Book do Bootcamp de Planejamento - Miami Ad School

1.511 visualizações

Publicada em

Book feito para o curso de Planejamento Estratégico na ESPM - Miami Ad School 2012

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.511
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Book do Bootcamp de Planejamento - Miami Ad School

  1. 1. bookbootcamp2012carlosxavier
  2. 2. “Não sabendo que era impossível, foi lá e fez.” Jean Cocteau poeta francês, romancista, dramaturgo, ator, cineasta, designer...
  3. 3. “O conhecimento é feito de sabedoria e ignorância.” Carlos Xavier nômade, musical, inquieto, curioso por natureza, teimoso por escolha...
  4. 4. carloswho?O que falar de sim mesmo que nao pareça clichê?Acho que começar esse texto com tal indagação logo de cara já me posicionacomo anti “o estabelecimento”. Sempre fui do contra e não sossego enquanto nãodescobrir tudo que não sei ainda, mas como você pôde ler na página anterior(pode olhar de novo se não leu) prezo pelo improviso da ignorância algumas vezes.Sou um “ex” profissional. Sou ex criativo, ex designer gráfico, ex arquiteto deinformação, ex flamenguista, ex coordenador de inovação, ex DJ (não tão ex), masalgo que nunca me permito deixar de ser é ex questionador.A curiosidade sempre me levou para os lados mais fantásticos na vida. Inclusiveme trouxe aqui para as suas mãos, me apresentando como planejador. Algo queparece perfeito para um multidisciplinar “ex” profissional, curioso, indagador eapaixonado em conhecer mais sobre as pessoas na qual ele se propõe acomunicar algo.Carlos who?Carlos Xavier, planner for life.
  5. 5. ondeestiveE*Motion / Espaço Z Mkt de EntretenimentoHead de Planejamento Jun 2012 – Dez 2012Projetos: Embratel, Vivo, Shopping JK Iguatemi, Theatro Net, Vivo Open Air.Rapp BrasilCoordenador de Inovação e Social Media / Planner Ago 2010 – Fev 2012Projetos: Pepsi, Telefônica, HP, Volkswagen, International Caminhões, Itaú, EditoraAbril, Pernambucanas, UOL, Avianca.GonowArquiteto de Informação Fev 2009 – Abr 2010Projetos: Publiguías Chile, Planos.cl, Amarillas.cl, Publi Mobile, EasyDelivery,Santander, Shouty, YellowPages Brasil, Taiff, Talkin, Penzel, Lojas Colombo, Embraer.Tarantula BrasilArquiteto de Informação, Designer Senior Mar 2007 – Dez 2008Projetos: Barclays Investment Group, Revista Caras, Partida Tequila, Ajinomoto,Bradesco, Nomination US, Centopéia, JetBlue, Meio & Mensagem, Novartis Brasil,Walmart.NMedia Design e ComunicaçãoExperience Designer Ago 2005 – Fev 2007Projetos: Canon USA, Reclicagem, Kitetrip, Revista SkiBrasil, Conservas Olé, Lansay,Rubayat.
  6. 6. vida bootcamp
  7. 7. obootcamp porque fazer o bootcamp? Porque não era fácil. Porque era a provocação exata que eu precisava. Porque requeria esforço. Porque a Laura Cilento disse que eu não podia passar sem ele. Porque eu confio muito na Laura. fez algum sacrifício para entrar? Fiz a escolha de largar o que estava fazendo para focar. Vivi de freelas durante 4 meses (alguém tem que pagar as contas, certo?). Me desliguei de boa parte da minha vida social. Alguns amigos ainda me odeiam (estou mandando emails para todos pedindo desculpas). “Olheiras” virou meu sobrenome. valeu a pena? Muito. Foi a coisa mais importante que adcicionei ao meu caminho profissional nos últimos tempos. Aprendi coisas novas, dei nome as que já sabia, tive professores inspiradores e conheci amigos para a vida toda. Renovei a fé no que realmente quero continuar fazendo como profissional.Eu falei não pra você não fugir do briefing Carlos?! eu Foi mal, Tymo, senhor. O Ulisses falou que era de boa...
  8. 8. briefsbootcamp #1 nutella #2rádiodisney
  9. 9. brief#1briefingMudar o hábito de consumo de cremes de avelã para passar no pão no caféda manhã das famílias brasileiras.targetMães com crianças de 4-12 anos. Crianças de 7-10 anos.
  10. 10. cenárioentendemos comunicaçãoNo Brasil: associação ao café da manhã, mundo infantil, “família Doriana”.Fora do país: procura atingir target mais abrangente. Temática jovemadulta e adolescente e contextos de usos variados aparecem.entendemos targetMimados e Munidos. Jovens. Classe ABentendemos concorrênciaOvomaltine maior ameaça no segmento. Geléias e requeijões devemcrescer mais que o mercado de nut spreads*. * Spreads in Brazil, Euromonitor International, Dez/2011
  11. 11. cenárioentendemos nutellaExtraímos a essência da marca na cultura via desk research. não é algo nutritivo felicidade pouca utilização gostoso aderência maior adolescentes atrelada ao pão contextos de uso cool brand loving variados
  12. 12. diagnósticoperda de conexão com a cultura localEntendemos que a forma como Nutella tenta se posicionar a váriosanos não tem aderência e a mudança de hábito talvez nunca se dê.Também precebemos que focar apenas no target infatil ignora umagrande faixa consumidora que não é adressada na comunicação epode passar a associar o produto de forma errônea.Com base nessa análise propusemos...abandonar a estéticainfantil e família dorianaexpandir a faixa de target parajovens 15-25 anosmostrar nutella em outroscontextos de uso
  13. 13. estratégiao que devemos comunicarAnytime. Anywhere. Nutella vai bem com qualquer tipo de alimento ou até mesmo sozinho. Devemos instigar a criatividade do seu uso. Nutella vai bem a qualquer hora do dia, do café da manhã à saída da balada. Devemos sugerir lugares comuns e exóticos.
  14. 14. estratégianovo laddering de marca Território Sabor a qualquer hora. Purpose Sabor para todos os estilos de vida. Ad IdeaOnde você estiver. Do seu jeito.
  15. 15. criaçãoabrir peça
  16. 16. criaçãoabrir peça
  17. 17. criaçãoabrir peça
  18. 18. apresentaçãocompletaSe você for uma das 5 pessoas que tem leitor de QR code no celular, basta apontar para a imagem e ver uma versão em vídeo da apresentação. * Se você não tiver leitor de QR code, fica provado o meu ponto de que QR code é um engôdo e não deve ser usado em publicidade.
  19. 19. brief#2briefingFortalecer o novo posicionamento da rádio. Gerar awareness. Incentivardegustação. Trazer mais ouvintes. Presença online e offlinetargetJovens na faixa de 13 a 21 anos, classe BC, predominantemente feminino.
  20. 20. cenárioentendemos disneyExtraímos a essência da marca: magiaentendemos targetFaixa etária do target proposta pelo cliente é ampla e tem diferenciaçãode momento de vida. Rejeição na faixa mais velha.entendemos rádio disney vs concorrênciaRádios com posicionamentos diferenciados mascomportamentos similares. Rádio Disney não se diferencia. A concorrência mais forte vem dos meios digitais
  21. 21. estratégiaSegmentar o target em 2 grupos e fazer entregas ligeiramente diferenciadaspara cada um deles.Jovens 13-16 > Potencializar: Melhorar a entrega da rádio.Jovens 17-21 > Reformular: Uma rádio mais adequada. jovens13-16 jovens17-21
  22. 22. estratégiaaliarexperiência + informaçãouma rádio com características derevista auditivaatualizar o conceito demagia backstage
  23. 23. insighto backstageé onde acontecem coisas mágicas que a maioria das pessoas não vê.O backstage é um lugar onde você vê o lado verdadeiro da música, dos artistas.É onde os artistas não são artistas. Eles são pessoas. Como você.Transformar os artistas em pessoas reais, transforma um pouco as pessoas emartistas. Isso os aproxima. Pessoas e artistas viram uma coisa só.O backstage não é apenas um lugar. É um estado de espírito. Uma experiênciaparticipativa, colaborativa.Ser do backstage significa estar dentro do círculo da música. Ser um de nós.Pertencer.No backstage, as pessoas querem saber o que você pensa.Lá a sua opinião importa.No backstage é onde te escutam. É onde os artistas não sãoapenas ídolos.No backstage, os artistas somos todos nós.A Rádio Disney é o backstage do POP.
  24. 24. criaçãoabrir peça
  25. 25. criaçãoabrir peça
  26. 26. criaçãoabrir peça
  27. 27. criaçãoabrir peça
  28. 28. apresentaçãocompletaSe você for uma das 5 pessoas que tem leitor de QR code no celular, basta apontar para a imagem e ver uma versão em vídeo da apresentação. * Se você não tiver leitor de QR code, fica provado o meu ponto de que QR code é um engôdo e não deve ser usado em publicidade.
  29. 29. 11 98262.1706 cgustavo1@gmail.com about.me/carlosgustavo
  30. 30. bookbootcamp2012

×