Fisiologia e Histologia Vegetal

869 visualizações

Publicada em

Aula de biologia sobre Botanica- Fisiologia e Histologia Vegetal básica. Turma preparatório ENEM. Prof Carlos Priante

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
869
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fisiologia e Histologia Vegetal

  1. 1. Fisiologia e Histologia Vegetal Prof Carlos Priante REINO PLANTAE AULA 14
  2. 2. Fisiologia vegetal  A fisiologia vegetal estuda os fenômenos vitais necessários à sobrevivência das plantas.  metabolismo vegetal;  desenvolvimento vegetal;  movimento vegetal  reprodução vegetal.
  3. 3. Célula Vegetal
  4. 4. Raiz, caule e folha são os órgãos vegetativos de uma planta
  5. 5. Podem ser:  De revestimento e proteção  Epiderme  Súber (quando adulta)  De preenchimento  Parênquima De sustentação Colênquima Esclerênquima De condução Xilema Floema
  6. 6. Tecido de crescimento ou meristemático É responsável pelo crescimento vegetal e está presente nas gemas do caule e nas pontas das raízes. As células do tecido meristemático se reproduzem continuamente.
  7. 7. Tecido de sustentação Suas células têm paredes grossas, tendo o tecido a função de dar firmeza, suporte e proteção aos órgãos da planta
  8. 8. Tecido de revestimento Protege a planta e evita a perda excessiva de umidade. As células de revestimento são planas e formam, geralmente, uma única camada.
  9. 9. Tecido de condução É responsável pela condução de substâncias à várias partes da planta. As células são alargadas e sobrepostas, de maneira que formam finos tubos, os chamados vasos condutores: xilema floema. O xilema conduz a seiva bruta (água e sais minerais) das raízes para todas as regiões da planta; o floema conduz a seiva elaborada das folhas até as raízes (rica em açúcares).
  10. 10. Epiderme  Protege as partes mais jovens da planta.  É formado por células vivas aclorofiladas dispostas, geralmente em uma só camada.  Nas partes aéreas das plantas, as células epidérmicas apresentam uma cutícula  A cutícula é um composto secretado pela epiderme e se mostra relativamente impermeável à água
  11. 11. Características  É monoestratificada  É aclorofilada  É viva - Função: - Restringir as perdas de água - Proteção mecânica - Trocas gasosas
  12. 12.  Pelo fato de estar em contato direto com o ambiente, a epiderme pode sofrer algumas modificações em sua estrutura, dando origem assim a alguns anexos como:  pêlos,  acúleos,  papilas e  estômatos.
  13. 13. Pelos ou tricomas  Pelos ou Tricomas:  Funções - absorção ( nas raízes) e proteção ( urtiga)  alguns pelos se adaptam para produzir perfumes (atração), substâncias urticantes (defesa) ou atraem e digerem insetos
  14. 14. Papilas  São formações epidérmicas onduladas que conferem o aspecto aveludado característico de algumas pétalas.
  15. 15. Acúleos  Estruturas pluricelulares, resistentes e pontiagudas.  Atuam na defesa.  São confundidas com espinhos mas diferem destes por apresentar origem externa.  Os espinhos são folhas ou caule modificados.
  16. 16. Estômatos  São estruturas localizadas entre as células epidérmicas.  São compostas por duas células estomáticas ou guardas (clorofiladas) que delimitam um espaço denominado ostíolo.
  17. 17. Periderme  Em plantas com crescimento secundário o sistema de revestimento é formado pela periderme (Súber+ Felogênio+ Feloderme)  Súber: Tecido de células mortas que atua como isolante térmico e proteção contra choques mecânicos.  Felogênio: meristema secundário que da origem ao súber.  Feloderme: parênquima com células vivas.
  18. 18. Tecidos de Preenchimento  Parênquima são tecidos que atuam no preenchimento e desempenham diferentes funções no corpo da planta.  Estão localizados entre a epiderme e os tecidos de condução.  Os tecidos parenquimáticos são constituídos por células vivas, isodiamétricas e dotadas de relativa capacidade de divisão.
  19. 19.  Como são tecidos diversificados, podem desempenhar diferentes funções:  Parênquima Clorofiliano (Clorênquima)  Parênquima Aquífero  Parênquima Aerífero (Aerênquima)  Parênquima de Reserva  Parênquima de Preenchimento
  20. 20. Parênquima Clorofiliano  Suas células apresentam grande quantidade de cloroplastos onde é realizado o processo de fotossíntese.  Nas folhas há dois tipos:  Paliçádico: sob a epiderme, células prismáticas justapostas  lacunoso (esponjoso): sob o paliçádico, células irregulares com lacunas e pouco cloroplastos.
  21. 21. Parênquima Aquífero  Pode ser encontrado em xerófitas (Plantas de clima seco).Suas células apresentam vacúolos onde se acumula grande quantidade de água.  Células sem cloroplastos.
  22. 22. Parênquima Aerífero  Frequente em plantas aquáticas.  Sem clorofila  Em suas células há grande quantidade de espaços vazios onde ocorre o acúmulo de ar.
  23. 23. Parênquima de reserva  Tecido de armazenamento de nutrientes. Pode ser encontrado em órgãos vegetais como raízes (mandioca, batata doce), caules subterrâneos (batata).  Podem armazenar amido (P. Amilífero), sais, proteínas e lipídios.
  24. 24. Parênquima de Preenchimento  Tem função de preencher o tecido Podem ser:  Cortical- no córtex do caule e raiz  Medular- medula do caule
  25. 25. Tecido de Sustentação  Colênquima:  principalmente nas folhas (pecíolo) e nos caules.  Formado de células vivas, alongadas, com parede celular espessa.
  26. 26.  Esclerênquima:  Tecido mais resistente  Derivado do colênquima onde as célula sofreram deposição de lignina,  Portanto é um tecido morto Apresenta células curtas ou alongadas (Fibras)
  27. 27. Tecidos de condução  Os tecidos vasculares são responsáveis pelo transporte de nutrientes através da planta, são dois:  Xilema: transporta água e sais minerais (seiva bruta) da raiz para serem processados.  Floema: transporta produtos (seiva elaborada) da fotossíntese para o resto da planta.
  28. 28. Fotossíntese (dia) Na fotossíntese, forma-se a seiva elaborada (água + glicose) - Condução da seiva elaborada Através do floema ou vasos liberianos
  29. 29. Respiração (dia e noite) O2 + ALIMENTO (Glicose) ENERGIA GÁS CARÔNICO + + ÁGUA
  30. 30. Raiz
  31. 31. Folha
  32. 32. Caule
  33. 33. Anel de Malpighi

×