SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 57
Aula 9
Comunicação Empresarial
Tema: Identidade, Imagem e Reputação
Prof. Carlos Luiz Alves
Assim como os seres humanos possuem uma identidade, uma imagem e uma
reputação que podem abrir portas, cada empresa, neste mundo corporativo,
possui os mesmos atributos. Preservar e ou melhorar uma imagem e ter uma
boa reputação passam a ser um diferencial de qualidade.
Assim como os seres humanos possuem uma identidade, uma imagem e uma
reputação que podem abrir portas, cada empresa, neste mundo corporativo,
possui os mesmos atributos. Preservar e ou melhorar uma imagem e ter uma
boa reputação passam a ser um diferencial de qualidade.
Hoje é muito comum as empresas fornecerem produtos e serviços bem
semelhantes. O que vai levar um cliente a escolher uma em detrimento da
outra, são seus diferenciais que estão diretamente ligados à sua reputação e
imagem.
Assim como os seres humanos possuem uma identidade, uma imagem e uma
reputação que podem abrir portas, cada empresa, neste mundo corporativo,
possui os mesmos atributos. Preservar e ou melhorar uma imagem e ter uma
boa reputação passam a ser um diferencial de qualidade.
Hoje é muito comum as empresas fornecerem produtos e serviços bem
semelhantes. O que vai levar um cliente a escolher uma em detrimento da
outra, são seus diferenciais que estão diretamente ligados à sua reputação e
imagem.
Sendo assim, logo, preservar ou melhorar uma imagem passa a ser visto como
uma estratégia de negócio.
Primeiras palavras:
Cada ser humano carrega consigo uma identidade, que é
construída pelas escolhas que faz durante a vida. O modo de vestir-
se, de comunicar-se e viver apresenta um estilo que não se dissocia
da personalidade. Logo, identidade e personalidade são atributos
que nãos se dissociam, caminham lado a lado.
Enquanto a personalidade está ligada à nossa psique, ao nosso ego
e maneiras de agir, a identidade são as impressões que as pessoas
têm uma das outras. Para uns, um sujeito pode ser até antipático,
para outros ele pode ser uma pessoa agradável. Logo, saber se
apresentar as pessoas e em público se torna muito importante.
Da mesma forma como ocorre com as pessoas, ocorre com
as empresas, elas possuem uma identidade que também é
construída durante sua existência. São as relações
comerciais, sociais e até culturais que possibilitam a
construção dessa identidade. São as identidades que nos
fazem frequentar uma determinada pizzaria e não outra,
um supermercado e não outro.
As identidades são construídas pelos relacionamentos que são
fomentados entre pessoa e pessoa, entre pessoa e empresa, entre
empresa e pessoa, entre empresa e empresa. A identidade não é
algo intrínseco de alguém ou de uma empresa, mas são as
percepções que temos de uma pessoa ou empresa.
Ela (a identidade) encontra-se no olhar do outro.
Identidade tem a ver com ethos, palavra grega que se refere ao eu
da retórica, ou seja, do enunciador, do emissor ou daquele que
toma a frente de uma ação e se apresenta a seu pathos (auditório)
de forma convincente e satisfatória. Entre o ethos e o pathos há o
logos que são as “mensagens” que são transmitidas e ou
comunicadas à plateia, que, no nosso caso, são os clientes ou
stakeholders.
Para melhorarmos nossa identidade e imagem é
importante ficarmos atendo à nossa comunicação
(mensagens).
Qual a mensagem que estou passando para a sociedade?
Ela é positiva ou negativa?
Quando fazemos essas perguntas estamos nos envolvendo
com a nossa reputação.
A empresa tem uma boa reputação em relação aos seus
stakeholders?
Em relação à pessoa é até fácil entendermos os conceitos de
identidade e imagem. Agora, em relação às empresas a coisa se
complica, pois há inúmeras identidades e imagens, muitas formas
de enxergar ou entender uma organização.
Qual a imagem que a marca Bom Bril nos proporciona?
São produtos e serviços de qualidade?
Você consumiria tais produtos e serviços sem hesitar?
Agora, pensemos em outra marca que seja concorrente da Bom
Bril.
Você consumiria seus produtos sabendo que os preços e ou custos
são praticamente os mesmos?
Outro caso:
Mcdonalds! Todo mundo conhece.
Você consumiria um hambúrguer de uma outra empresa, sabendo que os
preços e ou custos são semelhantes?
Pode ser até que sim, mas que a marca Mcdonalds faz você hesitar não há
dúvidas! Isso é identidade! A Identidade, isto é, a percepção que você tem
por uma determinada marca ou empresa fará você decidir na hora da
compra.
As empresas têm identidades fortes e as escolhas que cada um
faz (clientes) estão ligadas diretamente à forma de cada uma
conduzir os negócios. Esses estão no cerne da questão sobre
identidade e imagem. Essas escolhas (maneiras de conduzir os
negócios) contribuem para a formação e moldam a reputação
dessas empresas e, de maneira mais geral, constroem a
identidade e a imagem de qualquer instituição.
Mas o que são exatamente identidade, imagem e reputação?
Como as organizações conseguem distingui-las na mente dos
consumidores, acionistas, funcionários, comunidades e outros
públicos relevantes?
Sobretudo, como uma organização lida com algo que parece tão
efêmero quanto a identidade?
O que são identidade, imagem e reputação?
A identidade de uma empresa é a manifestação visual de sua
realidade, conforme transmitida através do nome, logomarca,
lema, produtos, serviços, instalações, uniformes etc. Os
diferentes públicos formam percepções baseadas nas
mensagens que as empresas expressam. Se essas imagens (que
são formadas nas mentes das pessoas) refletirem com precisão
a realidade organizacional, o programa de identidade terá
obtido êxito.
Agora, se as percepções diferirem radicalmente da realidade,
as empresas precisarão investir nisso, pois terão sérios
problemas de médio e longo prazos em manter ou em
conquistar novos clientes.
A imagem é o reflexo da identidade de uma organização. Em
outras palavras, é a organização sob o ponto de vista de seus
diferentes públicos. Dependendo do público envolvido, uma
organização pode ter diversas imagens. Assim, compreender
a identidade e a imagem é conhecer profundamente o que a
organização realmente é e para onde ela está voltada.
(ARGENTI, 2006, p.81)
Enquanto a imagem pode variar para diferentes públicos, a
identidade precisa ser consistente, isto é, se a empresa lida com
a produção e distribuição de medicamentos, por exemplo,
ficaria vista de forma negativa se começasse a atuar na
fabricação e distribuição de armas ou que estive envolvidas em
massacres de milhares de vidas!
O que você acha da Pepsico, importante indústria de
alimentos, fabricar e distribuir celulares na China? Muita
ousadia? É o que ela está fazendo agora neste exato
momento.
Você já pensou que a marca leite Ninho da Nestlé não tem
propaganda? Por que será?
Ou dos produtos da Panco? Da Johnson & Johnson? E tantos
outros.
Resumindo...
Identidade – são os atributos que a empresa possui. É o que ela é.
É o conjunto de características, crenças e valores que a
organização possui. É seu DNA. É único. É sua essência.
Imagem – Ocupa-se da percepção externa. É o conjunto de
significados que uma pessoa associa à empresa. É o que ela
parece ser. É a aparência.
Reputação – Práticas da empresa que refletem sua identidade e
sua imagem e são mantidas ao longo do tempo. A sua construção
se dá a partir da qualidade dos relacionamentos que a empresa
mantém com seus empregados, clientes, fornecedores e demais
stakeholders.
Como diferenciar as organizações por meio da identidade e da
imagem?
Uma vez que todos os setores hoje em dia estão focados na
competitividade global e que as empresas estão tentando driblar
a escassez de recursos, a identidade e a imagem de uma
organização podem se tornar o único traço distintivo entre uma
empresa e outra.
Há de fato alguma diferença entre encher o tanque com gasolina
em um dos postos BR da Petrobrás ou da Shell? Considerando
que se trata de uma mesma empresa de distribuição? A resposta
com certeza seria não.
Agora, supúnhamos que ambos os postos estão muito próximos
e a distância que os separam está apenas há algumas quadras ou
no atravessar de uma via, qual deles você escolheria, sendo que
o preço e outras vantagens são praticamente os mesmos?
Depende...
Talvez você sinta o desejo de boicotar a marca BR da Petrobrás,
pelo fato dela estar envolvida na Operação Lava Jato, por ter
financiado campanhas e enriquecimento ilícito de políticos, e de
ter colaborado no rebaixamento da nota de crédito do Brasil,
mergulhando o país em uma crise.
Talvez você escolha o posto da marca BR, da Petrobrás, porque
acredita na empresa, que depois de tudo o que ela passou, vai
valorizar a marca, a clientela e consequentemente valorizar seus
papéis (ações) na bolsa, uma vez que você é sócio da mesma e
possui um lote de ações preferenciais.
Veja que a escolha da marca está ligada aos seus interesses e
percepções sobre a mesma. Ligada ao que a marca (o símbolo)
representa para você, pois qualquer combustível de um dos
postos fará o carro andar.
Como moldar a identidade?
Uma vez que a construção da identidade é a única parte da
reputação da empresa que pode ser completamente controlada
pela gerência, vamos começar a analisar alguns aspectos que
contribuem positivamente para a identidade corporativa: uma
visão corporativa inspiradora, uma marca corporativa
cuidadosamente elaborada (com foco em nomes e logomarcas)
e, muito importante, uma auto apresentação coerente.
- Uma visão inspiradora
Todo mundo gosta de histórias, torce pelos heróis. Agora
imagine uma empresa que possui uma história com anos de
sucessos e insucessos? Elas podem inspirar pessoas. Como o
caso da Petrobrás! Que vem superando todas as mazelas que
lhes sobrevieram? Ou como a Apple que, sob a liderança de
Steve Jobs, deixou para trás Microsoft e IBM?
– Nomes e logomarcas
Marcas fáceis de reconhecer são melhores do que aquelas mais
complexas! A Coca-Cola por exemplo tem uma marca que vale 81
bilhões de dólares. A Google 103 bilhões! Veja a singeleza e a
simplicidade do site da Google? Quer melhor plataforma do que
isso?
Gerenciar uma marca é gerenciar um ativo de milhões e até
bilhões de dólares como as empresas acima.
Veja a BRF que gerencia as marcas Sadia e Perdigão, por exemplo?
Quanto vale essas marcas? E da Ambev em relação às marcas
Brahma e Antárctica?
As logomarcas são componentes fundamentais da identidade da
empresa e não dependem exatamente dos nomes, uma vez que
são mais visuais.
– Coerência é fundamental
A visão de uma organização deve se manifestar de forma
consistente em todos os seus elementos de identidade, das
logomarcas e lemas ao comportamento dos funcionários.
O nome e ou a marca da empresa deve estar em sintonia com
seus consumidores e a publicidade deve reforçar sempre esta
imagem.
Gerenciamento de Identidade
As empresas devem se preocupar sempre com sua identidade, sua
marca e reputação. Algumas perguntas podem ajudar:
Como o público geral vê a organização? O que representam os seus
diferentes símbolos para os diversos públicos? A sua identidade
reflete adequadamente o que está acontecendo ou são apenas
reminiscências do passado?
Considerando essas questões, um trabalho de pesquisa
(questionário) deve ser implementado.
De posse dessas respostas, a gerência deve estabelecer um Plano
de Comunicação. Vai mudar a marca ou logomarca? Irá mudar o
nome da empresa? Veja que novas perguntas surgem: Uma nova
logomarca na fachada da loja fará que os clientes percebam as
mudanças que estão acontecendo na empresa?
Desenvolver projetos e nomes deve levar em consideração a nova
mensagem que a organização quer passar (ou transmitir). Veja que
a mensagem (por meio de marcas, logomarcas, produtos, serviços)
devem ser coerentes e atender as expectativas dos clientes.
Construindo uma reputação sólida
Uma reputação sólida é criada quando a identidade de uma
organização e sua imagem estão alinhadas (coerentes). A
reputação se diferencia da imagem por ser construída ao longo
do tempo e por não ser simplesmente uma percepção em um
determinado período. Diferencia-se da identidade porque é um
produto tanto de públicos internos quanto externos, enquanto
identidade é construída por elementos internos (a própria
empresa). Além disso, a reputação está baseada na percepção de
todos os públicos. (ARGENTI, 2006, p.97)
Logo, para avaliar sua reputação, uma organização deve examinar
as percepções de todos os seus públicos. Os funcionários podem
ser um bom ponto de partida, na medida em que precisam
entender a visão e os valores da empresa e orientar-se, em cada
interação com o consumidor, tendo sempre essas premissas em
mente.
Enfim, uma organização terá problemas se não praticar os valores
que promove.
Neste caso, os executivos devem estar totalmente atentos ao
enorme impacto da identidade, da imagem e da reputação, e
devem aprender a gerenciar esses recursos críticos. Uma
organização com uma identidade corporativa clara, que represente
sua realidade subjacente e esteja alinhada com as imagens
partilhadas por todos os seus públicos, será beneficiada com uma
reputação forte. Uma reputação bem estabelecida, por sua vez,
converte-se em orgulho e compromisso – entre os funcionários,
consumidores e o público em geral -, e essas qualidades são ativos
insubstituíveis em um ambiente de negócios cada vez mais
competitivo em escala global. (ARGENTI, 2006, p.103)
CASO FedEx
Coerência é essencial
A visão de uma organização deve se manifestar de forma consistente em todos os seus
elementos de identidade, das logomarcas e lemas ao comportamento dos funcionários.
Pioneira em oferecer entrega para o dia seguinte nos Estados Unidos, a FedEx é um bom
exemplo disso. Na década de 1990, a empresa observou que os clientes normalmente se
referiam a ela usando apenas “FedEx” em vez de usar o nome oficial “Federal Express”.
Além disso, o pessoal administrativo já estava usando “FedEx” como verbo; poucas pessoas
diziam em inglês que iriam “fazer o UPS de uma remessa” ou “o Airbone Express de uma
carta”. Usavam simplesmente o termo “FedEx” para isso. A empresa decidiu, então, optar
pela abreviação que já era utilizada por milhares de clientes (e pelos clientes das
concorrentes) como seu nome oficial. Em 23 de junho de 1994, A Federal Express mudou
seu nome para FedEx e o atrelou a um novo lema: “The World On Time”, algo como
“Pontualidade no mundo inteiro”. O anúncio de lançamento em 1994 dizia: “Estamos
mudando de nome para FedEx. Não é assim que você nos chama mesmo? ”
A visão de uma organização deve se manifestar de forma consistente
em todos os seus elementos de identidade, das logomarcas e lemas
ao comportamento dos funcionários. Pioneira em oferecer entrega
para o dia seguinte nos Estados Unidos, a FedEx é um bom exemplo
disso. Na década de 1990, a empresa observou que os clientes
normalmente se referiam a ela usando apenas “FedEx” em vez de
usar o nome oficial “Federal Express”.
Por tornar o nome da empresa oficialmente sinônimo de
pontualidade em encomendas expressas, a FedEx demonstrou
que estava atenta ao que os consumidores esperavam da
empresa e comprometeu-se abertamente a reforçar a mesma
mensagem ao longo da própria organização.
Condensando seu nome em uma única palavra, “a FedEx deixou de
ser um ambiente neutro para se tornar moralmente
comprometida”. Ao colocar sua promessa de pontualidade nas
entregas em nível mundial, em cada embalagem, caminhão e avião,
a FedEx garantia que cada coleta, entrega e interação com o
consumidor reforçaria essa promessa.
O novo nome e a nova logomarca mostraram que a empresa estava
em sintonia com seus consumidores, e a publicidade dessa nova
identidade da FedEx reforço a mensagem de que os clientes eram
importantes para a empresa.
Questões para refletir:
1 – Qual a semelhança da marca SEDEX com a marca FEDEX?
2 – Essa correspondência foi por um acaso ou foi constituída
como estratégia?
3 – Qual é o valor da marca Coca-Cola? O que ela representa?
4 – O que é mais importante uma boa marca (ativo intangível)
ou uma infraestrutura industrial com máquinas de última
geração (ativo tangível)?
Referências:
ARGENTI, Paul A. Comunicação Empresarial – A construção da Identidade, Imagem
e Reputação – 4 ed. Rio de Janeiro: Campus: 2006, p.79-108.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Identidade, imagem e reputação
Identidade, imagem e reputaçãoIdentidade, imagem e reputação
Identidade, imagem e reputaçãoRenato Martinelli
 
Marketing e Publicidade e Propaganda
Marketing e Publicidade e PropagandaMarketing e Publicidade e Propaganda
Marketing e Publicidade e PropagandaCiro Gusatti
 
Como elaborar UM CURRICULO ATRATIVO
Como elaborar UM CURRICULO ATRATIVOComo elaborar UM CURRICULO ATRATIVO
Como elaborar UM CURRICULO ATRATIVORoberto Felipe
 
Propaganda e publicidade conceito
Propaganda e publicidade conceitoPropaganda e publicidade conceito
Propaganda e publicidade conceitoManinho Walker
 
Semiótica na publicidade e no design de embalagens
Semiótica na publicidade e no design de embalagensSemiótica na publicidade e no design de embalagens
Semiótica na publicidade e no design de embalagensFellipe Camara
 
Marca e Identidade: Como começar
Marca e Identidade: Como começarMarca e Identidade: Como começar
Marca e Identidade: Como começarRenato Melo
 
Funçoes e características do rp
Funçoes e características do rpFunçoes e características do rp
Funçoes e características do rpadrimiorelli
 
Campanha Publicitária
Campanha PublicitáriaCampanha Publicitária
Campanha PublicitáriaBreno Brito
 
Branding | Construção e Gestão de Marcas
Branding | Construção e Gestão de MarcasBranding | Construção e Gestão de Marcas
Branding | Construção e Gestão de MarcasValente Branding
 
Introdução à Publicidade e Propaganda - Aula 01 - Conceitos
Introdução à Publicidade e Propaganda - Aula 01  - ConceitosIntrodução à Publicidade e Propaganda - Aula 01  - Conceitos
Introdução à Publicidade e Propaganda - Aula 01 - ConceitosThiago Ianatoni
 
Branding aula 1 diego gervaes
Branding aula 1 diego gervaesBranding aula 1 diego gervaes
Branding aula 1 diego gervaesDiego Gervaes
 
Branding - Gestão de Marcas
Branding - Gestão de MarcasBranding - Gestão de Marcas
Branding - Gestão de MarcasBreno Brito
 

Mais procurados (20)

Marca - Branding
Marca - BrandingMarca - Branding
Marca - Branding
 
Arquitetura de marca
Arquitetura de marcaArquitetura de marca
Arquitetura de marca
 
Identidade, imagem e reputação
Identidade, imagem e reputaçãoIdentidade, imagem e reputação
Identidade, imagem e reputação
 
Slide tipos de marketing
Slide  tipos de marketingSlide  tipos de marketing
Slide tipos de marketing
 
Marketing e Publicidade e Propaganda
Marketing e Publicidade e PropagandaMarketing e Publicidade e Propaganda
Marketing e Publicidade e Propaganda
 
Como elaborar UM CURRICULO ATRATIVO
Como elaborar UM CURRICULO ATRATIVOComo elaborar UM CURRICULO ATRATIVO
Como elaborar UM CURRICULO ATRATIVO
 
Propaganda e publicidade conceito
Propaganda e publicidade conceitoPropaganda e publicidade conceito
Propaganda e publicidade conceito
 
Semiótica na publicidade e no design de embalagens
Semiótica na publicidade e no design de embalagensSemiótica na publicidade e no design de embalagens
Semiótica na publicidade e no design de embalagens
 
Marca e Identidade: Como começar
Marca e Identidade: Como começarMarca e Identidade: Como começar
Marca e Identidade: Como começar
 
Funçoes e características do rp
Funçoes e características do rpFunçoes e características do rp
Funçoes e características do rp
 
Campanha Publicitária
Campanha PublicitáriaCampanha Publicitária
Campanha Publicitária
 
O que é branding?
O que é branding?O que é branding?
O que é branding?
 
Aula 05 Briefing
Aula 05   BriefingAula 05   Briefing
Aula 05 Briefing
 
Branding | Construção e Gestão de Marcas
Branding | Construção e Gestão de MarcasBranding | Construção e Gestão de Marcas
Branding | Construção e Gestão de Marcas
 
Branding 2014
Branding 2014Branding 2014
Branding 2014
 
Agência de Publicidade: áreas e setores
Agência de Publicidade:  áreas e setoresAgência de Publicidade:  áreas e setores
Agência de Publicidade: áreas e setores
 
O que é propaganda???
O que é propaganda???O que é propaganda???
O que é propaganda???
 
Introdução à Publicidade e Propaganda - Aula 01 - Conceitos
Introdução à Publicidade e Propaganda - Aula 01  - ConceitosIntrodução à Publicidade e Propaganda - Aula 01  - Conceitos
Introdução à Publicidade e Propaganda - Aula 01 - Conceitos
 
Branding aula 1 diego gervaes
Branding aula 1 diego gervaesBranding aula 1 diego gervaes
Branding aula 1 diego gervaes
 
Branding - Gestão de Marcas
Branding - Gestão de MarcasBranding - Gestão de Marcas
Branding - Gestão de Marcas
 

Semelhante a Aula 9 Identidade Imagem e Reputação

aula-07-identidade-imagem-e-reputac3a7c3a3o.pptx
aula-07-identidade-imagem-e-reputac3a7c3a3o.pptxaula-07-identidade-imagem-e-reputac3a7c3a3o.pptx
aula-07-identidade-imagem-e-reputac3a7c3a3o.pptxGiovana Kely Tonim Mira
 
Como atrair fãs da sua marca
Como atrair fãs da sua marcaComo atrair fãs da sua marca
Como atrair fãs da sua marcaRodrigo Heckler
 
Marketing - Vantagem Relativa
Marketing - Vantagem RelativaMarketing - Vantagem Relativa
Marketing - Vantagem RelativaRafael Junqueira
 
[eBook] Etapas Empresariais
[eBook] Etapas Empresariais[eBook] Etapas Empresariais
[eBook] Etapas EmpresariaisLeo Almeida
 
O abc do valor da marca david aaker
O abc do valor da marca   david aakerO abc do valor da marca   david aaker
O abc do valor da marca david aakerJoão Paulo
 
Identidade, imagem e reputação organizacional
Identidade, imagem e reputação organizacionalIdentidade, imagem e reputação organizacional
Identidade, imagem e reputação organizacionalDaniela Ribeiro
 
Os 4 Rs das Relações Publicas: Reconhecimento
Os 4 Rs das Relações Publicas: ReconhecimentoOs 4 Rs das Relações Publicas: Reconhecimento
Os 4 Rs das Relações Publicas: Reconhecimentomarcondes2013-1
 
Ebook Gestão de Marcas - Deskfy
Ebook Gestão de Marcas - DeskfyEbook Gestão de Marcas - Deskfy
Ebook Gestão de Marcas - DeskfyDeskfy
 
Palestra Branding - Ser Empreendedor (Poli Usp)
Palestra Branding - Ser Empreendedor (Poli Usp)Palestra Branding - Ser Empreendedor (Poli Usp)
Palestra Branding - Ser Empreendedor (Poli Usp)eduardo cunha bonini
 
Branded content data (ebook)
Branded content data (ebook)Branded content data (ebook)
Branded content data (ebook)Soraia Lima
 
Curso marketing e vendas (24hs)
Curso   marketing e vendas (24hs)Curso   marketing e vendas (24hs)
Curso marketing e vendas (24hs)Saulo Veríssimo
 
Live 6 dicas certeiras para o branding da sua marca
Live 6   dicas certeiras para o branding da sua marcaLive 6   dicas certeiras para o branding da sua marca
Live 6 dicas certeiras para o branding da sua marcaModa e Gestão
 
2014 03 04 gestão careconsulting
2014 03 04 gestão careconsulting2014 03 04 gestão careconsulting
2014 03 04 gestão careconsultingWagner Louzada
 

Semelhante a Aula 9 Identidade Imagem e Reputação (20)

aula-07-identidade-imagem-e-reputac3a7c3a3o.pptx
aula-07-identidade-imagem-e-reputac3a7c3a3o.pptxaula-07-identidade-imagem-e-reputac3a7c3a3o.pptx
aula-07-identidade-imagem-e-reputac3a7c3a3o.pptx
 
Como atrair fãs da sua marca
Como atrair fãs da sua marcaComo atrair fãs da sua marca
Como atrair fãs da sua marca
 
Marketing - Vantagem Relativa
Marketing - Vantagem RelativaMarketing - Vantagem Relativa
Marketing - Vantagem Relativa
 
Identidade e imagem corporativa
Identidade e imagem corporativaIdentidade e imagem corporativa
Identidade e imagem corporativa
 
[eBook] Etapas Empresariais
[eBook] Etapas Empresariais[eBook] Etapas Empresariais
[eBook] Etapas Empresariais
 
O abc do valor da marca david aaker
O abc do valor da marca   david aakerO abc do valor da marca   david aaker
O abc do valor da marca david aaker
 
Branding para Empreendedores
Branding para EmpreendedoresBranding para Empreendedores
Branding para Empreendedores
 
Identidade, imagem e reputação organizacional
Identidade, imagem e reputação organizacionalIdentidade, imagem e reputação organizacional
Identidade, imagem e reputação organizacional
 
Os 4 Rs das Relações Publicas: Reconhecimento
Os 4 Rs das Relações Publicas: ReconhecimentoOs 4 Rs das Relações Publicas: Reconhecimento
Os 4 Rs das Relações Publicas: Reconhecimento
 
Ebook Gestão de Marcas - Deskfy
Ebook Gestão de Marcas - DeskfyEbook Gestão de Marcas - Deskfy
Ebook Gestão de Marcas - Deskfy
 
Ap Marcas
Ap MarcasAp Marcas
Ap Marcas
 
Marketing pessoal
Marketing pessoalMarketing pessoal
Marketing pessoal
 
Palestra Branding - Ser Empreendedor (Poli Usp)
Palestra Branding - Ser Empreendedor (Poli Usp)Palestra Branding - Ser Empreendedor (Poli Usp)
Palestra Branding - Ser Empreendedor (Poli Usp)
 
Branded content data (ebook)
Branded content data (ebook)Branded content data (ebook)
Branded content data (ebook)
 
Curso marketing e vendas (24hs)
Curso   marketing e vendas (24hs)Curso   marketing e vendas (24hs)
Curso marketing e vendas (24hs)
 
Live 6 dicas certeiras para o branding da sua marca
Live 6   dicas certeiras para o branding da sua marcaLive 6   dicas certeiras para o branding da sua marca
Live 6 dicas certeiras para o branding da sua marca
 
4 passos para criar uma marca memoravel
4 passos para criar uma marca memoravel4 passos para criar uma marca memoravel
4 passos para criar uma marca memoravel
 
Aula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes Sociais
Aula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes SociaisAula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes Sociais
Aula 2 - Gestão de Marcas em Mídias Sociais e Redes Sociais
 
Você S.A
Você S.AVocê S.A
Você S.A
 
2014 03 04 gestão careconsulting
2014 03 04 gestão careconsulting2014 03 04 gestão careconsulting
2014 03 04 gestão careconsulting
 

Mais de Carlos Alves

Aula 8 Cultura Organizacional
Aula 8   Cultura Organizacional Aula 8   Cultura Organizacional
Aula 8 Cultura Organizacional Carlos Alves
 
Aula 4 capital intelectual
Aula 4 capital intelectualAula 4 capital intelectual
Aula 4 capital intelectualCarlos Alves
 
Revisão Educação Corporativa e Gestão do Conhecimento
Revisão Educação Corporativa e Gestão do ConhecimentoRevisão Educação Corporativa e Gestão do Conhecimento
Revisão Educação Corporativa e Gestão do ConhecimentoCarlos Alves
 
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégicaComunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégicaCarlos Alves
 
Comunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE BásicoComunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE BásicoCarlos Alves
 
Plano de comunicação e reflexões sobre a linguagem
Plano de comunicação e reflexões sobre a linguagemPlano de comunicação e reflexões sobre a linguagem
Plano de comunicação e reflexões sobre a linguagemCarlos Alves
 
Aula 13 Universidade Corporativa e Gestão do Conhecimento
Aula 13 Universidade Corporativa e Gestão do ConhecimentoAula 13 Universidade Corporativa e Gestão do Conhecimento
Aula 13 Universidade Corporativa e Gestão do ConhecimentoCarlos Alves
 
Aula 12 Educação Corporativa
Aula 12 Educação CorporativaAula 12 Educação Corporativa
Aula 12 Educação CorporativaCarlos Alves
 
Aula 11 Criatividade e Inovação
Aula 11 Criatividade e InovaçãoAula 11 Criatividade e Inovação
Aula 11 Criatividade e InovaçãoCarlos Alves
 
Aula 10 Estilos de liderança e gestão do conhecimento
Aula 10   Estilos de liderança e gestão do conhecimentoAula 10   Estilos de liderança e gestão do conhecimento
Aula 10 Estilos de liderança e gestão do conhecimentoCarlos Alves
 
Aula 11 Relação com os investidores
Aula 11   Relação com os investidoresAula 11   Relação com os investidores
Aula 11 Relação com os investidoresCarlos Alves
 
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do ConhecimentoAula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do ConhecimentoCarlos Alves
 
Aula 10 - Propaganda Corporativa
Aula 10 -  Propaganda CorporativaAula 10 -  Propaganda Corporativa
Aula 10 - Propaganda CorporativaCarlos Alves
 
Aula 8 A Cultura Organizacional e a Gestão do Conhecimento
Aula 8   A Cultura Organizacional e a Gestão do ConhecimentoAula 8   A Cultura Organizacional e a Gestão do Conhecimento
Aula 8 A Cultura Organizacional e a Gestão do ConhecimentoCarlos Alves
 
Aula 8 comunicação de marketing
Aula 8 comunicação de marketing Aula 8 comunicação de marketing
Aula 8 comunicação de marketing Carlos Alves
 
Aula 7 gestão organizacional
Aula 7 gestão organizacionalAula 7 gestão organizacional
Aula 7 gestão organizacionalCarlos Alves
 
Aula 6 Modelos Mentais: conceito e análise
Aula 6  Modelos Mentais: conceito e análiseAula 6  Modelos Mentais: conceito e análise
Aula 6 Modelos Mentais: conceito e análiseCarlos Alves
 
Aula 7 Comunicação Institucional
Aula 7   Comunicação InstitucionalAula 7   Comunicação Institucional
Aula 7 Comunicação InstitucionalCarlos Alves
 
Aula 4 capital intelectual
Aula 4 capital intelectualAula 4 capital intelectual
Aula 4 capital intelectualCarlos Alves
 
Aula 6 endomarketing
Aula 6 endomarketingAula 6 endomarketing
Aula 6 endomarketingCarlos Alves
 

Mais de Carlos Alves (20)

Aula 8 Cultura Organizacional
Aula 8   Cultura Organizacional Aula 8   Cultura Organizacional
Aula 8 Cultura Organizacional
 
Aula 4 capital intelectual
Aula 4 capital intelectualAula 4 capital intelectual
Aula 4 capital intelectual
 
Revisão Educação Corporativa e Gestão do Conhecimento
Revisão Educação Corporativa e Gestão do ConhecimentoRevisão Educação Corporativa e Gestão do Conhecimento
Revisão Educação Corporativa e Gestão do Conhecimento
 
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégicaComunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
 
Comunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE BásicoComunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE Básico
 
Plano de comunicação e reflexões sobre a linguagem
Plano de comunicação e reflexões sobre a linguagemPlano de comunicação e reflexões sobre a linguagem
Plano de comunicação e reflexões sobre a linguagem
 
Aula 13 Universidade Corporativa e Gestão do Conhecimento
Aula 13 Universidade Corporativa e Gestão do ConhecimentoAula 13 Universidade Corporativa e Gestão do Conhecimento
Aula 13 Universidade Corporativa e Gestão do Conhecimento
 
Aula 12 Educação Corporativa
Aula 12 Educação CorporativaAula 12 Educação Corporativa
Aula 12 Educação Corporativa
 
Aula 11 Criatividade e Inovação
Aula 11 Criatividade e InovaçãoAula 11 Criatividade e Inovação
Aula 11 Criatividade e Inovação
 
Aula 10 Estilos de liderança e gestão do conhecimento
Aula 10   Estilos de liderança e gestão do conhecimentoAula 10   Estilos de liderança e gestão do conhecimento
Aula 10 Estilos de liderança e gestão do conhecimento
 
Aula 11 Relação com os investidores
Aula 11   Relação com os investidoresAula 11   Relação com os investidores
Aula 11 Relação com os investidores
 
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do ConhecimentoAula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
Aula 9 Estruturas Organizacionais e a Gestão do Conhecimento
 
Aula 10 - Propaganda Corporativa
Aula 10 -  Propaganda CorporativaAula 10 -  Propaganda Corporativa
Aula 10 - Propaganda Corporativa
 
Aula 8 A Cultura Organizacional e a Gestão do Conhecimento
Aula 8   A Cultura Organizacional e a Gestão do ConhecimentoAula 8   A Cultura Organizacional e a Gestão do Conhecimento
Aula 8 A Cultura Organizacional e a Gestão do Conhecimento
 
Aula 8 comunicação de marketing
Aula 8 comunicação de marketing Aula 8 comunicação de marketing
Aula 8 comunicação de marketing
 
Aula 7 gestão organizacional
Aula 7 gestão organizacionalAula 7 gestão organizacional
Aula 7 gestão organizacional
 
Aula 6 Modelos Mentais: conceito e análise
Aula 6  Modelos Mentais: conceito e análiseAula 6  Modelos Mentais: conceito e análise
Aula 6 Modelos Mentais: conceito e análise
 
Aula 7 Comunicação Institucional
Aula 7   Comunicação InstitucionalAula 7   Comunicação Institucional
Aula 7 Comunicação Institucional
 
Aula 4 capital intelectual
Aula 4 capital intelectualAula 4 capital intelectual
Aula 4 capital intelectual
 
Aula 6 endomarketing
Aula 6 endomarketingAula 6 endomarketing
Aula 6 endomarketing
 

Último

Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 

Aula 9 Identidade Imagem e Reputação

  • 1. Aula 9 Comunicação Empresarial Tema: Identidade, Imagem e Reputação Prof. Carlos Luiz Alves
  • 2.
  • 3. Assim como os seres humanos possuem uma identidade, uma imagem e uma reputação que podem abrir portas, cada empresa, neste mundo corporativo, possui os mesmos atributos. Preservar e ou melhorar uma imagem e ter uma boa reputação passam a ser um diferencial de qualidade.
  • 4. Assim como os seres humanos possuem uma identidade, uma imagem e uma reputação que podem abrir portas, cada empresa, neste mundo corporativo, possui os mesmos atributos. Preservar e ou melhorar uma imagem e ter uma boa reputação passam a ser um diferencial de qualidade. Hoje é muito comum as empresas fornecerem produtos e serviços bem semelhantes. O que vai levar um cliente a escolher uma em detrimento da outra, são seus diferenciais que estão diretamente ligados à sua reputação e imagem.
  • 5. Assim como os seres humanos possuem uma identidade, uma imagem e uma reputação que podem abrir portas, cada empresa, neste mundo corporativo, possui os mesmos atributos. Preservar e ou melhorar uma imagem e ter uma boa reputação passam a ser um diferencial de qualidade. Hoje é muito comum as empresas fornecerem produtos e serviços bem semelhantes. O que vai levar um cliente a escolher uma em detrimento da outra, são seus diferenciais que estão diretamente ligados à sua reputação e imagem. Sendo assim, logo, preservar ou melhorar uma imagem passa a ser visto como uma estratégia de negócio.
  • 6. Primeiras palavras: Cada ser humano carrega consigo uma identidade, que é construída pelas escolhas que faz durante a vida. O modo de vestir- se, de comunicar-se e viver apresenta um estilo que não se dissocia da personalidade. Logo, identidade e personalidade são atributos que nãos se dissociam, caminham lado a lado.
  • 7. Enquanto a personalidade está ligada à nossa psique, ao nosso ego e maneiras de agir, a identidade são as impressões que as pessoas têm uma das outras. Para uns, um sujeito pode ser até antipático, para outros ele pode ser uma pessoa agradável. Logo, saber se apresentar as pessoas e em público se torna muito importante.
  • 8. Da mesma forma como ocorre com as pessoas, ocorre com as empresas, elas possuem uma identidade que também é construída durante sua existência. São as relações comerciais, sociais e até culturais que possibilitam a construção dessa identidade. São as identidades que nos fazem frequentar uma determinada pizzaria e não outra, um supermercado e não outro.
  • 9.
  • 10. As identidades são construídas pelos relacionamentos que são fomentados entre pessoa e pessoa, entre pessoa e empresa, entre empresa e pessoa, entre empresa e empresa. A identidade não é algo intrínseco de alguém ou de uma empresa, mas são as percepções que temos de uma pessoa ou empresa.
  • 11. Ela (a identidade) encontra-se no olhar do outro. Identidade tem a ver com ethos, palavra grega que se refere ao eu da retórica, ou seja, do enunciador, do emissor ou daquele que toma a frente de uma ação e se apresenta a seu pathos (auditório) de forma convincente e satisfatória. Entre o ethos e o pathos há o logos que são as “mensagens” que são transmitidas e ou comunicadas à plateia, que, no nosso caso, são os clientes ou stakeholders.
  • 12. Para melhorarmos nossa identidade e imagem é importante ficarmos atendo à nossa comunicação (mensagens). Qual a mensagem que estou passando para a sociedade? Ela é positiva ou negativa? Quando fazemos essas perguntas estamos nos envolvendo com a nossa reputação. A empresa tem uma boa reputação em relação aos seus stakeholders?
  • 13. Em relação à pessoa é até fácil entendermos os conceitos de identidade e imagem. Agora, em relação às empresas a coisa se complica, pois há inúmeras identidades e imagens, muitas formas de enxergar ou entender uma organização.
  • 14. Qual a imagem que a marca Bom Bril nos proporciona? São produtos e serviços de qualidade? Você consumiria tais produtos e serviços sem hesitar? Agora, pensemos em outra marca que seja concorrente da Bom Bril. Você consumiria seus produtos sabendo que os preços e ou custos são praticamente os mesmos?
  • 15. Outro caso: Mcdonalds! Todo mundo conhece. Você consumiria um hambúrguer de uma outra empresa, sabendo que os preços e ou custos são semelhantes? Pode ser até que sim, mas que a marca Mcdonalds faz você hesitar não há dúvidas! Isso é identidade! A Identidade, isto é, a percepção que você tem por uma determinada marca ou empresa fará você decidir na hora da compra.
  • 16. As empresas têm identidades fortes e as escolhas que cada um faz (clientes) estão ligadas diretamente à forma de cada uma conduzir os negócios. Esses estão no cerne da questão sobre identidade e imagem. Essas escolhas (maneiras de conduzir os negócios) contribuem para a formação e moldam a reputação dessas empresas e, de maneira mais geral, constroem a identidade e a imagem de qualquer instituição.
  • 17. Mas o que são exatamente identidade, imagem e reputação? Como as organizações conseguem distingui-las na mente dos consumidores, acionistas, funcionários, comunidades e outros públicos relevantes? Sobretudo, como uma organização lida com algo que parece tão efêmero quanto a identidade?
  • 18. O que são identidade, imagem e reputação?
  • 19. A identidade de uma empresa é a manifestação visual de sua realidade, conforme transmitida através do nome, logomarca, lema, produtos, serviços, instalações, uniformes etc. Os diferentes públicos formam percepções baseadas nas mensagens que as empresas expressam. Se essas imagens (que são formadas nas mentes das pessoas) refletirem com precisão a realidade organizacional, o programa de identidade terá obtido êxito.
  • 20. Agora, se as percepções diferirem radicalmente da realidade, as empresas precisarão investir nisso, pois terão sérios problemas de médio e longo prazos em manter ou em conquistar novos clientes.
  • 21. A imagem é o reflexo da identidade de uma organização. Em outras palavras, é a organização sob o ponto de vista de seus diferentes públicos. Dependendo do público envolvido, uma organização pode ter diversas imagens. Assim, compreender a identidade e a imagem é conhecer profundamente o que a organização realmente é e para onde ela está voltada. (ARGENTI, 2006, p.81)
  • 22. Enquanto a imagem pode variar para diferentes públicos, a identidade precisa ser consistente, isto é, se a empresa lida com a produção e distribuição de medicamentos, por exemplo, ficaria vista de forma negativa se começasse a atuar na fabricação e distribuição de armas ou que estive envolvidas em massacres de milhares de vidas!
  • 23. O que você acha da Pepsico, importante indústria de alimentos, fabricar e distribuir celulares na China? Muita ousadia? É o que ela está fazendo agora neste exato momento.
  • 24. Você já pensou que a marca leite Ninho da Nestlé não tem propaganda? Por que será? Ou dos produtos da Panco? Da Johnson & Johnson? E tantos outros.
  • 25. Resumindo... Identidade – são os atributos que a empresa possui. É o que ela é. É o conjunto de características, crenças e valores que a organização possui. É seu DNA. É único. É sua essência.
  • 26. Imagem – Ocupa-se da percepção externa. É o conjunto de significados que uma pessoa associa à empresa. É o que ela parece ser. É a aparência.
  • 27. Reputação – Práticas da empresa que refletem sua identidade e sua imagem e são mantidas ao longo do tempo. A sua construção se dá a partir da qualidade dos relacionamentos que a empresa mantém com seus empregados, clientes, fornecedores e demais stakeholders.
  • 28. Como diferenciar as organizações por meio da identidade e da imagem?
  • 29. Uma vez que todos os setores hoje em dia estão focados na competitividade global e que as empresas estão tentando driblar a escassez de recursos, a identidade e a imagem de uma organização podem se tornar o único traço distintivo entre uma empresa e outra.
  • 30. Há de fato alguma diferença entre encher o tanque com gasolina em um dos postos BR da Petrobrás ou da Shell? Considerando que se trata de uma mesma empresa de distribuição? A resposta com certeza seria não.
  • 31. Agora, supúnhamos que ambos os postos estão muito próximos e a distância que os separam está apenas há algumas quadras ou no atravessar de uma via, qual deles você escolheria, sendo que o preço e outras vantagens são praticamente os mesmos? Depende...
  • 32. Talvez você sinta o desejo de boicotar a marca BR da Petrobrás, pelo fato dela estar envolvida na Operação Lava Jato, por ter financiado campanhas e enriquecimento ilícito de políticos, e de ter colaborado no rebaixamento da nota de crédito do Brasil, mergulhando o país em uma crise.
  • 33. Talvez você escolha o posto da marca BR, da Petrobrás, porque acredita na empresa, que depois de tudo o que ela passou, vai valorizar a marca, a clientela e consequentemente valorizar seus papéis (ações) na bolsa, uma vez que você é sócio da mesma e possui um lote de ações preferenciais.
  • 34. Veja que a escolha da marca está ligada aos seus interesses e percepções sobre a mesma. Ligada ao que a marca (o símbolo) representa para você, pois qualquer combustível de um dos postos fará o carro andar.
  • 35. Como moldar a identidade?
  • 36. Uma vez que a construção da identidade é a única parte da reputação da empresa que pode ser completamente controlada pela gerência, vamos começar a analisar alguns aspectos que contribuem positivamente para a identidade corporativa: uma visão corporativa inspiradora, uma marca corporativa cuidadosamente elaborada (com foco em nomes e logomarcas) e, muito importante, uma auto apresentação coerente.
  • 37. - Uma visão inspiradora Todo mundo gosta de histórias, torce pelos heróis. Agora imagine uma empresa que possui uma história com anos de sucessos e insucessos? Elas podem inspirar pessoas. Como o caso da Petrobrás! Que vem superando todas as mazelas que lhes sobrevieram? Ou como a Apple que, sob a liderança de Steve Jobs, deixou para trás Microsoft e IBM?
  • 38. – Nomes e logomarcas Marcas fáceis de reconhecer são melhores do que aquelas mais complexas! A Coca-Cola por exemplo tem uma marca que vale 81 bilhões de dólares. A Google 103 bilhões! Veja a singeleza e a simplicidade do site da Google? Quer melhor plataforma do que isso? Gerenciar uma marca é gerenciar um ativo de milhões e até bilhões de dólares como as empresas acima.
  • 39. Veja a BRF que gerencia as marcas Sadia e Perdigão, por exemplo? Quanto vale essas marcas? E da Ambev em relação às marcas Brahma e Antárctica? As logomarcas são componentes fundamentais da identidade da empresa e não dependem exatamente dos nomes, uma vez que são mais visuais.
  • 40. – Coerência é fundamental A visão de uma organização deve se manifestar de forma consistente em todos os seus elementos de identidade, das logomarcas e lemas ao comportamento dos funcionários. O nome e ou a marca da empresa deve estar em sintonia com seus consumidores e a publicidade deve reforçar sempre esta imagem.
  • 42. As empresas devem se preocupar sempre com sua identidade, sua marca e reputação. Algumas perguntas podem ajudar: Como o público geral vê a organização? O que representam os seus diferentes símbolos para os diversos públicos? A sua identidade reflete adequadamente o que está acontecendo ou são apenas reminiscências do passado?
  • 43. Considerando essas questões, um trabalho de pesquisa (questionário) deve ser implementado. De posse dessas respostas, a gerência deve estabelecer um Plano de Comunicação. Vai mudar a marca ou logomarca? Irá mudar o nome da empresa? Veja que novas perguntas surgem: Uma nova logomarca na fachada da loja fará que os clientes percebam as mudanças que estão acontecendo na empresa?
  • 44. Desenvolver projetos e nomes deve levar em consideração a nova mensagem que a organização quer passar (ou transmitir). Veja que a mensagem (por meio de marcas, logomarcas, produtos, serviços) devem ser coerentes e atender as expectativas dos clientes.
  • 46. Uma reputação sólida é criada quando a identidade de uma organização e sua imagem estão alinhadas (coerentes). A reputação se diferencia da imagem por ser construída ao longo do tempo e por não ser simplesmente uma percepção em um determinado período. Diferencia-se da identidade porque é um produto tanto de públicos internos quanto externos, enquanto identidade é construída por elementos internos (a própria empresa). Além disso, a reputação está baseada na percepção de todos os públicos. (ARGENTI, 2006, p.97)
  • 47. Logo, para avaliar sua reputação, uma organização deve examinar as percepções de todos os seus públicos. Os funcionários podem ser um bom ponto de partida, na medida em que precisam entender a visão e os valores da empresa e orientar-se, em cada interação com o consumidor, tendo sempre essas premissas em mente. Enfim, uma organização terá problemas se não praticar os valores que promove.
  • 48. Neste caso, os executivos devem estar totalmente atentos ao enorme impacto da identidade, da imagem e da reputação, e devem aprender a gerenciar esses recursos críticos. Uma organização com uma identidade corporativa clara, que represente sua realidade subjacente e esteja alinhada com as imagens partilhadas por todos os seus públicos, será beneficiada com uma reputação forte. Uma reputação bem estabelecida, por sua vez, converte-se em orgulho e compromisso – entre os funcionários, consumidores e o público em geral -, e essas qualidades são ativos insubstituíveis em um ambiente de negócios cada vez mais competitivo em escala global. (ARGENTI, 2006, p.103)
  • 50. A visão de uma organização deve se manifestar de forma consistente em todos os seus elementos de identidade, das logomarcas e lemas ao comportamento dos funcionários. Pioneira em oferecer entrega para o dia seguinte nos Estados Unidos, a FedEx é um bom exemplo disso. Na década de 1990, a empresa observou que os clientes normalmente se referiam a ela usando apenas “FedEx” em vez de usar o nome oficial “Federal Express”. Além disso, o pessoal administrativo já estava usando “FedEx” como verbo; poucas pessoas diziam em inglês que iriam “fazer o UPS de uma remessa” ou “o Airbone Express de uma carta”. Usavam simplesmente o termo “FedEx” para isso. A empresa decidiu, então, optar pela abreviação que já era utilizada por milhares de clientes (e pelos clientes das concorrentes) como seu nome oficial. Em 23 de junho de 1994, A Federal Express mudou seu nome para FedEx e o atrelou a um novo lema: “The World On Time”, algo como “Pontualidade no mundo inteiro”. O anúncio de lançamento em 1994 dizia: “Estamos mudando de nome para FedEx. Não é assim que você nos chama mesmo? ”
  • 51. A visão de uma organização deve se manifestar de forma consistente em todos os seus elementos de identidade, das logomarcas e lemas ao comportamento dos funcionários. Pioneira em oferecer entrega para o dia seguinte nos Estados Unidos, a FedEx é um bom exemplo disso. Na década de 1990, a empresa observou que os clientes normalmente se referiam a ela usando apenas “FedEx” em vez de usar o nome oficial “Federal Express”.
  • 52. Por tornar o nome da empresa oficialmente sinônimo de pontualidade em encomendas expressas, a FedEx demonstrou que estava atenta ao que os consumidores esperavam da empresa e comprometeu-se abertamente a reforçar a mesma mensagem ao longo da própria organização.
  • 53. Condensando seu nome em uma única palavra, “a FedEx deixou de ser um ambiente neutro para se tornar moralmente comprometida”. Ao colocar sua promessa de pontualidade nas entregas em nível mundial, em cada embalagem, caminhão e avião, a FedEx garantia que cada coleta, entrega e interação com o consumidor reforçaria essa promessa.
  • 54. O novo nome e a nova logomarca mostraram que a empresa estava em sintonia com seus consumidores, e a publicidade dessa nova identidade da FedEx reforço a mensagem de que os clientes eram importantes para a empresa.
  • 55.
  • 56. Questões para refletir: 1 – Qual a semelhança da marca SEDEX com a marca FEDEX? 2 – Essa correspondência foi por um acaso ou foi constituída como estratégia? 3 – Qual é o valor da marca Coca-Cola? O que ela representa? 4 – O que é mais importante uma boa marca (ativo intangível) ou uma infraestrutura industrial com máquinas de última geração (ativo tangível)?
  • 57. Referências: ARGENTI, Paul A. Comunicação Empresarial – A construção da Identidade, Imagem e Reputação – 4 ed. Rio de Janeiro: Campus: 2006, p.79-108.