SlideShare uma empresa Scribd logo

descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais

descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais. Codificar designa o processo de representar caracteres ou grupos de caracteres em código binário. Descodificar converte a informação de binário para outra forma de representação (ex. binário para decimal).

descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais

1 de 13
Baixar para ler offline
Módulo 3 – Circuitos
Combinatórios
Descodificadores e Codificadores
www.ticmania.net
Index
 Codificadores vs Descodificadores (3 e 4)
 Codificador decimal – código BCD8421 (5)
 Exercício - Codificador decimal para teclado de 10 teclas (6 e 7)
 Exercício - Codificador 4:2 (9 e 10)
 Exercício - Codificador de prioridades 4:2 (11)
 Codificador de prioridades 4:2 vs Codificador 4:2 (12)
Codificadores e Descodificadores
 Descodificar converte a informação de binário para outra forma de
representação (ex. binário para decimal).
 Codificar designa o processo de representar caracteres ou grupos de caracteres em
código binário.
2
2
=4
I3 I2 I1 I0 O1 O0
D0 0 0 0 1 0 0
D1 0 0 1 0 0 1
D2 0 1 0 0 1 0
D3 1 0 0 0 1 1
2
2
=4
I1 I0 O3 O2 O1 O0
0 0 0 0 0 1 D0
0 1 0 0 1 0 D1
1 0 0 1 0 0 D2
1 1 1 0 0 0 D3
2-4
Descodificador
Decoder
n input 2n output
Ex: n=2 input Ex: 22=4 output
I0
I1
D0
D1
D2
D3
4-2
Codificador
Encoder
2n input n output
Ex: 22=4 input Ex: n=2 output
O0
O1I0
I1
I2
I3
D0
D1
D2
D3
www.ticmania.net
1 de 2
 DESCODIFICADOR é, genericamente, um circuito com múltiplas
entradas e múltiplas saídas, que converte entradas codificadas em saídas
igualmente codificadas, em que o código usado na entrada é diferente do
usado na saída. (ex: binário para decimal)
www.ticmania.net
 CODIFICADORES – É um circuito capaz de converter um sinal de
determinado tipo, como por exemplo decimal, num sinal binário ou BCD.
Codificadores e Descodificadores2 de 2
Codificador 4:2 (4 entradas e 2 saídas)
Descodificador 2:4 (2 entradas e 4 saídas)
Descodificadores e Codificadores
código BCD8421
Codificador decimal
Código BCD (Binary Coded Decimal)
O código BCD foi criado para codificar os números decimais de 0 a 9, com 4
bits para cada dígito, ou seja, o BCD é a conversão dos decimais em um
número binário de 4 bits. Porém, com 4 bits podemos contar de 0 a 15 em um
total de 16 valores diferentes. Mas, o BCD é a conversão de números
decimais que possui 10 símbolos (0 a 9). Isso significa que no BCD é usado
apenas os dez primeiros dígitos e o restante é adotado como erro.
Nota: Neste teclado apenas posso carregar numa tecla de cada vez
www.ticmania.net
Descodificadores e Codificadores
código BCD8421
8 4 2 1
e9 e8 e7 e6 e5 e4 e3 e2 e1 e0 s3 S2 s1 s0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1
0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0
0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 1 1
0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 1 0 0
0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 1 0 1
0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 1 1 0
0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 1 1 1
0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0
1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 1
S3=e9+e8 S2=e7+e6+e5+e4 S1=e3+e2+e6+e7 S0=e9+e7+e5+e3+e1
Codificador decimal para teclado de 10 teclas
www.ticmania.net
1 de 2
Exercício

Recomendados

comparadores sistemas digitais
comparadores sistemas digitaiscomparadores sistemas digitais
comparadores sistemas digitaisCarlos Pereira
 
Caderno de exercícios Sistemas digitais - Portas lógicas
Caderno de exercícios  Sistemas digitais - Portas lógicasCaderno de exercícios  Sistemas digitais - Portas lógicas
Caderno de exercícios Sistemas digitais - Portas lógicasCarlos Pereira
 
Arquitetura de Computadores: Álgebra Booleana
Arquitetura de Computadores: Álgebra BooleanaArquitetura de Computadores: Álgebra Booleana
Arquitetura de Computadores: Álgebra BooleanaAlex Camargo
 
Codificadores e Descodificadores
Codificadores e DescodificadoresCodificadores e Descodificadores
Codificadores e Descodificadoresantonio_pinheiro
 
Apostila algebra de boole e mapas de karnaugh com exercicios resolvidos
Apostila algebra de boole e mapas de karnaugh com exercicios resolvidosApostila algebra de boole e mapas de karnaugh com exercicios resolvidos
Apostila algebra de boole e mapas de karnaugh com exercicios resolvidosJean Fabrício Miranda
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Codificadores e descodificadores fabio 10ºf
Codificadores e descodificadores fabio 10ºfCodificadores e descodificadores fabio 10ºf
Codificadores e descodificadores fabio 10ºf
 
Barramentos
BarramentosBarramentos
Barramentos
 
Sistemas de numeração
Sistemas de numeraçãoSistemas de numeração
Sistemas de numeração
 
Quiz 1 sdac portas lógicas
Quiz 1 sdac portas lógicasQuiz 1 sdac portas lógicas
Quiz 1 sdac portas lógicas
 
Códigos BCD, Gray e ASCII
Códigos  BCD, Gray e ASCIICódigos  BCD, Gray e ASCII
Códigos BCD, Gray e ASCII
 
Modulo 2 nocoes de estatistica
Modulo 2   nocoes de estatisticaModulo 2   nocoes de estatistica
Modulo 2 nocoes de estatistica
 
Circuitos combinacionais
Circuitos combinacionaisCircuitos combinacionais
Circuitos combinacionais
 
Dispositivos progamaveis - memórias
Dispositivos progamaveis - memórias Dispositivos progamaveis - memórias
Dispositivos progamaveis - memórias
 
Sistemas Digitais Aula 29-08-18
Sistemas Digitais Aula 29-08-18Sistemas Digitais Aula 29-08-18
Sistemas Digitais Aula 29-08-18
 
Quiz Sistemas Digitais Multiplexadores
Quiz Sistemas Digitais MultiplexadoresQuiz Sistemas Digitais Multiplexadores
Quiz Sistemas Digitais Multiplexadores
 
Robô seguidor de linha
Robô seguidor de linhaRobô seguidor de linha
Robô seguidor de linha
 
Flip Flops Parte 1
Flip Flops Parte 1Flip Flops Parte 1
Flip Flops Parte 1
 
Circuitos sequenciais
Circuitos sequenciaisCircuitos sequenciais
Circuitos sequenciais
 
portas logicas
portas logicasportas logicas
portas logicas
 
Portas logicas
Portas logicasPortas logicas
Portas logicas
 
Arquitetura de computadores Módulo 4
Arquitetura de computadores Módulo 4Arquitetura de computadores Módulo 4
Arquitetura de computadores Módulo 4
 
Probabilidade resolvidos
Probabilidade resolvidosProbabilidade resolvidos
Probabilidade resolvidos
 
Barramentos (continuação) e memória interna
Barramentos (continuação) e memória internaBarramentos (continuação) e memória interna
Barramentos (continuação) e memória interna
 
Placas de expansão
Placas de expansãoPlacas de expansão
Placas de expansão
 
UFCD 6024.pptx
UFCD 6024.pptxUFCD 6024.pptx
UFCD 6024.pptx
 

Semelhante a descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais

Aula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptxAula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptxriodurval
 
Tp representação de informação
Tp   representação de informaçãoTp   representação de informação
Tp representação de informaçãoLuis Lino Ferreira
 
Aula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptxAula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptx1CEBAEB
 
Apresentação circuitos digitais resumida
 Apresentação circuitos digitais resumida Apresentação circuitos digitais resumida
Apresentação circuitos digitais resumidaMarcioRodrigues173060
 
Introducao Computacao Slide 2
Introducao Computacao Slide 2Introducao Computacao Slide 2
Introducao Computacao Slide 2Duílio Andrade
 
CCNA 5 - Introdução à Redes de Computadores
CCNA 5 - Introdução à Redes de ComputadoresCCNA 5 - Introdução à Redes de Computadores
CCNA 5 - Introdução à Redes de ComputadoresFerNandoSantos287416
 
Fundamentos da computação software evolução e conceito
Fundamentos da computação software evolução e conceitoFundamentos da computação software evolução e conceito
Fundamentos da computação software evolução e conceitoEriclys Moreira
 
Codificando e-magazine11
Codificando e-magazine11Codificando e-magazine11
Codificando e-magazine11Marcos Paulo
 
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃOSISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃOCarlos Pereira
 
Interligados Apresentação Final
Interligados Apresentação FinalInterligados Apresentação Final
Interligados Apresentação FinalHugo Leonardo
 
Linguagem C (Parte 4)
Linguagem C (Parte 4)Linguagem C (Parte 4)
Linguagem C (Parte 4)Daniel Barão
 
Unidades de Medidas Computacionais
Unidades de Medidas ComputacionaisUnidades de Medidas Computacionais
Unidades de Medidas ComputacionaisJoao Neves
 

Semelhante a descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais (20)

Aula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptxAula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptx
 
Código de barras
Código de barrasCódigo de barras
Código de barras
 
Tp representação de informação
Tp   representação de informaçãoTp   representação de informação
Tp representação de informação
 
Aula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptxAula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptx
 
Apresentação circuitos digitais resumida
 Apresentação circuitos digitais resumida Apresentação circuitos digitais resumida
Apresentação circuitos digitais resumida
 
Circuitos combinatorios
Circuitos combinatoriosCircuitos combinatorios
Circuitos combinatorios
 
Introducao Computacao Slide 2
Introducao Computacao Slide 2Introducao Computacao Slide 2
Introducao Computacao Slide 2
 
Atividade BE/CRE
Atividade BE/CREAtividade BE/CRE
Atividade BE/CRE
 
Sistemas Digitais Aula 29-08-2018
Sistemas Digitais Aula 29-08-2018Sistemas Digitais Aula 29-08-2018
Sistemas Digitais Aula 29-08-2018
 
CCNA 5 - Introdução à Redes de Computadores
CCNA 5 - Introdução à Redes de ComputadoresCCNA 5 - Introdução à Redes de Computadores
CCNA 5 - Introdução à Redes de Computadores
 
Fundamentos da computação software evolução e conceito
Fundamentos da computação software evolução e conceitoFundamentos da computação software evolução e conceito
Fundamentos da computação software evolução e conceito
 
Codificando e-magazine11
Codificando e-magazine11Codificando e-magazine11
Codificando e-magazine11
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 
Arq orgcom (1)
Arq orgcom (1)Arq orgcom (1)
Arq orgcom (1)
 
ArqOrgCom.ppt
ArqOrgCom.pptArqOrgCom.ppt
ArqOrgCom.ppt
 
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃOSISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
 
Sistemas de numeração
Sistemas de numeraçãoSistemas de numeração
Sistemas de numeração
 
Interligados Apresentação Final
Interligados Apresentação FinalInterligados Apresentação Final
Interligados Apresentação Final
 
Linguagem C (Parte 4)
Linguagem C (Parte 4)Linguagem C (Parte 4)
Linguagem C (Parte 4)
 
Unidades de Medidas Computacionais
Unidades de Medidas ComputacionaisUnidades de Medidas Computacionais
Unidades de Medidas Computacionais
 

Mais de Carlos Pereira

Mais de Carlos Pereira (20)

Matrizes Pascal - programação
Matrizes Pascal - programaçãoMatrizes Pascal - programação
Matrizes Pascal - programação
 
Quiz 2 sdac portas lógicas
Quiz 2 sdac portas lógicasQuiz 2 sdac portas lógicas
Quiz 2 sdac portas lógicas
 
Quiz Sistemas Digitais comparadores
Quiz Sistemas Digitais comparadoresQuiz Sistemas Digitais comparadores
Quiz Sistemas Digitais comparadores
 
Circuitos Combinatórios de múltiplas saídas
Circuitos Combinatórios de múltiplas saídasCircuitos Combinatórios de múltiplas saídas
Circuitos Combinatórios de múltiplas saídas
 
M3 descodificadorde7segmentos
M3 descodificadorde7segmentosM3 descodificadorde7segmentos
M3 descodificadorde7segmentos
 
Cheat sheet sistemas numericos
Cheat sheet sistemas numericosCheat sheet sistemas numericos
Cheat sheet sistemas numericos
 
Sistemas digitais - Sistemas de Numeração
Sistemas digitais - Sistemas de NumeraçãoSistemas digitais - Sistemas de Numeração
Sistemas digitais - Sistemas de Numeração
 
Sistemas digitais e analógicos
Sistemas digitais e analógicosSistemas digitais e analógicos
Sistemas digitais e analógicos
 
Excel
ExcelExcel
Excel
 
Webforms
WebformsWebforms
Webforms
 
Java interface
Java interfaceJava interface
Java interface
 
TcpiP redes internas externas
TcpiP redes internas externasTcpiP redes internas externas
TcpiP redes internas externas
 
Java
JavaJava
Java
 
TcpiP
TcpiPTcpiP
TcpiP
 
Tcpip2
Tcpip2Tcpip2
Tcpip2
 
Tcpip1
Tcpip1Tcpip1
Tcpip1
 
Camadas osi redes
Camadas osi   redesCamadas osi   redes
Camadas osi redes
 
Redes tcp udp
Redes tcp udpRedes tcp udp
Redes tcp udp
 
App inventor
App inventorApp inventor
App inventor
 
Motherboard - Placa Mãe
Motherboard - Placa MãeMotherboard - Placa Mãe
Motherboard - Placa Mãe
 

Último

Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdfkeiciany
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfkeiciany
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfkeiciany
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfalexandrerodriguespk
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
CURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfCURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfdaniele690933
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfLINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfAnaRitaFreitas7
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
CURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfCURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdf
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfLINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 

descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais

  • 1. Módulo 3 – Circuitos Combinatórios Descodificadores e Codificadores www.ticmania.net
  • 2. Index  Codificadores vs Descodificadores (3 e 4)  Codificador decimal – código BCD8421 (5)  Exercício - Codificador decimal para teclado de 10 teclas (6 e 7)  Exercício - Codificador 4:2 (9 e 10)  Exercício - Codificador de prioridades 4:2 (11)  Codificador de prioridades 4:2 vs Codificador 4:2 (12)
  • 3. Codificadores e Descodificadores  Descodificar converte a informação de binário para outra forma de representação (ex. binário para decimal).  Codificar designa o processo de representar caracteres ou grupos de caracteres em código binário. 2 2 =4 I3 I2 I1 I0 O1 O0 D0 0 0 0 1 0 0 D1 0 0 1 0 0 1 D2 0 1 0 0 1 0 D3 1 0 0 0 1 1 2 2 =4 I1 I0 O3 O2 O1 O0 0 0 0 0 0 1 D0 0 1 0 0 1 0 D1 1 0 0 1 0 0 D2 1 1 1 0 0 0 D3 2-4 Descodificador Decoder n input 2n output Ex: n=2 input Ex: 22=4 output I0 I1 D0 D1 D2 D3 4-2 Codificador Encoder 2n input n output Ex: 22=4 input Ex: n=2 output O0 O1I0 I1 I2 I3 D0 D1 D2 D3 www.ticmania.net 1 de 2
  • 4.  DESCODIFICADOR é, genericamente, um circuito com múltiplas entradas e múltiplas saídas, que converte entradas codificadas em saídas igualmente codificadas, em que o código usado na entrada é diferente do usado na saída. (ex: binário para decimal) www.ticmania.net  CODIFICADORES – É um circuito capaz de converter um sinal de determinado tipo, como por exemplo decimal, num sinal binário ou BCD. Codificadores e Descodificadores2 de 2 Codificador 4:2 (4 entradas e 2 saídas) Descodificador 2:4 (2 entradas e 4 saídas)
  • 5. Descodificadores e Codificadores código BCD8421 Codificador decimal Código BCD (Binary Coded Decimal) O código BCD foi criado para codificar os números decimais de 0 a 9, com 4 bits para cada dígito, ou seja, o BCD é a conversão dos decimais em um número binário de 4 bits. Porém, com 4 bits podemos contar de 0 a 15 em um total de 16 valores diferentes. Mas, o BCD é a conversão de números decimais que possui 10 símbolos (0 a 9). Isso significa que no BCD é usado apenas os dez primeiros dígitos e o restante é adotado como erro. Nota: Neste teclado apenas posso carregar numa tecla de cada vez www.ticmania.net
  • 6. Descodificadores e Codificadores código BCD8421 8 4 2 1 e9 e8 e7 e6 e5 e4 e3 e2 e1 e0 s3 S2 s1 s0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 1 1 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 1 0 1 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 1 1 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 1 1 1 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 1 S3=e9+e8 S2=e7+e6+e5+e4 S1=e3+e2+e6+e7 S0=e9+e7+e5+e3+e1 Codificador decimal para teclado de 10 teclas www.ticmania.net 1 de 2 Exercício
  • 7. Descodificadores e Codificadores código BCD8421 www.ticmania.net 2 de 2 Exercício Codificador decimal para teclado de 10 teclas
  • 8. Descodificadores Binários As quantidades discretas de informação podem ser representadas em sistemas digitais através de códigos binários. Um código binário de n bits é capaz de representar até 2n elementos diferentes de uma informação codificada. www.ticmania.net
  • 9. Exercício Codificador 4:2  codificar 4 teclas tendo na saída um número binário de 2 bits e3 e2 e1 e0 s1 s0 Posição 0 0 0 1 0 0 0 0 0 1 0 0 1 1 0 1 0 0 1 0 2 1 0 0 0 1 1 3 O problema deste processo é que sempre que existe mais do que uma entrada ativa a duas saídas vão ficar ativadas Codificador de prioridades elimina o problema de duas ou mais entradas serem acionadas simultaneamente. www.ticmania.net 1 de 2 Exercício
  • 10. Exercício Codificador 4:2  codificar 4 teclas tendo na saída um número binário de 2 bits https://www.tinkercad.com www.ticmania.net 2 de 2 Exercício
  • 11. Exercício Codificador de prioridades 4:2 N=4 M=2 Entradas Saídas e3 e2 e1 e0 s1 s0 S0 s1 0 0 0 0 x x x x 0 0 0 1 0 0 x x 0 0 1 x 0 1 e3’e2’e1 x 0 1 x x 1 0 x e3’e2 1 x x x 1 1 e3 e3 S1=e3+e3’e2 S0=e3’e2’e1+e3  codificar 4 teclas tendo na saída um número binário de 2 bits Codificador prioridades - Possui a lógica necessária para obter na saída um código binário relativo à entrada ativa de mais alta ordem. Elimina o problema de duas ou mais entradas serem acionadas simultaneamente. X= DON'T CARE www.ticmania.net Exercício 1 de 2
  • 12. Codificador de prioridades 4:2 vs Codificador 4:2 Possui a lógica necessária para obter na saída um código binário relativo à entrada ativa de mais alta ordem. • Elimina o problema de duas ou mais entradas serem acionadas simultaneamente. O problema deste processo é que sempre que existe mais do que uma entrada ativa a duas saídas vão ficar ativadas Codificador de prioridades 4:2 Codificador 4:2 www.ticmania.net Exercício 2 de 2
  • 13. Descodificador binário 2:4 2 2 =4 A1 A0 D3 D2 D1 D0 0 0 0 0 0 1 X0 0 1 0 0 1 0 X1 1 0 0 1 0 0 X2 1 1 1 0 0 0 X3