz com Deus em plena luz. Ouçam povos, exultantes, Ergam salmos triunfantes Aclamando seu Senhor. Nasce Cristo, o Redentor!
    18. 18. 2. Cristo, eternamente honrado, Do seu trono se ausentou! E entre os homens, encarnado, Deus conosco se mostrou. Quão bondosa Divindade! Quão gloriosa Humanidade! Salve Cristo, Emanuel, Luz do mundo, Deus fiel! Exultai, ó terra e céus, Dando glória ao Homem-Deus!
    19. 19. 3. Cante o povo resgatado; Glória ao Príncipe da Paz! s Deus em Cristo, revelado, Vida e luz ao mundo traz! Nasce a fim de renascermos! Vive para revivermos! Rei, Profeta, Intercessor, Louvem todos ao Senhor! Exultai, ó terra e céus, Dando glória ao Homem-Deus!
    20. 20. Naquela noite o céu se iluminou e um anjo apareceu com uma mensagem gloriosa
    21. 21. “Havia, naquela mesma região, pastores que viviam nos campos e guardavam o seu rebanho durante as vigílias da noite. E um anjo do Senhor desceu aonde eles estavam ...
    22. 22. Hino 233 – OS PASTORES NO CAMPO 1. No campo, o rebanho guardando, Os pastores, deitados no chão, Mal se vê, pela luz das estrelas, Que ao redor as ovelhas estão. De repente um clarão tudo envolve, Quando lá nas alturas dos céus Desce um anjo, fulgente de glória, Cantando em louvor de Deus! No primeiro Natal, Eis que um anjo Gloriosa mensagem nos traz: “Glória a Deus nas alturas, Na terra acordo e paz!”
    23. 23. 2. “Boas-novas alegres vos trago; Em Belém Jesus Cristo nasceu! Logo após, lindo coro de anjos Aparece cantando no céu. Oh jamais tão bendita mensagem Aos ouvidos de todos soou, Nem tão doce e divina harmonia O próprio céu enlevou. Oh! Bem-vindo O Evangelho a este mundo Que em pecado e miséria ainda jaz. “Glória a Deus nas alturas, Na terra acordo e paz!”
    24. 24. 3. À cidade vão logo os pastores, Para verem de perto Jesus! No presépio, o Menino contemplam, Que, do mundo, é a lídima Luz. As estrelas parecem unir-se Ao celeste conjunto a cantar: “Em Belém, de Davi a cidade, Nasceu quem vos vem salvar!” Como cantam! E cremos que nunca Desse canto ouviremos assaz! “Glória a Deus nas alturas, Na terra acordo e paz!”
    25. 25. Estes pastores não se contiveram e tomaram a decisão de irem até o local indicado para contemplar o menino Deus
    26. 26. “E, ausentando-se deles os anjos para o céu, diziam os pastores uns aos outros: Vamos até Belém e vejamos os acontecimentos que o Senhor nos deu a conhecer. Foram apressadamente e acharam Maria e José e a criança deitada na manjedoura. E, vendo-o, divulgaram o que lhes tinha sido dito a respeito deste menino. Todos os que ouviram se admiraram das coisas referidas pelos pastores”. Lc. 2:15-18
    27. 27. Hino nº. 235 – O ANJO DA PAZ 1. Um anjo formoso desceu das alturas, Na fresca doçura da noite em Belém. E a luz fulgurante brilhou nas colinas, Encheu as campinas e vales também. 2. A doce mensagem que o anjo trazia, De grande alegria, de amor divinal, Encheu de esperanças a vida do crente. Feliz toda a gente naquele natal.
    28. 28. 3. Se há sombras de medo e o mundo se empenha Em luta ferrenha de ao bem se opor, Mal surge dezembro, e eis outro clima, Pois vem lá de cima bafejos de amor.
    29. 29. 4. É o anjo formoso que vem, nova mente, Lançar a semente do amor divinal, Trazendo a este mundo canções de alegria, Na Santa harmonia que inspira o Natal!.
    30. 30. Enquanto tudo isto acontecia no mundo habitado daquela época, em uma cidadezinha desprezível chamada Belém,
    31. 31. Lc. 2:1-7 “Naqueles dias, foi publicado um decreto de César Augusto, convocando toda a população do império para recensear-se. Este, o primeiro recenseamento, foi feito quando Quirino era governador da Síria. Todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade”.
    32. 32. “José também subiu da Galiléia, da cidade de Nazaré, para a Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém, por ser ele da casa e família de Davi, a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida”.
    33. 33. Estando eles ali, aconteceu completarem-se- lhe os dias, e ela deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou-o e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria”.
    34. 34. Hino 234 – UM PEQUENO A REPOUSAR 1. Quem é o pequeno a repousar Nos braços de Maria, A quem os anjos vêm cantar Os hinos de alegria? É este Jesus o Rei que anuncia a paz A quem Deus quer bem. Da virgem eleita é filho, Jesus, Que nasceu em Belém!
    35. 35. 2. Por que tão pobre fora, então, A sua estrebaria? É que ao pobre pecador O verbo a paz traria! É este Jesus o Rei que anuncia a paz A quem Deus quer bem. Da virgem eleita é filho, Jesus, Que nasceu em Belém!
    36. 36. 3. Trazei a ele o coração, Prostrai-vos reverentes, Aos pés do Rei, que a salvação Nos trouxe eternamente! É este Jesus o Rei que anuncia a paz A quem Deus quer bem. Da virgem eleita é filho, Jesus, Que nasceu em Belém!
    37. 37. Nascia ali, humilde, porém glorioso aquele que resgataria das mãos do inimigo de Deus e dos homens – Satanás, os que desde antes da fundação do mundo haviam sido escolhidos e eleitos para serem chamados filhos de Deus.
    38. 38. Gn. 3:14-15 “Então, o SENHOR Deus disse à serpente: Visto que isso fizeste, maldita és entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selváticos; rastejarás sobre o teu ventre e comerás pó todos os dias da tua vida. Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”.
    39. 39. Este menino nascido em Belém traspassaria o coração do Diabo quando na cruz do Calvário aquela lança traspassou-lhe o próprio coração. A vitoria estava conquistada. Por isso podemos cantar com Paulo: 1Co. 15:55-57 “Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? 56 O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. 57 Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo”.
    40. 40. Hino nº 239 NASCE JESUS 1. Nasce Jesus! Fonte de luz! Descem os anjos cantando. Nasce Jesus! É nossa luz Que as trevas vai dissipando! Nasce Jesus! Nasce Jesus! Eis a mensagem celeste! Raia a luz da salvação, triunfante vem! Salve, ó Cristo! Firma teu justo império! Gratos louvores homens e anjos dêem!
    41. 41. Nasce Jesus! Nasce Jesus! Glória a Deus nas alturas! Paz na terra, graça e amor A quantos Deus quer bem!
    42. 42. 2. Deus nos amou! Deus nos mandou Cristo, seu Filho amado! Deus nos amou! Deus se encarnou, Vede o Menino deitado! Deus nos amou! Deus nos amou! Digam-no todos os povos! Gozam paz e salvação todos os que crêem. Reino bendito! Reino de amor divino! Gratos louvores homens e anjos dêem!
    43. 43. Nasce Jesus! Nasce Jesus! Glória a Deus nas alturas! Paz na terra, graça e amor A quantos Deus quer bem
    44. 44. Este é o Natal de Jesus Cristo que celebramos hoje. Assim como naquela noite o menino Deus trouxe paz aos corações dos pastores e a todos que os ouviram, bem como aos magos quase dois anos depois e, desde então à multidões de homens e mulheres que, tomando conhecimento deste grande amor de Deus, creram, nós desejamos também, que todos nesta noite creiam em Jesus Cristo como seu único Salvador e o recebam como Senhor soberano em suas vidas para desfrutarem desta mesma paz que Ele oferece a todos. “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou”.
    45. 45. Hino nº. 243 NOITE DE PAZ 1. Noite de paz! Noite de amor! Tudo dorme em derredor. Entre os astros que espargem a luz, Proclamando o Menino Jesus, Brilha a estrela da paz!
    46. 46. 2. Noite de paz! Noite de amor! Nas campinas, ao pastor, Lindos anjos, mandados por Deus, Anunciam as novas dos céus: Nasce o bom Salvador!
    47. 47. 3. Noite de paz! Noite de amor! Oh! Que belo resplendor Ilumina o Menino Jesus! No presépio do mundo, eis a luz, Sol de eterno fulgor!
    48. 48. Desejamos a todos um feliz Natal na paz do Senhor Jesus Cristo.

    ×