O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Aula02_CLI windows resumo.ppt
Aula02_CLI windows resumo.ppt
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 14 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Mais recentes (20)

Anúncio

Folha N1.ppt

  1. 1. - Definição de sistema operativo; - “software” de sistema e “software” de aplicação; - “Drives”; - Ficheiros ( ou documentos ); - Directorias ( ou pastas ). Índice - Árvore.
  2. 2. Um sistema operativo é a primeira camada de software indispensável a um sistema informático, que actua como interface entre o hardware e o utilizador ou os seus programas de aplicação. Um sistema operativo é concebido tendo em conta a estrutura do processador, bus, memória e dispositivos de I/O de um computador, por forma a fazer com que esses componentes funcionem e comuniquem uns com os outros- por isso de diz que se destina a fazer funcionar o hardware. Definição de sistema operativo Concepção de um sistema operativo: Os sistemas Operativos são programas responsáveis pelo controlo da comunicação entre o Hardware, isto é, controlam a execução dos programas, a criação e manutenção de ficheiros e a utilização de todos os periféricos.
  3. 3. Computador Os sistemas Operativos são programas responsáveis pelo controlo da comunicação entre o Hardware, isto é, controlam a execução dos programas, a criação e manutenção de ficheiros e a utilização de todos os periféricos.
  4. 4. Num sistema informático a informação organiza-se em bits, bytes ( agrupamentos de zeros e uns). Um sistema operativo é responsável pela organização da informação a um outro nível - o nível dos ficheiros ( documentos ) e das directorias ( pastas ). Operações habituais: - Criar pastas; - Copiar, mover, eliminar e mudar o nome a ficheiros e pastas
  5. 5. O software de um sistema informático pode subdividir-se em duas categorias fundamentais: O software é a componente não material que é responsável por fazer funcionar o hardware num sistema informático, permitindo que ele realize operações com interesse para os utilizadores. -Software de sistema que corresponde ao sistema operativo; -Software de aplicação que engloba todos os outros programas de computador que se destinam a efectuar tarefas especificas com interesse para os utilizadores. Exemplos: Ms-dos, windows 3.1, windows 95, windows 98, Windows ME, windows NT, unix, Linux .... Exemplos: Processador de texto, Folha de calculo, bases de dados, apresentação electrónica, Desenho ilustração, Desenho técnico, Browsers, simuladores, jogos ...
  6. 6. -unidade E- que designa uma (eventual) terceira drive de disco rígido -etc. A organização da informação num sistema informático recorre aos conceitos de ficheiro e de directoria. Acima destas unidades de organização da informação temos as unidades relativas às drives de disco ou disquetes. Assim, num PC com MS-DOS, temos: -unidade A- que designa a primeira drive de disquete; -unidade B- que designa uma (eventual) segunda drive de disquete; -unidade C- que designa a primeira drive de disco rígido; -unidade D- que designa uma (eventual) segunda drive de disco rígido;
  7. 7. -> ficheiros binários- ficheiros que consistem em instruções e dados em código máquina, tais como: programas executáveis, ficheiros complementares desses programas, ficheiros de dados com formatos diferentes dos caracteres ASCII. Um ficheiro é um documento ou unidade de informação formada por conjuntos mais ou menos numerosos de bits ou bytes. Os bytes de um ficheiro podem corresponder a caracteres da tabela ASCII ou consistirem em outros códigos, correspondentes à linguagem máquina do hardware. Assim é em geral, os ficheiros informáticos podem classificar- se em: -> ficheiros texto- ficheiros que consistem apenas em caracteres formato ASCII;
  8. 8. - SYS -> indica um ficheiro específico do sistema operativo ou destinado a funcionar como seu complemento; Um nome de ficheiro é composto por duas partes: - o nome propriamente dito do ficheiro, que pode ter até máximo de 8 caracteres; - a extensão, pode ter até 3 caracteres. As extensões dos nomes de ficheiro têm uma razão de ser: a de darem uma indicação sobre o tipo de ficheiro ou de informação contida no ficheiro. Exemplos: - DOC -> indica um ficheiro que contém informação sob a forma de um documento; - TXT -> indica um ficheiro de texto no formato ASCII;
  9. 9. . EXE - ficheiro de programas executáveis .COM - ficheiro de comandos do sistema .BAS - ficheiro em BASIC .HLP - ficheiro de auxílio, para consulta .DOC - ficheiro de texto (DOCumento) .DBF - ficheiro de base de Dados .TMP - ficheiro temporário .BIN - ficheiro em código binário .BAK - ficheiro de segurança .PAS - ficheiro do programa PASCAL
  10. 10. .BAT - ficheiro de programa BATCH .XLS - ficheiro do programa EXCEL
  11. 11. com2 - segunda porta série. Os seguintes nomes não são permitidos em ficheiros, são nomes reservados ao sistema: lpt1 ou prn - primeira porta paralela, a que geralmente está ligada à impressora; lpt2 - segunda porta paralela; con - consola (monitor e teclado); com1 ou aux - primeira porta série;
  12. 12. As directorias ( pastas ) são como que compartimentos onde se colocam os ficheiros para ficarem melhor arrumados e poderem mais facilmente ser encontrados. Nos suportes em que são armazenados discos, disquetes,CDs, etc., os ficheiros podem ser organizados em directorias ( pastas ).
  13. 13. - Conjunto sequencial de pastas ( directorias ) Árvore Ficheiros Extensão Extensão Extensão Extensão

×