Rvcc

27.384 visualizações

Publicada em

APONTAMENTOS DAS SESSÕES DO RVCC

Publicada em: Educação, Tecnologia
4 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Boa noite. Sei que os profissionais de rvcc não tem culpa tem de seguir o referencial mas rvcc quer dizer reconhecimento,validação e certificação de competencias. até aqui tudo bem mas gostaria de saber se a ministra de educação se tirou o 12º ano + univercidade no rvcc. e que portefolio manda-se fazer com 30 euros , gostaria de saber tb se para reclamar e preciso escrever uma carta para ficar sem efeito ou alguem pola no lixo ou se o melhor e mesmo é o red book(livro de reclamacões). Quero reclamar pois achei que fui gozado venderão-me gato por lebre então e um direito do consumidor reclamar .escola sem horários , e quando apetece ou quando convem marca-se aulas sem os alunos saberem pois marca-se falta e chumba-se o aluno por faltas, não é dificil pois são só 3 faltas que se pode dar,alem de testes surpresa que mais parece a escola primaria.se fiquei contente? não achei uma verdadeira palhaçada e vou ate ao fim a reclamar.até chegar alguem grande do rvcc ou seja + um mentiroso. pois vou falar um pouco do meu portfólio sou tecnico de informatica com gestão de redes e mecânico auto de alta competicão para muitos um grande portefólio que corrigido em casa por um (profissional) mas corrigido por um software de correcção que nem os formadores sabem o que ta bem ou mal. mais uma grande vergonha para um pais de pés para a cova então mais brocracia então reclama-se forte e feio uma verdadeira palhaçada a roubar o tempo as pessoas
    sem mais obrigado.21:40 6-12-2012
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • O referencial estaria bem feito se fosse de fácil entendimento afinal o publico alvo são pessoas com o 9 ano,não se trata de licenciados!!Falou bem,os formadores DEVERIAM explicar!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • O referencial está bem feito! Os formadores e profissionais devem-no explicar.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Acho que é uma vergonha este referencial secúndario ,esta linguagem para pessoas que não tem nem o 12 ano e se ao menos explicassem o referencial antes de se começar os trabalhos.enfim
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
27.384
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
319
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
187
Comentários
4
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rvcc

  1. 1. PORTEFOLIO RVCC Carlos Manuel Gomes Barata Página 1 de 8 Alenquer 2008 29deOutubrode2008  29 De Outubro de 2008 Rvcc  trabalha-se do ponto de vista: Trajectórias de vida  Competências o Ter o conhecimento e saber colocá-lo em prática.  Competências-chave o Ter conhecimentos específicos…  Aprendizagem ao longo da vida o Formal – com certificados e escolar o Não formal – outras não institucionalizadas
  2. 2. PORTEFOLIO RVCC Carlos Manuel Gomes Barata Página 2 de 8 Alenquer 2008 29deOutubrode2008 o Informal – experiência de vida quotidiana, trabalho, auto didacta Grupo de trabalho  SA-02/08 TPC  fazer um trabalho sobre Veredas da Vida nos aspectos: Formativo Profissional Social Pessoal Em esquema cronológico só com tópicos Documentos que compõem o portefólio: 1. Contratos de trabalho 2. Formação 3. Capas de manuais… Alternativa à aula de 4ª feira  às sextas às 3 horas Formadora: Sónia Mouronho sónia.mouronho@adro.pt tel: 261 323 808 fax: 261 323 801 Apresentação da colega do lado:  Nome: Maria Teresa  Profissão: assistente de administração escolar  Motivos: 12ª ano por motivos profissionais – evolução  Prato favorito: cozido à portuguesa  Animal favorito: gata
  3. 3. PORTEFOLIO RVCC Carlos Manuel Gomes Barata Página 3 de 8 Alenquer 2008 29deOutubrode2008  12 de Novembro de 2008 Debate Trabalho individual Narrativa de vida ( detalhe do Veredas ) – 1 semana Incluir anexos justificativos numerados no canto superior Debate Sobre o que aconteceu à ministra em Fafe Contrapor as razões do RVCC 1. O RVCC não é um certificado escolar 2. Resulta de um processo lógico inverso ao tradicional educativo 3. O acesso à faculdade por esta forma não é directo, isto é, haverá sempre necessidade de demonstrar por via de exames as competências necessárias à admissão ao curso pretendido efectuando ou um exame +23 ou os exames das cadeiras específicas relacionadas com o curso pretendido, enquanto na chamada via normal educativa o acesso é directo e baseado na média final do 12º 4. O RVCC é tanto mais valorizado quanto maior for a experiencia de vida adquirida nos diversos contextos de aprendizagem. 5. É imensamente mais fácil pela via ensino a entrada e manutenção numa universidade visto as bases adquiridas serem de outra magnitude. 6. Mau grado tudo isto, e valorizando não só o aspecto formativo, a sapiência adquirida nas Veredas da nossa vida resulta numa preparação para o futuro que a escola pura e simples não nos dá. 7. Não sejam ignóbeis e estudem porque a médio longo prazo a vida vai vos encarregar de demonstrar que os conhecimentos adquiridos proporcionam outra bagagem para enfrentar os problemas que se nos deparam diariamente. Apresentação individual oral  O RVCC foi criado no Canadá depois da 2ª guerra mundial A narrativa é para ser elaborada como uma história em que nós somos o actor principal.
  4. 4. PORTEFOLIO RVCC Carlos Manuel Gomes Barata Página 4 de 8 Alenquer 2008 29deOutubrode2008 Referencial de Competências-chave STC CLC CP NA INTERNET RETIRAR O REFERNCIAL E LER DO NIVEL SECUNDÁRIO Procurar na internet na notícia da ministra e RVCC/Escola e lançar a notícia no blogue da Sónia Blogue http://aprendercompensa-prvcc.blogspot.com/ 19/11/2008 SLIDESHARE  Referencial de competências-chave  Experiencias à lupa – TPC – até 3 Dezembro  Referencial o Cidadania e profissionalidade – 8 núcleos o Sociedade, tecnologia e ciência – 7 núcleos o Cultura, língua e comunicação – 7 núcleos Os núcleos estão divididos em 4 partes - 1. UC1 – direitos e deveres – pessoais, colectivos e globais a. Direitos e deveres pessoais e da sociedade 2. UC2 – complexidade e mudança a. Mudanças na vida das pessoas… 3. UC3 – reflexividade e pensamento crítico – em casa no trabalho 4. UC4 – identidade e alteridade – identificação do eu, e demonstração da forma como o fazemos. 5. UC5 – convicção e firmeza ética – nosso princípios e em que acreditamos 6. UC6 – abertura moral – tolerância 7. UC7 – argumentação e assertividade - com clareza e correcção 8. UC8 - programação
  5. 5. PORTEFOLIO RVCC Carlos Manuel Gomes Barata Página 5 de 8 Alenquer 2008 29deOutubrode2008  UC1 – equipamentos e sistemas técnicos o Princípios e normas de boa utilização. – STC o  UC2 – ambiente e sustentabilidade o Ambiente em casa e fora  UC3 – saúde o Falar de aspectos de saúde  UC4 – gestão e economia o Global pessoal e laboral  UC5 – TIC  UC6 – urbanismo e mobilidade o Relacionar a forma de construir as casas e adaptar as casas as energias limpas o Mobilidade em ambiente rural  urbano  UC7 – saberes fundamentais o Saber fundamentar aquilo que se diz Fazer inscrição - http://www.eoportunidades.net/default.aspx No trabalho sobre as experiências à lupa podemos apresentar documentos sobre temas para os quais não temos experiências pessoais. Trazer os trabalhos e os justificativos Anexar os manuais de formação aos colegas da SDF – trabalhos espontâneos Fazer o portefólio baseado no blogue Trazer novo trabalho – até 3 dezembro ULTIMO TRABALHO VIAGEM ATÉ 2100 – ENTREGAR ATÉ 3 DEZEMBRO – PEQUENO TEXTO 10 de Dezembro Formadora – Arlete UC  São os temas – 8
  6. 6. PORTEFOLIO RVCC Carlos Manuel Gomes Barata Página 6 de 8 Alenquer 2008 29deOutubrode2008 Cada tema divide-se em 4 DR  contextos Dr1  privada Dr2  profissional Dr3 relação com a sociedade Dr4 macro estrutural São necessários sempre 2 para a certificação na UC às nossa escolha para a certificação. Agrupar por DRs Tudo o que se falar tem que haver algo relacionado connosco ou relacionado cnn CP-UC1  direitos e deveres pessoais falar sobre o assunto explicitamente – fumar, condução, uso de equipamentos  direitos e deveres laborais  contractos, protecção social  Democracia Represent. Participativa  eleições AR, referir direitos e deveres  DD contexto global  declaração univ d humanos – Aristites Mendes, ONU, OMsaude CP-UC2  Aprendizagem e mudança  relações pessoais, divorcio, deficiência  Processo de inovação  novas TICs, potencialidades da mudança  Associativismo e mov colectivos  reclamações,  Globalização  instituições multinacionais e seu funcionamento, globalização CP-UC3  Preconceitos…  descrever situações, ligações inter étnicas, toxicodependência  Reconversões profissionais e organ  crítica ao local de trabalho  Instituições  a que recorremos (DECO)  Opinião publica  conhecer lig jornalística CP-UC4  Cod institu. Comunitários  caracterizar o nosso local habitacional  Colectivos profiss e organizacionais  relação prof entre colegas da mesma profissão  Politicas publicas  falar sobre infraestruturas na zona onde se vive, infantários, escolas, acessos, infantários  Identidade e património cultural  preservação de culturas, monumentos, implicações sociais CP-UC5  Valores éticos e culturais  convicções pessoais, sobre assuntos releantes  Deontologia e normas profissionais  falar sobre as que temos a nível profissional  Código de conduta institucional  sugestões para alterações a nível das instituições
  7. 7. PORTEFOLIO RVCC Carlos Manuel Gomes Barata Página 7 de 8 Alenquer 2008 29deOutubrode2008  Escolhas morais comunitárias  falar sobre missões forças armadas, religiosas  Tolerância e diversidade  indentif val democráticos e tolerância, explicar intolerância e tolerâncias CP-UC6  Processos de negociação  neg salarial, evolução na empresa…  Pluralismoe rep plural  associações  Mediação intercultural  falar sobre exp na area  Capac argumentativa  … CP UC7  Capacidade assertiva   Mecanismo deliberativos  associações  Debates e intervenc  participação em debates públicos CP UC8  Projectos pessoais e famili  iniciativas pessoais  Gestão do trabalho  …  Projectos colectivos  dentro da empresa, e fora  Capacidade prospectiva  mudança de hábitos de vida STC – UC4  Gestão e economia  orçamentos e impostos – falar e explicar sobre o mapa e o IRS, guia da operacionalização (112) ficha ex 13  Empresas, organizações e modelos de gestão  fazer o organograma da empresa e comentá-lo, remunerações - explicar, (p112 ficha 14), restruturação empresarial  Sistemas monetários e financeiros  sistemas monetários, poupanças / consumos individuais, sistemas de pagamentos (entre trocas comerc)-GB, cauções, inflação (p113, ex 15)  Usos e gestão de tempo  evoluc tecnológicas pessoais e prof que permitem gerir melhor o tempo ( electrodomesticos e TICs ), conhecimentos académicos… 17 de Dezembro Sessão no blogue Luciana – CLC Raquel – STC Tema do exame de inglês anda à volta da internet e TIC. STC – uc1 Relacionado em termos privados com electrodomésticos Relacionado com os equip. de escritório no profissional Falar sobre reclamações se existirem Dr3 mesmo que sem justificativo Falar sobre ferro de engomar – evolução
  8. 8. PORTEFOLIO RVCC Carlos Manuel Gomes Barata Página 8 de 8 Alenquer 2008 29deOutubrode2008 CLC – uc1 Falar sobre equip. que servem para comunicar Falar sobre as pontencionalidades dos manuais. Desenvolver a utilização das TIC na minha função na empresa A gestão de tempo está relacionada com as novas tics fazendo poupar tempo na maioria das vezes. Na questão ambiental falar em contexto privado da poupança de energia (isolamentos, aparelhos em stand by, tipos de banho, poupança de agua, sistemas de rega) e a nível profissional de reciclagem e tratamentos de resíduos (toners), papel reciclado, utilização ou não de papel impresso. No domínio da saúde em termos pessoais falar de hábitos alimentares e de higiene, hobbies, lazer, etc… no plano profissional, regras de segurança e higiene no trabalho. No Dr3, auto medicação, colaborar com as instituições de saúde. Promoção da saúde – vacinação, rastreios. No dr4 falar sobre a exp da malária em Angola Na ur6 No urbanismo falar sobre a pintura da casa e obras recentes, e falar sobre o historial da construção da casa e da sua escolha

×