PROGRAMA DE PLANEJAMENTO
ENERGÉTICO-COPPE-UFRJ
ANÁLISE DO CICLO DE
VIDA DO BIODIESEL
DE SOJA
Carlos Alejos Altamirano Carl...
Avaliação do ciclo de vida do biodiesel de
soja em cada uma das etapas do processo de
produção:
•Agricultura
•Transporte d...
2.1.1. Análise do ciclo de vida da energia:
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
2.1 Indicadores de desempenho sustentável
2.1.2. Anális...
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
2.1.3. Avaliação Emergética:
2.1.3.1. Renovabilidade Emergética %R:
R: Emergia renovável
Y: Emergia...
3. SOJA: USOS
E PRODUTOS
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
PRODUTO COMPOSIҪÃO
Óleo 18,0%
Farelo 81,3%
Lecitina 0,7%
PRODUTO USOS
Óleo...
4. CICLO DE VIDA DO BIODIESEL DE SOJA
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
Efluentes
CO2, VOC,CO
Biodiesel
Uso
FertilizantesAgroquímicos...
5. RESULTADOS
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
Intensidade de materiais
1 Litro
Petróleo
0,27Kg
Água
8957Kg
Fertilizante
0,206Kg
Agr...
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
5.1. ANÁLISE DO CICLO DE VIDA DA ENERGIA
Produto Relação de energia Referência
Biodiesel de soja (B...
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
5.2. ANÁLISE DO CICLO DE VIDA DO CO2
Produto
Kg/ L de
biodiesel
Kg/ha
ano
Referência
Biodiesel de
s...
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
5.3. AVALIAҪÃO EMERGETICA
Indicador Valor Referência
Renovabilidade %R 30,70% Recomendado: 70%
Efic...
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
6. IMPACTO POR ETAPAS
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
7. COMPARAҪÃO COM OUTROS SISTEMAS
Produto
Relação de
energia
Referência
Biodiesel de soja (Brasil) ...
• A análise do ciclo de vida mostrou-se eficiente para avaliar o
desempenho ambiental para a produção de biodiesel de soja...
• Argonne National Laboratory, 2008. Life-Cycle Assessment of Energy and Greenhouse Gas Effects of Soybean-Derivated
Biodi...
OBRIGADO
DÚVIDAS?
Carlos Alejos. EQ-UFRJ
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Acv do biodiesel de soja

408 visualizações

Publicada em

Estudo do análise do ciclo de vida da soja no Brasil

Publicada em: Meio ambiente
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Acv do biodiesel de soja

  1. 1. PROGRAMA DE PLANEJAMENTO ENERGÉTICO-COPPE-UFRJ ANÁLISE DO CICLO DE VIDA DO BIODIESEL DE SOJA Carlos Alejos Altamirano Carlos Alejos. EQ-UFRJ
  2. 2. Avaliação do ciclo de vida do biodiesel de soja em cada uma das etapas do processo de produção: •Agricultura •Transporte da matéria prima até usina • Processamento e transformação •Transporte do produto ate o consumidor •Uso, combustão Serão apresentados os resultados obtidos por diversos especialistas na área. Considerações: produção por via trasnesterificação por catálise química. Não se considera a refinação do glicerol ou aproveitamento de resíduos Carlos Alejos. EQ-UFRJ 1. OBJETIVO
  3. 3. 2.1.1. Análise do ciclo de vida da energia: Carlos Alejos. EQ-UFRJ 2.1 Indicadores de desempenho sustentável 2.1.2. Análise do ciclo de CO2: 2. METODOLOGIA
  4. 4. Carlos Alejos. EQ-UFRJ 2.1.3. Avaliação Emergética: 2.1.3.1. Renovabilidade Emergética %R: R: Emergia renovável Y: Emergia total F: Recursos não renováveis da economia N:Recursos não renováveis da natureza 2.1.3.3. Taxa de carga ambiental ELR: 2.1.3.2. Taxa de eficiência emergetica EYR 2.1.3.2. Índice de sustentabilidade EIS:
  5. 5. 3. SOJA: USOS E PRODUTOS Carlos Alejos. EQ-UFRJ PRODUTO COMPOSIҪÃO Óleo 18,0% Farelo 81,3% Lecitina 0,7% PRODUTO USOS Óleo Nutrição humana, pinturas, biodiesel Farelo Nutrição animal: gado, peixe. Lecitina Suprimento nutricional
  6. 6. 4. CICLO DE VIDA DO BIODIESEL DE SOJA Carlos Alejos. EQ-UFRJ Efluentes CO2, VOC,CO Biodiesel Uso FertilizantesAgroquímicos Petróleo
  7. 7. 5. RESULTADOS Carlos Alejos. EQ-UFRJ Intensidade de materiais 1 Litro Petróleo 0,27Kg Água 8957Kg Fertilizante 0,206Kg Agroquímico 0,004Kg Área agrícola 5,22m2 Eletricidade 0,063KWh Fonte: Cavallet e Ortega
  8. 8. Carlos Alejos. EQ-UFRJ 5.1. ANÁLISE DO CICLO DE VIDA DA ENERGIA Produto Relação de energia Referência Biodiesel de soja (Brasil) 2,48 Cavallet e Ortega 2008 Biodiesel de soja (USA) 0,76 Pimentel e Patzek, 2005 Biodiesel de soja (USA) 3,20 Sheehan, 1998 Biodiesel de soja (Itália) 0,70-1,60 Venturi e Venturi, 2003 Transformação Energia Fóssil – Energia usada Energia renovável – Energia gerada
  9. 9. Carlos Alejos. EQ-UFRJ 5.2. ANÁLISE DO CICLO DE VIDA DO CO2 Produto Kg/ L de biodiesel Kg/ha ano Referência Biodiesel de soja (Brasil) 0,864 588,2 Cavallet e Ortega 2008 Captura EmissãoEmissão
  10. 10. Carlos Alejos. EQ-UFRJ 5.3. AVALIAҪÃO EMERGETICA Indicador Valor Referência Renovabilidade %R 30,70% Recomendado: 70% Eficiência emergética EYR 1,62 EYR>1: Maior dependência da natureza EYR<1: Maior dependência da economia Taxa de carga ambiental ELR 3,20 ELR < 2: Baixos impactos ambientais 3 < ELR < 10: Impactos ambientais moderados ELR>10: Altos impactos ambientais . (Brown e Ulgiati) Índice de sustentabilidade EIS 0,72 EIS < 1: Sistemas consumidores de recursos. 1<EIS<10: Sistemas com contribuição para a sociedade sem uma pesada carga ambiental. (Brown e Ulgiati, 2004)
  11. 11. Carlos Alejos. EQ-UFRJ 6. IMPACTO POR ETAPAS
  12. 12. Carlos Alejos. EQ-UFRJ 7. COMPARAҪÃO COM OUTROS SISTEMAS Produto Relação de energia Referência Biodiesel de soja (Brasil) 2,48 Cavallet e Ortega 2008 Biodiesel de canola 1,04 - 1,59 Janulis, 2004 Biodiesel de girasol 1,21 - 0,98 Giampietro e Ulgiati, 2005 Biodiesel de dendê 8,00 Venturi e Venturi, 2003 Etanol de cana (Brasil) 4,35 Bastiononi e Marchettini Petróleo 10 - 15 Ulgiati, 2001 Energia eólica 8,0 Ulgiati, 2001
  13. 13. • A análise do ciclo de vida mostrou-se eficiente para avaliar o desempenho ambiental para a produção de biodiesel de soja. • O biodiesel de soja não é totalmente um combustível renovável. 70% da energia que é usada vem de fonte fóssil. Uso de petróleo nas caldeiras e o metanol que vem da petroquímica. • Segundo a avaliação emergetica e indicadores de desempenho a produção de biodiesel de soja no Brasil está ainda longe de ser considerada sustentável. • A etapa que tem maior impacto é a agricultura. • A industria de biodiesel não é economicamente viável. É bancada pelo governo. Carlos Alejos. EQ-UFRJ 8. CONCLUSÕES
  14. 14. • Argonne National Laboratory, 2008. Life-Cycle Assessment of Energy and Greenhouse Gas Effects of Soybean-Derivated Biodiesel and Renewable Biofuels. • Embrapa, 2001. Tecnologia para a produção de óleo de soja: descrição das etapas, equipamentos, produtos e subprodutos. • Dora E. López; Joseph C. Mullins; and David A. Bruce, 2010. Energy Life Cycle Assessment for the Production of Biodiesel from Rendered Lipids in the United States. Clemson University USA. • Enrique Ortega; Otávio Cavalett. Are biofuels renewable energy sources? UNICAMP. • EPA, 2006. Life Cycle Assessment: Principles and Practice. • Full Fuel Cycle Assessment: Well-To-Wheels Energy Imput, emissions, and water impact. • Jose Vicente Rodrigues Ferreira, 2004. Analise de ciclo de vida dos produtos. Instituto Politécnico de Viseu. • Otavio Cavallet. Analise do ciclo de vida da soja. Tese de dissertação doutorado UNICAMP. • Otavio Cavallet. Environmental Impacts Assessment of Biodiesel Production from Soybean in Brazil. International Workshop: Advanced in cleaner production. • Renato Dorsa, 2004. Tecnologia de Óleos Vegetais, GEA Westfalia Separator do Brasil. • The United Soybean Board, 2008. How the global oilseed and grain trade works. • Site: www. wikipédia.com • Site: www.emergysystem.org Carlos Alejos. EQ-UFRJ 9. BIBLIOGRAFIA
  15. 15. OBRIGADO DÚVIDAS? Carlos Alejos. EQ-UFRJ

×