Successfully reported this slideshow.

SINDIPETRO SERRA - Conveniências em Tendências 2015 - Gestão de Categorias

1.069 visualizações

Publicada em

Apresentação da Cardinalis Consultoria ministrada no Congresso Conveniências em Tendências, em 26 e 27 de Agosto de 2015, em Caxias do Sul - RS, promovido pelo SINDIPETRO SERRA GAÚCHA.

Publicada em: Varejo
  • @Vinícius Chacon Rodrigues Olá Vinicius! Obrigado pelo seu comentário! De fato, para complementar seria fundamental incluirmos exemplos do quanto estas práticas podem potencializar o resultado dos varejos. Como o tema era vasto e o tempo curto acabamos deixando de colocar exemplos. Mas fica a dica! Forte abraço!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Vladimir, parabéns pela apresentação. Já havia estudado sobre planograma antes, mas não aplicado dessa forma. Como melhoria, em uma próxima apresentação, poderia incluir alguns exemplos de estratégias e análises feitas para seus clientes, mostrando quais resultados podem ser atingidos com algumas as estratégias sugeridas.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

SINDIPETRO SERRA - Conveniências em Tendências 2015 - Gestão de Categorias

  1. 1. Curso desenvolvido em parceria com o Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Gestão de Categorias e Precificação
  2. 2. QUEM SOMOS? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis VLADIMIR DOS PASSOS Vladimir é casado, tem uma filha e reside em Porto Alegre. Estudou em Instituições de porte como PUC RS (Administração de Empresas), IBMEC RJ (Pós em Marketing de Varejo) e também Marketing na Faculdade FTEC Porto Alegre. Possui uma vivência profissional muito extensa nas áreas Comercial, Marketing, Franquias e Planejamento. Nos últimos 20 anos ocupou diversos cargos em empresa de porte na área de Combustíveis, Varejo e Franquias. Foi empresário no ramo de combustíveis e varejo, possuíndo 5 Postos de Serviços em Porto Alegre e Grande Porto Alegre, oportunidade em que agregou grande experiência prática. Atualmente, é Sócio-Diretor da Cardinalis Consultoria, empresa especializada em soluções para o Varejo e Serviços.
  3. 3. AGENDA Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis 1 – Como ganhar dinheiro no Varejo, hoje? 2 – Desafios diários de todos os Varejistas. 3 – Espaço Lógico e Planograma; 3.1 – Compras Planejadas e Compras Não Planejadas; 3.2 - Planograma 4 – Gerenciamento de Categorias; 4.1 – Definição; 4.2 – Metodologia de 6 Passos da NACS 4.2.1 – Principais Papéis das Categorias; 4.2.2 – Estratégias e Táticas; 5 – Curva ABC e a Precificação;
  4. 4. ABERTURA Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Saber como ganhar dinheiro na Loja de Conveniência não é diferente de nenhum outro VAREJO. Existe uma única regra:
  5. 5. ABERTURA O Produto certo. Na hora certa. No lugar certo. Com a exposição certa. Pelo preço certo. Para o público certo. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Saber como ganhar dinheiro na Loja de Conveniência não é diferente de nenhum outro VAREJO. Existe uma única regra: Gestão de Categorias e Precificação
  6. 6. ABERTURA Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Saber como ganhar dinheiro na Loja de Conveniência não é diferente de nenhum outro VAREJO. Existe uma única regra: O Produto certo. Na hora certa. No lugar certo. Com a exposição certa. Pelo preço certo. Para o público certo. É FÁCIL? Gestão de Categorias e Precificação
  7. 7. ABERTURA O Produto certo. Na hora certa. No lugar certo. Com a exposição certa. Pelo preço certo. Para o público certo. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Saber como ganhar dinheiro na Loja de Conveniência não é diferente de nenhum outro VAREJO. Existe uma única regra: Gestão de Categorias e Precificação
  8. 8. ABERTURA Saber como ganhar dinheiro na Loja de Conveniência não é diferente de nenhum outro VAREJO. Existe uma única regra: O Produto certo. Na hora certa. No lugar certo. Com a exposição certa. Pelo preço certo. Para o público certo. Gestão de Categorias Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  9. 9. ABERTURA Saber como ganhar dinheiro na Loja de Conveniência não é diferente de nenhum outro VAREJO. Existe uma única regra: O Produto certo. Na hora certa. No lugar certo. Com a exposição certa. Pelo preço certo. Para o público certo. Gestão de Categorias Espaço Lógico e Planograma “Pricing” Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  10. 10. ABERTURA Da mesma maneira, o desafio diário do varejista é: Atrair A habilidade de atrair o consumidor para a Loja; Converter A probabilidade de fazer a ação virar compra; Aumentar o Ticket Médio (aumentar o valor gasto) Elevar o número de produtos (itens de compra), por visita na Loja. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  11. 11. ABERTURA Da mesma maneira, o desafio diário do varejista é: Atrair A habilidade de atrair o consumidor para a Loja; Converter A probabilidade de fazer a ação virar compra; Aumentar o Ticket Médio (aumentar o valor gasto) Elevar o número de produtos (itens de compra), por visita na Loja. Publicidade e Propaganda Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  12. 12. ABERTURA Da mesma maneira, o desafio diário do varejista é: Atrair A habilidade de atrair o consumidor para a Loja; Converter A probabilidade de fazer a ação virar compra; Aumentar o Ticket Médio (aumentar o valor gasto) Elevar o número de produtos (itens de compra), por visita na Loja. Planograma, Pomoções, Merchandising, Treinamento Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  13. 13. ABERTURA Da mesma maneira, o desafio diário do varejista é: Atrair A habilidade de atrair o consumidor para a Loja; Converter A probabilidade de fazer a ação virar compra; Aumentar o Ticket Médio (aumentar o valor gasto) Elevar o número de produtos (itens de compra), por visita na Loja. Publicidade e Propaganda Planograma, Pomoções, Merchandising, Treinamento Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  14. 14.   ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA;   GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS;   PRECIFICAÇÃO;   PUBLICIDADE E PROPAGANDA será alvo de outra Palestra neste mesmo evento. AGENDA Desta forma, vamos nos aprofundar nos Principais Fatores geradores de sucesso. Nossa Agenda hoje será: Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  15. 15. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA
  16. 16. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Numa Loja de Conveniência, os consumidores gastam menos de 15 segundos olhando para uma categoria de produto. Você Sabia? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  17. 17. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Numa Loja de Conveniência, os consumidores gastam menos de 15 segundos olhando para uma categoria de produto. O Tempo muito reduzido significa que a maioria das decisões de compra são mais emocionais do que racionais. Você Sabia? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  18. 18. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Numa Loja de Conveniência, os consumidores gastam menos de 15 segundos olhando para uma categoria de produto. O Tempo muito reduzido significa que a maioria das decisões de compra são mais emocionais do que racionais. Por esta razão é tão importante ARRUMAR A LOJA! Você Sabia? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  19. 19. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA O Espaço Lógico é a distribuição estratégica dos móveis e equipamentos na Loja de Conveniência, visando estimular ao máximo as vendas. Trata-se de :   Mapeamento de mobiliário + espaço;   Definição dos produtos;   Definição de Planograma otimizado e adequado para o perfil do público local; Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  20. 20. A localização e disposição dos produtos e equipamentos precisa considerar a lógica de compra do consumidor. É essencial manter os padrões de conforto e facilidade nos espaços de circulação e na exposição correta dos produtos. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  21. 21. A Organização da Loja de Conveniência é apoiada nos diferentes tipos de compras: ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Compras Planejadas Compras Não Planejadas Impulso Promocional & Todo esforço de arrumação, planejamento, organização, promoção, visual-merchandising, atendimento e etc tem por função única transformar o processo de compra de produtos planejados em uma compra de produto planejados E não planejados. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  22. 22. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Compras Planejadas: Na maioria das vezes estão relacionadas com as categorias que mais vendem na loja, como refrigerantes, cervejas, cigarros, pães, etc. Na compra planejada, o cliente já sabe o que vai comprar ao entrar na Loja. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  23. 23. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Compras Por Impulso: Na compra por impulso, o cliente decide o produto que irá comprar no momento da compra. Geralmente, influenciado pela arrumação e exposição do produto, ou pelo estímulo de algum material de comunicação no PDV (Peça de merchandising), ou mesmo pela ação do Funcionário (oferta). As áreas da loja destinadas aos produtos de venda por impulso localizam-se sempre próximas às de vendas planejadas e em áreas de fácil visualização ou visualização obrigatória (caixa/ check out). Tem por função básica aumentar o Ticket Médio; Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  24. 24. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Compras de Produtos Promocionais: São Produtos que foram escolhidos para funcionarem como impulsionadores de Ticket Médio ou de Ticket Count. São produtos que se encontram em áreas nobres da Loja, com Preço Agressivo e Exposição Massiva. Geralmente localizados nas Vitrines e Pontas de Gôndolas. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  25. 25. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Fluxo da Compra: Os produtos de Compra Planejada devem estar dispostos de forma que o consumidor tenha que trafegar pela Loja; Produtos de Compra Por Impulso devem estar no caminho para os Planejados, em em pontos de fácil visualização. Produtos de Venda Relacionada (cross selling) devem estar próximos uns dos outros, para que sejam criados ambientes de consumo (específico) no interior da loja, favorecendo o incremento de ticket médio (corners temáticos, ex: canto do churrasco, gôndolas de vinhos, etc.) Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  26. 26. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Itens de maior compra por impulso em Lojas de Conveniência: 1.  Balas 2.  Chocolates 3.  Chicletes 4.  Sorvetes 5.  Salgadinho caseiro 6.  Água Mineral 7.  Salgadinho industrializado Geram vendas adicionais, impulsionando o aumento do valor de compra por pessoa (ticket médio). FONTE GFK - GfK (Gesellschaft für Konsumforschung, actualmente Growth from Knowledge; Crescimento pelo Conhecimento, em português) Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  27. 27. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Planograma É a representação gráfica ou desenhada do posicionamento de um produto, do seu sortimento ou da sua categoria em uma determinada gôndola, prateleira, expositor e outros. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  28. 28. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Um bom planograma mostra a quantidade de frentes ou faces, o espaçamento e o posicionamento de um produto no varejo. A ferramenta também define a verticalização ou a exposição em blocos de uma mercadoria, por exemplo. Seguir o Planograma amplia a conveniência, a comodidade e a agilidade no processo decisório dos consumidores. Ou seja, educa os consumidores e ESTIMULA O ATO DA COMPRA. Um planograma bem planejado e executado mantém boas condições de circulação e OFERECE GRANDE VISIBILIDADE E ACESSO aos produtos expostos. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  29. 29. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Extensão de Categoria Quando existe a exposição de um mesmo produto de várias marcas. Ex: creme dental colgate e sorriso. Profundidade de Linha Quando existe uma variedade de opções de um mesmo produto, mudando a forma de apresentação. Ex: Nescau: bebida, light e power. Categoria Subcategoria Segmento Marca SKU* Ex: bebidas Ex: bebidas não alcoolicas Ex: refrigerantes Ex: Coca Cola Ex: Coca Cola lata 335ml *SKU – Stock Keeping Unit , ou Unidade de Manutenção de Estoque. Qualquer diferença na mercadoria (tamanho, cor, sabor, etc), mesmo sendo de uma mesma marca, representa um SKU diferente. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  30. 30. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Classificação de Produtos: Produtos Absolutos (líderes de marca forte. Geradores de tráfego). •  Ex: Omo, Elma Chips, Coca Cola, Bom Bril, etc. Produtos Relativos (produtos que variam de região para região). •  Ex: Erva Mate, Mate Leão, Tritubarão, etc. Produtos Transparentes (produtos em que a marca não tem grande influência na decisão de compra) •  Água, pão de hamburger, etc. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  31. 31. ESPAÇO LÓGICO e PLANOGRAMA Fique atento a ESCOLHA DE PRODUTOS! Devemos colocar em nossa Loja de Conveniência: §  Produtos de marcas líderes com giro rápido; §  Produtos dentro das características de nosso negócio (nada de salames e linguiças penduradas!); §  Possibilidade de associação deste produto com outro (possibilidade de Cross selling); §  Avaliar com critério qual o melhor posicionamento dos produtos no interior da nossa Loja: •  É um produto de compra planejada? Por impulso? Será alvo de promoção? •  É um produto absoluto, relativo, transparente, sazonal? •  Qual a categoria a que ele pertence? Dentro dela, ele tem qual papel? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  32. 32. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS
  33. 33. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS O Que é Gerenciamento de Categorias? Gerenciamento de Categorias é um Modelo de Administração baseado no conhecimento do cliente, onde cada categoria de produtos é gerenciada como uma unidade estratégica de negócios. “Gerenciamento por categorias é um processo de parceria entre varejista e fornecedor que consiste em definir categorias de produtos conforme a necessidade que atendam (ex: matinais, beleza, limpeza) e gerenciá-las como se fossem unidades estratégicas de negócios. Tem como objetivo aumentar as vendas e a lucratividade por meio de esforços para agregar maior valor ao consumidor final”. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  34. 34. Principais Resultados: O Gerenciamento por Categorias traz benefícios para o varejo e para os fornecedores tais como reduções significativas de custo e melhores resultados comerciais, focalizando as práticas de merchandising e marketing mais eficientes, sempre orientadas para o consumidor. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS Originalmente, a técnica foi desenvolvida para aplicação em Supermercados, compondo um processo de 8 passos. Posteriormente, foi adaptada pela NACS para a realidade das Lojas de Conveniências, abrangendo 6 passos. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  35. 35. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 1o PASSO: Selecionar a Categoria & Fornecedor Parceiro 2o PASSO: Analisar a Categoria 3o PASSO: Determinar o Papel da Categoria 4o PASSO: Desenvolver o Plano (Estratégias & Táticas) 5o PASSO: Comunicar e Implementar o Plano 6o PASSO: Revisar e Avaliar Processo de 6 PASSOS: Gestão de Categorias e Precificação
  36. 36. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 1o PASSO: Selecionar a Categoria & Fornecedor Parceiro 2o PASSO: Analisar a Categoria 3o PASSO: Determinar o Papel da Categoria 4o PASSO: Desenvolver o Plano (Estratégias & Táticas) 5o PASSO: Comunicar e Implementar o Plano 6o PASSO: Revisar e Avaliar Processo de 6 PASSOS: Gestão de Categorias e Precificação
  37. 37. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS Selecionar a Categoria e Fornecedor Parceiro O Critério de seleção das Categorias a serem objeto do processo deve levar em conta o potencial de contribuição de cada categoria para os objetivos do negócio do varejista, de forma a justificar os esforços do plano. Critérios de Decisão: §  Vendas (em reais, ou em unidades); §  Lucro Bruto da Categoria (em reais, ou percentual); §  Habilidade de Aumentar Tráfego; §  Impacto na Imagem da Loja Origem dos Dados §  Dados internos de Vendas da Loja; §  Dados de Mercado/ Consumidores (dados de associações, Painel IBOPE, Pesquisas, etc) 1º. PASSO Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  38. 38. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS O Que é Uma CATEGORIA DE PRODUTOS ? “Uma Categoria é um Grupo distinto, mensurável e gerenciável de produtos/serviços que os consumidores percebam como inter- relacionados e/ou substituíveis no atendimento de uma necessidade específica”. 1º. PASSO FONTE: ECR Category Management Best Practices Report Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  39. 39. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS Estabelecer as Necessidades do Consumidor 1º. PASSO Produtos que ofereçam uma solução similar para a necessidade do consumidor: Ex: MATAR A SEDE Qual o momento de Consumo? §  Consumo imediato? §  Pack para Levar para casa? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Bebidas Não Alcoólicas Refrigerantes Chás Isotônicos Sucos Águas Energéticos Outros não- alcoólicos Cervejas Outros alcoólicos Alcoólicas
  40. 40. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS Selecionar a Categoria CATEGORIAS % NA LOJA TABACARIA 23,27% BEBIDAS ALCOOLICAS 22,88% BEBIDAS NÃO ALCOOLICAS 13,28% FAST FOOD 8,86% BOMBONIERE 8,79% CONGELADOS 5,65% BISCOITOS/ SNACKS/ APERITIVOS 4,07% TELEFONIA 3,37% NÃO ALIMENTICIOS 2,64% PADARIA 2,13% PUBLICAÇÕES 1,48% PRODUTOS LOCAIS 1,19% MERCEARIA 0,82% REFRIGERADOS 0,51% HIGIENE 0,46% Embora não seja determinante, um dos primeiros critérios para selecionarmos uma Categoria é a participação da mesma na venda da Loja. Este dado pode ser obtido fazendo uma consulta ao sistema de vendas da Loja (ex: Wincash, Seller, Rezende, etc.) 1º. PASSO Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  41. 41. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS Selecionar o Fornecedor Parceiro A parceria entre Fornecedor e Cliente é uma das relações de negócios de mais alto nível, e tanto o fornecedor como o varejista devem estar comprometidos com tempo e recursos. 1º. PASSO Qualificações Desejáveis do Fornecedor Parceiro ideal: §  Produtos de Qualidade; §  Comprometimento com o Processo; §  Histórico Positivo de Relacionamento; §  Representatividade de Vendas; §  Profundo conhecimento do consumidor; §  Acesso a informações; §  Objetivos comuns de negócios para a Categoria; §  Experiência na condução de processos de Gerenciamento de Categoria. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  42. 42. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 1o PASSO: Selecionar a Categoria & Fornecedor Parceiro 2o PASSO: Analisar a Categoria 3o PASSO: Determinar o Papel da Categoria 4o PASSO: Desenvolver o Plano (Estratégias & Táticas) 5o PASSO: Comunicar e Implementar o Plano 6o PASSO: Revisar e Avaliar Processo de 6 PASSOS: Gestão de Categorias e Precificação
  43. 43. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 2º. PASSO Analisa-se a Categoria a ser trabalhada com o Objetivo de: §  Avaliar o Desempenho atual da Categoria; §  Revelar lacunas entre o desempenho atual e o desejado; §  Identificar oportunidades; §  Preparar a base para estabelecer Metas. Bem como Estratégias e Táticas para atingí-las. A análise da Categoria é um processo colaborativo entre o Fornecedor e o Varejista. §  FORNECEDOR: §  Conhecimento do Consumidor; §  Tendências da Categoria; §  Informações de Marketing; Analisar a Categoria §  VAREJISTA: §  Dados de Volume de Vendas; §  Dados Financeiros; §  Espaços em Gôndolas; Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  44. 44. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 2º. PASSO Análise da Categoria: Avaliação sob 4 perspectivas Categoria Subcategoria Segmento Marca SKU Mercado Varejista Fornecedor Consumidor Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  45. 45. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 2º. PASSO Avaliação do Consumidor Quando compram a Categoria? §  Com que frequência compram? Onde comprar a Categoria? §  Formatos de Loja (tendências?) Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Como compram a Categoria? §  Tamanho da compra §  Compras correlatas? Tamanho da cesta. §  Compra planejada X não planejada §  Quanto é comprado em promoção §  Consumidores são fiéis?
  46. 46. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 2º. PASSO Avaliação do Mercado §  Quais as tendências de vendas e consumo da Categoria? §  Qual o share do Varejista para a Categoria, sub-categoria, segmentos, etc? §  Onde estão as maiores lacunas de oportunidades do varejista nas vendas da Categoria? §  Como se comparam as táticas de marketing do Varejista com seus principais competidores? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  47. 47. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 2º. PASSO Avaliação do Varejista §  Qual o desempenho de vendas, custos e lucros da categoria no Varejista? §  Qual a rentabilidade da Categoria? §  Como estão os níveis de estoque? §  Qual o giro e quantos dias de suprimento tem a Categoria? §  Qual o retorno sobre os ativos? §  Qual a produtividade do sortimento atual? §  Qual a eficácia das táticas de marketing para a Categoria? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  48. 48. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 2º. PASSO Avaliação do Fornecedor §  Quais as tendências e share de mercado entre os fornecedores da categoria? §  Qual a eficiência dos fornecedores da categoria? §  Que fornecedores/ marcas são mais lucrativos para o Varejista? §  Que fornecedores/ marcas são menos lucrativos para o Varejista? §  Qual a confiabilidade de cada fornecedor? §  Quais são os investimentos feitos no Varejista por cada fornecedor? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  49. 49. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 2º. PASSO Analisar a Categoria O Mais importante é: encontre OPORTUNIDADES em sua Loja! Avalie as Categorias e descubra: §  Categorias que são muito grandes em minha Loja (ou pequenas) em relação à média do mercado; §  Segmentos que estão crescendo rapidamente e eu não atendo bem (produtos orgânicos, naturais, low-carb, etc); §  Produtos lucrativos que estejam com pouco espaço em gôndola; §  Relação de preços descalibrada entre embalagens de diferentes tamanhos/quantidades (ex: lata e 600ml) §  Excesso de ítens em uma Categoria, dificultando exposição e disponibilidade; §  Etc. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  50. 50. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 1o PASSO: Selecionar a Categoria & Fornecedor Parceiro 2o PASSO: Analisar a Categoria 3o PASSO: Determinar o Papel da Categoria 4o PASSO: Desenvolver o Plano (Estratégias & Táticas) 5o PASSO: Comunicar e Implementar o Plano 6o PASSO: Revisar e Avaliar Processo de 6 PASSOS: Gestão de Categorias e Precificação
  51. 51. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 3º. PASSO Determinar o Papel da Categoria Objetivo: §  Determinar como a Categoria será posicionada perante os consumidores e como irá contribuir para o desenvolvimento dos negócios do Varejista; §  Estabelecer prioridade e importância das diferentes Categorias nos negócios globais do Varejista; §  Priorizar a alocação de recursos entre as Categorias; §  Fornecer a base para a diferenciação competitiva do Varejista. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  52. 52. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 3º. PASSO Determinar o Papel da Categoria Os papéis devem ser orientados para o Consumidor §  Devem descrever a condição desejada para cada Categoria; §  Devem ajudar Varejistas e Fornecedores a manter foco na melhor satisfação das necessidades dos consumidores; §  Devem ser coordenados e equilibrados; §  Devem ser compreensíveis. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  53. 53. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 3º. PASSO Determinar o Papel da Categoria Fatores que devem ser considerados quando selecionar um papel: §  A estratégia de Marketing do Varejista; §  Forças e Fraquezas dos principais concorrentes; §  Vendas da Categoria; §  Penetração da Categoria; §  Frequência da Categoria; §  Pode ser usada como diferencial? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  54. 54. Papéis das Categorias nas Lojas de Conveniência: DESTINO ROTINA/ PRINCIPAL SAZONAL CONVENIÊNCIA NICHO GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 3º. PASSO Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  55. 55. DESTINO Grande categoria, que impacta o negócio e leva os compradores a irem até a Loja. São produtos que servem como ponto de referência para o consumidor no momento da escolha do local de compra. O consumidor lembra da Sua Loja pelo produto que ele deseja comprar. Ex: “aquele” croissant de mumu com chocolate. ROTINA/ PRINCIPAL Compra regular de produtos da lista de compras, mas não determinam a escolha da loja. Normalmente, são produtos gerdores de lucro e compõem o espaço lógico da Compra Programada. Ex: pão francês, leite, etc. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 3º. PASSO Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  56. 56. SAZONAL CONVENIÊNCIA Categorias compradas ocasional/sazonalmente. Atingem necessidades específicas que normalmente se enquadram na compra programada ou por impulso. São geradores de lucro mas com baixa participação na margem de contribuição total da Loja. Geralmente seguem as datas do varejo. Ex: panetones, ovos de páscoa, produtos natalinos, sorvetes, etc. Categorias compradas entre visitas a outros tipos de varejo. São grandes geradores de lucros e devem ter atenção especial no momento da precificação. Muitas vezes estão classificadas como Compra por Impulso. Ex: brinquedos, bombonière, mercearia, publicações, etc. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 3º. PASSO Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  57. 57. NICHO Categoria de tamanho pequeno a médio que leva um segmento alvo de compradores à loja para comprar. Categoria de Destino para os compradores do público-alvo. Ex: figurinhas da copa, card games, charutos e cigarrilhas, etc. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 3º. PASSO Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  58. 58. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 1o PASSO: Selecionar a Categoria & Fornecedor Parceiro 2o PASSO: Analisar a Categoria 3o PASSO: Determinar o Papel da Categoria 4o PASSO: Desenvolver o Plano (Estratégias & Táticas) 5o PASSO: Comunicar e Implementar o Plano 6o PASSO: Revisar e Avaliar Processo de 6 PASSOS: Gestão de Categorias e Precificação
  59. 59. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 4º. PASSO Desenvolver o Plano (Estratégias e Táticas) Objetivo: §  Determinar as Melhores Estratégias por Categoria (ou sub-categoria); §  Escolher as Táticas Apropriadas; §  Definir os Indicadores de Performance; §  Montar um Plano Detalhado. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  60. 60. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 4º. PASSO Desenvolver o Plano (Estratégias e Táticas) Atrair Consumidores para a Loja. Impulsionar vendas de outras categorias. Gerar incremento de Margens Aumentar o volume médio da Categoria por ticket. Gerar vendas incrementais. Ajudar a definir positivamente a imagem do Varejista perante o Consumidor. Melhorar a geração de Caixa. Geração de Tráfego Geração de Lucro Aumento de Transações Reforço de Imagem Geração de Receita A Estratégia selecionada deve apoiar o Papel da Categoria e prover direção para o desenvolvimento das Táticas   ESTRATÉGIAS Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  61. 61. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 4º. PASSO Impacto das Estratégias Rotina/ Principal Destino Nicho Sazonal Conveniência Geração de Tráfego Alto Alto Baixo Baixo Baixo Geração de Lucros Alto Alto Médio Baixo Médio Aumento de Transações Alto Médio Alto Alto Baixo Reforço de Imagem Alto Alto Alto Médio Médio Geração de Receita Alto Médio Médio Alto Alto Impacto sobre os diferentes Papéis Estratégia Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  62. 62. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 4º. PASSO Principais Táticas empregadas em Lojas de Conveniências §  Premium §  Competitivo §  EDLP (Every Day Low Price) Preço §  Frequência §  Escopo (abrangência, profundidade) §  Merchandising e Promoção Cruzada Promoção §  Abrangente §  Moderado §  Apenas as Melhores Vendas Sortimento §  Lay-out §  Gerenciamento de Espaço (vendas X estoque) §  Material de Comunicação Merchandising TÁTICAS Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  63. 63. AsTáticasdevemseadequaràs Estratégiasescolhidas Geração de Tráfego Atrair Consumidores e Aumentar Market Share Aumentar Vendas Manter Lucro Bruto Precificar itens principais igual ou abaixo do mercado. Desconto em Promoções Usar comunicação externa para gerar tráfego. Usar displays dentro e fora da loja. Seleção abrangente para buscar maior número de consumidores. Itens de maior venda posicionados em lugares proeminentes baseados no fluxo da Loja. Geração de Lucros Aumentar ou manter o Lucro Manter ou Aumentar Vendas Manter e Aumentar Lucro bruto Preço igual ou acima do mercado. Testar mudanças de preços para gerar lucro Usar displays dentrp da Loja para gerar compras por impulso. Limitar oferta em itens de maior lucratividade ou aqueles de maior giro. Itens de maior lucratividade posicionados perto de itens de maior venda. Aumento de Transações Aumentar voluma da Categoria para aumentar vendas. Aumentar Vendas Aumentar Lucros das cestas de compras Preço para gerar ticket: - multi-packs; - embalagens promocionais Promoções limitadas. Podem gerar tráfego com alta margem. - Venda sugestiva. - Packs Promocionais Limitar oferta em itens mais atrativos e de maior giro. Itens posicionados perto de itens mais lucrativos e de maior venda. Reforço de Imagem Oferecer variedade de produtos a margens acima da média Manter ou aumentar vendas Neutro Preço para manter imagem. Promoções frequentes e impactantes. Grande Variedade. Itens posicionados próximos a itens com alto giro. Geração de Receita Melhorar a Geração de Caixa Aumentar Vendas Margem bruta abaixo da média. Manter lucro bruto. Preço para maximizar vendas. Alta frequência. Limitar variedade para "best-sellers". usar comunicação externa. Usar displays. Sortimento MerchandisingEstratégia Táticas Objetivo Impacto nas Vendas Impacto nos Lucros Preço Promoção
  64. 64. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 1o PASSO: Selecionar a Categoria & Fornecedor Parceiro 2o PASSO: Analisar a Categoria 3o PASSO: Determinar o Papel da Categoria 4o PASSO: Desenvolver o Plano (Estratégias & Táticas) 5o PASSO: Comunicar e Implementar o Plano 6o PASSO: Revisar e Avaliar Processo de 6 PASSOS: Gestão de Categorias e Precificação
  65. 65. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 5º. PASSO Comunicar e Implementar o Plano Objetivo: §  Garantir que todos os envolvidos no processo conheçam ps detalhes da implementação; §  Aumentar as chances de sucesso da Execução do Plano; §  Assegurar o alcance dos Objetivos do Plano. A falta de comunicação pode impactar negativamente no processo de implementação do Gerenciamento da Categoria. O gerenciamento da comunicação e implementação deve ser planejado desde o início. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  66. 66. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 1o PASSO: Selecionar a Categoria & Fornecedor Parceiro 2o PASSO: Analisar a Categoria 3o PASSO: Determinar o Papel da Categoria 4o PASSO: Desenvolver o Plano (Estratégias & Táticas) 5o PASSO: Comunicar e Implementar o Plano 6o PASSO: Revisar e Avaliar Processo de 6 PASSOS: Gestão de Categorias e Precificação
  67. 67. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 6º. PASSO Revisar e Avaliar Objetivo: §  Acompanhar os Indicadores de Performance; §  Avaliar o Progresso; §  Refinar o Plano e Ajustá-lo constantemente. Revisões de Categoria devem ser conduzidas ao menos uma vez por ano. Entretanto, revisões mais frequentes permitem ajustes mais rápidos em produtos que não estejam gerando resultados. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  68. 68. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 6º. PASSO Revisar e Avaliar Revisão da Categoria §  O passo final no processo de Gerenciamento de Categorias é conduzir uma revisão do progresso do plano com relação aos papéis das Categorias e os Indicadores de Performance, modificando o Plano quando apropriado; §  Os períodos de revisão dos Planos de Categoria devem ser definidos de acordo com cada projeto, sendo que no mínimo, uma revisão anual é recomendada; §  A base para monitoramento contínuo são os Indicadores de Perfomance, em que buscamos identificar a raiz dos problemas. Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  69. 69. GERENCIAMENTO DE CATEGORIAS 6º. PASSO Revisar e Avaliar Quais os questionamentos que devem ser feitos nas Revisões? §  Os resultados estão superando as metas estabelecidas? §  Em caso positivo, quais foram os principais agentes deste quadro? §  Em caso negativo, as Estratégias estão sendo seguidas? §  E as Táticas? Estão sendo executadas? §  Todas as Ações foram, efetivamente, implementadas? §  Quais as Ações ainda estão pendentes? §  Quais foram os principais responsáveis para o não atingimento das metas? Alguma embalagem/ sku/ sabor específico? Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  70. 70. Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis CURVA ABC DE VENDAS
  71. 71. Acurva ABC reflete a demanda de cada item nas seguintes áreas: § Giro no estoque; § Proporção sobre o faturamento no período; § Margem de lucro obtida. CURVA ABC DE VENDAS Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  72. 72. %deDemanda % Quantidade de Produtos CURVA ABC DE VENDAS Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  73. 73. Os Produtos podem ser classificados como: PRODUTOS DE CLASSE A: de maior importância, valor ou quantidade. Geralmente, correspondem a 20% do total de itens, porém podem representar de 65% a 80% da demanda (ou das vendas, ou dos lucros) num determinado período; PRODUTOS DE CLASSE B: com importância, quantidade ou valor intermediário. Correspondendo a 30% do total de itens, porém apresentam uma demanda de 15% a 25% num determinado período); PRODUTOS DE CLASSE C: de menor importância, valor ou quantidade. Refletem 50% do total de itens da Loja, entretanto apresentam uma demanda de 5% a 10% num determinado período). CURVA ABC DE VENDAS Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  74. 74. Tais parâmetros não são uma regra matematicamente fixa. Os parâmetros (os percentuais apresentados) variam de Negócio para Negócio. A definição das classes A, B e C obedece apenas a critérios de bom senso e conveniência dos controles a serem estabelecidos e é definida pelo gestor. O que importa é que a análise destes parâmetros propicie o trabalho de controle de estoque do analista cuja decisão de compra pode (e deve) se basear nos resultados obtidos pela curva ABC. Os itens considerados de Classe A merecerão um tratamento preferencial. Assim, a conseqüência da utilidade desta técnica é a otimização da aplicação dos recursos financeiros ou materiais, evitando desperdícios ou aquisições indevidas e favorecendo o aumento da lucratividade. CURVA ABC DE VENDAS Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  75. 75. Controle de Estoques Seleção de Fornecedores Negociação de Preços CURVA ABC CURVA ABC DE VENDAS Gestão de Categorias e Precificação Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis
  76. 76. Visite também: www.cardinalis.com.br www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis Obrigado! Estamos à disposição. Entre em contato! (51) 8133 3400 – Frederico Amorim (51) 9971 4069– Marcelo Louzada (51) 8105 3278 – Vladimir dos Passos (51) 3239 9554- Escritório contato@cardinalis.com.br Cardinalis Consultoria LTDA. ● Agosto/ 2015 ● Todos os Direitos Reservados. ● www.cardinalis.com.br ● www.facebook.com/ConsultoriaCardinalis

×