Gestão do Futebol Profissional - Filosofias, ideias e estrategias - Carlos Coimbra

14.128 visualizações

Publicada em

GESTÃO DO FUTEBOL PROFISSIONAL
Este é um conjunto de filosofias, ideias e estratégias realizadas por um “gestor“, que derivado à sua criatividade, ideias e projectos, está convicto que a médio e longo prazo será uma mais valia para um clube profissional de futebol no algarve.
“Confiança e convicção não é sinónimo de falta de humildade“

Publicada em: Esportes
10 comentários
27 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.128
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
195
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
490
Comentários
10
Gostaram
27
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão do Futebol Profissional - Filosofias, ideias e estrategias - Carlos Coimbra

  1. 1. GESTÃO DO FUTEBOL PROFISSIONAL FILOSOFIAS, IDEIAS E ESTRATEGIAS CARLOS MIGUEL ABREU GRADIZ COIMBRA Licenciado em Educação Física UALG / Pós-Graduado em Gestão do Desporto FMH O PRESENTE TRABALHO É ACOMPANHADO POR UM DVD
  2. 2. ESTRUTURA ORGANIZATIVA• A estrutura organizativa de um clube deve ser leve e simples, mas ao mesmo tempo, operacional, eficiente e competente.• Com recursos humanos especializados nas áreas do Marketing e Análise Financeira, com uma visão estratégica a médio e longo prazo.• Recursos que possam colaborar com qualidade e criatividade nas decisões da direcção.• É essencial o clube definir de forma coerente a sua filosofia e missão, desde a formação até à equipa profissional.• Um adequado modelo de gestão irá possibilitar uma alteração do rumo, e uma aproximação do sucesso.
  3. 3. VISÃO• A gestão de um clube profissional de futebol é bastante exigente, com orçamentos anuais elevados, em que muitas vezes a distância entre o sucesso e a descida de divisão é muito curta.• Um clube de uma cidade do Algarve que esteja na 1ª Liga nacional, tem claramente uma oportunidade de crescimento, sendo essencial, numa primeira fase, passar de um clube citadino para um clube de âmbito e reconhecimento regional, alargando a sua base de potenciais adeptos, sócios e parceiros.Com um clube de âmbito e reconhecimento regional, será possível alargar deforma substancia a base de recrutamento de jogadores, adeptos, sócios e nãomenos importante o interesse do tecido empresarial regional.ACREDITO QUE SEJA UMA VISÃO DE SUCESSO, PODENDO SER NO FUTURO AINDA MAIS ABRANGENTE E AMBICIOSA.
  4. 4. VISÃO• Não se pode dissociar o crescimento e desenvolvimento económico de um clube da componente desportiva. São os sucessos desportivos que promovem o desenvolvimento financeiro do clube.• Dou o exemplo do FC Porto, que nunca foi visto como um clube só da cidade do Porto, sempre foi o clube de uma região, alargando até os seus horizontes nas últimas décadas.• Outro exemplo é o Barcelona, que passou de um clube catalão para um clube de âmbito e reconhecimento mundial, alargando substancialmente a sua base de adeptos, sócios e simpatizantes, com consequência directa no aumento de receitas e resultados desportivos.• Para que estes sucessos sejam possíveis é essencial INOVAR, ver noutra perspectiva, criar novos produtos e identificar novos modelos de negócio. COM A VISÃO BEM DEFINIDA, ESTRATÉGIAS CRIATIVAS, GESTÃO CRITERIOSA EQUALIDADE DE FUTEBOL, É POSSÍVEL TRANSFORMAR-SE NO “CLUBE DE UMA REGIÃO”.
  5. 5. PLANEAMENTO ESTRATÉGICO• Na área do planeamento estratégico, é necessário primeiramente compreender em que área de negócio actua o Futebol, e essa área está claramente definida: o entretenimento. E nesta área a concorrência é feroz.• De uma forma básica o que faz com que o adepto vá e regresse ao estádio, é a emoção, o divertimento, o prazer, a alegria e a paixão clubística.• Mas o Futebol tem uma variante diferente de muitas outras áreas do entretenimento, que é a necessidade da equipa ganhar, por isso não podemos descurar a qualidade competitiva da equipa profissional, pois é a base do sucesso de todas as outras áreas. A SUSTENTABILIDADE DE UM CLUBE ESTÁ DIRECTAMENTE ASSOCIADA À DIMENSÃO DA SUA MASSA ADEPTA
  6. 6. PLANEAMENTO ESTRATÉGICO• Quais devem ser os objectivos: GANHAR: Criar uma equipa vencedora, uma equipa que jogue bem e ganhe. Uma equipa que dê ao público a possibilidade de sonhar.• Para conseguir tudo isto é essencial estabelecer parcerias e criar sinergias que possam catapultar o clube para patamares mais ambiciosos e estáveis.• A palavra “PARCERIAS” é essencial na estratégia do clube. “A UNIÃO FAZ A FORÇA”
  7. 7. PLANEAMENTO ESTRATÉGICO• Por exemplo: - Parceria com Universidades da Região, de modo a que estudantes criativos possam colaborar como treinadores, gestores, profissionais de marketing, sendo decerto uma forte mais valia; - A definição de uma parceria com um grande clube, não concorrente, parece- me essencial, sendo a região mais próxima do Algarve com sucesso futebolístico, claramente e destacando-se a nossa vizinha espanhola, a Andaluzia. Essa parceria seria essencialmente na área da formação dos treinadores e dirigentes, trocando experiências e know-how; - Parcerias com o tecido empresarial é essencial; - Ser um clube com excelente formação é um ponto chave do planeamento estratégico, sendo para isso importante estabelecer parcerias com clubes vizinhos.
  8. 8. PLANEAMENTO ESTRATÉGICOIDENTIFICAR AS FORÇAS, FRAQUEZAS, AMEAÇAS EOPORTUNIDADES DO CLUBE É FUNDAMENTAL PARA DEFINIR O FUTURO E O CAMINHO A SEGUIR.
  9. 9. FUTEBOL PROFISSIONAL• Na área do Futebol Profissional é necessário uma grande complementaridade entre os vários intervenientes da estrutura. Desde os jogadores, treinadores, director técnico e direcção.• Todos são essenciais para o sucesso, desde o jogador que marca os golos até aquele que defende até à exaustão; os treinadores que preparam a equipa física, técnica e tacticamente; o director técnico com grandes responsabilidades na observação e contratação de jogadores; e toda a estrutura de gestão que aproveita os sucessos desportivos para aumentar receitas. O SUCESSO É UM CÍRCULO VIRTUOSO ENTRE TODA ESTA EQUIPA QUE FAZ O CLUBE
  10. 10. FUTEBOL DE FORMAÇÃO• O Futebol de formação é claramente o sustento do Futebol Profissional e o Futuro do Clube: - Primeiramente, não esquecer, que devemos ser um clube formador; - Estabelecer parcerias na área da formação, com clubes vizinhos; - Realizar campeonato Interno em períodos de paragem competitiva; - Não descurar o scouting nas regiões próximas; - Definir projectos de parcerias com escolas. Ex. “O clube vai à Escola”; - Organização de campus de treino e torneios de Verão; - Apoio escolar aos jogadores do clube. DEVE-SE APOSTAR NA FORMAÇÃO COMO FORMA DE ALIMENTAR A EQUIPA PROFISSIONAL E GARANTIR MAIS VALIAS FUTURAS ATRAVÉS DE TRANSFERÊNCIAS PARA OUTROS CLUBES.
  11. 11. ÁREA FINANCEIRA• A área financeira é essencial para o sucesso desportivo.• Em diversas situações verifica-se que o sucesso poderá gerar precipitações, e muitos clubes entram em espiral de gastos superiores à sua capacidade de gerar receitas, acabando por fragilizar- se, descendo a divisões secundárias.• Segundo os especialistas, para garantir equilíbrio e um sucesso continuado, é essencial que as despesas com salários estejam compreendidas entre os 50% e os 65% das receitas correntes do clube, conhecida como Zona de Prudência Recomendada. Este é o rácio que mede uma boa gestão e a saúde económica do clube. A ÁREA FINANCEIRA É O CORAÇÃO QUE BOMBEIA ENERGIA PARA O ÊXITO DE TODA A ESTRUTURA.
  12. 12. ÁREA FINANCEIRA• Especialistas concluem que os clubes melhor geridos economicamente, são também aqueles que têm melhores resultados desportivos a médio e longo prazo.• Os jogadores devem ter salários variáveis, ligados aos resultados desportivos e rendimento individual.• FONTES DE RECEITAS: 1. Angariação e venda de lugares cativos e de bilhetes aos adeptos em geral; 2. Formação e venda de activos desportivos; 3. Direitos televisivos; 4. Marketing: Patrocínios e o mershandising. NOS CLUBES MODERNOS A TENDÊNCIA APONTA PARA UM PESO CADA VEZ MAIOR PARA AS DUAS ÚLTIMAS FONTES, DIREITOS TELEVISIVOS E MARKETING
  13. 13. ÁREA FINANCEIRA• ESTRATÉGIAS DE AUMENTO DE RECEITAS: - Novas estratégias na área do Sponsoring, de forma criativa, eficiente e aproveitando a lei do mecenato; - Elevada qualidade e criatividade na organização e promoção dos jogos. Aumentar e fidelizar espectadores, com o consequente aumento de receitas de bilheteira e merchandising; - Inovar no sistema de cobrança das quotas, tornando-o mais eficiente; - GESTÃO DE SÓCIOS: Definir novas estratégias de fidelização e angariação de novos sócios. O associados têm de ter vantagens excepcionais agregadas ao cartão de sócio do clube, aumentando a visão a um âmbito regional.
  14. 14. ÁREA FINANCEIRA• DESPESAS: A principais despesas de um clube são divididas pelas seguintes áreas: - Salários; - Amortizações associadas a investimentos em contratações; - Custos operacionais do clube. TODAS AS DESPESAS DO CLUBE DEVEM SER ANALISADAS EM PORMENOR, AVALIANDO AS QUE SÃO ESSENCIAIS E AS SUPÉRFLUAS, REDUZINDO DESPESAS COM MANUTENÇÃO DO ESTÁDIO E OPTIMIZANDO A AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS PARA UMA MELHOR RELAÇÃO QUALIDADE/PREÇO.
  15. 15. COMUNICAÇÃO E INOVAÇÃOO tema da comunicação, inovação e novas tecnologias não poderia deixar de serabordado. Ficam aqui algumas considerações: • Exploração da web como meio de comunicação; • Transmissão de jogos e realização de reportagens para o canal TV na web do clube nos vários escalões de formação; • Optimização do canal TV do clube através de parcerias; • Gestão de conteúdos através das redes sociais: facebook, twitter, etc.; • Utilizar as novas tecnologias como elo de ligação para cativar novos adeptos, sócios e simpatizantes.
  16. 16. GESTÃO DO FUTEBOL PROFISSIONAL“NUM MUNDO TÃO COMPETITIVO, VENCEM AQUELES QUE SÃO SUFICIENTEMENTE ANALÍTICOS PARA COMPREENDER AS NOVAS REALIDADES E SUFICIENTEMENTE PRAGMÁTICOS E CORAJOSOS PARA PÔR AS IDEIAS EM PRÁTICA” Ferran Soriano, Vice-Presidente FC Barcelona 2003-2008
  17. 17. GESTÃO DO FUTEBOL PROFISSIONALEste é um conjunto de filosofias, ideias eestratégias realizadas por um “gestor“, quederivado à sua criatividade, ideias eprojectos, está convicto que a médio e longoprazo será uma mais valia para um clubeprofissional de futebol no algarve.“Confiança e convicção não ésinónimo de falta de humildade“ OBRIGADO!CARLOS MIGUEL ABREU GRADIZ COIMBRALicenciado em Educação Física UALG / Pós-Graduado em Gestão do Desporto FMHContactos: (+351) 962840807 / coimbra.futevolei@gmail.com

×