SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
EB 2/3 Vasco Santana 2011/12

          Ciências da Natureza
          Nome: Bernardo Dias
         N.º 4, Ano: 6.º, Turma: C




Tema: Doenças cardiovasculares
       (angina de peito)
O que é a angina de peito?

 A Angina de peito é uma dor ou
desconforto no peito quando os
músculos cardíacos não recebem
sangue suficiente.
A Angina pode ser sentida como
uma pressão ou aperto no peito. A dor
também pode ser nos ombros, braços,
pescoço, ou nas costas.
Angina é um sintoma de doença na
artéria coronária, o tipo mais comum
de doença cardíaca. A doença na
artéria coronária acontece quando as
placas de gordura se acumulam nas
artérias coronárias e é chamado
arteriosclerose. À medida que as
placas se acumulam, as artérias
coronárias ficam com o diâmetro mais
reduzido, as suas paredes endurecem
perdendo elasticidade e o sangue
passa a circular mais dificilmente.
A taxa de mortalidade situa-se entre
3% a 4%.
Principais sintomas da angina de peito?

   O sintoma mais comum da angina é a dor no peito. A dor também pode ocorrer num ou em ambos os
    ombros, na garganta, no maxilar, no pescoço, nas costas ou nos braços.
   Habitualmente, a dor da angina dura apenas alguns minutos.
   A dor da angina ocorre mais frequentemente durante o exercício físico, mas pode ser desencadeada por
    outras situações, como stress, emoções fortes como raiva ou excitação, temperaturas baixas ou vento, ou
    comer uma grande refeição.
   Outros sintomas são a falta de ar, sensação de asfixia, suores, má disposição ou exaustão.
   Muitas pessoas com angina têm apenas alguns destes sintomas, e em casos menos graves, podem não
    sentir quaisquer sintomas.
Causas da angina de peito


  A angina acontece quando as artérias coronárias ficam demasiado estreitas para fornecerem
   sangue suficiente ao coração. A razão mais comum para esta doença é a arterosclerose. A
   arterosclerose é uma doença que leva à acumulação de gordura, a que se chama placa, dentro das
   artérias. Essa placa forma-se em pedaços que acabam por reduzir o fluxo sanguíneo da artéria.
   Existem causas menos comuns para a angina, como a compressão das artérias por algo próximo das
   mesmas, inflamação ou infecção das artérias e doenças nas válvulas cardíacas.
 Os fumadores, as pessoas com colesterol ou tensão arterial alta, as pessoas obesas e os que não
  fazem exercício físico têm mais probabilidades de ter angina.
Diagnóstico

   A angina é frequentemente diagnosticada pelos seus sintomas. Também poderá efectuar-se um
    electrocardiograma, que é um exame de medição da actividade eléctrica do coração. Este exame pode
    confirmar o diagnóstico e mostrar danos ao coração. Se nunca teve angina e se começar a sentir os
    sintomas, deve contactar o médico de família ou ir para o serviço de urgências do hospital.
   Se já teve angina, deve procurar assistência médica de imediato se acordar a meio da noite com os
    sintomas ou se estes piorarem, durarem mais tempo ou forem mais frequentes.
Tratamento
   A droga nitroglicerina pode controlar as dores da angina e é muitas vezes receitada para consumo durante os ataques
    de angina. Uma angina ligeira ou moderada poderá necessitar de tratamento com medicamentos que alarguem as
    artérias como nitratos, bloqueadores beta ou bloqueadores dos canais de cálcio. Se a angina for grave, poderá ser
    necessário recorrer-se à cirurgia para alargar as artérias (angioplastia) ou a uma cirurgia de bypass coronário. Tomar
    uma pequena dose de aspirina todos os dias pode ajudar a evitar coágulos sanguíneos e reduz o risco de ataques
    cardíacos, por isso, é frequentemente receitada uma dose diária de aspirina aos pacientes com angina. Em caso de
    colesterol elevado, podem ser receitadas estatinas, um medicamento que ajuda a baixar o nível de colesterol no
    sangue e a tornar o desenvolvimento de sintomas de angina menos provável.
Prevenção
•   Um estilo de vida saudável é a melhor forma de manter um coração saudável e evitar a angina. Pode
    melhorar a saúde do seu coração através da manutenção de um peso saudável, exercício regular, uma
    dieta com baixo teor de gorduras e colesterol e não fumar.
•   Uma pequena dose diária de aspirina (75 - 150mg) pode ajudar a evitar o coágulo sanguíneo e é
    recomendada a pessoas em risco de desenvolverem angina. No entanto, só deverá tomar aspirina para a
    angina se o seu médico recomendar, pois não é próprio para menores de 12 anos, a pessoas com
    problemas digestivos ou na coagulação sanguínea e não pode ser tomada com determinados
    medicamentos. Se já tem angina, pode ajudar a evitar um ataque se não tomar cafeína ou outros
    estimulantes, se beber álcool em moderação (não exceder 1 a 2 bebidas por dia), se evitar refeições
    grandes ou pesadas e se evitar situações de stress.
Conclusão
Com este trabalho aprendi que a angina de peito não é uma doença mas sim um conjunto de maus hábitos que
     levam a este problema.
As pessoas podem adoptar um estilo de vida mais saudável, como por exemplo:
Se fumar, pare de fumar.
Praticar exercícios físicos sob orientação médica.
Le var uma alimentação segundo a roda dos alimentos.
Emagrecer caso esteja acima do peso.
Medir a tensão arterial, se for de valor normal basta medir uma vez por ano se a tensão for alta convém medir
     diariamente.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Acidente vascular encefálico
Acidente vascular encefálicoAcidente vascular encefálico
Acidente vascular encefálicoJoice Lins
 
Sífilis - O que é, sintomas, tratamento, formas de contágio e mais
Sífilis - O que é, sintomas, tratamento, formas de contágio e maisSífilis - O que é, sintomas, tratamento, formas de contágio e mais
Sífilis - O que é, sintomas, tratamento, formas de contágio e maisIsabella Ruas
 
Doenças mais comuns na infância
Doenças mais comuns na infânciaDoenças mais comuns na infância
Doenças mais comuns na infânciaRúben Freitas
 
Doença de parkison
Doença de parkisonDoença de parkison
Doença de parkisonhihdidushd
 
Clinica medica cardio
Clinica medica cardioClinica medica cardio
Clinica medica cardioTereza Prado
 
INFARTO AGUDO MIOCÁRDIO E ANGINA PECTÓRIS
INFARTO AGUDO MIOCÁRDIO E ANGINA PECTÓRISINFARTO AGUDO MIOCÁRDIO E ANGINA PECTÓRIS
INFARTO AGUDO MIOCÁRDIO E ANGINA PECTÓRISRenara Kran
 
Como realizar a abordagem do tabagismo?
Como realizar a abordagem do tabagismo?Como realizar a abordagem do tabagismo?
Como realizar a abordagem do tabagismo?comunidadedepraticas
 
DST / IST - Infecções Sexualmente Transmissíves
DST / IST - Infecções Sexualmente TransmissívesDST / IST - Infecções Sexualmente Transmissíves
DST / IST - Infecções Sexualmente TransmissívesPibid Biologia Cejad
 
Tumores Cerebrais / Sistema Nervoso Central
Tumores Cerebrais / Sistema Nervoso CentralTumores Cerebrais / Sistema Nervoso Central
Tumores Cerebrais / Sistema Nervoso CentralOncoguia
 
Seminário de Microbiologia - Candidíase
Seminário de Microbiologia - CandidíaseSeminário de Microbiologia - Candidíase
Seminário de Microbiologia - CandidíaseCarla Bernardo Chagas
 
Aferição de pressão arterial
Aferição de pressão arterialAferição de pressão arterial
Aferição de pressão arterialMariana Remiro
 

Mais procurados (20)

Diabetes mellitus
Diabetes mellitusDiabetes mellitus
Diabetes mellitus
 
Acidente vascular encefálico
Acidente vascular encefálicoAcidente vascular encefálico
Acidente vascular encefálico
 
Câncer de pele
Câncer de peleCâncer de pele
Câncer de pele
 
Apresentação aids
Apresentação aidsApresentação aids
Apresentação aids
 
Sífilis - O que é, sintomas, tratamento, formas de contágio e mais
Sífilis - O que é, sintomas, tratamento, formas de contágio e maisSífilis - O que é, sintomas, tratamento, formas de contágio e mais
Sífilis - O que é, sintomas, tratamento, formas de contágio e mais
 
Doenças mais comuns na infância
Doenças mais comuns na infânciaDoenças mais comuns na infância
Doenças mais comuns na infância
 
Doença de parkison
Doença de parkisonDoença de parkison
Doença de parkison
 
Aula residência ave avc
Aula residência ave avcAula residência ave avc
Aula residência ave avc
 
Clinica medica cardio
Clinica medica cardioClinica medica cardio
Clinica medica cardio
 
DIABETES
DIABETESDIABETES
DIABETES
 
Parkinson
ParkinsonParkinson
Parkinson
 
INFARTO AGUDO MIOCÁRDIO E ANGINA PECTÓRIS
INFARTO AGUDO MIOCÁRDIO E ANGINA PECTÓRISINFARTO AGUDO MIOCÁRDIO E ANGINA PECTÓRIS
INFARTO AGUDO MIOCÁRDIO E ANGINA PECTÓRIS
 
Como realizar a abordagem do tabagismo?
Como realizar a abordagem do tabagismo?Como realizar a abordagem do tabagismo?
Como realizar a abordagem do tabagismo?
 
DST / IST - Infecções Sexualmente Transmissíves
DST / IST - Infecções Sexualmente TransmissívesDST / IST - Infecções Sexualmente Transmissíves
DST / IST - Infecções Sexualmente Transmissíves
 
Tumores Cerebrais / Sistema Nervoso Central
Tumores Cerebrais / Sistema Nervoso CentralTumores Cerebrais / Sistema Nervoso Central
Tumores Cerebrais / Sistema Nervoso Central
 
Apresentação acidente vascular cerebral
Apresentação acidente vascular cerebralApresentação acidente vascular cerebral
Apresentação acidente vascular cerebral
 
Ists
IstsIsts
Ists
 
Seminário de Microbiologia - Candidíase
Seminário de Microbiologia - CandidíaseSeminário de Microbiologia - Candidíase
Seminário de Microbiologia - Candidíase
 
Aferição de pressão arterial
Aferição de pressão arterialAferição de pressão arterial
Aferição de pressão arterial
 
Cálculo Renal
Cálculo RenalCálculo Renal
Cálculo Renal
 

Semelhante a Angina de peito final

Semelhante a Angina de peito final (20)

Angina
Angina Angina
Angina
 
02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf
02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf
02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf
 
Doenças da Modernidade Professor Robson
Doenças da Modernidade Professor RobsonDoenças da Modernidade Professor Robson
Doenças da Modernidade Professor Robson
 
Cardiopatias
 Cardiopatias Cardiopatias
Cardiopatias
 
Via verde para a vida
Via verde para a vidaVia verde para a vida
Via verde para a vida
 
Doenças
Doenças Doenças
Doenças
 
Aula 07 - Doenças Cardiovasculares - Angina.pdf
Aula 07 - Doenças Cardiovasculares - Angina.pdfAula 07 - Doenças Cardiovasculares - Angina.pdf
Aula 07 - Doenças Cardiovasculares - Angina.pdf
 
IAM - Infarto Agudo do Miocárdio
IAM - Infarto Agudo do MiocárdioIAM - Infarto Agudo do Miocárdio
IAM - Infarto Agudo do Miocárdio
 
afecções sistema cardiovascular.pdf
afecções sistema cardiovascular.pdfafecções sistema cardiovascular.pdf
afecções sistema cardiovascular.pdf
 
Aterosclerose
AteroscleroseAterosclerose
Aterosclerose
 
Doenças do sistema digestório e cardiovascular
Doenças do sistema digestório e cardiovascularDoenças do sistema digestório e cardiovascular
Doenças do sistema digestório e cardiovascular
 
Infarto 1C
Infarto 1CInfarto 1C
Infarto 1C
 
Hipertensao arterial
Hipertensao arterialHipertensao arterial
Hipertensao arterial
 
Infarto 1 C
Infarto 1 CInfarto 1 C
Infarto 1 C
 
principais doenças cardiovasculares
principais doenças cardiovascularesprincipais doenças cardiovasculares
principais doenças cardiovasculares
 
Saúde do coração
Saúde do coraçãoSaúde do coração
Saúde do coração
 
A PrevençãO CoraçãO
A PrevençãO CoraçãOA PrevençãO CoraçãO
A PrevençãO CoraçãO
 
A PrevençãO CoraçãO
A PrevençãO CoraçãOA PrevençãO CoraçãO
A PrevençãO CoraçãO
 
clnicamdicaiiparte1-161122162100 (1).pdf
clnicamdicaiiparte1-161122162100 (1).pdfclnicamdicaiiparte1-161122162100 (1).pdf
clnicamdicaiiparte1-161122162100 (1).pdf
 
Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)
 

Angina de peito final

  • 1. EB 2/3 Vasco Santana 2011/12 Ciências da Natureza Nome: Bernardo Dias N.º 4, Ano: 6.º, Turma: C Tema: Doenças cardiovasculares (angina de peito)
  • 2. O que é a angina de peito?  A Angina de peito é uma dor ou desconforto no peito quando os músculos cardíacos não recebem sangue suficiente. A Angina pode ser sentida como uma pressão ou aperto no peito. A dor também pode ser nos ombros, braços, pescoço, ou nas costas. Angina é um sintoma de doença na artéria coronária, o tipo mais comum de doença cardíaca. A doença na artéria coronária acontece quando as placas de gordura se acumulam nas artérias coronárias e é chamado arteriosclerose. À medida que as placas se acumulam, as artérias coronárias ficam com o diâmetro mais reduzido, as suas paredes endurecem perdendo elasticidade e o sangue passa a circular mais dificilmente. A taxa de mortalidade situa-se entre 3% a 4%.
  • 3. Principais sintomas da angina de peito?  O sintoma mais comum da angina é a dor no peito. A dor também pode ocorrer num ou em ambos os ombros, na garganta, no maxilar, no pescoço, nas costas ou nos braços.  Habitualmente, a dor da angina dura apenas alguns minutos.  A dor da angina ocorre mais frequentemente durante o exercício físico, mas pode ser desencadeada por outras situações, como stress, emoções fortes como raiva ou excitação, temperaturas baixas ou vento, ou comer uma grande refeição.  Outros sintomas são a falta de ar, sensação de asfixia, suores, má disposição ou exaustão.  Muitas pessoas com angina têm apenas alguns destes sintomas, e em casos menos graves, podem não sentir quaisquer sintomas.
  • 4. Causas da angina de peito  A angina acontece quando as artérias coronárias ficam demasiado estreitas para fornecerem sangue suficiente ao coração. A razão mais comum para esta doença é a arterosclerose. A arterosclerose é uma doença que leva à acumulação de gordura, a que se chama placa, dentro das artérias. Essa placa forma-se em pedaços que acabam por reduzir o fluxo sanguíneo da artéria. Existem causas menos comuns para a angina, como a compressão das artérias por algo próximo das mesmas, inflamação ou infecção das artérias e doenças nas válvulas cardíacas.  Os fumadores, as pessoas com colesterol ou tensão arterial alta, as pessoas obesas e os que não fazem exercício físico têm mais probabilidades de ter angina.
  • 5. Diagnóstico  A angina é frequentemente diagnosticada pelos seus sintomas. Também poderá efectuar-se um electrocardiograma, que é um exame de medição da actividade eléctrica do coração. Este exame pode confirmar o diagnóstico e mostrar danos ao coração. Se nunca teve angina e se começar a sentir os sintomas, deve contactar o médico de família ou ir para o serviço de urgências do hospital.  Se já teve angina, deve procurar assistência médica de imediato se acordar a meio da noite com os sintomas ou se estes piorarem, durarem mais tempo ou forem mais frequentes.
  • 6. Tratamento  A droga nitroglicerina pode controlar as dores da angina e é muitas vezes receitada para consumo durante os ataques de angina. Uma angina ligeira ou moderada poderá necessitar de tratamento com medicamentos que alarguem as artérias como nitratos, bloqueadores beta ou bloqueadores dos canais de cálcio. Se a angina for grave, poderá ser necessário recorrer-se à cirurgia para alargar as artérias (angioplastia) ou a uma cirurgia de bypass coronário. Tomar uma pequena dose de aspirina todos os dias pode ajudar a evitar coágulos sanguíneos e reduz o risco de ataques cardíacos, por isso, é frequentemente receitada uma dose diária de aspirina aos pacientes com angina. Em caso de colesterol elevado, podem ser receitadas estatinas, um medicamento que ajuda a baixar o nível de colesterol no sangue e a tornar o desenvolvimento de sintomas de angina menos provável.
  • 7. Prevenção • Um estilo de vida saudável é a melhor forma de manter um coração saudável e evitar a angina. Pode melhorar a saúde do seu coração através da manutenção de um peso saudável, exercício regular, uma dieta com baixo teor de gorduras e colesterol e não fumar. • Uma pequena dose diária de aspirina (75 - 150mg) pode ajudar a evitar o coágulo sanguíneo e é recomendada a pessoas em risco de desenvolverem angina. No entanto, só deverá tomar aspirina para a angina se o seu médico recomendar, pois não é próprio para menores de 12 anos, a pessoas com problemas digestivos ou na coagulação sanguínea e não pode ser tomada com determinados medicamentos. Se já tem angina, pode ajudar a evitar um ataque se não tomar cafeína ou outros estimulantes, se beber álcool em moderação (não exceder 1 a 2 bebidas por dia), se evitar refeições grandes ou pesadas e se evitar situações de stress.
  • 8. Conclusão Com este trabalho aprendi que a angina de peito não é uma doença mas sim um conjunto de maus hábitos que levam a este problema. As pessoas podem adoptar um estilo de vida mais saudável, como por exemplo: Se fumar, pare de fumar. Praticar exercícios físicos sob orientação médica. Le var uma alimentação segundo a roda dos alimentos. Emagrecer caso esteja acima do peso. Medir a tensão arterial, se for de valor normal basta medir uma vez por ano se a tensão for alta convém medir diariamente.